saiba como proteger sua loja -

Como criar uma loja virtual segura contra vírus?

Foto:imagem via pexels
imagem via pexels

A segurança do comércio eletrônico se tornou uma das principais preocupações dos empreendedores do mundo digital. Mais importante ainda, os consumidores estão mais conscientes dos riscos das transações na Internet.

De fato, apesar do aumento do número de compradores, configurando um cenário mais aceitável para as lojas virtuais, a segurança continua sendo um problema. Você precisa deixar o mais claro possível para os consumidores que eles não colocam em risco seus dados caso sejam inseridos em sua loja.

A necessidade de proteção existirá enquanto indivíduos mal-intencionados tentarem obter dados por meio de fraudes online. Afinal, ninguém quer ser enganado na Internet.

Como os vírus prejudicam sua loja virtual

Vírus: Este é o mais conhecido e muitas pessoas generalizam qualquer tipo de malware como vírus, mas existem muitas variantes. 

Por exemplo, os próprios vírus só podem se espalhar quando executados, copiando-se para outros arquivos e programas. 

Geralmente se espalha por e-mail ou dispositivos removíveis, como pen drives. Assim que você abre um e-mail ou pen drive infectado, o vírus começa a se espalhar.

Worm: Ao contrário de um vírus, ele não precisa estar em execução para se espalhar, ele envia cópias de si mesmo para outros computadores e arquivos. Ele não se camufla entre os arquivos e é mais perigoso que um vírus.

Spyware: É como um espião do seu computador, originalmente foi criado para fins de propaganda, enviando tipos de mensagens publicitárias específicas para cada perfil. 

Eles são conhecidos como adware, enquanto os keyloggers são projetados para capturar as teclas digitadas para roubar informações.

Rootkit:Capaz de burlar os mecanismos de segurança de um computador, utilizando um conjunto de técnicas de camuflagem e escondendo códigos maliciosos.

Bots e Botnets: Este tipo de malware permite o controle remoto de um computador, explorando quaisquer vulnerabilidades existentes nos programas instalados. 

Esse tipo de malware pode transformar um computador em um proxy para ataques DDOS ou envio de spam.

Backdoor: Por meio de um programa que permite o retorno de um intruso, por meio de um serviço que ele cria e modifica, permitindo assim o uso remoto.

Coloque um certificado SSL

Você deve ter notado um mini cadeado comHTTPSaparecendo na barra de navegação de alguns sites. Esta indicação comprova que a página possui um certificado digital SSL instalado.

Para criar loja virtual, saiba que todo eCommerce deve ter SSL para solicitar a inserção dos dados do cliente. É uma forma de manter as informações pessoais confidenciais dos usuários seguras no ambiente digital.

SSL é um certificado usado para proteger os dados inseridos pelos clientes em um site. Essa proteção é obtida por meio de criptografia.

Na prática, o certificado funciona assim: um usuário insere dados pessoais em um site e, uma vez inseridos, os dados são "bloqueados" para que somente o servidor do site possa acessá-los. 

O mesmo processo é repetido para qualquer informação enviada do site para o cliente, e somente o computador do cliente pode "desbloquear" o conteúdo. 

Em milissegundos, as tentativas de interceptar a mensagem falham, deixando o conteúdo.

Blinde sua loja virtual

Ter um site blindado significa combater suas vulnerabilidades e reduzir as chances de ser hackeado. Assim, você pode evitar que suas páginas sejam encerradas ou invadidas por vírus e malwares.

Certas medidas de segurança podem ser tomadas para procurar a identificação de vulnerabilidades que podem ser exploradas por usuários mal comportados. 

A melhor opção é obrigar sua loja virtual a fazer análises frequentes para encontrar as menores vagas que podem prejudicar seu negócio.

Ao blindar sua loja virtual, as ferramentas que você instalar vão te mostrar os espaços que os hackers podem entrar. Esta é uma verificação realizada por scanners de vulnerabilidade. 

Ele defende varreduras regulares de lojas virtuais. Dessa forma, fica mais fácil agir antes que algum ataque ocorra a você.

Uma grande vantagem desse processo de verificação é a capacidade de ser alertado em tempo hábil. Pois bem, desta forma, você pode realizar as ações indicadas dentro do site, diminuindo assim as chances de invasões.

Ao contrário dos requisitos de SSL, o e-commerce não exige ter uma loja virtual blindada. Porém, quanto mais você conseguir manter seu cliente seguro, mais tranquilidade ele terá na hora de comprar.

Ao contratar serviços de blindagem, procure uma agência experiente. Lembre-se de que as taxas cobradas por esses serviços geralmente são medidas em termos do número de visitas ao seu site.

Instale um WAF

Além do bloqueio, outra forma de proteger sua loja é usar um WAF (Web Application Firewall). É uma ferramenta projetada para ser proativa.

O WAF identifica e bloqueia todas as atividades suspeitas envolvendo roubo de dados, invasão e qualquer outra forma de prejudicar seus negócios em tempo real. Além disso, protege seu comércio eletrônico contra ataques DDoS.

Por funcionar 24 horas por dia de forma muito eficiente, tem alto custo de instalação e é recomendado para grandes empresas.

Com isso, você sabe agora como criar uma loja virtual segura contra vírus.

Comentários