Compartilhar Tweet 1



A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) está se preparando para o retorno das suas atividades escolares de forma presencial e, nesta segunda-feira (24/01), professores e trio gestor das escolas públicas estaduais, além de gestores e técnicos das Gerências Regionais de Educação (GRE) participaram da Semana Pedagógica para uma formação continuada. Uma das novidades para o ano de 2022 será o Currículo do Novo Ensino Médio.

De acordo com a gerente de Ensino Fundamental da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Marília Aragão, professores e gestores das escolas e das GREs participaram das atividades durante a manhã. "À tarde tivemos um encontro com os gestores somente das GREs e equipe de ensino e gestão, de forma virtual. Entre as pautas estavam o clima escolar, busca ativa, boletim de monitoramento da Covid-19  e calendário pedagógico", explica.

"Iniciamos hoje a formação continuada das equipes de todas as escolas, junto às Gerências Regionais. As informações serão levadas ao chão da escola e a novidade é currículo novo. Nesse ano, em especial, na 1ª série do Ensino Médio, teremos a implantação do projeto de vida para que o aluno tenha um horizonte, algo a construir para a sua vida", explica o superintendente da Educação Básica da Seduc e coordenador estadual do Pro-BNCC no Piauí, Carlos Alberto Pereira.

De acordo com o gestor, este é um currículo especial, pois está voltado para o interesse dos alunos da formação geral básica, itinerário formativo e projeto de vida. "A secretaria está de portas abertas pra receber todos os alunos. Venha estudar, pois faz o diferencial na vida", finaliza Carlos Alberto.


Fonte: Secretaria de Estado da Educação
Comentar
Sistema recém-criado · 25/01/2022 - 11h48

Demanda inesperada de acessos derruba site do Banco Central


Compartilhar Tweet 1



O grande número de acessos ao site do Banco Central, registrado nesta segunda (24/01) à noite, resultou na sobrecarga em um sistema recém-criado pelo banco para ajudar as pessoas a identificar se têm algum dinheiro depositado em seu nome, sem que tenha conhecimento, o que pode ocorrer em casos de devolução de cobranças indevidas de tarifas, por exemplo. As informações são da Agência Brasil.

Segundo o Banco Central, “o Sistema de Valores a Receber registrou demanda acima da esperada, mas já estamos ajustando a capacidade de atendimento”. Não há, no entanto, até o momento, qualquer previsão sobre o restabelecimento do site. “Os relatos que recebemos é de que o problema teve início ontem, após as 20h”, informou a assessoria do banco à Agência Brasil.

O BC disponibilizou, desde ontem, um serviço por meio do qual o cidadão pode consultar se tem valores a receber de instituições financeiras. O Registrato, sistema do BC que fornece um extrato das informações de uma pessoa com instituições financeiras, abriu uma funcionalidade para que o usuário verifique se tem direito a recursos.

O Registrato fornecia, até então, consultas apenas sobre dívidas (abertas ou liquidadas), abertura de contas bancárias (ativas ou inativas) e remessas de dinheiro ao exterior. De acordo com o BC, existem cerca de R$ 8 bilhões parados em bancos e demais instituições financeiras, esperando serem sacados.

Para reaver os recursos, o cidadão poderá pedir o resgate de duas formas. A primeira será diretamente via Pix na conta indicada no Registrato, caso a instituição tenha aderido a um termo específico com o BC. Nos demais casos, o beneficiário informará os dados de contato no sistema, e a instituição o meio de pagamento ou de transferência.

Aprimoramento

Na primeira fase do serviço, o Registrato divulgará R$ 3,9 bilhões que podem ser devolvidos decorrentes de contas correntes ou poupanças encerradas e não sacadas, cobranças indevidas de tarifas ou de obrigações de crédito com termo de compromisso assinado com o BC, cotas de capital e rateio de sobras líquidas de associados de cooperativas de crédito e grupos de consórcio extintos.

Ao longo do ano, o BC pretende ampliar a consulta para a devolução de valores decorrentes de tarifas ou obrigações de crédito cobradas indevidamente não previstas em termo de compromisso, contas de pagamento pré-paga e pós-paga encerradas e com saldo disponível, contas encerradas em corretoras e distribuidoras de títulos e de valores mobiliários e demais situações que resultem em valores a serem devolvidos reconhecidas pelas instituições financeiras.

Segundo o BC, os dados e os valores fornecidos no Registrato são de responsabilidade das próprias instituições financeiras. Em alguns casos, os saldos a receber podem ser de pequeno valor, mas o órgão orienta o cidadão a sacar o dinheiro que lhe pertence de forma simples e ágil, por meio do novo serviço.

Comentar

Compartilhar Tweet 1



Casimiro continua firme em seu reinado entre os streamers do Brasil e do mundo. Nesta segunda-feira (24/01), o carioca contou com autorização da Netflix para reagir ao primeiro episódio do documentário Neymar – O Caos Perfeito, transmissão que bateu recorde de audiência. As informações são do Metrópoles.

O recorde era de 511 mil pessoas acompanhando uma transmissão. Com meia hora para a live encerrar, o streamer já estava sendo acompanhado por mais de 528 mil pessoas.

O começo da transmissão ainda contou com a “presença” do próprio Neymar, que se disse agradecido por Casimiro transmitir o primeiro episódio do seu documentário. A Netflix libera os três episódios de Caos Perfeito nesta terça-feira (24/01).

 

Comentar
Atuava no órgão desde 2013 · 25/01/2022 - 08h57

Governo exonera diretor do Inep que apoiou demissionários


Compartilhar Tweet 1



O governo federal exonerou, nesta terça-feira (25/01), o diretor de Avaliação da Educação Básica do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Anderson Soares Furtado Oliveira. Ele havia assumido o cargo há oito meses. As informações são do Metrópoles.

    Luís Fortes/MEC

A demissão foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta terça. Anderson era servidor de carreira do Inep, e atuava no órgão desde 2013.

Em novembro de 2021, Furtado se solidarizou com os 35 funcionários que pediram demissão de cargos comissionados no órgão, às vésperas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Além disso, dois coordenadores-gerais do instituto também pediram para ir embora.

Ao serem desligados do órgão, os trabalhadores justificaram a saída pela “fragilidade técnica e administrativa” da gestão máxima do Inep. Em ofício enviado aos chefes de departamento, Anderson pediu que os servidores fossem valorizados e que fosse criado um consenso para que todos ficassem nos cargos.

Para ocupar o cargo de Anderson, o Ministério da Educação nomeou Michele Cristina Silva Melo, que era diretora de Estudos Educacionais do órgão.

Comentar

Compartilhar Tweet 1



Num dia de nervosismo global por causa das tensões entre Rússia e Ucrânia, o dólar ultrapassou R$ 5,50 e a bolsa caiu quase 1%, voltando a ficar abaixo dos 108 mil pontos. As expectativas em torno da reunião do Federal Reserve (Fed, Banco Central norte-americano) nesta semana também influenciaram as negociações.

O dólar comercial fechou esta segunda-feira (23/01) vendido a R$ 5,503, com alta de R$ 0,048 (+0,88%). A cotação operou em alta durante toda a sessão, chegando a R$ 5,52 na máxima do dia, por volta das 14h30. O Banco Central (BC) vendeu US$ 500 milhões das reservas internacionais com compromisso de recompra, quando a autoridade monetária pretende comprar o dinheiro de volta daqui a alguns meses.

O dia também foi tenso no mercado de ações. O índice Ibovespa, da B3, fechou o dia aos 107.937 pontos, com recuo de 0,92%. O indicador não resistiu às pressões externas e fechou em queda pelo segundo pregão consecutivo. Por volta das 14h, o Ibovespa chegou a cair mais de 2%, mas conseguiu diminuir as perdas perto do fim da sessão.

A possibilidade de conflito militar entre Rússia e Ucrânia fez os investidores internacionais comprarem dólares e títulos do Tesouro norte-americano, considerados os investimentos mais seguros do mundo. Isso aumentou a cotação da divisa em todo o planeta. Os Estados Unidos e o Reino Unido começaram a retirar funcionários das embaixadas na Ucrânia. Alguns países europeus passaram a desaconselhar viagens não essenciais à região.

Paralelamente, o mercado aguarda o resultado da reunião do Fed, que começa terça-feira (24/01) e termina na quarta-feira (25/01). Os investidores acreditam que o órgão indicará se pretende aumentar os juros básicos da maior economia do planeta a partir de março. Taxas mais altas em economias avançadas estimulam a fuga de recursos de países emergentes, como o Brasil. Desde o início da pandemia de covid-19, os juros básicos nos Estados Unidos estão entre 0% e 0,25% ao ano, no menor nível da história.


Fonte: Agência Brasil
Comentar

Compartilhar Tweet 1



A Superintendência de Ações Administrativas Descentralizadas – Sudeste (SAAD Sudeste) oficializou o início das obras no Mercado do Renascença II. A assinatura da ordem de serviço foi realizada pelo prefeito Dr. Pessoa, o superintendente Zé Nito e o engenheiro de obras Nairon Soares.

O projeto tem prazo de 12 meses e buscar trazer um novo mercado evoluído e mais seguro, com sistema de proteção contra descargas atmosféricas e combate a incêndios, estacionamento, rampas de acessibilidade, área exclusiva para cargas e descargas, equipado com instalações elétricas, sanitárias e hidráulicas, área administrativa, além de novos boxes e bancadas para os permissionários.

“É uma obra de muita importância para a região Sudeste, com o passar do tempo é natural que alguns locais precisem ser renovados, e o Mercado do Renascença II não é diferente. Muitas pessoas dependem desse lugar, por isso vamos trabalhar duro para entregar um local novo, melhor e mais seguro dentro do prazo.”, acrescentou o superintendente Zé Nito.

 


Fonte: Prefeitura Municipal de Teresina
Comentar

Compartilhar Tweet 1



O Programa de Geração de Emprego e Renda no Meio Rural (Progere II), executado pela Secretaria da Agricultura Familiar (SAF), finalizou com êxito mais um projeto produtivo, no último domingo (23/01). A Associação dos Moradores da Comunidade Santo Antônio, em Campo Maior, foi beneficiada com a aquisição de matrizes caprinas e ovinas, implantação de área de pastagem e construção de apriscos. O ato solene foi prestigiado pela diretora-geral do Progere II, Janaína Mendes, e pelo superintendente de Desenvolvimento Rural, Francisco das Chagas Ribeiro.

O valor do investimento total do plano foi de R$ 138.587,90, que inclui a contrapartida da comunidade. O recurso é resultado de um acordo de empréstimo do Governo do Piauí com o Banco Internacional de Reconstrução e Desenvolvimento (Bird), por meio do Projeto Piauí Pilares do Crescimento e Inclusão Social. A assistência técnica ficou com a empresa Campo Agropecuária.

“Essa é uma região típica de criadores de caprinos e ovinos, com pastagem própria. A atividade representa uma das principais fontes de segurança alimentar e de renda para os agricultores. A ação do Progere II é justamente a profissionalização da atividade: o produtor passa a enxergar o rebanho como uma fonte de renda, e não apenas uma atividade de subsistência”, comenta Francisco das Chagas Ribeiro, superintendente da SAF.

A agricultora familiar Gardênia Rocha agradeceu o investimento realizado na comunidade e comentou sobre a expectativa de novas ações da SAF no local. “Estamos muito felizes por essa conquista, ela nos trouxe grandes benefícios. Por meio da criação dos nossos animais, aumentamos a nossa renda. O Progere II teve essa função para nós, de beneficiar as pessoas da comunidade para que elas alcancem mais renda e qualidade de vida. Esperamos que mais ações possam ser desenvolvidas aqui”, disse.

A diretora-geral do Progere II, Janaína Mendes, assegura que a partir da organização da produção é possível a inclusão desses produtores nos mercados, seja para as compras governamentais ou para o mercado privado. “Não temos dúvidas que o projeto produtivo aqui na comunidade Santo Antônio é um exemplo de sucesso. A partir disso, a produção poderá ser comercializada para programas governamentais como o Programa de Alimentação Saudável, Programa de Aquisição de Alimentos, Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), dentre outros. Além disso, por meio do cadastro do Siraf/NE, é possível disponibilizar a produção por meio de um sistema uniformizado da agricultura familiar do Nordeste, abrindo novos canais de comercialização com o setor privado”, explica.

O Progere II tem o objetivo de aumentar a renda dos pequenos produtores rurais em situação de pobreza, mediante a concessão de incentivos financeiros e de assistência técnica para a implantação de práticas agrícolas ambiental, social e economicamente sustentáveis.


Fonte: Governo do Piauí
Comentar

Compartilhar Tweet 1



O prefeito de Teresina, Dr. pessoa, assinou nesta segunda-feira (24), o decreto N° 22.043, que dispõe sobre a conclusão do procedimento administrativo para Regularização Fundiária de 648 famílias que moram no Parque Firmino Filho, na zona Norte de Teresina.

Com a medida, fica autorizada a titulação dos terrenos pertencentes a Prefeitura de Teresina para os beneficiários, que agora passarão a ter o título de posse dos lotes que estão instalados. A ação faz parte do Programa Municipal de Regularização Fundiária (REGULARIZATHE).

O prefeito Dr. Pessoa destacou a importância da regularização fundiária na sua gestão e ressaltou que durante o seu mandato, cerca de 50 mil famílias serão beneficiadas.

“Esse é um dos passos mais firmes na minha gestão. Isso vem há décadas sem solução. A pessoa mora no local, mas não consegue investir e melhorar a sua casa. E a partir de agora, aqui em Teresina, as coisas estão acontecendo. Serão mais de mil certidões por mês em Teresina, e na zona Rural, queremos alcançar a toda a população. A nossa meta é de atingir cerca de 50 mil famílias beneficiadas durante os próximos três anos”, destacou.

O presidente da Empresa Teresinense de Desenvolvimento Urbano (ETURB) e responsável pela Regularização Fundiária do município, João Pessoinha, aponta que além do título de posse, a prefeitura também disponibilizará o registro de imóvel em definitivo.

“O prefeito acaba de assinar um decreto autorizando o município de Teresina a entregar o título de posse aos moradores do Parque Firmino Filho, mas não é só isso, nós também vamos dar entrada no cartório, para em breve, em até um ano, o cartório expedir os registros de imóveis em definitivo”, pontuou.

Comentar
573 famílias em abrigos · 24/01/2022 - 10h01

Teresina não registra desabrigados no fim de semana


Compartilhar Tweet 1



Mesmo com o tempo parcialmente nublado em algumas localidades da capital, a Secretaria Municipal de Defesa Civil (SEMDEF) não registrou novas ocorrências de famílias desabrigadas, vítimas de enchentes, no fim de semana.

“Com a diminuição das chuvas, o Rio Parnaíba baixou e não registramos novas famílias desabrigadas. Mas, por medidas preventivas, nossas equipes da Defesa Civil, e do Corpo de Bombeiros Civis continuam de plantão nas escolas monitorando e prestando toda assistência necessária às famílias”, pontuou o secretário da SEMDEF, Carlos Ribeiro.

    Visita ao ponto de apoio onde os Bombeiros Civis estão localizados na zona Norte de Teresina. Foto: SEMDEF

Na última sexta-feira (21/01), a SEMDEF emitiu o Boletim sinalizando que 573 famílias encontram fora de suas residências, um total de 55 estão em abrigos e escolas disponibilizados pela prefeitura e 518 estão em casas de familiares e amigos onde são assistidas pela Programa “Cidade Solidária”.

    Boletim SEMDEF sobre a situação das famílias – Reprodução: @defesacivil.the

Neste domingo (23/01), o prefeito Dr. Pessoa conferiu in loco os centros de acolhimento às famílias vítimas de enchentes na capital. Equipes da Defesa Civil Municipal – SEMDEF, Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas – SEMCASPI, Superintendência das Ações Administrativas Descentralizadas – SAAD, trabalham em parceria para garantir e avançar na moradia dessas famílias.

    Prefeito de Teresina visita os centros de acolhimento na zona Norte. Foto: SEMDEF

 


Fonte: Prefeitura de Teresina
Comentar

Compartilhar Tweet 1



O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) ironizou, na manhã desta segunda-feira (24/01), a sanção do Orçamento de 2022, em especial o trecho que estipula o valor de R$ 1,7 bilhão para reajuste de funcionários públicos. As informações são do Metrópoles.

    Igo Estrela

“Tem esse espaço aí de R$ 1,7 bi, mas ele é pequeno, né?! Não dá para todo mundo. Vai dar quanto para cada um? R$ 0,10 centavos de aumento? Difícil”, disse o vice-presidente, na chegada ao Palácio do Planalto.

Publicada no Diário Oficial da União (DOU) na manhã desta segunda-feira (24/01), com vetos, a sanção prevê reajuste de R$ 1,7 bilhão para servidores públicos. No entanto, a peça orçamentária não define quais categorias devem ser beneficiadas ou como os recursos devem ser aplicados. O destino da verba precisa ser especificado por um projeto de lei a ser enviado pelo governo ao Congresso.

A ideia inicial do governo era direcionar os recursos para agentes da Polícia Federal (PF), da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Departamento Penitenciário Nacional (Depen). A equipe econômica era contra a medida e argumentava que a concessão de reajuste poderia gerar pressões de outros setores do funcionalismo.

O colunista do Metrópoles Igor Gadelha apurou que o presidente deve aguardar o retorno dos trabalhos do Congresso Nacional, no início de fevereiro, para decidir se concederá ou não reajuste salarial para carreiras policiais.

Na semana passada, Mourão chegou a dizer que não havia espaço no Orçamento para conceder reajustes ao funcionalismo público. “Você sabe muito bem que não tem espaço no orçamento para isso, né?”, afirmou o general na ocasião.

Comentar
Brasil lidera o ranking · 24/01/2022 - 09h18

Média anual de raios deve subir de 77,8 para 100 milhões no Brasil


Compartilhar Tweet 1



O Brasil lidera o ranking de países com incidências de raios, com uma média de 77,8 milhões de registros por ano. O número, no entanto, é pequeno, se comparado ao total registrado nos dois últimos anos. Em 2021, caíram 154 milhões de raios em território brasileiro. Em 2020 foram 126 milhões. A expectativa é de que, ao final deste século, que a média brasileira seja de 100 milhões de raios por ano, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

    REUTERS/Amanda Perobelli

De acordo com o coordenador do Grupo de Eletricidade Atmosféricas do Inpe, Osmar Pinto Júnior as mudanças climáticas influenciam esse fenômeno, uma vez que “tempestades e raios aumentam devido à umidade do ar e altas temperaturas”.

Ele acrescenta que a incidência fica ainda maior durante a primavera e o verão, temporada que é mais propícia para esse tipo de fenômeno.

A liderança brasileira no ranking de incidência de raios por ano não é pequena. O segundo lugar, ocupado pela República Democrática do Congo, onde incidem, anualmente, 43,2 milhões de raios. Em terceiro lugar estão os Estados Unidos, com 35 milhões de raios por ano, seguidos de Austrália (31,2 milhões de raios), China (28 milhões) e Índia (26,9 milhões).

Sobre a incidência de raios observada no final do século 21 no Brasil, o coordenador do Inpe explica que, segundo a literatura, ela foi feita a partir da relação dos raios com algumas condições meteorológicas previstas pelos Modelos Climáticos Globais (MCG).

“Estes modelos, diferentemente dos modelos meteorológicos rotineiramente utilizados na previsão do tempo, permitem estimar as condições meteorológicas para períodos mais distantes, da ordem de décadas. Para minimizar as incertezas nos resultados gerados pelo MCG, rodamos o modelo 12 vezes considerando pequenas diferenças na evolução das condições ambientais e calculamos a média dos resultados”, disse ele à Agência Brasil.

O estudo, acrescenta o coordenador, utiliza um cenário de emissões de gases do efeito estufa que “corresponde a não haver nenhuma mudança significativa nas emissões” nas próximas décadas, o que hoje parece, segundo ele, ser o mais provável.

“Neste cenário é esperado um aumento da temperatura média global de quatro graus Celsius até o final do século, em relação ao período de 1961 a 1990”, acrescenta. Ainda segundo o especialista, “o padrão geral da distribuição geográfica dos raios no país não deve se alterar até o final do século, com a região norte mantendo a maior incidência e a região nordeste a menor incidência”.

A expectativa é de que as maiores altas na ocorrência de raios ocorram na Região Norte (50%). Já a Região Nordeste deve sofrer pequeno crescimento (10%). “As demais regiões devem ter aumentos na ocorrência de raios entre 20% a 40%. Aumentos maiores podem ocorrer em pequenas regiões localizadas”, acrescentou.

“Dessa forma, a atual incidência de 70 milhões de raios por ano no país deve aumentar para 100 milhões de raios por ano”, completou.


Fonte: Agência Brasil
Comentar

Compartilhar Tweet 1



Com o objetivo de estimular atividades dos chamados “nômades digitais” no Brasil, o Conselho Nacional de Imigração, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, regulamentou a concessão de visto temporário e autorização de residência a imigrante que, sem vínculo empregatício no país e fazendo uso de tecnologias da informação, possa a executar trabalhos para empregadores estrangeiros.

    Marcello Casal jr

A medida, publicada nesta segunda-feira (24/01) no Diário Oficial da União, estabelece prazo inicial de um ano de residência, que poderá ser renovado por igual período.

Para o secretário nacional de Justiça e presidente do colegiado, José Vicente Santini, a regulamentação atende tendência mundial e contribui, inclusive, com o setor de turismo. “A remuneração dos nômades digitais é de origem externa, e os recursos trazidos por esses imigrantes movimentam a economia nacional. Esse é um passo importante para que o Brasil promova um dos modelos mais modernos de trabalho”, afirmou

Entenda 

O visto temporário deverá ser requerido em qualquer repartição consular brasileira no exterior, com a apresentação dos documentos previstos na resolução, como seguro saúde válido no território nacional e a comprovação de condição de nômade digital. 

O imigrante que se encontre em território nacional poderá apresentar pedido de autorização de residência ao Ministério da Justiça pelo Sistema MigranteWeb.

Em ambos os casos, a comprovação da condição de nômade digital deverá ser feita com a apresentação de contrato de trabalho ou de prestação de serviços, entre outros documentos que demonstrem vínculo com empregador estrangeiro. Além disso, é necessário comprovar meios de subsistência no Brasil.

CNIg

O Conselho Nacional de Imigração (CNIg), conforme disposto no Decreto nº 9.873, de 27 de junho de 2019,  é órgão colegiado integrante da estrutura do Ministério da Justiça e Segurança Pública, composto por 14 órgãos e entidades. Congregando entes governamentais federais e entidades representantes das centrais sindicais, de empregadores e da comunidade científica e tecnológica, tem entre as principais competências a coordenação e orientação das atividades de imigração laboral, bem como a promoção de ações visando à atração de mão de obra imigrante qualificada para o país.


Fonte: Agência Brasil
Comentar
Valor total é R$ 4,73 trilhões · 24/01/2022 - 08h53

Presidente sanciona Orçamento de 2022, com vetos


Compartilhar Tweet 1



O presidente Jair Bolsonaro sancionou, com vetos, o Orçamento de 2022 aprovado em dezembro pelo Congresso Nacional. O valor total da despesa – previsto na Lei 14.303, publicada no Diário Oficial da União de segunda-feira (24/01) – é de R$ 4,73 trilhões. Deste total, R$ 1,88 trilhão tem como destino o refinanciamento da dívida pública federal.

    José Cruz

O resultado primário previsto na Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2022 é de um déficit de R$ 79,3 bilhões, valor que encontra-se, segundo a Secretaria-Geral da Presidência da República, “inferior à meta prevista na LDO-2022, correspondente aos Orçamentos Fiscal e da Seguridade Social da União, no valor de R$ 170,5 bilhões”.

“Essa projeção do resultado primário presente na LOA-2022 menor que aquela meta prevista na LDO-2022 decorre particularmente da elevação da estimativa de receitas primárias realizadas pelo Congresso Nacional”, informa a Secretaria.

A Secretaria ressalta que a LOA-2022 respeita o limite definido para despesas primárias previstas no teto de gastos. Ela contempla também “dotações suficientes para o atendimento das aplicações mínimas em ações e serviços públicos de saúde (R$ 139,9 bilhões) e na manutenção e desenvolvimento do ensino (R$ 62,8 bilhões)”; bem como a aprovação das Emendas Constitucionais que alteraram as regras dos precatórios, de forma a viabilizar os R$ 89,1 bilhões previstos para o programa Auxílio Brasil, que substituiu o Bolsa Família.

A LOA já considera também o novo critério de atualização dos limites individualizados do teto de gastos da União, que é de R$ 1,7 trilhão, tendo por base a projeção do IPCA de 10,18% ao ano.

“Cabe ainda mencionar que foi necessário vetar programações orçamentárias com intuito de ajustar despesas obrigatórias relacionadas às despesas de pessoal e encargos sociais. Nesse caso, será necessário, posteriormente, encaminhar projeto de lei de crédito adicional com o aproveitamento do espaço fiscal resultante dos vetos das programações”, detalha a Secretaria.

Os vetos presidenciais à proposta apresentada pelo Congresso Nacional, foram detalhados no despacho presidencial, também publicado nesta segunda-feira (24/01).


Fonte: Agência Brasil
Comentar

Compartilhar Tweet 1



O início do ano letivo de 2022 da Rede Municipal de Ensino de Teresina está marcado para o dia 07 de fevereiro. Seguindo recomendações sanitárias contra a disseminação da Covid-19, as aulas serão no formato híbrido.

“Os alunos do ensino infantil e do ensino fundamental serão divididos em dois grupos, em sistema de rodízio. Dessa forma, garantimos medidas de segurança, como distanciamento e monitoramento dos alunos em sala de aula. Como as crianças de cinco a onze anos de idade começaram agora a serem vacinadas, entendemos que ainda é cedo para um retorno 100% presencial”, explica o secretário executivo de Ensino da Secretaria Municipal de Educação (Semec), Kleytton dos Santos.

Já na Educação de Jovens e Adultos (EJA) as aulas serão 100% presencial, uma vez que a faixa etária desse público foi contemplada com as políticas de imunização da Covid-19 e que o quantitativo de estudantes por turma permite o distanciamento social, conforme orienta os Protocolos Gerais de Recomendações Higienicossanitárias.

O secretário executivo de ensino enfatiza que todos os protocolos de segurança continuarão a ser adotados nas escolas da Rede Municipal de Ensino, como o uso de máscara, álcool em gel, higienização dos espaços, garantindo assim a segurança dos profissionais e dos alunos e também de suas famílias no retorno para casa.

Passaporte de vacinação e famílias desabrigadas em escolas

Como muitos dos alunos ainda não estão em idade de imunização, a Semec não vai exigir, de início, o passaporte de vacinação para acesso às aulas. “Vamos monitorar os estudantes e se solicitado dos órgãos competentes teremos todas as informações para serem fornecidas. E à medida que a vacinação das crianças for evoluindo, baseado nesse monitoramento, nós teremos condições de assim também evoluir para o retorno cada vez mais presencial e assim voltar a uma certa normalidade”, afirma Kleytton dos Santos.

Sobre as escolas municipais que estão servindo de abrigo temporário para famílias que perderam suas casas em virtude das chuvas em Teresina, o secretário executivo de Ensino garante que elas serão desocupadas até o final de janeiro e assim viabilizar o início das aulas.


Fonte: Prefeitura de Teresina
Comentar

Compartilhar Tweet 1



Bastante populares nas academias de ginástica, os suplementos alimentares prometem melhorar a performance nos treinos e trazer resultados mais efetivos. Mas, sem acompanhamento profissional e sem seguir as orientações de uso do fabricante, os riscos podem ser muitos. A Agência Brasil conversou com a cardiologista Rica Buchler, diretora de reabilitação cardíaca do Instituto Dante Pazzanese, e com a nutricionista Priscila Moreira, que integra o Conselho Regional de Nutricionistas em São Paulo. Elas orientam sobre as formas saudáveis e seguras de melhorar o condicionamento físico.

“Ele [suplemento] tem uma gama muito ampla de variação e muitos são vendidos na internet sem controle clínico. Vemos casos de arritmias e problemas cardíacos por suplementos. Tenho muito receio. São equivocados os suplementos pré-treino pelo teor de cafeína que eles podem ter. É preciso ter cautela, mesmo seguindo as regras do fabricante”, alerta a cardiologista.

Priscila não descarta o uso de suplementos, desde que seja feito com um acompanhamento profissional. Ela aponta que é fundamental observar a rotina alimentar na hora de considerar um suplemento. “Ele serve como um recurso ergogênico, ou seja, algo que vai ajudar a melhorar a sua performance, o seu desempenho, no exercício ou um recurso para complementar o que está faltando”, explica. A nutricionista acredita que a avaliação individualizada permite um consumo saudável.

A nutricionista, que é especialista em cardiologia, tem a mesma preocupação com os suplementos que contêm cafeína. “Um adulto saudável pode consumir no dia até 400 mg de cafeína, porém, como eu sei que esse adulto realmente está saudável? Só após avaliação cardiológica, e não são todos os praticantes de esportes que procuram um cardiologista”, lamenta. Nesse sentido, a recomendação dela é, a priori, optar por produtos que não tenham esse componente. 

Rica lembra que este período requer uma atenção ainda maior, pois percebe-se o retorno de muitas pessoas aos treinos após algum tempo de sedentarismo por conta do distanciamento social em razão da pandemia. “É como forçar um carro com pouco combustível a subir uma ladeira puxada”, compara. Ela acrescenta que a forma física, o condicionamento e o ganho muscular requerem um trabalho constante. “Excesso de cafeína pode levar a um efeito maléfico cardíaco porque ele está estimulando a musculatura que não está preparada”, orienta.

Complemento

A médica explica que as fórmulas dos produtos são variadas e vão de “cafeína [com doses elevadas] até substâncias que aumentam o calor corporal”. Ela acrescenta que não se enquadram nesse rol os produtos como Whey Protein. “É uma reposição de proteína que pode ser adicionada à rotina de pessoas que fazem atividade física, de forma diluída”, aponta, ao acrescentar, no entanto, que uma dieta balanceada pode já oferecer as proteínas necessárias. A cardiologista ressalta ainda a necessidade de acompanhamento profissional.

Para Priscila, o uso dessas substâncias que podem ser consideradas complementares, pois já são produzidas pelo organismo, também pode representar risco à saúde se consumidos em excesso. “Não adianta um indivíduo não ter um consumo diário de proteína adequado e apenas usar o suplemento. Ele é um complemento para que esse consumo seja aumentado diante do objetivo que ele tenha com treinamento. Aí existe um risco de consumo caso o indivíduo já tenha, por exemplo, um consumo alto de proteínas ao longo do dia e ele fizer um consumo de um suplemento de proteínas. Há risco de sobrecarregar, por exemplo, a função renal dele”, aponta, ressaltando a necessidade de uma avaliação nutricional prévia.

Desafio no TikTok

Nas redes sociais, o uso de suplementos sem diluição se tornou um desafio entre alguns usuários do TikTok. A prática é mais comum fora do Brasil, mas é possível acessar vídeos que mostram pessoas ingerindo o produto em pó e que, em seguida, apresentam tremores nas mãos, provocados pelo produto. “Não faltam exemplos na mídia de pessoas que têm infarto jovem ou que têm problema em academia, como arritmias, e, às vezes, óbito. É muito arriscado”, alerta.

A cardiologista explica que, mesmo fazendo a ingestão de uma mesma quantidade que, pela recomendação, deveria ter sido diluída, há muita diferença para a superfície de absorção do corpo. “Se você diluir na água, o suplemento vai ser absorvido uniformemente na parede do estômago.”

Ela acrescenta que mesmo os produtos que considera mais seguros podem trazer sobrecarga para algum órgão. “Ao tomar o pó, ele vai estar na forma pura, muito mais potente. Até no caso do Whey, por exemplo, mesmo não tendo cafeína, se tomado dessa forma, quem depura tudo isso – o excesso de proteína, quem elimina – é a creatina, é o rim, e o órgão tem um limite para filtrar”, explica.

Priscila acrescenta que o consumo sem diluição, especialmente dos produtos que possuem cafeína, pode provocar desidratação pelo efeito diurético deles. “Espera-se que, para o início do treinamento, a gente tenha um consumo de água de pelo menos em torno de 250 até 500 ml, dependendo do tamanho do peso do indivíduo”, orienta.

E a desidratação também traz riscos à saúde do coração. “Quando eu consumo um suplemento que tem ativos que aceleram a diurese ou ativos que até fazem com que a pessoa transpire mais, e sem o consumo de água, ela pode ter até problemas relacionados à função cardíaca mesmo, com a elevação dos batimentos cardíacos, em decorrência de uma desidratação. A gente chama de hiponatremia”, explica.


Fonte: Agência Brasil
Comentar
Mais de 240 mil contribuintes · 23/01/2022 - 10h28

IRPF: Receita abre amanhã consulta para lote residual de restituições


Compartilhar Tweet 1



A Receita Federal vai liberar pela manhã da segunda-feira (24/01) a consulta ao lote residual de restituições do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) para mais de 240 mil contribuintes que caíram na malha fina do leão nos últimos anos por inconsistências nas declarações do imposto de renda, mas que acertaram as pendências com o Fisco.

    Marcelo Camargo

As restituições serão depositadas diretamente na conta bancária informada na Declaração de Imposto de Renda. A soma dos valores restituídos é superior a R$ 281 milhões, desse total, mais de R$ 96 milhões serão pagos a 43.306 contribuintes que têm prioridade legal, como idosos acima de 60 anos, pessoas com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave e contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

Foram contemplados também 197.438 contribuintes não prioritários que entregaram a declaração até o dia 16 de janeiro de 2022.

Para o contribuinte consultar se está no lote residual deve acessar a página da Receita na internet, clicar em "Meu Imposto de Renda" e, em seguida, em "Consultar a Restituição". 

Se, por algum motivo, o crédito não for realizado, os valores ficarão disponíveis para resgate por até um ano no Banco do Brasil. Neste caso, o contribuinte poderá reagendar o crédito dos valores de forma simples e rápida pelo Portal BB, acessando o endereço: https://www.bb.com.br/irpf, ou ligando para a Central de Relacionamento BB por meio dos telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos).

Caso o contribuinte não resgate o valor de sua restituição no prazo de um ano, deverá solicitá-lo pelo Portal e-CAC, disponível no site da Receita Federal, acessando o menu Declarações e Demonstrativos > Meu Imposto de Renda e clicando em "Solicitar restituição não resgatada na rede bancária".


Fonte: Agência Brasil
Comentar

Compartilhar Tweet 1



Estudo conduzido por pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e colaboração de pesquisadores do Hospital Universitário de Oslo, na Noruega, mostrou que 31,4% das pessoas internadas por trauma no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina (HC/FM-USP) apresentavam traços de consumo de substâncias psicoativas.

O álcool foi a substância mais encontrada, com 23%, seguido da cocaína (12%) e da maconha (5%). Em 9% das amostras de sangue foram encontrados sinais de mais de uma droga.

O estudo foi feito entre julho de 2018 e junho de 2019 com pacientes maiores de 18 anos que tiveram lesões traumáticas por acidentes de trânsito, quedas e episódios de violência, como agressões, armas de fogo e esfaqueamentos.

Entre os pesquisados, 44% apresentaram algum padrão de consumo prejudicial de álcool. Com idade média de 36 anos, os 376 participantes do estudo, dos quais 80% eram homens, foram recrutados dentro do próprio Hospital das Clínicas. As amostras de sangue eram coletadas depois de os pacientes já estarem estabilizados, no máximo seis horas depois do acidente. Os voluntários também responderam questões socioeconômicas.

Segundo a pesquisa, das hospitalizações analisadas, 56% foram causadas por acidentes de trânsito, e quase metade deles envolveu motociclistas. Entre estas pessoas, 31% tiveram resultado positivo em testes sobre uso de entorpecentes. Entre os voluntários do estudo, a prevalência de consumo de substâncias psicoativas era maior em homens (35%), indivíduos entre 18 e 39 anos (41%), solteiros (43%) e pacientes que sofreram traumas no período noturno (44%).

“São grupos que tendem a consumir mais drogas e a se expor mais a situações de risco. O álcool ainda é a substância de maior preocupação em questão de saúde pública. O dado interessante é que os mais impactados por esses acidentes foram os motociclistas. Pela primeira vez, motociclistas ultrapassaram pedestres em taxa de letalidade, porque eram o principal grupo atingido. Desde 2018, eles ocupam a primeira colocação, talvez pelo aumento do número de aplicativos de entrega”, disse Henrique Bombana, um dos autores do estudo e pesquisador colaborador do Centro de Ciências Forenses da FM-USP.

Bombana destacou que, quanto mais grave o acidente, maior a prevalência do uso de drogas. “Alguns estudos já demonstram que pacientes com lesões traumáticas que fizeram uso de substâncias estimulantes, como cocaína, tendem a ter lesões mais graves do que aqueles que não usaram nada. Nós conseguimos observar, comparando com outros estudos, que também com motoristas no trânsito, a sequência do uso do álcool e drogas aumenta com relação a acidentes e mortes."

Treze por cento dos participantes da pesquisa foram hospitalizados em decorrência de atos violentos. Metade apresentava lesões por armas de fogo, um quarto por agressões físicas e um quinto por traumas penetrantes, como esfaqueamentos. Nesse grupo, foi maior a prevalência de uso de álcool e drogas ilícitas (44%) e mais baixa a média de idade (31 anos). Nas agressões físicas, as amostras positivas para entorpecentes chegaram a 75%.

As internações provenientes de quedas representaram 32% dos indivíduos, com idade média de 42 anos, dos quais 29% haviam consumido álcool ou drogas ilícitas. O estudo também indicou que a prevalência do uso de cocaína foi maior entre os pacientes e que a combinação entre álcool e cocaína foi a mais encontrada nas amostras dessa investigação.

De acordo com Bombana, não havia dados sobre o uso dessas substâncias entre pacientes graves de traumas e a existência de tais informações poderia contribuir para a elaboração de políticas públicas de conscientização e prevenção. Para o pesquisador, ainda é preciso aprofundar os estudos com relação ao tema, mas é possível afirmar que é necessário que fiscalizar, principalmente no trânsito, não só o consumo de álcool, que já é feito, mas de outras drogas, como cocaína e maconha. “Existem alguns métodos para isso, mas não são usados no Brasil, também por falta de investimento”, afirmou.


Fonte: Agência Brasil
Comentar
Tentaram ferir os jogadores · 23/01/2022 - 10h10

Torcedor do São Paulo invade campo com faca na semifinal da Copinha


Compartilhar Tweet 1



Um torcedor do São Paulo invadiu o gramado da Arena Barueri na semifinal da Copa São Paulo de Futebol Júnior armado com uma faca. As informações são do Metrópoles.

A partida se encaminhava para o fim quando alguns torcedores do São Paulo invadiram o campo. Os jogadores do Palmeiras evitaram e se defenderam das agressões e a faca foi encontrada e ficou em posse da arbitragem da partida.

Os torcedores foram retirados do gramado e o fato deve ser relatado em súmula. O Palmeiras venceu o São Paulo por 1 x 0 e está na final da Copinha para enfrentar o Santos.

 

Comentar
Começam a vigorar em Abril · 22/01/2022 - 10h23

Código de Trânsito Brasileiro completa 24 anos hoje


Compartilhar Tweet 1



O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) completa 24 anos neste sábado (22/01), com mudanças introduzidas por meio da Lei 14.229 de outubro de 2021, e que começarão a valer a partir de abril.

    Divulgação/DETRAN-DF

Entre as principais modificações estão as que tratam da aplicação de multa sobre carros de pessoas jurídicas sem identificação de condutor e da fiscalização do limite de peso de veículos ou combinação de veículos de transporte de carga. Outras, como a aplicação do efeito suspensivo para os motoristas que cometerem alguma infração, só passarão a valer a partir de 2024.

As regras para a aplicação de multa por Não Indicação de Condutor (NIC) no caso de pessoa jurídica proprietária de veículo mudarão. Atualmente, a legislação prevê multa com valor equivalente à multiplicação pelo número de infrações cometidas pelo veículo no período de 12 meses.

A alteração que vai entrar em vigor em abril, diz que se o infrator não for identificado no prazo de 30 dias, será mantida a multa originada pela infração e lavrada nova multa à pessoa jurídica proprietária do veículo, cujo valor será igual a duas vezes o da multa originária, “garantidos o direito de defesa prévia e de interposição de recursos”.

Outra mudança que vai começar a valer a partir de abril é a que trata da competência da Polícia Rodoviária Federal (PRF), no âmbito das rodovias e estradas federais. A mudança insere entre as atribuições do órgão a realização de perícia administrativa nos locais de acidentes de trânsito. Antes não existia tal previsão.

A partir de abril, também começará a valer as mudanças na parte do código que trata da fiscalização do limite de peso de veículos ou combinação de veículos de transporte de carga com peso regulamentar igual ou inferior a 50 toneladas.

O texto em vigor diz que somente poderá haver autuação, durante a pesagem, quando o veículo ou a combinação de veículos ultrapassar os limites de peso fixados pelo pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

A legislação manteve o percentual de 5% sobre os limites de peso bruto total ou peso bruto total combinado, mas aumentou a tolerância do peso máximo por eixo que subirá, casos de 10% para 12,5% sem que haja a aplicação de penalidades. O texto diz ainda que, a partir do dia 30 de setembro deste ano, caberá ao Contran regular o excesso de peso dos veículos.

Nos casos de permissão especial para o tráfego em via pública, caberá ao Contran determinar os requisitos mínimos e específicos a serem observados pela autoridade com circunscrição sobre a via quando o veículo ou a combinação de veículos trafegar exclusivamente em via rural não pavimentada. Vale lembrar que tipo de autorização especial de trânsito, deve ter prazo certo, válida para cada viagem ou por período, atendidas as medidas de segurança consideradas necessárias.

Outra novidade neste ano é a nova Carteira Nacional de Habilitação (CNH), que começará a valer a partir de 1° de junho. O documento vai ganhar uma nova versão para preencher requisitos internacionais de segurança. Entre as alterações, a CNH vai passar a registrar categorias novas como A e A1, B e B1, C e C1 e assim por diante, identificando os tipos de veículo que o condutor está apto a dirigir.

Os condutores não serão obrigados a trocar sua CNH pela nova versão. A substituição ocorrerá gradualmente à medida em que houver necessidade de renovação do documento ou de emissão de segunda via.

Para 2024, a principal alteração no CTB está relacionada ao efeito suspensivo para condutores que cometeram alguma infração. A partir de 1º janeiro de 2024, a legislação passará a conceder efeito suspensivo das penalidades automaticamente para os condutores durante a fase de recurso.

Até o momento, o efeito suspensivo da penalidade, é concedido mediante solicitação do motorista que estiver com processo administrativo aberto e está condicionado ao julgamento do órgão.

Com a mudança, a aplicação das punições só ocorrerá, após o término do processo administrativo. Ou seja, o pagamento de multas não poderá ser obrigatório, nem impedir quaisquer procedimentos, como renovação de carteira, licenciamento ou transferência de propriedade do veículo até o término da fase final do julgamento, em segunda instância. A legislação também estabelece prazo de até 24 meses para o julgamento dos recursos, em cada instância.

Desde outubro do ano passado, outras medidas já estão valendo, como a que trata das informações referentes às campanhas de chamamento de consumidores para substituição ou reparo de veículos, o chamado recall, realizadas a partir de 1º de outubro de 2019 e não atendidas no prazo de um ano, contado da data de sua comunicação, deverão constar do Certificado de Licenciamento Anual do veículo. Caberá ao Contran regulamentar a inserção da informação na documentação.


Fonte: Agência Brasil
Comentar
Concurso 2.446 · 22/01/2022 - 10h20

Mega-Sena deve pagar R$ 22 milhões neste sábado


Compartilhar Tweet 1



O concurso 2.446 da Mega-Sena deve pagar nesta sábado (22/01) o prêmio de R$ 22 milhões a quem acertar as seis dezenas.

O sorteio será realizado às 20h no Espaço Loterias Caixa, no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo.

O último concurso (2.445), na última quarta-feira (19/01), não teve acertadores das seis dezenas.

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal.

A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 4,50.


Fonte: Agência Brasil
Comentar

Compartilhar Tweet 1



O Rei Pelé retornou nessa quinta-feira (20/01) ao Hospital Albert Einstein, em São Paulo, para seguir na quimioterapia, após a retirada de um tumor no cólon, que aconteceu em setembro.

    Reprodução do Instagram

Segundo informações da ESPN, o ex-jogador passou alguns dias no hospital para fazer um estadiamento. O processo serve para confirmar a localização exata e determinar a extensão do câncer no corpo, verificando se a doença se espalhou mais ou não.

No momento, Pelé tem um tumor no intestino, um no fígado e o início de um no pulmão, de acordo com reportagem da ESPN. Por conta da situação frágil, ele segue sendo monitorado de perto.

 

Comentar

Compartilhar Tweet 1



Eleitores de todo o país, além de partidos políticos e candidatos, poderão consultar o Guia Orientativo Aplicação da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) para as eleições de 2022. 

    Wilson Dias

Elaborado pela Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), o documento traz orientações sobre como proteger informações importantes e como proceder caso haja violação ou vazamento de bancos de dados privados.

“A sua identidade pode ser roubada. Outra pessoa pode abrir crediários, fazer financiamentos, usando dados que foram retirados da sua privacidade”, explicou Waldemar Gonçalves Júnior, presidente da ANPD. Para ele, a implementação da LGPD no Brasil foi o ponto crucial de consolidação de normas que antes eram fragmentadas em vários códigos brasileiros, como a Constituição.

“A LGPD veio centralizar todos os direitos numa lei baseada na lei europeia. Ela nos coloca em um cenário com outros 130 países e fornece segurança jurídica às empresas que queiram entrar no nosso país”, complementou.

Sobre a aplicação de punições em casos de empresas que descumpriram a lei, Waldemar Gonçalves Júnior explicou que não há intuito do governo em punir sem critérios, mas que o desrespeito ao consumidor é passível de multas severas. “A autoridade não quer punir. Ela quer que direitos sejam respeitados. “A punição vamos utilizar para quem não tiver essa sensibilidade. Tem surtido bastante efeito. Qualquer desacordo com a nossa LGPD pode ser punido dentro da esfera legal. As multas podem chegar a R$ 50 milhões.”

Waldemar Gonçalves Júnior explicou, ainda, que não há uma cultura de segurança de dados no Brasil, e que há uma parceria da agência com o Ministério da Educação para criar material didático voltado ao público infanto-juvenil sobre a importância da divulgação de conteúdo pessoal na internet, assim como informações sensíveis que podem ser usadas desfavoravelmente por criminosos.


Fonte: Agência Brasil
Comentar

Compartilhar Tweet 1



A primeira edição inédita do Ciência é Tudo neste ano destaca as novidades para o desenvolvimento do setor no país em 2022. A produção da TV Brasil traça um panorama sobre as projeções de avanço para a promoção da ciência e da tecnologia. O programa vai ao ar neste sábado (22/01), às 9h30.

    Divulgação/UFMG

Os desafios contemplam vários cenários dentro desse campo de conhecimento. Os entrevistados pela equipe da emissora pública fazem uma projeção do que se esperar para os próximos meses. Eles analisam as circunstâncias e revelam as expectativas positivas para a área. A atração ainda indica datas marcantes para as ciências naturais como a astronomia.

O programa reúne informações sobre o progresso dos parques tecnológicos em território nacional. Especialistas analisam a importância do fomento ao empreendedorismo nesses centros localizados em diversas regiões do Brasil. De acordo com os pesquisadores, a inovação e o conhecimento são pilares para a estruturação dos principais negócios científicos e incubadoras no país.

O valor intangível dos institutos de pesquisa é uma das máximas apresentadas nessa edição do Ciência é Tudo. As experiências de sucesso no incremento aos parques tecnológicos são ressaltadas com diversos exemplos em que o estudo de ponta faz a diferença para o desenvolvimento de sistemas nacionais de inovação.

Estudiosos e autoridades comentam os novos paradigmas para o segmento. A produção investiga de que maneira projetos estruturantes podem contribuir para a ampliação do investimento em ciência e tecnologia. Entre os aspectos abordados estão financiamento, recursos, orçamento e fundos para a área. O incentivo a sinergia com obras de infraestrutura pode ajudar a transformar conhecimento em riqueza.

Waldecir de Oliveira mostra ainda curiosidades no programa da TV Brasil que aborda a natureza do vidro, um material descoberto há milênios e que é essencial para a humanidade. Essa substância é tão importante que a Organização das Nações Unidas definiu 2022 como o Ano Internacional do Vidro. Uma reportagem explica as propriedades características dessa combinação de matérias-primas.

Sobre o programa

Desde 2020, o Ciência é Tudo apresenta informações sobre a história da ciência, invenções do ser humano, curiosidades e reflexões sobre o impacto da ciência e da tecnologia no dia a dia das pessoas. Também aborda as novidades sobre investimentos e políticas públicas para fomento científico. O programa é uma parceria da TV Brasil com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI).

Em sua segunda temporada, o programa está mais dinâmico e com novos quadros. O programa segue com a missão de promover divulgação científica e ajudar o telespectador a entender a ciência por trás dos fenômenos cotidianos.

Na primeira temporada, o programa se adaptou às necessidades impostas pela pandemia de covid-19, e abordou diversos temas relacionados ao coronavírus, como as pesquisas para desenvolvimento de vacinas e equipamentos e a busca de tratamento adequado.

A ciência no cotidiano também inspirou episódios sobre biologia, física, química, matemática, engenharia, cinema e astronomia, entre outras áreas. E ainda, uma viagem ao Maranhão mostrou detalhes sobre o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), em operação desde 1989 para lançar foguetes.

#VemVer

A programação de verão da TV Brasil traz novidades para a grade da emissora. Clássico da teledramaturgia, a novela A Escrava Isaura (2004) está em cartaz em um novo horário na faixa nobre, mais cedo, às 20h.

Além do folhetim, o canal apresenta atrações inéditas para públicos de todas as idades. A garotada vai se divertir com o programa de receitas divertidas Tem Criança na Cozinha e as séries infantojuvenis Bugados e D.P.A. - Detetives do Prédio Azul.

Destaques também para produções de dramaturgia como os filmes da coleção da trupe de humoristas Os Trapalhões, a histórica série brasileira Águias de Fogo e o clássico internacional Guerra e Paz. Outra atração é o musical e culinário Canto e Sabor do Brasil. Confira essas e outras atrações na TV, tablet ou celular sintonizados na TV Brasil.


Fonte: Agência Brasil
Comentar

Compartilhar Tweet 1



A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), por meio do Programa ‘Abrace Nós’, realiza nomeação de PCD na SAAD Sudeste, nesta sexta-feira (21/01). O prefeito Dr. Pessoa tem o objetivo de empregar pessoas com deficiência em todas as secretarias municipais.

O Programa ‘Abrace Nós’ promove encaminhamentos para capacitação e seleção de vagas de emprego para que pessoas com deficiência possam ingressar no mercado de trabalho.

O secretário da Semcaspi, Allan Cavalcante, comenta sobre a importância do programa de inclusão das pessoas com deficiência ao mercado de trabalho. “É muito importante este momento por estarmos aqui, na SAAD Sudeste, apresentando mais uma pessoa com deficiência ao mercado de trabalho. Jony Moreira foi capacitado, foi qualificado e foi incluído no mercado de trabalho, por meio do Abrace Nós. Esse programa da Semcaspi foi idealizado pelo prefeito e é mais uma meta cumprida, mais um compromisso realizado e assumido pela gestão”, pontuou.

Janete Caminha, coordenadora do programa ‘Abrace Nós’, fala sobre a ingressão ao mercado de trabalho do assistido. “Ele fez o cadastro, nós orientamos e enviamos o currículos para as seleções nas empresas. Para a gente é uma felicidade, pois ele é um PCD que queria ser inserido no mercado de trabalho e hoje ele tem a oportunidade de começar no seu primeiro dia de trabalho”, ressaltou.

Jony Moreira, assistido pelo programa ‘Abrace Nós’, foi nomeado para o cargo de agente de portaria e fala sobre a oportunidade de trabalho. “Eu agradeço a Semcaspi, que está me possibilitando um emprego e agradeço ao programa ‘Abrace Nós’, que me acolheu”, falou.

CADASTRO DE USUÁRIOS
Para se cadastrar no Programa Abrace Nós, a pessoa com deficiência deve ir a sede da Semcaspi, na sala do programa, com a seguinte documentação: documentos de identificação pessoais; currículo; laudo da deficiência; e o laudo do Centros de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest). Para mais informações, entrar em contato com: (86) 99499-6718; (86) 3131-4746; (86) 3131-4745.


Fonte: Prefeitura de Teresina
Comentar

Compartilhar Tweet 1



Rio de Janeiro – O velório da cantora Elza Soares acontece na manhã desta sexta-feira (21/01) no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. O corpo da cantora, que morreu aos 91 anos nessa quinta (20/01), chegou por volta das 7h no teatro, no centro da cidade. As informações são do Metrópoles.

A primeira parte do velório será restrita para família e amigos íntimos até as 10h. Em seguida, será aberto ao público até as 14h para os fãs da cantora prestarem a última homenagem.

Elza Soares será enterrada no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap. O translado do corpo da artista será feito por um carro do Corpo de Bombeiros, com trajeto passando pela Avenida Atlântica.

O velório no cemitério assim como o enterro serão restritos aos familiares e amigos. O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), decretou luto oficial de três dias na cidade pela morte de Elza Soares.

Trajetória de sucesso

Com uma voz rouca inconfundível, Elza Soares iniciou a trajetória nos concursos de rádio, no anos 1950. Nas décadas seguintes, construiu uma grande trajetória no samba.

Ao longo da brilhante carreira, a cantora lançou 34 discos. O disco A Mulher do Fim do Mundo foi eleito pelo jornal The New York Times como um dos 10 melhores do ano de 2016. O último álbum dela foi Planeta Fome, lançado em 2019.

Comentar