• Prefeito Leo Leite (PP) se reelege com 53,50% dos votos em Pedro Laurentino

    Prefeito Leo Leite (PP) se reelege com 53,50% dos votos válidos, o que corresponde a 1.271 votos. Já o candidato do PT Gilson Eugenio ficou em segundo lugar com 47,50%. Confira abaixo os dados do TSE.

     

  • Empresário perde o controle do carro e morre em acidente no Sul do Piauí

    O empresário do ramo de transporte, conhecido como Alex Capuchu, de 42 anos, morreu após sofrer um acidente de carro, na sexta-feira (22/05), na BR-020, próximo à entrada da cidade de Pedro Laurentino, aproximadamente 14 km do município de São João do Piauí. As informações são do Portal Sanjoanense.

    Segundo informação de familiares, o empresário vinha de Teresina conduzindo uma camionete Nissan Frontier e rebocando outra camionete, quando perdeu o controle do carro, saiu da pista e tombou.

    Alex era o único sem cinto, foi sacado para fora do veículo quebrando um braço e algumas costelas. O homem foi atendido no hospital estadual Teresinha Nunes de Barros em São João do Piauí e pela manhã transferido para Floriano em uma ambulância.

    Alex chegou a ser internado no Hospital Regional Tibério Nunes. Segundo informações extraoficiais, passou por uma cirurgia, reagiu bem ao procedimento, mas depois apresentou complicações que o levou ao óbito.

        Reprodução

     

  • Demolição de igreja no Piauí causa polêmica e caso vai parar no MP

     

    A demolição de uma igreja e a construção de uma nova está dando o que falar no município de Pedro Laurentino, região de São João do Piauí, no Sul do estado. Alguns fiéis estão insatisfeitos com a situação, criaram um abaixo-assinado e procuraram o Ministério Público do Piauí querendo uma providência.

     

    O caso foi apresentado como denúncia na Promotoria de Justiça de São João do Piauí por meio do e-mail institucional, com um abaixo-assinado produzido por fiéis católicos da Paróquia Bom Jesus, de Pedro Laurentino, em que pedia a não demolição do templo da Igreja Bom Jesus e não construção de outro templo, situado na rua Maria Beronisa de Sousa, Centro.

     

    O promotor Jorge Luiz da Costa Pessoa indeferiu a notícia fato, já que não cabe ao Ministério Público tratar de direito religioso, no que se refere a litígio dentro da própria religião.

        Reprodução

     

    Confira a matéria completa

     

     

  • Ministério Público expede recomendação para realização de concurso público em Pedro Laurentino

    O Ministério Público do Estado do Piauí, expediu recomendação para que o município de Pedro Laurentino deflagre concurso público para regularizar situação de vacância de cargos.

    Foi recomendado pelo MPPI ao prefeito que, em um prazo de 15 dias, inicie as providências para que o concurso aconteça. A prefeitura precisa providenciar, entre outras coisas, a contratação da empresa que organizará o certame público. Será necessária a abertura de contas correntes para recebimento dos valores pagos a título de inscrições no certame, de forma a possibilitar a tomada ou prestações de contas dos responsáveis ou dirigentes dos órgãos da Administração Municipal, para exame e julgamento pelo Tribunal de Contas do Estado.

    A gestão municipal tem o prazo de 10 dias para enviar resposta sobre o acatamento da recomendação e o não cumprimento dos pedidos feitos pelo Ministério Publico podem resultar em ação civil publica, por ato de improbidade.

     

     

  • Justiça determina que prefeito Léo Leite realize concurso público em até 45 dias

    A 2ª promotoria de Justiça determinou ao prefeito Léo Leite, de Pedro Laurentino, que no prazo de 45 dias seja realizado concurso público no município. A recomendação se deu porque o órgão ministerial recebeu a representação de que o prefeito de Pedro Laurentino havia feito contratos de parentes. As informações são do Portal Mandacaru.

     

    Segundo a Promotoria de Justiça de São João do PI, no procedimento preparatório convertido em Inquérito Civil, ficou constatada a existência de número considerável de servidores públicos com vínculo temporário na prefeitura de Pedro Laurentino, preenchendo cargos de natureza rotineira e permanente da administração pública.

    O Promotor de Justiça, Jorge Luiz da Costa Pessoa, determinou que o prefeito fizesse a exoneração de todos os servidores que estivessem ocupando cargo público sem concurso. 

     

     

  • Pedro Laurentino está na lista do INMET com alerta para chuvas e ventos intensos

    O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) emitiu alerta com grau de severidade 'Perigo Potencial' para chuvas intensas nesta quarta (04) e quinta-feira (05/12), em várias cidades do Piauí.

    O aviso é para as áreas Sudeste, Centro-Norte e Sudoeste Piauiense, que podem ter chuva entre 20 e 30 mm/h ou até 50 mm/dia, ventos intensos (40-60 km/h). Baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.

    O INMET recomenda as seguintes instruções:

    Em caso de rajadas de vento: (não se abrigue debaixo de árvores, pois há leve risco de queda e descargas elétricas e não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda).

    Evite usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada.

    Obtenha mais informações junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193)

     

  • MPPI ingressa com ação de improbidade contra ex-prefeito de Pedro Laurentino

    A 2ª Promotoria de Justiça de São João do Piauí, que tem como titular o promotor de Justiça Jorge Pessoa, ajuizou ação civil pública por ato de improbidade administrativa em face do ex-prefeito do município de Pedro Laurentino, Hernande José de Sá Rodrigues, no exercício do seu mandato em 2013.

    O inquérito instaurado constatou que o ex-Prefeito do Município, de forma irregular, realizou contrato de locação de um veículo pelo valor mensal de R$ 7.495,57, pertencente a Jackson Eugênio Lima Rodrigues, primo do ex-prefeito. Essa contratação irregular de locação gerou despesa aos cofres do Município de Pedro Laurentino, pagos por meio de empenhos totalizando um valor de R$ 43.029,93.

        Foto: Reprodução

     

  • Pedro Laurentino | Participa de Reuniões de Planejamento com o objetivo de parcerias

    A primeira reunião de planejamento e acompanhamento do Censo Demográfico 2020 foi realizada nessa quarta-feira (13/11) no município de Pedro Laurentino, na Câmara Municipal.

    O objetivo das Reuniões de Planejamento e Acompanhamento do Censo (REPACs) é obter a participação da comunidade local, dando transparência à operação do Censo Demográfico no município e buscando, junto à sociedade, apoio e parcerias para viabilizar as atividades censitárias.

        Foto: AsCom/ Prefeitura de Pedro Laurentino

     

  • Pedro Laurentino | Primeira reunião de planejamento e acompanhamento do Censo Demográfico 2020

    A primeira reunião de planejamento e acompanhamento do Censo Demográfico 2020 foi realizada nessa quarta-feira (13/11) no município de Pedro Laurentino, na Câmara Municipal.

    Na ocasião, Isabela Moura, Coordenadora de Área do Censo Demográfico 2020, explicou como a pesquisa será aplicada no município, disponibilizando 02 vagas para recenseadores, os quais serão selecionados após a divulgação do Edital, que deverá ser lançado em março de 2020.

    Confira:

        Foto: AsCom/ Prefeitura de Pedro Laurentino

     

  • Processo administrativo apura suposto caso de nepotismo praticado pelo prefeito de Pedro Laurentino

    O Ministério Público do Estado do Piauí, por meio da 2ª promotoria de Justiça de São Julião, instaurou procedimento administrativo para apurar suposto caso de nepotismo praticado pelo prefeito de Pedro Laurentino, Leôncio Leite de Sousa. A portaria nº 280/2019 é do promotor Jorge Luiz da Costa Pessoa.

     

    Segundo o enunciado de Súmula Vinculante nº 13, editada pelo STF "A nomeação de cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, inclusive, da autoridade nomeante ou de servidor da mesma pessoa jurídica investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento, para o exercício de cargo em comissão ou de confiança ou, ainda, de função gratificada na administração pública direta e indireta em qualquer dos poderes da união, dos estados, do distrito federal e dos municípios, compreendido o ajuste mediante designações recíprocas, viola a constituição federal".

    Confira a matéria.

Carregar mais