Liberdade de Expressão · 11/08/2015 - 09h42 | Última atualização em 11/08/2015 - 10h08

180 usa escolta da PM para apurar a morte de jornalista em Camocim-CE

180 usa escolta da PM para apurar a morte de jornalista em Camocim-CE


Compartilhar Tweet 1



O 180 esteve no município de Camocim, no Ceará, cobrindo os desdobramentos da execução do radialista assassinado com três tiros - um na cabeça - , quando apresentava um programa de rádio.

Gleydson Carvalho era o diretor executivo da Rádio Liberdade FM e possuía um reconhecido trabalho no combate à corrupção.

O clima na cidade, principalmente, para os profissionais de comunicação, é de medo e silêncio.

O 180, depois de aproximações indesejadas, que seguiam o carro da reportagem, teve que ser escoltado para que pudesse terminar suas apurações.

Muitos foram os conselhos recebidos. “Tome cuidado, senão você sai daqui morto”, dizia um deles.

Abaixo a equipe que escoltou os dois profissionais do 180.

REPORTAGEM
Nesta quarta- feira (12), o 180 divulga informações assustadoras em torno do caso.