Local está superlotado · 13/09/2017 - 15h42

Sindicatos vão 'fechar' a Central de Flagrantes e não receberão mais presos


Compartilhar Tweet 1



A justa greve dos agentes penitenciários vem provocando uma reação em cadeia no Piauí. E se ontem a OAB-PI precisou recorrer à justiça para garantir o acesso imediato dos advogados às dependências dos presídios em todo o Estado, nesta quarta-feira (13/09) o Sindicato dos Policiais Civis do Piauí anunciou que vai fechar a Central de Flagrantes.

O local, naturalmente superlotado, a partir de amanhã não irá receber nenhum preso.

Como os presídios estão desde segunda-feira estão sem receber nenhum detento a mais, por conta da greve, falta lugar para colocar os indivíduos presos desde então, na capital.

Segundo o sindicato, há atualmente 60 pessoas em cárcere, alguns estão lá por 50 dias. Eles estão amontoados nas celas, e até espalhados pelos corredores, situação que prejudica o trabalho dos policiais.

Já o sindicato dos Delegados do Piauí, apesar de considerar a greve dos agentes penitenciários um ato legítimo, orientou que nenhum delegado realize operações, já que não há espaço para colocar presos.

  Divulgação/Sinpolpi
  Divulgação/Sinpolpi
  Divulgação/Sinpolpi

 

Comentários