Crime no Centro de Teresina · 18/07/2019 - 13h04 | Última atualização em 18/07/2019 - 13h10

Estado de saúde de estudante baleado na cabeça é de extrema gravidade, diz diretora do HUT


Compartilhar Tweet 1



O estudante Gabriel Brenno, de 21 anos, que foi baleado na cabeça no momento em que saía da pensão onde mora, no Centro de Teresina, passou por cirurgia na quarta-feira (17/07) no Hospital de Urgência de Teresina (HUT) e segundo a diretora do hospital, doutora Clara Leal, em entrevista ao PI TV 1, da Rede Clube, o estado de saúde do jovem é de extrema gravidade.

"Realmente o quadro dele é de extrema gravidade. Ele já chegou para nós em estado grave, foi conduzido ao centro cirúrgico e submetido a uma cirurgia neurológica porque teve que drenar o hematoma intracerebral, fazendo a descompressão do cérebro e agora ele se encontra internado em uma UTI aqui no hospital", disse.

A diretora também descartou a morte cerebral do jovem, após rumores de que tal fato teria acontecido.

"Pelos protocolos existentes, para a gente falar em morte encefálica tem que se cumprir prazos, inclusive após o paciente ter se submetido a anestesia, como é o caso dele, então, rumores que possam ter surgidos de uma possível morte encefálica, isso não é confirmado. Está completando 24 horas em que o Gabriel foi submetido a anestesia e só agora ele vai ser reavaliado por uma equipe médica para se definir se já precisa abrir protocolos e abrir protocolos não é confirmar a morte", finalizou a diretora do HUT.

SOBRE O CRIME

O estudante Gabriel Brenno Nogueira, de 21 anos, foi baleado na cabeça na manhã desta quarta-feira (17/07) no Centro de Teresina e a Polícia Civil recebeu informações que se trata de um crime passional.

O caso continua sendo apurado e também há informações que o jovem vinha sofrendo ameaças de morte. O celular do estudante deve ser periciado e depoimentos também são colhidos pela polícia.

Gabriel foi baleado na frente de uma pensão, quando ia para o curso preparatório da Escola dos Sargentos e Armas do Exército Brasileiro (ESA), no Curso Tamandaré, quando foi alvejado na cabeça por um homem de boné, que fugiu em um veículo modelo Ônix.


Comentários