Política

Infraestrutura precária · 22/05/2013 - 02h52

Reforma do Mercado Central de Teresina será iniciada até o final deste semestre

A área, de quase dois mil metros, pertence ao patrimônio histórico municipal e será recuperada


Compartilhar Tweet 1



O processo de licitação para a reforma do Mercado São José, mais conhecido como Mercado Central, está em fase de contratação da empresa para executar a obra, que deverá começar ainda no primeiro semestre. Os permissionários do Mercado participaram de reunião, no Shopping da Cidade, com representantes da Secretaria Municipal do Trabalho, Cidadania e Assistência Social (Semtcas) e da Secretaria Municipal de Economia Solidária (Semest), para tratar da reforma.

“Nosso objetivo, nesse primeiro contato, foi reunir os permissionários para comunicá-los que a reforma vai acontecer e está próxima. Queremos deixar claro para eles que, como em toda reforma, provavelmente teremos alguns transtornos, mas, com certeza, os benefícios que virão serão muito superiores. Nossa intenção é transformar o Mercado em um lugar atrativo para os turistas e também oferecer um lugar mais bonito e agradável para os comerciantes”, afirmou Carmem Neudélia, da secretaria executiva de Captação de Recursos da Semtcas.

Segundo Olavo Braz, secretário da Semest, a reforma do Mercado faz parte do projeto de recuperação do circuito cultural e revitalização do Centro de Teresina, que abrangerá áreas como a Central de Artesanato, o Museu de Arte Sacra, Clube dos Diários, Teatro 4 de Setembro, Casa da Cultura e o futuro Museu de Artes Visuais. “Com o Centro revitalizado e com mais opções de cultura e lazer, vamos atrair mais turistas e impulsionar o comércio local”, afirma Olavo Braz.

A primeira etapa da reforma do Mercado será dividida em duas fases. Na primeira fase será trocada toda a cobertura da parte mais antiga do prédio e a fachada será restaurada. A prioridade foi dada para a questão da segurança, já que a cobertura da parte mais antiga encontra-se muito deteriorada. A fachada será recuperada de acordo com o desenho original, preservando, inclusive, os antigos arcos das entradas, como existia na época de sua fundação e que foram alterados com o passar do tempo.

Já na segunda fase da primeira etapa serão contemplados o acabamento, piso, pintura, a parte elétrica e hidráulica e esgotamento sanitário, entre outros. A área, de quase dois mil metros, pertence ao patrimônio histórico municipal e integra o conjunto arquitetônico do Centro Histórico. Com mais de meio século de existência, o Mercado Central já passou por sucessivas reformas e acréscimos ao longo dos anos.

Uma estrutura temporária será montada para receber os lojistas e comerciantes durante o período da reforma, para que possam permanecer próximos ao espaço original e não fiquem sem realizar suas atividades comerciais diárias.

» Leia mais notícias sobre: