Política

Pagamento até em supermercado · 20/05/2017 - 19h34

Ciro Nogueira recebeu R$42 milhões em doações ao PP,diz diretor da J&F

Saud afirma que as negociações de valores eram tratadas diretamente com o senador


Compartilhar Tweet 1



Ricardo Saud, diretor de relações institucionais do grupo J&F, dono da JBS, citou em delação que o senador Ciro Nogueira (PP) recebeu R$ 42 milhões através do Partido Progressista durante a campanha de 2014.

Saud afirma que as negociações de valores eram tratadas diretamente com o piauiense e que o dinheiro seria para comprar o apoio de partidos para fortalecer a chama Dilma/Temer nas eleições daquele ano.

O diretor da empresa que virou centro dos notíciários nos últimos dias disse ainda que o valor de R$ 2,5 foi pago em um supermercado de Teresina, em espécie.

“Praticamente o Ciro pediu todas as doações, ou então, 95% foram feitos de forma dissimulada propina depositada na conta do partido nacional e de lá ele distribuía. Teve um pagamento só dele em espécie que foi de R$ 2,5 milhões que foi feito por um supermercado lá de Piauí, que aí eu não posso falar quem tirou e quem entregou. Ele mesmo organizou isso e nós fomos depois e quitamos a nota fiscal do supermercado que já ia mesmo pagar a gente”, diz um trecho de Ricardo Saud divulgado pelo G1.

Essa não é a primeira vez que Ciro é citado em delações e em abril o ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, já havia autorizado a abertura de um inquérito contar ele, que não comenta as delações.

- Delação de Ricardo Saud

- Senador Ciro Nogueira