DHPP investiga o caso · 08/04/2021 - 15h45 | Última atualização em 08/04/2021 - 15h57

Firmino Filho: pessoas que trabalham no Manhattan River Center são ouvidas


Compartilhar Tweet 1



Pessoas que trabalham no Manhattan River Center estão sendo ouvidas pelo Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) sobre a morte do ex-prefeito Firmino Filho.

Ele foi encontrado morto na calçada no prédio na tarde da última terça-feira (06/04) e o objetivo da investigação é fazer um levantamento sobre os últimos passos do ex-prefeito.

Firmino era servidor do Tribunal de Conta das União, que mantém salas no Manhattan River Center, e ele trabalhava no 14º andar. Imagens do circuito interno mostraram o prefeito chegando ao prédio.

Até a manhã desta quinta-feira (08/04) uma servidora do TCU e um homem que trabalhava no prédio e viu o ex-prefeito antes da queda, foram ouvidos.

"Primeiro eu tenho que conhecer as circunstâncias que o fato aconteceu, para dar a diagnose da morte, para dizer a natureza jurídica do caso. O DHPP está investigando e no momento oportuno nós, com a conclusão da investigação, vamos dizer o que realmente aconteceu, o resultado da morte do Firmino Filho, ex-prefeito de Teresina. Não temos o número exato de pessoas a serem ouvidas, mas o necessário. Os exames periciais foram feitos, outros foram requisitados, outros procedimentos realizados, a oitiva de pessoas está transcorrendo normalmente com o delegado para que tudo seja esclarecimento e a população tenha uma resposta exata", informou o delegado Francisco Baretta, coordenador do DHPP, em entrevista à TV Cidade Verde. 

"A Polícia Civil, através do DHPP, não conta fábula, vai atrás da verdade. A investigação criminal tem que buscar as circunstâncias, ela não pode agir vetorialmente dizendo que foi aquilo, ter uma ideia pré-concebida, até porque temos princípios, da possibilidade e da probabilidade, essas duas coisas a gente tem que fazer", completou o delegado.

O carro do prefeito e seu celular estão com a polícia para investigação.

O CVV (Centro de Valorização da Vida) realiza apoio emocional, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, e-mail e chat 24 horas todos os dias: Disque 188. Clique aqui e saiba mais!

Comentários