• Jovem é presa suspeita de queimar o rosto da própria mãe com água quente

    Uma jovem de 20 anos, identificada como Izabel Conceição, foi presa em flagrante na última terça-feira (20/02), acusada de queimar o rosto da própria mãe, Rubenice Conceição, usando água quente. O crime aconteceu na zona rural de Carinhanha, no oeste da Bahia. Do BNews, com informações do Folha do Vale.

    Foto: Reprodução/Folha do Vale

    Segundo informações do site Folha do Vale, a prisão aconteceu após vídeos mostrando a situação da vítima, que sofre de transtorno mental, caírem nas redes sociais. 

    Em vídeos compartilhados em grupos de WhatsApp, Rubenice Conceição aparece com o rosto todo queimado. No vídeo ela afirma que foi queimada pela filha, no interior de sua residência, na Rua G.

    Diante da situação, Izabel foi presa em flagrante por lesão corporal e apresentada na Delegacia Territorial de Guanambi. Na quarta-feira (21/02), ela teve a prisão em flagrante convertida para preventiva pelo Juiz da Comarca de Carinhanha, Arthur Antunes Amaro Neves, na audiência de custódia.

  • Projeto amplia as deduções no IR para incapacitados e pessoas idosas

    O Projeto de Lei 78/24 permite deduzir do Imposto de Renda (IR) o gasto com produtos e serviços que busquem melhorar a qualidade de vida de pessoa incapacitada para o trabalho. O benefício é limitado a 20% do tributo devido e também abrange pessoas com 65 anos ou mais.

    Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados

    O texto em análise na Câmara dos Deputados altera a Lei 9.250/95, que prevê, atualmente, a redução na base de cálculo do IR anual dos gastos com alguns profissionais de saúde, órteses e próteses, entre outros.

    “É crucial desenvolver iniciativas que preservem e promovam a qualidade de vida, garantindo um processo de envelhecimento digno, saudável e autônomo”, afirmou a autora da proposta, deputada Fernanda Melchionna (Psol-RS).

  • Projeto obriga bancos a retirar gravame de veículo automaticamente após quitação

    O Projeto de Lei 5718/23 obriga instituições credoras a excluírem imediatamente, de maneira eletrônica e automática, o registro de gravame relacionado a veículo logo após a quitação pelo devedor. A Câmara dos Deputados analisa a proposta.

    Foto: Pablo Valadares / Câmara dos Deputados

    Gravame é um cadastro feito no Sistema Nacional de Trânsito (SNT) para apontar que o veículo está vinculado a algum contrato, como o de financiamento, por exemplo.

    O texto determina ainda que retirada do gravame deverá ser comunicada ao devedor por meio eletrônico.

    Autor do projeto, o deputado Yury do Paredão (MDB-CE) ressalta que a baixa do gravame é um direito do consumidor que quitou todas as suas obrigações financeiras relativas ao bem dado como garantia em algum contrato ou operação financeira.

    “Muitas vezes, as instituições financeiras cobram taxas abusivas ou demoram em realizar esse procedimento, prejudicando o consumidor que deseja transferir o seu ativo para outro proprietário ou usufruir dele sem restrições”, argumenta.

  • FNNIC se reúne com presidente da Caixa, Carlos Vieira

    O Fórum Nacional de Instituições Financeiras para a Habitação de Interesse Social (FNNIC) realizou uma reunião nesta quinta-feira (22/02), com altos representantes da Caixa Econômica Federal, visando aprofundar discussões sobre políticas habitacionais no Brasil.

    O presidente da Caixa, Carlos Vieira, recebeu os membros do FNNIC, liderados pela vice-presidente de Habitação, Inês Magalhães, e pelo diretor de Habitação, Rodrigo Wermelinger. A reunião concentrou-se em estratégias colaborativas para promover o acesso à moradia digna, especialmente para as camadas mais vulneráveis da população.

    Foto: REPRODUÇÃO/PODER360Saiba quem é Carlos Vieira, novo presidente da Caixa
    Saiba quem é Carlos Vieira, novo presidente da Caixa
  • Ataque de pitbull: homem perde o antebraço ao tentar furtar chácara

    Um homem, de 49 anos, suspeito de tentar furtar chácara de Uberaba, no Triângulo Mineiro, na madrugada desta quarta-feira (21/2), ficou gravemente ferido depois de ser atacado por um cão pitbull. Ele teve o antebraço amputado. Com informações do SBT News.

    Foto: Reprodução

    O responsável pela chácara, segundo relato ao registro da Polícia Militar (PM), teve dificuldade para retirar o pitbull de cima do suspeito e acionou a PM.

    De acordo com a PM, o suspeito, que tem passagens policiais por furto, roubo e ameaça, sofreu dilacerações nas canelas e tornozelos, na mão esquerda, além de lesões leves no antebraço direito e lado direito do peitoral.

    Socorro ao suspeito

    Segundo nota da assessoria do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (HC-UFTM), o homem, inicialmente, deu entrada no pronto-socorro do hospital. “Ao verificar que o paciente tinha lesão exposta, encaminhou-o direto ao centro cirúrgico, onde ele passou por cirurgia e teve o antebraço amputado”, diz a nota.

    Ainda conforme o HC-UFTM, o homem está internado no enfermaria ortopédica do hospital para manutenção de antibiótico e tratamento de feridas, sem previsão de alta hospitalar.

    Relato à polícia

    O responsável pela chácara, alvo da suposta tentativa de furto, também relatou para a PM de Uberaba que, inicialmente, viu que a concertina do muro estava danificada. Depois disso, ele contou que, ao abrir o portão e entrar no local, se deparou com o homem deitado no chão. Ele estava com vários ferimentos na mão esquerda e na região da canela e tornozelos, ocasionados pelo cão que vigia o local. Foi nesse momento que ele disse que teve dificuldade para retirar o pitbull de cima do suspeito.

    Também consta no registro policial que havia um segundo suspeito de tentar furtar a chácara, porém ele não foi identificado e fugiu do local.

  • Passageiros de ônibus resgatam mãe e bebês de carro submerso

    A cidade de Nova Iguaçu, localizada na Baixada Fluminense, enfrenta momentos de grande drama após ser atingida por um forte temporal. O transbordamento de rios e o consequente alagamento de ruas resultaram em casas inundadas e famílias desabrigadas. Com informações do SBT News.

    Foto: Reprodução

    Em meio ao caos, um ato heróico emergiu: passageiros de um ônibus resgataram uma mãe e seus dois bebês de um carro submerso. Enquanto isso, o município declarou situação de emergência e aconselhou os residentes a evitarem deslocamentos.

    Alerta máximo em todo o estado Além de Nova Iguaçu, outras áreas do Rio de Janeiro estão sofrendo os impactos devastadores das chuvas. A Baixada Fluminense e a zona oeste da capital são algumas das regiões mais afetadas. Rios transbordaram, ruas foram inundadas e o caos se instalou nas comunidades. A Defesa Civil do estado está em alerta máximo, recomendando que a população tome medidas preventivas diante do iminente risco de inundações e deslizamentos.

    Impacto nos transportes e serviços O temporal também prejudicou a circulação dos trens, levando ao fechamento de algumas estações visando garantir a segurança dos passageiros. A interdição de rodovias e o bloqueio de vias complicam ainda mais o deslocamento na região. Com o decreto de estágio de alerta máximo em Nova Iguaçu, equipes de resgate estão mobilizadas para prestar assistência à população e assegurar a segurança de todos.

  • Programa de Regularização Fundiária Urbana atinge 10 mil imóveis regularizados

    A Secretaria da Administração (Sead), por meio da Superintendência de Patrimônio Imobiliário, atingiu o marco importante de 10 mil registros de imóveis entregues, em Teresina e Parnaíba, para a sociedade por meio do Programa de Regularização Fundiária Urbana-ProUrbe. 

    Foto: DivulgaçãoPrograma de Regularização Fundiária Urbana atinge 10 mil imóveis regularizados
    Programa de Regularização Fundiária Urbana atinge 10 mil imóveis regularizados

    O número foi atingido em pouco mais de cinco meses de atuação no estado, aliando tecnologia e concentração de esforços para levar segurança e dignidade a milhares de famílias piauienses. A primeira entrega do ProUrbe foi realizada na zona leste de Teresina, em outubro de 2023, ainda no lançamento do programa, onde foram entregues cerca de 4 mil registros de imóveis para os moradores do residencial Jacinta Andrade. Alguns meses depois esse número triplicou e chegou a 10 mil imóveis regularizados somente em Teresina e Parnaíba, resultado dos esforços do Governo do Estado que vêm intensificando os trabalhos de regularização em todo o Piauí.

    “Iniciamos o programa em Teresina, mas já estamos atuando em Parnaíba e vamos iniciar em Floriano, a ideia é levar o ProUrbe para todo o estado. O grande objetivo desse programa é garantir moradia digna para as pessoas e promover o desenvolvimento econômico do Piauí”, destacou Samuel Nascimento, secretário da Sead.

    A superintendente de Patrimônio Imobiliário, Caroline Viveiros, comemora o número e garante que a tendência é a de que esse número possa se expandir ainda mais. "Para nós que trabalhamos intensamente é uma realização indescritível, saber que nossos esforços estão fazendo a diferença na vida dessas famílias que há tanto tempo aguardavam por esses documentos.  A tendência é de ampliar esse trabalho ainda mais, potencializar esse número que para nós é um marco importante, fazer com que cada vez mais moradores possam desfrutar da segurança de ter seu lar, de ser dono de sua casa, de poder ter o imóvel em seu nome", completou.

    O intuito do programa é expandir o processo de regularização fundiária urbana para todo o estado, contemplando famílias que aguardam há anos pelo documento que as tornam donas do seu imóvel, sem custos e coordenado pelo estado. O ProUrbe conta com a parceria da Agência de Desenvolvimento Habitacional do Piauí (ADH) e do Tribunal de Justiça do Piauí com o Programa Regularizar.

    O ProUrbe

    O ProUrbe faz parte da política estadual de regularização fundiária urbana, instituída por meio da Lei nº 8.153/23, com o objetivo de identificar as ocupações individuais ou coletivas informais, consolidadas em imóveis públicos estaduais, e garantir a transferência da propriedade imobiliária aos seus respectivos ocupantes. Todo o processo é feito de forma gratuita aos beneficiários.

    O procedimento de regularização inicia com a identificação da ocupação em imóveis estaduais, onde é feito um voo de drone pelo local para demarcar os lotes. A partir daí, as equipes iniciam o trabalho de cadastro social das famílias moradoras. Em seguida, é elaborado um projeto com o memorial descritivo, com todos os detalhes do tipo de edificação em cada lote. Depois, o projeto é submetido ao Programa Regularizar, do Tribunal de Justiça do Piauí, para registro em cartório.

  • Homem vende sacolé para custear fisioterapia da esposa vítima de acidente em Piripiri

    Desempregado, Adriano Silva Santos vende geladinhos para ajudar custear o sustento da família em Piripiri, no Norte do Piauí. Ele reside com a esposa Espedita e mais dois filhos no Residencial Petecas. As informações são doPiripiri Repórter.

    Através das vendas ambulantes, Adriano também buscar custear sessões de fisioterapia de sua esposa, que ainda se recupera de um acidente.

    Ele disponibilizou uma chave PIX para quem puder contribuir com qualquer quantia. PIX: 86 9 99113110 (Adriano Silva Santos)

    Acidente

    Espedita sofreu acidente com o filho de 5 anos, na BR-343. Eles estavam no acostamento. A criança correu e a mãe foi atrás para salvá-lo, pois viu um ônibus que seguia na rodovia. O ônibus colidiu na mulher e na criança.

    O fato ocorreu em 5 de abril de 2023. O garotinho está bem. Espedita ainda não se recuperou e caminha com dificuldade, precisando fazer fisioterapia.  

  • Carlinhos Maia faz denúncia e cobra ações contra exploração sexual de menores na Ilha de Marajó

    O influenciador Carlinhos Maia utilizou seu perfil no Instagram na noite desta quarta-feira (21/02), para gravar uma sequência de stories onde faz denúncias sobre os supostos crimes de exploração sexual de menores na Ilha de Marajó, no Pará. As informações são do BNews.

    Foto: ReproduçãoCarlinhos Maia se assusta com alerta de tornado nos EUA
    Carlinhos Maia

    "Posso fazer um pedido? Por favor, não por mim, mas são por crianças, fazem atrocidades com elas. Arrancam os dentinhos para fazer sexo oral com elas", declara Maia. 

    O caso envolvendo a exploração sexual de menores no Pará voltou a repercutir nacionalmente na última sexta-feira (16/02), quando Aymeê Rocha, cantora da Ilha de Marajó, viralizou nas redes sociais ao denunciar o desaparecimento de uma criança em um vídeo que aborda a prática criminosa na região. 

    Com o menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Brasil, a Ilha de Marajó enfrenta um problema crônico de tráfico humano e exploração sexual de crianças, situação que ganhou destaque em 2019 com as denúncias da então ministra Damares Alves. Apesar de iniciativas como o programa "Abrace o Marajó", críticas pela falta de efetividade foram recebidas, culminando em ações judiciais contra a ex-ministra.

  • Governo institui Comissão Estadual para a Erradicação do Trabalho Escravo e do Tráfico de Pessoas

    O Governo do Piauí publicou o Decreto nº 22.742, de 07 de fevereiro de 2024, que institui a Comissão Estadual para a Erradicação do Trabalho Escravo e do Tráfico de Pessoas no Estado do Piauí (COETRAE/PI). A comissão ficará vinculada à Secretaria da Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos (Sasc).

    A finalidade da comissão é propor mecanismos para a prevenção e a erradicação do trabalho escravo no estado, em articulação com o Programa Nacional do Trabalho Decente, o Plano Nacional de Erradicação do Trabalho Escravo e o Plano Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas.

    Foto: FreepikImagem ilustrativa
    Imagem ilustrativa

    O Governo do Estado considera que a erradicação do trabalho escravo e do tráfico de pessoas é uma das prioridades da administração pública estadual.

    De acordo com o decreto, compete à COETRAE/PI acompanhar e avaliar o cumprimento dos princípios, diretrizes, políticas, planos, programas, projetos e ações relacionados à promoção do migrante, enfrentamento do tráfico de pessoas e à erradicação do trabalho escravo, assim como contribuir para a efetividade das ações.

    Também compete à comissão, acompanhar os trabalhos legislativos relacionados com os temas, bem como, propor atos normativos necessários à implementação de ações no âmbito do estado do Piauí.

    A COETRAE/PI deve, ainda, acompanhar e avaliar os projetos de cooperação técnica firmados entre o estado do Piauí e os Organismos Nacionais e Internacionais relacionados com as temáticas.

    Outra missão é propor e apoiar a elaboração de estudos, pesquisas e incentivar a realização de campanhas, bem como apoiar a criação de comitês ou comissões assemelhadas nas esferas regional e municipal.

    A comissão também tem como meta, fomentar e acompanhar o processo de municipalização e regionalização da política migratória, de enfrentamento ao tráfico de pessoas e erradicação do trabalho escravo.

Carregar mais
Trabalhe Conosco