• Piauí registrou abertura de mais de 15 mil novas empresas no primeiro semestre deste ano

    Mais de 15 mil empresas foram abertas no estado no primeiro semestre de 2024, segundo o levantamento da Junta Comercial do Piauí (Jucepi). Mais da metade dessas estão em Teresina, que teve um crescimento de 5,3% em relação ao mesmo período do ano passado.

    Atualmente, o estado possui 286.485 mil empresas ativas, mostrando um dinamismo econômico impulsionado pelo apoio contínuo de políticas públicas realizadas pelo Governo do Estado, que motiva o empreendedorismo e atrai novos investimentos ao Piauí, gerando mais emprego e renda para a população. 

    Foto: Presidente da Jucepi, Alzenir Porto (Foto: Ascom Jucepi)

    Para a presidente da Jucepi, Alzenir Porto, a atuação do Governo do Estado para atrair investimentos tem beneficiado todo o estado, mas a capital se sobressai. “Teresina tem aumentado consideravelmente o número de empresas, mas destacamos a dedicação do governador Rafael Fonteles, que não tem medido esforços para atrair novos capitais e novos investimentos para todo o Piauí”, afirma a gestora. 

    Além de Teresina, outros municípios do Piauí também registraram um crescimento considerável no número de novas empresas. Picos teve um aumento de 8,2%, Parnaíba teve um crescimento de 7,7% e Floriano apresentou um aumento de 6,8%. Esses números indicam um desenvolvimento econômico mais descentralizado no estado. 

    Setores em destaque

    O levantamento mostra que o setor educacional apresentou um crescimento de 24,6% em relação ao mesmo período do ano anterior, seguido pelo setor de artes, cultura, esporte e recreação, que cresceu 20,3%; pelo setor de informação e comunicação, com 18,5%; pelo setor de alojamento e alimentação, que cresceu 18%; e pelo setor de agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura, com 17,6%.

    Alzenir Porto também afirma que o crescimento do Piauí em outros setores dá ao estado uma cara nova, mostrando que o Piauí tem muitas potencialidades em diversos setores econômicos. “O Piauí está em progresso, tendo o setor de varejo e serviços em maior número. Mas, o crescimento de outras áreas sinaliza que grandes empresas estão procurando nosso estado, isso é importante para dar ao Piauí uma cara nova, mostrando a sua condição de competir dentro desse mercado”, ressalta Alzenir Porto. 

  • Idoso é resgatado em MG após trabalhar sem salário e dormir ao lado de ninho de galinhas

    Em uma ação do Ministério Público do Trabalho (MPT), um trabalhador de 67 anos foi resgatado de condições análogas à escravidão em um sítio na Zona da Mata mineira. O ambiente onde ele vivia era precário, com colchão rasgado, teias de aranha nas paredes, janela danificada, muita sujeira e roupas armazenadas em sacos. Além disso, havia um ninho de galinhas repleto de fezes ao lado do quarto.

    Foto: Imagem ilustrativa / Pixabay/Rizox

    O caso foi divulgado nesta terça-feira (23/07), quando o MPT anunciou um acordo com o produtor de leite responsável pelas condições de trabalho do idoso. De acordo com o órgão, a vítima trabalhou por pelo menos 24 anos sem registro formal de emprego. Durante a fiscalização, o trabalhador relatou dores na coluna e lapsos de memória. Em 2008, ele sofreu um acidente com uma máquina de cortar grama, resultando na amputação de dois dedos e perda de mobilidade da mão direita, sem que houvesse qualquer avaliação médica ocupacional.

    O acordo firmado inclui o pagamento de mais de R$ 200 mil em verbas trabalhistas e indenização por danos morais ao trabalhador. Além disso, foi determinada uma indenização de R$ 20 mil por dano moral coletivo, a ser destinada ao Fundo de Defesa dos Direitos Difusos.

    Entre outras exigências, o acordo prevê a implementação de medidas de segurança e saúde no trabalho rural, o registro de todos os empregados, o cumprimento de obrigações trabalhistas como a concessão de férias e o depósito do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

  • Secretaria do Planejamento promove encontro estratégico do Prepara Prefeitos no Piauí

    A Secretaria de Estado do Planejamento (Seplan) realizou, nesta terça-feira (23/07), uma reunião de alinhamento para o Prepara Prefeitos, evento que irá oferecer a carteira de serviços que podem contribuir com uma boa gestão nos municípios no quadriênio 2025-2028. O encontro aconteceu na sede da Seplan e reuniu representantes das demais secretarias.

    Foto: reprodução

    O Piauí deverá ser o primeiro Estado a realizar a ação, que acontece por iniciativa do Governo Federal, através do Ministério da Gestão e Inovação – MGI e será coordenada pela Seplan, com a participação de diversas secretarias, empresas e órgãos da administração indireta do Governo do Piauí.

    No evento, que deverá ocorrer em meados de novembro, os novos gestores municipais eleitos e reeleitos terão acesso a apresentações de carteiras de serviços do Estado nas áreas de saúde, educação, segurança, trânsito, 1ª infância, tecnologia, saneamento, defesa civil e gestão.

    “A ideia é reunir todos os prefeitos eleitos e reeleitos do Estado em um encontro de dois dias. Metade da programação é relativa às ações do governo piauiense; a outra metade é relativa ao governo federal. Mesmo que os prefeitos não tenham sido empossados, nosso objetivo é apresentar a esses gestores os principais programas do Estado e da União”, explicou o secretário de planejamento, Washington Bonfim.

    A primeira dama do Piauí e coordenadora do Pacto pelas Crianças avalia o evento como uma oportunidade ímpar para o fortalecimento da governança colaborativa entre o Estado e os municípios. “Vamos ampliar a união e estreitar os laços com todos os 224 municípios do Piauí, sem deixar ninguém para trás. Precisamos nos aproximar das gestões municipais, que são responsáveis pelas principais políticas da Primeira Infância, independente de partidos políticos”, pontuou. 

  • Eco Tech Energy participa do 2º Festival Melão e Mel em Canto do Buriti - PI

    O município de Canto do Buriti - PI se transforma no epicentro cultural do Centro Sul do Piauí com a chegada do Segundo Festival Melão e Mel, nesta terça-feira (23/07). Organizado pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMARH), o evento visa fortalecer as cadeias produtivas da fruticultura irrigada enquanto celebra a riqueza cultural e promove o empreendedorismo na região.

    Foto: 180graus

    O festival promete atrair uma ampla participação da população local, oferecendo uma programação diversificada que inclui apresentações culturais e a presença de renomados artistas regionais. Entre os destaques, estão os shows de Iguinho e Lulinha, além de Túlio Milionário com sua música "Os Casca de Bala".

    Bruno Vieira, responsável pelo stand da Eco Tech Energy, expressou entusiasmo com o evento: "A Eco Tech Energy está há mais de dois anos no mercado, servindo Canto do Buriti e toda a região com projetos de qualidade e mais de 100 já instalados. Estamos muito satisfeitos em participar deste festival que valoriza nossa cultura e promove o desenvolvimento local."

    O Segundo Festival Melão e Mel não apenas celebra as tradições e potencialidades do Piauí, mas também reforça o compromisso do governo com o crescimento sustentável e inclusivo da região.

  • Mulher é demitida por justa causa após reclamar da empresa no LinkedIn

    Uma funcionária de Juiz de Fora foi demitida por justa causa após publicar comentários difamatórios sobre a empresa onde trabalhava no LinkedIn. A decisão foi mantida pela Justiça do Trabalho, que considerou que a trabalhadora, além de publicar a postagem, enviou mensagens privadas a CEOs de outras empresas, alegando que a empresa praticava "trabalho escravo" e era "horrível". Como consequência, a funcionária perdeu o direito ao pagamento das verbas rescisórias.

    Foto: Imagem Ilustrativa / Pinterest

    A trabalhadora, que iniciou na empresa em 2019, foi demitida em agosto de 2023. Em sua defesa, argumentou que a postagem não mencionava explicitamente o nome da empresa, e portanto, não configuraria falta grave. Alegou também que a demissão por justa causa não foi precedida por medidas disciplinares progressivas. Com base nesses argumentos, a funcionadora solicitou a reversão da justa causa, pedido que foi negado.

    O desembargador José Murilo de Morais, responsável pelo recurso, considerou a justa causa adequada devido à gravidade da conduta, classificando-a como lesiva à honra do empregador. O relator manteve a sentença original da 5ª Vara do Trabalho de Juiz de Fora, destacando que era amplamente conhecido que a funcionária referia-se ao grupo empresarial que adquiriu o supermercado onde ela trabalhava.

    A decisão enfatizou que houve ação dolosa da autora em difamar publicamente a empresa. O relator endossou a sentença e ressaltou que práticas como essa, comuns em redes sociais como o Linkedin, precisam ser devidamente responsabilizadas. Ele também destacou a recorrência de casos como esse nos últimos anos, gerando danos para as empresas. Por isso, considerando que a resolução do contrato de trabalho foi feita por justa causa, o relator negou provimento ao recurso da trabalhadora. 

  • Carla Gabola, Influencer de concursos, morre após complicações cirúrgicas e luta contra infecção

    Carla Cristina de Jesus Santos, amplamente conhecida como Carla Gabola, faleceu nesta segunda-feira (22/07). Ela ganhou notoriedade como a "influencer dos concursos", por compartilhar informações sobre concursos públicos em todo o país, atraindo mais de 400 mil seguidores no Instagram.

    Foto: Reprodução

    A influencer estava hospitalizada, lutando contra problemas de saúde decorrentes de complicações de uma cirurgia de histerectomia, que é a remoção do útero. Sua condição piorou devido a uma infecção pós-cirúrgica.

    “O momento está sendo muito difícil para nós… Mas sei que ela era uma pessoa muito querida por muitos aqui! E eu, irmã dela, agradeço de verdade a cada um de vocês!”, afirmou a irmã de Carla em uma nota pública.

    Carla enfrentou uma infecção severa após a cirurgia, que a deixou em estado grave. Ela precisou ser colocada em coma induzido, conforme indicam as atualizações em sua conta de Instagram.

  • Ponte Estaiada de Teresina terá iluminação especial em celebração ao aniversário de 38 anos da Uespi

    A Ponte Estaiada de Teresina, um dos ícones turísticos da capital, será iluminada com as cores da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) em homenagem ao seu 38º aniversário nos dias 28 e 29 de julho. Este evento especial marcará a celebração de uma das mais importantes instituições de ensino do estado.

    Foto: Reprodução

    A professora Samara Jericó, da Uespi, demonstrou grande entusiasmo com a iniciativa: “Queremos agradecer à Eturb por ser parceira nessa atividade. Isso mostra o quanto a nossa Uespi é importante para todos nós, para a cidade de Teresina e para o Estado. A Ponte Estaiada é um marco da nossa capital. E ter as cores da Uespi iluminando esse patrimônio significa uma grande honra. Esse gesto simbólico destaca não apenas a trajetória da instituição, mas também seu papel crucial na educação e desenvolvimento do estado", pondera a professora.

    Além da iluminação, a Uespi realizará um evento solene no Palácio Pirajá no dia 29 de julho, às 8h30, com a presença de servidores e convidados. A programação contará com apresentações de grupos artísticos da universidade, como o Coral e o corpo de dança da PREX, celebrando a trajetória e conquistas da Uespi.

    O reitor Evandro Alberto destacou a importância da Uespi no cenário educacional piauiense: "Ao longo de sua história, a universidade tem desempenhado um papel vital na formação de profissionais capacitados e na promoção de pesquisas e inovação nas mais diversas áreas do conhecimento". A universidade, com seus 12 campi e oferta de educação a distância, é um pilar fundamental na educação do estado. Como parte das festividades, será lançado o concurso “Uespi 38 anos”, premiando a melhor foto da Ponte Estaiada iluminada. A foto mais curtida no Instagram da Uespi receberá um kit especial. “As fotos da iluminação da ponte estaiada podem ser enviadas para o e-mail: comunicacao@uespi.br ou podem marcar no Instagram @uespioficial".

  • Fiscais do Procon/MPPI apreendem mais de 180 botijões em revendas ilegais de gás

    Agentes do Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), órgão auxiliar do Ministério Público do Piauí (MPPI), realizaram uma operação de fiscalização em revendedoras de gás de cozinha nas cidades de Angical, São Pedro, São Gonçalo e Agricolândia. A ação, que ocorreu entre os dias (15/07 a 19/07), faz parte da sétima fase da operação “Gás Legal”.

    Foto: Reprodução/ MPPI.

    Durante a fiscalização, 12 revendas clandestinas de gás liquefeito de petróleo (GLP) foram visitadas. Em cinco desses estabelecimentos, foram encontradas diversas irregularidades, incluindo a falta de autorização da Agência Nacional de Petróleo (ANP) para comercialização de gás, ausência de extintores de incêndio, falta de alvará dos órgãos estaduais e municipais, entre outras.

    No total, 184 botijões de GLP foram apreendidos e colocados em segurança nos depósitos legalizados. Os estabelecimentos comerciais autuados não tinham autorização da ANP para a venda de gás e terão um prazo de 15 dias úteis para apresentar defesa junto às Promotorias de Justiça.

    A operação "Gás Legal" visa garantir a segurança dos consumidores e a conformidade dos estabelecimentos com as normas vigentes, assegurando que a comercialização de gás de cozinha ocorra de forma legal e segura.

    Foto: Reprodução/ MPPI

  • PGE-PI celebra novo acordo e encerra impasse com sindicato de empresas do setor de limpeza

    Através da Câmara de Prevenção e Resolução de Conflitos Administrativos (Cemapi), a Procuradoria-Geral do Estado do Piauí (PGE-PI) selou mais um acordo na última semana. A sessão de mediação, realizada na sede da instituição, definiu o impasse com o Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do Estado (Seeacep).

    Foto: PGE-PIPGE-PI
    PGE-PI

    A demanda foi uma solicitação da Secretaria de Educação do Estado (Seduc) que teve como objetivo solucionar o conflito que envolvia os prestadores de serviços representados pelo sindicato da classe. A sessão foi encerrada com o acordo positivo para ambas as partes e teve um importe de R$157 mil, e pôs fim ao litígio garantindo uma solução rápida e satisfatória.

    Segundo o Procurador Chefe da Cemapi, Luiz Filipe de Araújo Ribeiro, a especializada da PGE-PI para essas negociações tem cumprido com rigor e agilidade todas essas mediações, apresentando resultados significativos para as partes envolvidas.

    “A Cemapi tem sido instada a cumprir seu papel de facilitação do diálogo entre as partes, além de contribuir com a pacificação social através de mecanismos consensuais de solução de conflitos”, destacou o Procurador.

    Além do Procurador Luiz Filipe, que mediou a sessão, estiveram presentes na reunião o Procurador João Eulálio de Pádua Filho, Chefe da Procuradoria Setorial da Seduc, e a servidora Jayne Freitas de Sampaio, gestora dos contratos, além dos prestadores membros do Seeacep.

  • Fomento Mulher alcança R$ 2 milhões em crédito liberado e incentiva empreendedorismo feminino

    Nos últimos meses, o Piauí tem testemunhado um significativo crescimento no número de mulheres empreendedoras, impulsionado pela linha de crédito "Fomento Mulher", uma iniciativa da Agência de Fomento e Desenvolvimento do Piauí (Badespi). Em pesquisa realizada pela instituição financeira, foi possível observar um ritmo crescente de janeiro a junho de 2024, que partiu de R$ 34 mil em janeiro e mais de R$ 751 mil no mês de junho, um crescimento 22 vezes maior que no início do ano.

    Criada neste ano, essa linha de crédito tem o objetivo específico de fomentar o empreendedorismo feminino, oferecendo suporte financeiro essencial para que mulheres possam iniciar ou expandir seus negócios. Feliphe Araújo, presidente da Badespi, ressalta a importância dessa política pública. “O Fomento Mulher é uma ferramenta fundamental para promover a equidade de gênero no ambiente empresarial. Estamos orgulhosos de ver tantas mulheres utilizando esses recursos para transformar suas ideias em negócios reais, gerando emprego e renda em suas comunidades”, disse o gestor.

    Até o momento, a Badespi já concedeu cerca de R$ 2 milhões em financiamentos, beneficiando mais de 300 mulheres empreendedoras em todo o estado. Teresina, a capital, se destaca como a cidade com maior número de contempladas, com um total de R$ 823 mil destinados a 100 mulheres. Outras cidades também foram beneficiadas, incluindo Picos (R$ 166 mil), São Félix do Piauí (R$ 150 mil), Parnaíba (R$ 135 mil) e Santo Antônio de Lisboa (R$ 73 mil).

    O perfil das beneficiárias inclui pessoas físicas, autônomas, microempreendedoras e microempresárias que têm utilizado os recursos principalmente em atividades de comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas, indústrias de transformação e agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura.

    Maria Socorro, proprietária de uma cafeteria em Teresina e uma das beneficiadas pela linha, afirma que o recurso foi de grande importância para o seu negócio. “Com o apoio financeiro do Fomento Mulher, consegui expandir minha cafeteria, oferecendo um ambiente mais confortável e ampliando o cardápio. Esse crédito foi crucial para o crescimento do meu negócio e para a realização de um sonho que venho cultivando há anos”, comemora a empreendedora.

    Como ter acesso?

    As empreendedoras interessadas em investir em seu negócio podem solicitar o crédito por meio do aplicativo da Badespi disponível para Android e iOS, pela plataforma digital disponível no site badespi.com.br e ou entrar em contato pelos números (86) 99462-7065 ou (86) 3221-1930.

Carregar mais
Trabalhe Conosco