Não conseguiu se eleger · 04/11/2018 - 10h25 | Última atualização em 04/11/2018 - 11h16

Paulo Martins conta com legião de apoiadores e consegue 6 mil votos em Campo Maior


Compartilhar Tweet 1



O candidato a deputado estadual Paulo Martins (PT) foi derrotado nas Eleições 2018. Ele obteve somente 6.381 mil votos na sua própria cidade, Campo Maior.

Paulo Martins teve uma legião de apoiadores, começando pelo prefeito Ribinha (PT), os vereadores Luiz Lima, Geraldo Paz, Edvaldo Lima, Manim Pereira, Silvia do Caú, João Maroca e a maioria dos suplentes da cidade, entre eles, Edilson da Vargem, Raimundo Parente, Rademarques, Professora Ida, Aristides Pereira, Domingos Abreu, presidente do bairro Cidade Nova, Mauro do Hospital; presidente do bairro Renascer, Idelfonso Alves; Zezé da Mangueira, presidente do Matadouro, Eduardo Silva; presidente do bairro Recreio, Francisco Cavalcante; presidente do Califórnia, Sasá,  Diego Nascimento, Deri, entre outros.

Além dos quase 100% dos presidentes de todos os bairros, quase todos secretários da gestão do prefeito Ribinha, como Carlos Torres, secretário de Governo; secretário de Educação, Conceição Lima; secretário de Saúde, Marcelo Miranda; coordenador de Habitação, Wilden Brito; coordenador de Esportes, Júnior Martins; coordenador de eventos,  Ulisses Raulino; secretária de Assistência Social, Nilzana Gomes; secretário de Administração, César Robério; secretaria de Meio Ambiente, Conceição Paz, conselheiros tutelares e outros também apoiaram o petista.

Em todo Piauí, a votação de petista despencou e ficou com a 10ª suplência, dificultando a viabilização de conseguir cargo no Governo do Estado.

Candidato ao cargo de Deputado Estadual no Piauí pelo PT, Paulo Martins obteve 19.158 votos totalizados (1,05% dos votos válidos) mas não foi eleito nas Eleições 2018.

Paulo Martins teve menos votos que seu irmão Aluísio em 2014

O ex-prefeito Paulo Martins que buscava uma vaga na Assembleia Legislativa do Piauí amargou mais uma derrota no pleito de 2018, no domingo (07/10). Além de perder a eleição com 19.150 votos, Paulo teve ainda menos votos que o irmão Aluísio, em 2014, que atingiu 22.104.

Nestas eleições, Paulo Martins não obteve êxito e números de eleitores do petista também caíram de 6.481 para 6.371 mil, em Campo Maior.

Em 2006, quando Paulo foi candidato a deputado estadual pela primeira vez, ele conquistou 8.542 mil  em Campo Maior. Já no pleito de 2010, Martins teve 8.731; nas eleições seguintes, em 2014, quem disputou foi o irmão, Aluísio, que teve apenas 6.481 mil votos.

Já em 2018 foi a vez do Paulo Martins tentar novamente uma vaga na Alepi, após o grupo do PT convencer o irmão Aluísio desistir da candidatura, segundo militantes, e emplacou o próprio nome como candidato a deputado estadual, só não contava que dessa vez a taca seria maior, ele só obteve 6.371 na cidade inteira.

 

Comentários