Meta é chegar a 100% -

Quase 300 escolas públicas do Piauí receberam climatização nos últimos dois anos

Que o calor no Piauí chega muitas vezes a ser insuportável, não é nenhuma novidade, só que esse fator climático promete estar com os dias contados para os estudantes das escolas públicas estaduais. De 2021 ao mês de setembro de 2022, a Secretaria de Estado da Educação climatizou 291 escolas e polos da Universidade Aberta do Piauí (UAPI) em todo o Estado. A meta é chegar a 100% de escolas climatizadas até 2023.

Em 2021, 79 escolas receberam 444 aparelhos de ar-condicionado. Um investimento de R$ 1.088.981,56. Já em 2022, 212 escolas receberam 1.590 aparelhos de ar-condicionado, alcançando um investimento de R$ 3.709.007,00, só com os splits. No mesmo período, 53 subestações de energia foram instaladas pela Seduc.

Maria Luiza Alves, diretora da Unidade Escolar Professor Antônio Maria Madeira, localizado no Parque Piauí, em Teresina, revela que o ar condicionado virou uma necessidade básica para quem mora no Piauí.

“Uma escola, pra ela ser confortável, ela tem que estar climatizada né? Pra você ter um bem-estar dos alunos e professores. Estudar exige naturalmente um esforço intelectual maior, então esse aluno precisa ter atenção e precisa ter foco.

As altas temperaturas que somos submetidos aqui no estado já faz com que o nosso corpo reclame um pouco, então nós transpiramos em excesso, podemos sentir cansaço, sono, indisposição. A climatização vai melhorar a concentração dos alunos, vai diminuir a ausência em sala de aula, porque esse aluno não vai precisar tanto sair da sala pra ir tomar água ou pra procurar um lugar onde a temperatura esteja amena. A climatização faz com que a capacidade de concentração melhore, o aluno tenha disposição e todos esses fatores juntos vão fazer com que esse aluno tenha o melhor desempenho durante as aulas”, destaca a diretora.

Ilanna Fernanda, diretora do Ceti Conselheiro Saraiva, localizada na cidade de Batalha, afirma que a escola recebeu 20 aparelhos de ar-condicionado.

“A busca constante de uma educação de qualidade também passa  pelo bem estar físico de nossos alunos e poder disponibilizar um espaço agradável, a partir de temperaturas amenas, é um fato importante nesse processo. Percebemos a inquietação dos alunos, que reclamam do calor, e a chegada dos aparelhos provocou uma alegria por parte deles. Agradecemos a Seduc e a 2ª GRE por todo apoio.

A rede estadual conta com 640 escolas e centros educacionais de atendimento especializados, que também estão sendo climatizados, parte delas já eram climatizadas antes do programa desenvolvido na atualidade.

Comentários