• Provas do Enade são aplicadas neste domingo (27) em todo o país

    As provas do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) 2022 serão aplicadas neste domingo (27/11). De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 598.116 estudantes concluintes estão inscritos no exame.

    Os portões de acesso aos locais de provas serão abertos às 12h (horário de Brasília) e fechados às 13h. O início da aplicação será às 13h30, com encerramento às 17h30 para os participantes regulares. Aqueles que solicitaram tempo adicional e tiveram o pedido aprovado pelo Inep terão mais uma hora para finalizar a prova.

    Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil

    Para acessar a sala de prova, o estudante deve apresentar documento de identificação válido com foto. Pela primeira vez, serão aceitos três tipos de documentos digitais: e-Título, CNH Digital e RG Digital, desde que apresentados nos respectivos aplicativos oficiais, não sendo aceitas capturas de tela.

    Apenas os estudantes que responderam o Questionário do Estudantes podem visualizar o Cartão de Confirmação da Inscrição, que contém as informações sobre o local de prova. O instrumento estava disponível para preenchimento até ontem (26). As respostas são sigilosas e utilizadas para a geração de estatísticas e indicadores educacionais.

    O uso de máscara de prevenção à covid-19 durante a prova é obrigatório, exceto no Distrito Federal, nos estados ou nos municípios onde o uso do item de proteção em local fechado esteja liberado por decreto ou ato administrativo de igual poder regulamentar.

    Enade

    A realização da prova e o preenchimento do Questionário do Estudante asseguram a regularidade dos estudantes inscritos junto ao Enade. O não cumprimento de um desses instrumentos impossibilita a colação de grau do estudante.

    Em 2022, o Enade avaliará cursos de bacharelado das áreas de administração, administração pública, ciências contábeis, ciências econômicas, direito, jornalismo, psicologia, publicidade e propaganda, relações internacionais, secretariado executivo, serviço social, teologia e turismo.

    Também serão avaliados os cursos superiores de tecnologia das áreas de comércio exterior, design de interiores, design gráfico, design de moda, gastronomia, gestão comercial, gestão da qualidade, gestão pública, gestão de recursos humanos, gestão financeira, logística, marketing e processos gerenciais.

    O Enade avalia o rendimento dos estudantes concluintes dos cursos de graduação em relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares dos cursos, o desenvolvimento de competências e habilidades necessárias ao aprofundamento da formação geral e profissional, bem como o nível de atualização dos estudantes com relação à realidade brasileira e mundial.

    Aplicado pelo Inep desde 2004, o Enade integra o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), composto também pela avaliação de cursos de graduação e pela avaliação institucional. Juntos eles formam o tripé avaliativo que permite conhecer a qualidade dos cursos e instituições de educação superior brasileiras.

    Receba notícias do 180graus no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: t.me/noticias180graus.

    PostMídia: (86) 9 9800-9535

  • Seduc alinha expansão do Programa de Aprendizagem Profissional para estudantes

    Com o objetivo de apresentar para as escolas habilitadas no Programa de Aprendizagem Profissional, o Jovem Aprendiz, os parâmetros para a implementação das parcerias, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) realizou na ultima sexta-feira (25/11) uma reunião com gestores de seis Centros Estaduais de Educação Profissional (CEEPs). O encontro ocorreu na Escola Fazendária e contou com a participação do auditor fiscal do Trabalho, Leonardo Araújo.
     

    O superintendente de Educação Técnica e Profissional e Educação de Jovens e Adultos da Seduc, José Barros Sobrinho, destaca que a reunião faz parte da expansão do Programa de Aprendizagem Profissional para mais escolas da rede estadual.

    “Esse programa é uma das maiores políticas públicas de inserção dos jovens no mercado de trabalho do país, oportunizando o primeiro emprego. O Piauí já tem hoje uma escola referência no programa, o CEEP José Pacífico, que oferta a aprendizagem profissional. Então, pretendemos expandir para mais cinco escolas nesse momento, localizadas em Teresina, Parnaíba e União”, frisa o superintendente.

    A diretora da Unidade de Educação Técnica e Profissional da Seduc, Adriana Moura, enfatiza que o Programa de Aprendizagem é uma iniciativa da Seduc, por meio da Superintendência de Educação Técnica e Profissional e de Educação de Jovens e Adultos-Suetpeja/UETEP  com o apoio do Itaú-Educação e Trabalho e a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

    “No Encontro tivemos uma visão sobre  a legislação que norteia o Programa, quais os requisitos para participação das empresas, como instituições formadoras e também como acontece o cadastro das instituições envolvidas. Vale ressaltar que esse momento também serviu para analisar quais parceiros disponíveis no mercado; Como fazer contato com esses parceiros, para introduzir os jovens no mercado de trabalho e demonstrar o real significado da Educação Profissionalizante. Como gestora desta Unidade, sinto-me muito honrada com a possibilidade de oportunizar para os jovens da nossa Rede inserção no mundo do trabalho”, completa a diretora.

    Foto: GOVERNO DO PIAUÍ

    A técnica da Suetpeja, Heline Silva Santos, relata que o programa alia teoria à prática com a parceria de empresas que, obedecendo um preceito legal, recebem os estudantes para a aprendizagem profissional e assim tornar o ensino ainda mais atrativo. “O Programa de Aprendizagem Profissional faz com que esse jovem possa ter a sua vivência profissional concretizada. Essa oportunidade é uma política completa, porque oportuniza aprendizagem profissional e a vivência dessa aprendizagem na prática, por meio de um trabalho que é protegido por lei, pelas leis trabalhistas, onde o aluno recebe um salário, então ele tem a oportunidade de vivenciar na prática o que ele aprende na teoria. É o conjunto perfeito para proporcionar uma educação profissional de qualidade”, diz.

    O auditor fiscal do Trabalho, Leonardo Araújo participou com explanações sobre aprendizagem profissional, as obrigações da entidade formadora e da empresa que vai contratar os jovens aprendizes, trazendo todo um panorama para as escolas sobre o Programa de Aprendizagem Profissional.

    Foto: GOVERNO DO PIAUÍ

    No CEEP José Pacífico, os estudantes recebem a oferta de aprendizagem em áreas como Informática, Manutenção Automotiva, Segurança do Trabalho e Edificações.A expansão beneficia as escolas CEEP Monsenhor José Luis Barbosa Cortez (Premen Sul), Liceu Parnaibano, CEEP João Mendes Olímpio de Melo (Premen Norte), Unidade Escolar Filinto Rego e Unidade Escolar Governador João Clímaco DAlmeida. E os cursos técnicos de Análises Clínicas, Enfermagem, Farmácia, Administração, Comércio, Administração, Farmácia e Administração.

    PostMídia: (86) 9 9547-8622

  • Alunos da Rede Estadual conquistam medalhas na Olimpíada Piauiense de Química

    A Olimpíada Piauiense de Química (OPQ) vem conquistando cada vez mais a adesão de escolas públicas e particulares. A coordenação da OPQ divulgou, nesta terça-feira (22/11), o resultado da segunda fase da competição, com as escolas públicas estaduais conquistando treze medalhas, entre prata e bronze, e 21 menções honrosas.

    Um dos destaques foi a Unidade Escolar Hesichia De Sousa Brito, espaço educacional localizado em Piracuruca, distante 208 quilômetros de Teresina. Os alunos da escola conseguiram uma medalha de prata e duas de bronze, além de 14 menções honrosas na competição. Em destaque, os premiados Cleison de Araújo Sena e Yrlla Samara Oliveira Lopes, com a medalha de prata, estudantes da 2ª série do Ensino Médio, e Maria do Socorro Pereira de Sousa, com a medalha de bronze.

    Segundo o diretor do Centro de Tempo Integral, Idelson Escorcio, o resultado positivo, obtido pelos estudantes na OPQ, evidencia o planejamento da escola voltado para competições do conhecimento.

    “Estes resultados são fruto do trabalho, planejado e preparado pelos professores Rochild e Naiane, da disciplina de Química, para as Olimpíadas. Incentivamos os estudantes durante as aulas, preparando e treinando os alunos no laboratório de Informática e Ciências”, declarou o gestor.

    Foram premiados, também, os estudantes da Rede Estadual matriculados nas escolas: Unidade Escolar José Alves Bezerra, no município de Monsenhor Hipólito; Ceti Cônego Cardoso, em Castelo do Piauí; Ceti Augustinho Brandão, em Cocal dos Alves; e Unidade Escolar Pedro Machado De Cerqueira, em São José do Divino.

    A Olimpíada Piauiense de Química (OPQ), evento integrante do Programa Nacional Olimpíadas de Química, é uma promoção da Associação Brasileira de Química (ABQ) e uma atividade de extensão da Universidade Federal do Piauí e tem o objetivo de estimular o ensino, o estudo e a pesquisa de Química e o intercâmbio entre professores e estudantes da Educação Básica. Os medalhados concorrem, automaticamente, à Seletiva Estadual para a Olimpíada Brasileira de Química (OBQ) 2023 - Fase III, e farão a prova da modalidade B.

    PostMídia: (86) 9 9547-8622

  • Gabarito oficial do Enem 2022 é divulgado pelo Inep

    O Inep divulgou nesta quarta-feira (23) o gabarito oficial do Enem 2022. Os candidatos podem consultar na página oficial do órgão (https://www.gov.br/inep/pt-br/areas-de-atuacao/avaliacao-e-exames-educacionais/enem).

    Mesmo com os gabaritos das provas, os participantes ainda não conseguem saber a nota que tiveram na prova. Os resultados individuais só serão divulgados no dia 13 de fevereiro.
    A prova do Enem é elaborada com o modelo da TRI (Teoria de Resposta ao Item), assim as notas finais variam de acordo com quais itens foram anotados corretamente -e não leva em conta apenas a quantidade de acertos.

    As provas do Enem foram aplicadas nos últimos dias 13 e 20 de novembro para 2,3 milhões de candidatos. A taxa de abstenção em 2022 foi de 32,4% -é a segunda maior taxa desde 2009, só sendo superada pelas aplicações em meio à pandemia.

    Não compareceram aos dois dias de prova 1,1 milhão de inscritos, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira (21) pelo governo.

    No primeiro domingo de prova, os candidatos fizeram a redação e 90 questões das áreas de linguagens e ciências humanas. Já no segundo dia, eles tiveram que responder a 90 perguntas de matemática e ciências da natureza.

    A prova abordou em suas questões a ampliação das desigualdades educacionais e sociais no Brasil durante a pandemia. Mais uma vez, no entanto, a ditadura militar ficou de fora da prova.

  • Piauí espera matricular 260 mil estudantes na rede estadual de ensino

    O Governo do Estado lançou, nesta terça-feira (22/11), o edital de matrículas para o ano letivo de 2023 nas diferentes modalidades de ensino oferecidas na rede pública estadual de ensino. A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) disponibilizou o edital Seduc/GSE nº 32/2022 com vagas no ensino fundamental e médio, nas 641 escolas da rede, nas modalidades regular, educação profissional, Educação de Jovens e Adultos (EJA), educação especial, educação do campo, no regime de tempo integral e tempo parcial, em todos os municípios piauienses.

    Segundo o secretário de Estado da Educação, Ellen Gera, a meta é alcançar 260 mil matrículas. “É uma meta possível! Essa será uma força-tarefa que convocamos toda a comunidade piauiense.  Vamos atuar em parceria com as redes municipais de ensino para que possamos chegar ao cidadão, seja ele criança, adolescente, adulto ou idoso”, destacou o gestor.

    A governadora Regina Sousa conclamou a todos que estão fora da sala de aula para que possam se matricular em uma das modalidades de ensino e destacou pontos positivos alcançados pela educação piauiense. “Nós saltamos da 23ª posição no Ideb para a 9ª colocação. Somos o estado com segunda maior presença no Enem. Então, isso é fruto de um esforço de toda uma equipe e agora vamos reforçar as matrículas. É um dever nosso não deixar ninguém fora da sala de aula.  Lembrando que a educação é o caminho para qualquer itinerário que você tem na vida”, comentou a gestora.

    A chefe do Executivo estadual reforçou que será feita uma busca ativa para atingir o maior número de pessoas. Ela conclama a todos para que possam ir atrás de quem parou de estudar ou esteja fora da sala de aula, estimulando a matrícula.

    A matrícula nova, na rede, será no período de 23 de novembro a 23 de dezembro de 2022. Para facilitar o processo, a Seduc disponibilizou um canal exclusivo para as matrículas, pelo link: https://seduc.pi.gov.br/matricula/

    O processo está organizado em 5 momentos:

    I – Teste seletivo (nos casos autorizados pela Seduc, em que a demanda for superior à oferta de vagas);

    II – Renovação de matrícula (permanência do aluno matriculado na mesma escola no ano de 2022);

    III – Remanejamento e transferência de alunos (movimentação de alunos de uma escola para outra);

    IV – Matrícula nova (realizada de forma on-line, por meio do site:) www.seduc.pi.gov.br/matricula;

    V – Confirmação presencial da matrícula nova, com apresentação da documentação exigida no edital.

    Receba notícias do 180graus no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: t.me/noticias180graus.

    PostMídia: (86) 9 9800-9535

  • Governo do Piauí lança campanha para matrículas nas escolas para 2023

    O Governo do Piauí, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), lança nesta terça-feira (22/11), a Campanha de Matrícula para 2023. O Edital Seduc/GSE nº 32/2022 baliza as diretrizes para as matrículas escolares no âmbito das Unidades de Ensino da Rede Pública Estadual do Piauí para o Ano Letivo de 2023.

    A matrícula nova na Rede acontecerá no período de 23 de novembro a 23 de dezembro de 2022. Atualmente, a Seduc conta com 641 escolas e a meta é ter mais de 260 mil matriculas em 2023.

    A Rede Pública Estadual de Educação Básica do Piauí é constituída por Unidades Escolares e Centros de Ensino com atendimento em Etapas Fundamental e Médio, na Modalidade Regular, Educação Profissional, Educação de Jovens e Adultos, Educação Especial, Educação do Campo, no Regime de Tempo Integral e Tempo Parcial.

  • Piauí mantém a segunda maior taxa de presença no 2º dia de aplicações do Enem

    Com a taxa percentual de 71,5%, correspondente a 59.652 (cinquenta e nove mil, seiscentos e cinquenta e dois mil) participantes, o Piauí manteve a segunda maior porcentagem do Brasil de participantes presentes nas aplicações do 2º dia do Exame Nacional do Ensino Médio, ficando atrás apenas do estado de Sergipe, que alcançou 72,8%.

    Segundo dados preliminares do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), ao todo 2.351.513 participantes compareceram ao segundo dia de aplicações do Enem, contando com 153.208 salas de prova nos 1.747 municípios brasileiros que participaram.

    Os participantes concluíram, no último domingo (20/11), a prova das áreas de conhecimento de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias, e tiveram até 5 horas para resolver as 90 questões propostas no exame. O Inep divulgará o gabarito oficial dos 2 dias de aplicação na próxima quarta-feira (23/11), conforme previsto em edital.

    O Exame Nacional do Ensino Médio avalia o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica. Ao longo de mais de duas décadas de existência, tornou-se uma das principais portas de entrada para a educação superior no Brasil, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e de iniciativas como o Programa Universidade para Todos (ProUni), ambas ações do Ministério da Educação (MEC).

    Passe Livre

    Esse ano mais de 9 mil estudantes de Teresina e do Interior do Estado do Piauí foram beneficiados com o Passe Livre, política de inclusão universitária do Governo do Piauí que garante a gratuidade no transporte público para possibilitar que os estudantes cheguem até os locais de aplicação de prova com mais facilidade. O Passe Livre foi implementado no ano de 2016 e, ao longo dos anos, tem colaborado para que os estudantes possam se locomover até os locais de prova, fazendo com que o Estado do Piauí tenha uma das maiores taxas de presença no Enem.

    Receba notícias do 180graus no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: t.me/noticias180graus.

    PostMídia: (86) 9 9800-9535

  • Um terço dos inscritos no Enem faltou às provas

    O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), após 2 anos de pandemia, volta a patamares de ausências considerados dentro da normalidade histórica, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O exame, aplicado nos últimos domingos, dias 13 e 20, contou com a participação de cerca de 2,5 milhões de estudantes no primeiro dia de prova e com aproximadamente 2,3 milhões no segundo dia. No total, cerca de 3,4 milhões estavam inscritos.

    Foto: Ludmilla Souza/Agência Brasil

    O balanço do Enem foi divulgado nesta segunda-feira (21/11) pelo Inep. "De maneira geral, foi um exame de sucesso, tivemos poucos casos de reaplicação, as taxas de abstenção foram dentro da normalidade histórica. Sabemos que durante a pandemia tivemos taxa de abstenção um pouco maior, mas que já voltou [a patamares normais]", avaliou o ministro da Educação, Victor Godoy.

    Ao todo, 3.476.226 participantes estavam inscritos no exame, 3.409.682 para a versão impressa e 66.544 para a digital. Desses participantes, 2.490.880 fizeram as provas no primeiro dia e 2.351.513, no segundo. O Enem registrou, no ano passado, a abstenção recorde, quando mais da metade dos inscritos faltaram no segundo dia de prova.

    A média histórica de abstenção no Enem, segundo o Inep, é de cerca de 27%. Este ano, as faltas foram de 26,7% no primeiro dia e 32,4% no segundo dia. "Do primeiro dia para o segundo dia houve uma variação de mais ou menos 137 mil pessoas [no Enem impresso], o que é um número baixo considerando geralmente aquele aluno que não vai bem no primeiro dia de prova e acaba se desestimulando para a segunda prova", disse o ministro.

    Problemas

    Segundo o Inep, 5.126 participantes foram eliminados das provas por desrespeitarem as regras do exame, ou seja, por portarem equipamentos eletrônicos, não atenderem às orientações dos fiscais, utilizarem materiais impressos ou ausentarem-se do local de prova antes do horário permitido.

    A autarquia registrou que, durante a realização do exame, pelo menos 193 estudantes foram afetados por problemas logísticos como emergências médicas durante a realização das provas, interrupção temporária de energia elétrica e problemas com abastecimento de água. Desses, 162 estavam fazendo o Enem impresso e 31, o digital.

    Em relação aos estudantes afetados por conflitos e operações policiais como os que ocorreram neste final de semana no Rio de Janeiro, em Manguinhos e Jacarezinho, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro, o ministro da Educação, Victor Godoy, disse que os casos serão analisados. Pelas redes sociais, ontem (20), estudantes moradores desses locais relataram que, por conta de tiroteios, não conseguiram comparecer às provas.

    "Ainda não chegou [ao Inep], mas se chegar vamos avaliar. Se os estudantes não tiverem culpa e, por decorrência de alguma atuação do estado, certamente faremos todo o possível para que não sejam prejudicados e sejam encaminhados para a reaplicação", informou.

    Enem digital

    O Enem digital registrou o maior número de ausências. Mais da metade dos estudantes inscritos nessa modalidade não compareceram ao exame. De acordo com Godoy, isso mostra que o Enem digital "ainda não pegou".

    "O Brasil é muito extenso, com muitos locais de aplicação de prova, e esse modelo de levar computado para a sala de aula, para o aluno fazer a prova com o computador, não é muito escalável. Tem que achar um modelo que seja escalável, que tenha atratividade e que mantenha a segurança do exame", defendeu o ministro.

    Futuro do Enem

    Segundo o presidente substituto do Inep, Carlos Moreno, a autarquia está desenvolvendo as matrizes do Enem 2024, que deverá ser adaptado do novo ensino médio. "Isso será aplicado em 2024, mas ainda este ano queremos divulgar e publicar o cronograma do Enem do próximo ano, de 2023, para que as pessoas possam se programar com antecedência", disse.

    Resultados

    O Inep divulgou também o cronograma das próximas etapas do Enem. Os gabaritos das provas objetivas serão disponibilizados às 18h de quarta-feira (23/11) no portal do Inep. Os resultados finais serão divulgados no dia 13 de fevereiro de 2023 na Página do Participante.

    O espelho da redação, com os detalhes das correções, será divulgado apenas em abril, junto com as notas dos participantes treineiros, ou seja, daqueles que ainda não concluíram o ensino médio e fizeram o exame apenas para testar os conhecimentos. O tema deste ano foi “Desafios para a valorização de comunidades e povos tradicionais no Brasil".

    Após a divulgação dos resultados do Enem serão abertas as inscrições para os processos seletivos que utilizam a avaliação como forma de ingresso no ensino superior, em data ainda a ser divulgada.

    O Enem seleciona estudantes para vagas do ensino superior público, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (Prouni), e serve de parâmetro para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Os resultados também podem ser usados para ingressar em instituições de ensino portuguesas que têm convênio com o Inep.

    Receba notícias do 180graus no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: t.me/noticias180graus.

    PostMídia: (86) 9 9800-9535

  • MEC anuncia resultado do Enem em 13 de fevereiro

    O MEC (Ministério da Educação) anunciou nesta segunda-feira (21) que o resultado do Enem 2022 será divulgado no dia 13 de fevereiro do próximo ano. A informação foi divulgada pelo chefe da pasta, Victor Godoy, em entrevista coletiva.

    Já o gabarito oficial do exame será divulgado no dia 23 de dezembro. O ministro não comentou sobre a pergunta de matemática que, segundo professores de cursinhos, não tem resposta correta nas alternativas apresentadas.

    O Enem é considerado a principal porta de entrada para o ensino superior. Com a nota da prova, estudantes conseguem se inscrever em programas como Sisu e Prouni, que oferecem vagas em universidades públicas e bolsas nas faculdades privadas, respectivamente.

    A prova foi aplicada nos últimos dois domingos, 13 e 20 de novembro. O primeiro dia teve abstenção de 27,9%, já no segundo dia 31,9% dos inscritos faltaram.
    "Foi um exame de sucesso. Tivemos pouco casos de reaplicação e as taxas de abstenção foram dentro da normalidade histórica", afirmou Godoy.

    Questões e licitação. O ministro também afirmou que o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), órgão ligado ao MEC e responsável pelo Enem, tem trabalhado para atualizar o BNI (Banco Nacional de Itens), que reúne questões do exame.

    Godoy negou, no entanto, que o banco sofra escassez de perguntas. Desde o ano passado, no entanto, documentos internos do Inep mostram a falta de itens para elaboração do Enem.
    Para esse ano, por exemplo, o exame foi montado com itens inéditos, mas sem passar por todos os processos necessários -elaboração, revisão e pré-teste com estudantes.

    Reportagem do UOL mostrou que o governo de Jair Bolsonaro (PL) deixa o Enem com o BNI escasso e com a licitação da aplicação do exame atrasada. Sobre o processo licitatório, o ministro informou que o trabalho vem sendo feito.

    Como foi a prova? Com o banco de questões escasso, o Enem ficou marcado por questões longas, mas conseguiu abordar temas sociais -sempre criticados pelo presidente Bolsonaro.
    Nas provas de ciências humanas e linguagens, os candidatos responderam questões sobre Estado de Direito, desigualdade de gênero, fome, entre outros temas. A redação tratava sobre a valorização dos povos tradicionais.

    Já no último domingo, professores consultados pelo UOL avaliaram o caderno de matemática e ciências da natureza como "difícil" e "técnico". O Enem abordou a pandemia da Covid-19.

  • IFPI abre inscrições para chamada pública com 350 vagas em cursos técnicos

    Foram abertas nesta segunda-feira (21/11) as inscrições para a chamada pública com 350 vagas em cursos técnicos de seis campi do Instituto Federal do Piauí (IFPI). As vagas são para quem vai cursar, em 2023, o ensino médio em outra instituição ou para quem tiver concluído o ensino médio até a data da matrícula.

    As inscrições são gratuitas e devem ser feitas até 18 de dezembro, no endereço eletrônico selecao.ifpi.edu.br. No formulário de inscrição, o candidato deve inserir a média final de Língua Portuguesa e de Matemática, na forma estabelecida no edital, conforme a forma de ensino (concomitante ou subsequente) escolhida.

    Obrigatoriamente, os candidatos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas passarão por um procedimento de heteroidentificação, que consiste em uma análise a ser realizada por uma Banca de Validação de Autodeclaração Étnico-racial.

    A seleção será feita pelo rendimento escolar nas disciplinas de Língua Portuguesa e de Matemática, de acordo com as médias registradas no ato da inscrição.

    As oportunidades são para o campi Dirceu, José de Freitas, Paulistana, Pedro II, Pio IX e São Raimundo Nonato.

    Leia o edital.

Carregar mais