• Dr Pessoa diz que prefeitura está aberta para tratativas sobre as Saad's de Teresina

    O prefeito de Teresina, Dr Pessoa (Republicanos), falou, em entrevista na manhã desta quinta-feira (02/02), sobre o apoio, para as questões da capital, que espera receber dos Governos Estadual e Federal e comentou sobre as tratativas que estão sendo realizadas para definir com quem ficará a pasta da Saad Leste, que, de acordo com rumores, será assumida por Jeová Alencar.

    "Não só com o Governo do Estado, mas também com o Governo Federal. A federação é assim mesmo, o poder central, o Governo Federal, os Governos Estaduais e os Municipais devam devo andar nessa linha de servir o povo, não é servir a si mesmo. E eu tenho certeza que o Governador do estado do Piauí, Rafael Fonteles, vai olhar as obras com bastante ênfase para o desenvolvimento, a infraestrutura, mas o olhar forte sempre do PT foi as políticas públicas. É o olhar do Prefeito, eu não tô dizendo que estou lá no PT, mas o olhar do Prefeito sempre foi assim, também mais forte para as políticas públicas", disse o chefe do executivo municipal. 

    Foto: 180grausPrefeito Dr Pessoa
    Prefeito Dr Pessoa

    Dr Pessoa afirma que conversas estão sendo realizadas, no entanto, ainda não foi definido quem assumirá a superintendências. "Está nas tratativas, nas conversações e existe realmente conversações. Foram lá em casa, foram à Câmara Municipal, aqui na Assembleia, isso eu não vou ocultar, que não esteja em conversação, mas prego batido e ponta virada etcétera, ainda não está, poderá caminhar prum rumo A, prum rumo B, por um rumo C, pro rumo D. Este é o movimento político", revelou o gestor. 

    O prefeito afirmou que a prefeitura está aberta para que o dialogo seja realizado. "Lá na Prefeitura pode não ter café forte, mas Café tem. Então tá aberto pro jornalismo, tá aberto pro doutor Jeová, tá aberto para o Governador, Presidente não vou dizer que chegar num lugar tão pequeno assim como é a prefeitura de Teresina não vem, mas aberto para todos. Democracia é abertura, é dialogo e conversa", afirmou.
     

  • 'A Casa encontrou a harmonia', afirma Rafael Fonteles sobre o consenso entre PT e MDB

    O governador do Piauí, Rafael Fonteles, afirmou, nesta quarta-feira (1º/02), que o consenso entre PT e MDB, para que Franzé Silva (PT) ocupe a presidência da Assembleia Legislativa no primeiro biênio 2023/2024 e o Severo Eulálio (MDB) o segundo biênio 2025/2026, é positivo para os projetos a serem votados na Casa.

    Foto: ReproduçãoRafael Fonteles
    Rafael Fonteles

    “Eu acho muito positivo, perceba que as chapas montadas, pelo que vi, contemplam todos os partidos da casa, inclusive os partidos de oposição, o que revela que a casa encontrou a harmonia, dentre os 30 parlamentares, tanto para o primeiro biênio, quanto para o segundo biênio”, afirmou Fonteles.

    Conforme o gestor, a harmonia firmada no Legislativo trará tranquilidade para as discussões da Casa. “Isso vai ajudar para que as discussões nessa casa sejam feitas de forma tranquila, a oposição fazendo seu papel, a situação fazendo seu papel e aperfeiçoando as matérias que chegarem no poder executivo, e também criando novas legislações a partir dos próprios parlamentares", declarou o gestor.

  • W. Dias defende parceria com Dr Pessoa e diz que pleito municipal deve ser decidido apenas em 2024

    O ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), Wellington Dias (PT), defendeu, em entrevista a TV Meio Norte, a parceria administrativa com o prefeito de Teresina, Dr Pessoa (Republicanos), e afirmou, que como ministro pretende estar atuando na pasta social da capital. 

    Foto: 180grausWellington Dias
    Wellington Dias

    “Nas eleições o nosso candidato foi o deputado Fábio Novo. No segundo turno, nós tivemos ali um esforço para um entendimento e se declarou apoio ao Dr. Pessoa que foi eleito. Essa base, esses vereadores tem participação no governo municipal, tem defendido os bons projetos que chegam na Câmara Municipal e também da parte do governo estadual vamos trabalhar com o presidente Lula por Teresina. Eu quero também como ministro estar lá trabalhando na área da assistência social", afirmou o líder da pasta.

    Dias afirmou, ainda, que as eleições municipais de 2024, a qual o chefe do executivo da capital pretende se candidatar a reeleição, devem ser tratadas apenas em 2024, considerando que o ano de 2023. "Ainda estamos começando o ano de 2023. A minha opinião é 2024, tratar em 2024”, relatou o ministro. 

  • Wellington Dias anuncia a vinda de Lula para o Piauí após lançamento do novo Bolsa Família

    O ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), Wellington Dias (PT), afirmou, em entrevista a TV Meio Norte nesta segunda-feira (30/01), que o presidente da república, Lula (PT), irá cumprir, nos próximos meses, agenda pelo Piauí. Dias revelou que provavelmente a vinda do chefe de estado ocorrerá em março, após o lançamento do novo Bolsa Família. 

    Foto: 180grausWellington Dias
    Wellington Dias

     “Eu acho que é o momento de grandes oportunidades para o Piauí, não apenas no MDS. A ida do presidente Lula não será só por conta do Bolsa Família, ele quer ir para retomar obras, para tratar de ações estratégicas nos estados. Vai ser um momento importante para o Brasil e para o Piauí. Ele vai ao Piauí, tem um carinho especial como lembrou no dia da posse, a maior votação dada a ele no Brasil e claro, ele sabe que ainda temos muitos passos a dar e vamos precisar do governo nacional”, revelou.

    Wellington Dias falou, também, sobre a questão da crise sanitária dos povos Yanomamis, em Roraima e falou sobra a responsabilização do governo Bolsonaro. "Aprendi a não pré-julgar, mas há fortes indícios. A parte da água, por exemplo, contaminada. A situação em relação a toda a desassistência foi programada?", destacou.

  • Chico Lucas e Franzé Silva discutem a cerca de novo projetos para a segurança pública do Piauí

    O secretário estadual de Segurança Pública, Chico Lucas, esteve reunido, nesta sexta-feira (27/01), com o presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, Franzé Silva (PT), para discutir acerca de novos projetos para a segurança pública do Piauí.

    No encontro, outras questões foram abordadas, como o direcionamento de 50 policiais militares que estão à disposição da casa legislativa às ruas, medida que visa aumentar proteção da população piauiense. Além disso, outras pautas acerca do melhoramento da segurança pública do estado foram discutidas.

    "Recebi visita de cortesia do secretário da Segurança Pública do Piauí, amigo Chico Lucas. Na pauta, a integração entre a Alepi e a SSP para avançarmos na política de segurança pública no Estado, elaborando e votando projetos de leis de interesse da área, cooperando para a melhoria de efetivos e condições de trabalho, na parte de inteligência e tecnologia, enfim, em todos os pontos necessários para dar mais segurança a nosso povo. Registro a colaboração do coronel Hudson, em nossa reunião", afirmou Franzé Silva.

  • Wellington Dias e governador de Roraima traçam estratégias para a assistência ao Povo Yanomami

    O ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias (PT), esteve em reunião, na manhã desta quinta-feira (26/01), com Waldez Góes, ministro da Integração e Desenvolvimento Regional, Jader Filho, ministro das Cidades, e Antonio Denarium, governador de Roraima, para discutir as ações da força-tarefa do Governo Federal voltada para a assistência ao Povo Yanomami.

    Na pauta, o papel que cada uma das pastas pode desempenhar na sequência dos atendimentos de emergência aos Yanomami, que estão sofrendo com quadros graves de desnutrição e insegurança alimentar.

    Após a entrega de mais de cinco mil cestas de alimentos (cerca de 80 toneladas) com o auxílio das Forças Armadas e de um atendimento emergencial in loco por equipes de saúde, os próximos passos envolvem a garantia de fornecimento de água potável e de ações em áreas como educação, comunicação e habitação.

    Foto: Roberta Aline/ MDS Foto: Roberta Aline/ MDS 26012023_ministro_mdr_32.JPG Os ministros Jader Filho (Cidades), Waldez Góes (Desenvolvimento Regional) e Wellington Dias (MDS)

    “O desafio é saber como a gente dá conta da solução de água potável nas comunidades. O Estado tem experiência e com este trabalho integrado, junto também aos ministérios dos Povos Indígenas, da Educação, Saúde, vamos garantir aquilo que é o desejo de todos: qualidade de vida”, afirmou Wellington Dias.

    A conversa destacou a necessidade de mapear rapidamente as áreas em situação mais vulnerável para enviar equipes capazes de identificar os problemas e pensar nas melhores soluções. Constatou-se também que, além de criar planos para as questões mais essenciais, é preciso incluir nas estratégias programas futuros permanentes para evitar que as adversidades apareçam novamente.

    “Nós estamos na expectativa de, na segunda-feira, já podermos estar com todas as nossas equipes em Roraima para identificar que problemas são esses e quais os caminhos para solucioná-los. Estamos de mãos dadas para resolver o problema dos Yanomami, mas também envolvidos em pautas futuras que o estado possa nos trazer”, explicou Jader Filho.

    Para Waldez Góes, o modelo de trabalho intersetorial adotado na crise dos Yanomami pode ser ampliado inclusive para outras esferas do Governo Federal. “O trabalho com o Povo Yanomami pode ser replicado em várias outras situações que ocorrem no país, não só nas comunidades indígenas. O Governo Federal está mobilizado com essa transversalidade ministerial, das missões que cada pasta tem para levar dignidade à população”, disse.

    Foto: ROBERTA ALINE/ MDS

    Segundo Denarium, a parceria do Governo Federal com o estado de Roraima é estratégica. Ele sinalizou, ainda, a relevância das ações em conjunto com a Funai (Fundação Nacional dos Povos Indígenas), o Ministério da Saúde e outras áreas numa ação sistêmica. “O governo é parceiro para a melhoria da qualidade de vida do nosso povo e pode contar com nosso apoio”, afirmou.

  • Wellington Dias discute proposta de mobilidade urbana com representantes de movimento sindical

    O ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias (PT), realizou nesta quarta-feira (25/01), uma reunião com os representantes do movimento sindical de trabalhadores do setor industrial e metalúrgico, onde trataram sobre a mobilidade urbana como ferramenta de acesso a atividades produtiva.

    A proposta do Vale-Transporte Social, apresentada ao ministro, tem como finalidade, além de promover a mobilidade da população de baixa renda, alimentar o sistema de transporte público e reestruturar a cadeia produtiva. Segundo os representantes sindicais, o setor de transportes perdeu cerca de 20 milhões de passageiros nos últimos sete anos.

    Foto: Roberta Aline/ MDS

    O ministro Wellington Dias avalia a alternativa apresentada como positiva para toda a população. Segundo ele, podem ser beneficiadas “as pessoas que ficaram desempregadas e as que integram programas sociais, que hoje têm dificuldade até mesmo de sair de casa para ir atrás de uma oportunidade de emprego”.

    Para o ministro, a iniciativa é uma forma de garantir uma solução para a crise do setor de transportes. “É também a defesa de que o país tenha um processo de transição e de transformação do combustível fóssil como é hoje, com a queima do óleo diesel e da gasolina, para o elétrico. Foram apresentados estudos que apontam que, com isso, também há a possibilidade de queda do preço das passagens urbanas”, completou.

    Participaram da agenda os representantes do setor metalúrgico e industrial: Aroaldo da Silva; José Garcia Neto e Marcos Duarte, além de Carlos Gabas, secretário executivo do Consórcio Nordeste.

  • Chico Lucas diz que seu papel na SSP é dar condições para que os policiais possam atuar

    O secretário de Segurança Pública do Estado do Piauí, Chico Lucas, participou nesta terça-feira (24/01) do programa Café com Montanha, onde falou sobre as questões que concerne a segurança, onde afirmou que seu papel na secretaria é dar condições para que os policiais possam atuar.

    "Recebi esse convite do Rafael por um problema nacional, todos os governadores dos estados do nordeste concordam que é um dos maiores problemas que a gente passa e nesse sentido o Rafael nos convidou, principalmente, para que a gente aplicasse os conhecimentos como procurador, conhecedor da máquina pública", afirmou o secretário. 

    Foto: 180grausChico Lucas
    Chico Lucas

    Chico Lucas ressaltou, ainda, a qualificação dos profissionais da segurança do Estado e afirmou que cumpre um papel de técnico, onde deve dar as condições necessárias para que ps policiais militares e civis possam realizar seu trabalho. 

    "Eu me vejo muito mais como um técnico, o técnico não precisa ser um bom jogador de futebol, então tenho excelentes jogadores que são os policiais. Os policiais militares do Piauí são qualificados, os policiais civis são muito bons, os delegados. Então qual é o meu papel? É dar condições para que esse time mostre o seu trabalho", afirmou o gestor da pasta. 

  • 'É uma proposta com metas claras', diz Rafael Fonteles sobre escolas de tempo integral no Piauí

    O governador do Piauí, Rafael Fonteles (PT), falou, nesta segunda-feira (23/01), em suas redes sociais, sobre o desejo de tornar a educação pública do Piauí uma das melhores do Brasil, onde relembrou sua promessa de campanha de implantar no estado as escolas de tempo integral.

    "Trabalharei dia e noite para que a educação pública do Piauí seja uma das melhores do Brasil. Não é uma promessa vaga e genérica, é uma proposta com metas claras e objetivas, que envolvem especialmente a escola de tempo integral, a cooperação com os municípios para a alfabetização na idade certa e o fortalecimento da educação profissional técnica/tecnológica. Com a força de Deus, e a dedicação e entusiasmo da nossa equipe e de toda a comunidade escolar, iremos cumprir essas metas", disse o governador em suas redes sociais.

  • Prefeita Jôve comemora inauguração do aeroporto de Piripiri: 'É mais desenvolvimento para a cidade'

    Foto: Reprodução/redes sociais

    A prefeita do município de Piripiri, Jôve, participou na manhã deste domingo (22/01) da inauguração do novo aeroporto da cidade, que será utilizado por toda a  população piripiriense. A obra já é resultado da gestão do governador Rafael Fonteles, empossado em 1º janeiro deste ano.  

    Foto: 180grausJovê e Fonteles

    Para a Prefeita, Piriripi terá ainda mais chances de garantir o desenvolvimento local com a chegada do novo aeródromo. 

    " A importância desta obra se resume em desenvolvimento. É um trabalho fruto do Governo do Estado com Rafael Fonteles. É um local que teremos decolagens, pousos e vamos trabalhar para garantir a vinda do Samu aéreo em casos de urgência e emergência", destacou Jôve.

    MAIS OPORTUNIDADES

    Jôve ainda ressaltou a importância desta obra para o desenvolvimento do comércio local de Piripiri. 

    "É mais uma oportunidade para empreendedores que moram na região Sul e Sudeste do país, ou em outras regiões, virem a Piripiri com seus investimentos e suas empresas. É mais desenvolvimento para uma cidade que cresce graças a Deus em passos largos e com humildade. Todos pensando em uma cidade melhor para todos", declarou Jôve. 

    Foto: 180graus

    Veja: 

    Rafael Fonteles inaugura aeroporto em Piripiri, primeira obra de sua gestão 

Carregar mais