Geral

Alvo de duras críticas · 07/06/2021 - 11h40 | Última atualização em 07/06/2021 - 16h52

Frente de Mulheres contra o Feminicídio se diz satisfeita com remoção do promotor Francisco de Jesus

Promotora de Justiça Luísa Cynobellina assumiu as funções do promotor na 5ª Promotoria, voltada para defesa da Mulher vítima de violência doméstica


Compartilhar Tweet 1



Do Portal 180graus

 

_________________

- Frente anuncia que acompanha processo do promotor contra vítima de violência doméstica, a senhora Cláudia Modesto

- Promotor também processa inúmeros jornalistas e meios de comunicação após publicações jornalísticas

_________________________

 

_Promotor de Jesus Francisco de Jesus (Foto: DIvulgação)
_Promotor de Justiça Francisco de Jesus (Foto: Divulgação) 

A Frente Popular de Mulheres contra o Feminicídio do Estado do Piauí manifestou-se a respeito da saída do promotor de Justiça Francisco de Jesus e se disse “satisfeita” com a “remoção por permuta” do membro do MP-PI da 5ª Promotoria, que integra o Núcleo de Promotorias de Justiça de Defesa da Mulher Vítima de Violência Doméstica e Familiar (NUPEVID).

Segundo a Frente, a satisfação com a remoção é para “nós da Frente e também para as Mulheres, que não sofrerão mais violências institucionais praticadas por um homem que ocupa um lugar de autoridade no Núcleo da Mulher, criado justamente para acolher e proteger as mulheres em situação de violência doméstica”. 

Ainda segundo a Frente, a “reivindicação” de que essa promotoria fosse ocupada por uma mulher “é bem antiga, pois não justifica um homem, ainda mais machista, acusado de violência doméstica, exercer essa função”. 

A Frente, que diz estar certa em seu propósito, também informou que já teve audiência com a nova promotora de Justiça do NUPEVID, Luísa Cynobellina, classificando a reunião de “muito boa”.

“A Frente Popular de Mulheres Contra o Feminicídio agradece demais a gentileza e comprometimento da nova [promotora de Justiça]”, diz posicionamento do respeitado grupo de mulheres que integra o movimento.

ACOMPANHAMENTO DE PROCESSO

A composição de mulheres que integra a Frente também informou que está acompanhando o processo do promotor Francisco de Jesus contra Cláudia Modesto - que tem se tornado um símbolo de luta a favor do direito das mulheres pela coragem demonstrada em protestar, buscar seus direitos e defender o que pensa, frente suas convicções.

Segundo o grupo, Modesto é vítima de violência doméstica, mas acabou sendo processada pelo promotor depois que protestou contra ele junto com integrantes da Frente. O protesto ocorreu de forma pacífica, na sede do Ministério Público Estadual.

O promotor havia sido alvo de medida protetiva após denúncia de uma ex-companheira e após o retorno da autoridade pública às funções na promotoria no MP-PI, foi então alvo de protestos pacíficos, como retrataram publicações do Portal 180graus.com logo abaixo. 

"A Frente está acompanhando o processo de indenização que o promotor ingressou contra Cláudia [Modesto]. A audiência está marcada para julho e vamos acompanhá-la. Estamos mobilizadas para garantir o arquivamento desse processo descabido", anunciaram.

"A Cláudia não participou do ato denunciando o promotor sozinha. Foi uma manifestação da Frente e dela, como integrante da Frente, comprometida com o fim da violência doméstica, da qual é vítima", pontuou.

PROCESSO EM MASSA CONTRA JORNALISTAS

A divulgação à sociedade por vários meios de imprensa e jornalistas  da decretação da medida protetiva, proferida por um juiz do estado do Piauí, contra o promotor, levou Francisco de Jesus a processar em massa vários meios de comunicação e jornalistas e até o assessor de imprensa do Ministério Público do Piauí. 

"REMOÇÃO POR PERMUTA"

O promotor Francisco de Jesus foi removido por permuta último mês. Em seu posto assumiu a promotora Luísa Cynobellina de Assunção Lacerda Andrade, que era da 42ª Promotoria de Justiça da capital Teresina. Ela assumiu dizendo ter toda a vontade de realizar o melhor trabalho.

"O ÚNICO PROMOTOR DO MUNDO"

No evento institucional quando da troca de funções, Francisco de Jesus ressaltou ter contribuído para o engrandecimento da instituição Ministério Público e a levado a cenário internacional, segundo ele, com ações e projetos. 

Também disse que sente orgulhoso por ter saído do gabinete e alcançado o mundo afora para que todos conhecessem o verdadeiro significado do Ministério Público.

E que com muita resiliência, acredita ter sido o único promotor do mundo que trabalhou sem ter o gabinete, tendo que despachar nos balcões dos fóruns.

VEJA TAMBÉM:_________

- Mulheres dizem que promotor de Justiça Francisco de Jesus persegue vítima de violência doméstica

- Promotor de Justiça de defesa da mulher, Francisco de Jesus processa vítima de violência doméstica

Comentários