Caso de suposto estupro · 11/10/2018 - 09h29

Revista alemã afirma que documentos sobre CR7 ‘são autênticos’


Compartilhar Tweet 1



A revista alemã Der Spiegel, que trouxe ao público o caso do suposto estupro cometido por Cristiano Ronaldo, afirmou nesta quinta-feira (11/10) que todos os documentos publicados são “autênticos” e foram “meticulosamente analisados”.

"Não temos razão nenhuma para acreditar que estes documentos não são autênticos. Analisamos meticulosamente todos os documentos e os mesmos foram legalmente revistos", declara a Der Spiegel em comunicado.

O esclarecimento surge um dia após Peter S. Christiansen, advogado que lidera a equipe de defesa do camisa 7 da Juventus, ter reiterado, em comunicado emitido pela Gestifute, que o atleta português "nega veementemente" a acusação de estuprar uma mulher norte-americana e que os documentos com eventuais declarações reproduzidas pela revista são "puras invenções".

"Para que não subsistam dúvidas: Cristiano Ronaldo nega veementemente todas as acusações constantes da referida ação cível, em coerência com o que tem feito nos últimos nove anos", escreveu Peter S. Christiansen, referindo-se a uma recente ação cível movida por Kathryn Mayorga, "baseada em eventos supostamente ocorridos em 2009".


Fonte: Notícias ao Minuto

Comentários