Rolo com a Receita Federal · 01/12/2019 - 15h23 | Última atualização em 01/12/2019 - 16h36

Ministério Público de Contas culpa escritório de advocacia por rombo de R$ 700 mil em prefeitura


Compartilhar Tweet 1



_Procuradora Raíssa Barbosa, responsável pela representação
_Procuradora Raíssa Barbosa, responsável pela representação 

"ATUAÇÃO PROFISSIONAL EXTREMAMENTE RUINOSA"

O Ministério Público de Contas (MPC) quer a responsabilização do escritório de advocacia R B de Sousa Ramos, cujo sócio administrador é Renzo Bahury de Sousa Ramos, por um rombo de cerca de R$ 700 mil na prefeitura de São Raimundo Nonato. Figuram também no polo passivo da representação o ex-prefeito do município Avelar de Castro Ferreira e Carmelita de Castro Silva. 

- Clique e leia matéria completa


Comentários