Famílias estão apreensivas · 31/03/2018 - 00h03 | Última atualização em 31/03/2018 - 00h36

'Parecia um tsunami', dizem moradores das casas alagadas após BR-343 romper


Compartilhar Tweet 1



    Foto: Maelson Ventura

O rompimento da BR-343 na noite desta sexta-feria (30/03) deixou várias residências alagadas na região. O incidente se deu por volta de 21h30 no trecho entre o balão do Atlantic City e o balão do Afrodite Motel, próximo a  empresa Copperline.

A água invadiu várias residências do Recanto das Palmeiras e São João. Os moradores aflitos tiveram que tirar vários objetos de dentro das casas para que eles não fossem estragados.

Celina da Costa é moradora do bairro Recanto das Palmeiras e disse ao 180 que está revoltada com a situação. "Foi uma coisa impressionante, a gente nunca tinha visto isso. As casas estão fedendo, foi ligeiro demais, não deu tempo tirar nada. O pessoal da Defesa Civil passou aqui, mas não falaram nada, a gente precisa de melhorias. Parecia um tsunami, não deu tempo tirar nada e minha casa está cedendo", afirmou.

    Foto: Maelson Ventura

ROMPIMENTO DA BR
A água acumulada no local além de romper a rodovia, carregou veículos. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, três automóveis e um semirreboque caíram no buraco ocasionado pelo desmoronamento, deixando duas pessoas feridas.

A rodovia rompeu no momento que uma carreta passava pelo local. Parte da carroceria foi levada pela água e a carga de madeira ficou espalhada na via.

    Foto: Maelson Ventura

A chuva que caiu em Teresina durante a madrugada alagou várias vias da região, entre elas trechos da BR-343 e da avenida Joaquim Nelson. A água acumulada nos terrenos da região teria causado o rompimento da via.

 

Comentários