Tem grande lição a ensinar · 21/01/2020 - 12h03 | Última atualização em 21/01/2020 - 16h01

Vídeo: garoto de 11 anos é humilhado em pizzaria de Teresina ao vender bombons


Compartilhar Tweet 1



Luiz Neto tem apenas 11 anos e já ajuda no sustento da sua família. Mas a criança ficou extremamente triste com uma situação enquanto vendia trufas em uma pizzaria de Teresina.

Segundo matéria da TV Meio Norte, o garoto ofereceu os bombons em uma mesa e escutou coisas desagradáveis de uma mulher.

    Reprodução TV Meio Norte

"Eu cheguei na mesa para oferecer e eu escutei a mulher falando pras duas filhas dela que era para elas estudarem, para não ficarem igual eu, vendendo bombom", disse ele.

A criança conta que chorou, ficou muito triste, mas não contou para família de imediato, mas depois acabou contando o que aconteceu para o pai.

"Ele ficou muito triste, eu também, ele chorou comigo", disse o menino, afirmando que não vai parar de ajudar sua família por causa disso.

    Reprodução TV Meio Norte

"Não importa o que as pessoas falam, não importa o que as pessoas pensam, eu nunca vou parar de vender bombom, um dia elas vão cruzar o meu caminho e talvez eu seja um defensor público e a gente vai ver, que o mundo dá voltas", afirmou.

O menino está no 6º ano do Ensino Fundamental e a família toda ajuda na produção e comércio dos bombons. Eles são conhecidos como a Família Trufas.

    Reprodução TV Meio Norte

Ao repórter Kilson Dione, o pai do garoto informou que já alertou o filho de que na vida ele vai encontrar pessoas assim.

"Eu agradeço a esta pessoa por me dar a oportunidade de estar mostrando ao meu filho a se defender de pessoas assim, porque a vida vai proporcionar a ele outros desafios", afirmou o pai.

O pai é acadêmico de Direito, mas está com o curso trancado por causa das dificuldades financeiras. Ele diz que a venda de trufas é uma forma de ajudar na renda da família.

A mãe de Luiz é estudante de Psicologia e comentou sobre o caso. "Eu sempre busco ensinar que a forma mais digna de se crescer na vida é trabalhando. Ele é uma criança muito inteligente e entende isso".

O pai diz que o filho é muito especial e dá muito orgulho para a família. Segundo ele, Luiz aprendeu a ler com três anos, joga xadrez com ele, canta, toca violão, joga futebol muito bem. "Tudo que ele se dispõe a fazer, faz com maestria, com dedicação, é um garoto que nunca me deu trabalho com nada. Ele não tira nota abaixo de 8, ele também me ajuda em trabalhos sociais, sou fã dele", completou.

Assista ao vídeo:

Siga o Instagram da Família Trufas e acompanhe o dia a dia da família: @familiatrufas

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

OBRIGADO POR TENTAR NOS HUMILHAR Olá! Gostaria de compartilhar com vcs, algo que aconteceu ontem com meu filho, Luizinho em pizzaria do bairro Buenos Aires enquanto trabalhávamos vendendo nossas trufas. Pois bem! Luizinho tem 11 anos, aprendeu a ler aos três anos, e ler muito bem, hábito que mantém até hoje. Desde do o primeiro 1° ano na escola até agora no 6° ano que as suas notas é sempre acima de 8. jogar xadrez, canta, tocar violão joga maravilhosamente futebol. Educado dentro de uma realidade humilde, mas com muita dignidade, seu sonho e ser DEFENSOR PÚBLICO. Sua MÃE a 10 é empregada doméstica e estudante de psicologia. seu PAI ( eu ) ESTUDANTE do 8° período de DIREITO. Buscamos sempre motivar nosso filho a ser cidadão independente do ele venha a ser na vida, e por isso o levamos conosco nessa trabalho que nos dar muito orgulho, para que ele aprenda de cedo a ver como trabalho dignifica e gratifica. meu filho tem um bom videogame, bom celular, tudo que uma criança gostaria de ter fruto do seu trabalho e desde então não me pedi um centavo. Ontem ele veio triste, envergonhado, pois em uma mesa, de uma pizzaria uma mãe com suas filhas o constrageram por conta do seu trabalho, e sorriam de forma debochada e jogaram piadinha. Meu filho veio chorando desanimado e triste, e isso me partiu o coração, pois nunca o vi assim. Mas meu motivo aqui, não é criticar a mãe e suas filhas não, estou aqui para agradecer A eleas, pois me deu a oportunidade de falar para meu filho, que pessoas que não tem brilho so querem apagar o brilho dos outros, e motiva- lo a ser grande, a ter ambição, e deixar por conta do destino a verdadeira resposta para essas pessoas. Como diz a musica: " trabalhar não ADOECE, não MATA e engrandece, só cresce a moral e respeito à quem merece" que DEUS abençoe a todos. FAMÍLIA TRUFAS

Uma publicação compartilhada por Famíliatrufas (@familiatrufas) em

 


Comentários