MPF investiga o caso · 10/08/2020 - 14h47 | Última atualização em 10/08/2020 - 17h31

PI: vereadora é acusada de ficar com auxílio emergencial de morador que pediu ajuda


Compartilhar Tweet 1



A vereadora Patrícia Oliveira (PP), do município de Santa Rosa do Piauí, está sendo acusada de ter dado um golpe em em morador da cidade que teria direito ao auxílio emergencial do Governo Federal.

Vereador Patrícia Oliveira
Vereadora Patrícia Oliveira    Reprodução Facebook

Segundo denúncia do Ministério Público Federal da cidade de Floriano, o homem teria procurado a parlamentar para ter acesso ao benefício, ela solicitou os dados e os documentos, que foram entregues para um homem de confiança dela, ainda no mês de abril.

Após mais de três meses e sem resposta sobre o auxílio, a vítima procurou O Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) onde descobriu que seu auxilio foi aprovado, teve três parcelas pagas e que elas já haviam sido gastas.

"Ao ir até a residência da senhora Patrícia em Oeiras a mesma diz que o senhor Gilberto pode realizar compras. Porque ele vai receber o auxílio. Só não sabe dizer quando", cita a denúncia realizada pelo CRAS de Santa Rosa do Piauí.

Segundo a denúncia, a vereadora cadastrou seu próprio e-mail quando foi solicitar o auxílio do morador e criar a conta eletrônica e colocou o telefone de um senhor que era de sua confiança.

Das três parcelas, uma ela teria transferido para sua própria conta, a outra pagou três boletos e a última pagou uma conta no débito no valor de R$ 600.

Estas transações teriam sido realizadas sem autorização da vítima que diz nunca ter visto a cor deste dinheiro.

O 180 entrou em contato com o telefone que consta na fanpage da vereadora para obter esclarecimentos, mas a pessoa que atendeu disse que o telefone não era dela. O espaço está aberto para esclarecimentos


Comentários