Geral

Tragédia na Serra · 15/05/2020 - 19h58 | Última atualização em 16/05/2020 - 09h30

Aeronave da Top Line que teria saído de Teresina para pegar paciente com suspeita de Covid-19 caiu

Segundo fonte, “as testemunhas que estão lá afirmaram ter lido na fuselagem a expressão Top Line”. Ainda não há confirmações sobre sobreviventes


Compartilhar Tweet 1



 

Por Rômulo Rocha - Do Blog Bastidores

 

Informações preliminares dão conta de que uma aeronave da empresa Top Line Táxi Aéreo caiu por volta das 18h30, 18h40 no interior do Ceará, na Serra de São Benedito, na região da Ibiapaba.

A aeronave tinha ido buscar um médico com suspeita de COVID-19 em Sobral e saiu de Teresina. 

O percurso era Teresina/Sobral, Sobral/Teresina.

Segundo fonte, “as testemunhas que estão lá afirmaram ter lido na fuselagem a expressão Top Line”. 

Ainda não há confirmações sobre sobreviventes.

O avião da Top Line que saiu da capital do Piauí não retornou ainda. Está desaparecido. 

Imagens e fotos mostram destroços do que seria uma aeronave.

Ainda segundo fonte do Blog Bastidores, do 180, "o avião decolou de Teresina por volta de 13 horas com uma médica a bordo [também poderia ser uma enfermeira] para pegar um enfermo em Sobral e de lá decolaram por volta das 17h30, mas caiu".

Comunicação do piloto com a torre de controle ainda antes da primeira decolagem comprova que haveria "três a bordo" com destino a Sobral. 

No retorno a Teresina haveria mais o paciente.


PÓS PUBLICAÇÃO

Segundo informações do Corpo de Bombeiros repassadas ao jornal O Povo, do Ceará, o avião pousou no município de Sobral com o piloto e dois profissionais da área de Saúde, para auxiliar na transferência.

Esses nomes seriam Carlos Vitor (médico), Samara (profissional da área de saúde), o médico Pedro Meneses (paciente) e o piloto, que já trabalhou para políticos no Piauí como Zé Filho e Ciro Nogueira.

A aeronave teria sido alugada pelo próprio paciente.


_Foto do momento em que paciente era posto na aeronave para logo depois decolar
_Foto do momento em que paciente era posto na aeronave para logo depois decolar 

O PILOTO

Também conforme fonte jornalística, quem pilotava a aeronave matrícula PR-RMN Modelo Sêneca, seria o piloto Paulo César.

O profissional era considerado um piloto experiente, começou aos 40 anos em 1998 no aeroclube do Piauí.

_O piloto Paulo César
_O piloto Paulo César 

 

MAIS INFORMAÇÕES ABAIXO 

 

A AERONAVE QUE TERIA CAÍDO, AINDA EM SOBRAL, EM REGISTRO FEITO ANTES DA DECOLAGEM FINAL

NUVENS PESADAS

Ainda não se sabe a causa da queda. O sistema SkyVector indicava nuvens pesadas na rota. A cor roxa, segundo especialista, indica muita chuva.

"Quando o tempo está bom, fica verde", repassou.

 


Comentários