98 casos confirmados · 28/11/2021 - 18h55 | Última atualização em 28/11/2021 - 19h59

Piauí não registra nenhuma morte por Covid-19 em 24h; 77 pessoas estão na UTI


Compartilhar Tweet 1



Foram registrados, no Piauí, 98 casos confirmados de Covid-19. Não foram registrados óbitos pela doença nas últimas 24 horas, segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, na noite deste domingo (28/11).

Dos 98 casos confirmados da doença 52 são mulheres e 46 são homens, com idades entre sete a 87 anos. 

Os casos confirmados no estado somam 331.371 em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam 7.185 casos e forma registrados em 223 municípios.

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, 160 estão ocupados, sendo 80 leitos clínicos, 77 UTIS e 03 leitos de estabilização. As altas acumuladas somam 23.748 até o dia 28 de novembro de 2021.

A Sesapi estima que 324.026 pessoas  já estão recuperadas ou seguem em acompanhamento (casos registradas nos últimos 14 dias) que não necessitaram de internação ou evoluíram para morte.

 

Comentar
Colocado em isolamento · 28/11/2021 - 17h09

Brasileiro testa positivo para Covid-19 ao desembarcar da África


Compartilhar Tweet 1



A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou neste domingo (28/11) que um brasileiro com passagem pela África do Sul testou positivo para Covid-19 ao desembarcar no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. Não foi confirmado se o passageiro está contaminado pela variante Ômicron.

De acordo com a Anvisa, o passageiro chegou ao país nesse sábado (27/11), em um voo da Ethiopian Airlines, apresentou um teste negativo feito na origem do voo, conforme determina uma portaria interministerial, e estava assintomático. No entanto, um novo teste PCR, realizado em um laboratório do aeroporto, deu positivo. O cidadão é vacinado contra a Covid-19.

Após a identificação, autoridades de saúde foram notificadas pela Agência. “Após a identificação e testagem com resultado positivo para covid-19, o paciente foi colocado em isolamento e já cumpre quarentena residencial. Os órgãos de saúde estadual e municipal passam a fazer o monitoramento do caso. O Ministério da Saúde acompanha o caso”, informou o órgão.

As restrições a viajantes oriundos de países da África começam a valer somente segunda-feira (29/11), mas a Anvisa já está atuando diante do risco de transmissão da variante Ômicron.

Na semana passada, o surgimento de uma variante no novo coronavírus foi confirmado em regiões da África. Batizada de Ômicron - letra grega correspondente à letra “o” do alfabeto -, a cepa B.1.1.529 foi identificada em Botsuana, país vizinho à África do Sul, em meados de novembro. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a variante pode se tornar responsável pela maior parte de novos registros de infecção pelo novo coronavírus em províncias sul-africanas.

No Brasil, ainda não foi registrado nenhum caso da Ômicron. Por medida de precaução, a partir desta segunda, o governo federal decidiu restringir e entrada de passageiros oriundos da África do Sul, Botsuana, Lesoto, Namíbia, Zimbábue, Eswatini (ex-Suazilândia), Angola, Malawi, Moçambique e Zâmbia.


Fonte: Agência Brasil
Comentar
Número pode ser maior · 28/11/2021 - 11h47 | Última atualização em 28/11/2021 - 16h02

Holanda confirma ao menos 13 casos da variante ômicron


Compartilhar Tweet 1



Ao menos 13 dos 61 viajantes que chegaram à Holanda com Covid estão com a variante ômicron, potencialmente mais transmissível que as anteriores.

De acordo com o governo holandês, o número pode ser maior, mas testes ainda estão em execução.

Os passageiros estavam entre cerca de 600 que chegaram a Amsterdã na sexta (26), em dois voos vindos da África do Sul, um dos países em que também já há casos confirmados do novo mutante.

Mais países da Europa confirmam casos da variante ômicron
Mais países da Europa confirmam casos da variante ômicron    TV Globo

Foi em laboratórios sul-africanos que a ômicron foi sequenciada pela primeira vez, o que não quer dizer que a variante tenha surgido lá. As amostras mais antigas em que ela apareceu até agora foram coletadas em Botsuana, também no sul do continente africano.

O alerta de uma nova variante não só mais transmissível mas também com potencial para escapar da imunidade fornecida pelas atuais vacinas foi dado pela primeira vez na terça (23), por cientistas especializados em genética.
Na quinta (25), o governo da África do Sul fez um aviso oficial, detonando uma onda de suspensão de voos e novos sequenciamentos pelo mundo.

Até as 10h (horário do Brasil) deste domingo, já há casos confirmados em ao menos 8 países europeus: Reino Unido, Alemanha, Bélgica, Itália, Holanda, Áustria, Dinamarca e República Tcheca.

Segundo cientistas, o sequenciamento da ômicron já era esperado, uma vez que a variante deve ter se espalhado antes de ter sido identificada pela primeira vez.

Eles afirmam que restrições a viagens podem no máximo atrasar a chegada da ômicron, e medidas de vigilância e prevenção devem ser reforçadas, enquanto se aguardam evidências sobre o impacto da nova variante -os estudos ainda podem levar algumas semanas.

O caso identificado na Áustria neste domingo é de um paciente do Tirol, que também voltou da África do Sul, na última semana. O país já havia decretado um novo confinamento para combater uma forte quarta onda de novos casos de Covid, que afeta vários países europeus há mais de um mês.

Na Dinamarca, foram relatados dois casos com mutações compatíveis com a da ômicron, que ainda aguardam a conclusão dos testes de sequenciamento. Ambos vieram da África do Sul.

Os países têm anunciado casos "com grande probabilidade de ser ômicron" porque esse mutante se comporta de forma diferente dos outros em um dos testes PCR mais comumente usados, o que indica que há grande probabilidade de ser a variante.

A confirmação, porém, exige o sequenciamento genético, que mostra se o coronavírus detectado tem as mesmas mutações nos mesmos locais que a ômicron.

O Ministério da Saúde dinamarquês afirmou que países que monitoram intensivamente novas variantes tenderão a encontrar antes a nova cepa. Nos países europeus em que a ômicron já foi confirmada, pacientes e seus contatos estão sendo isolados, mesmo que já tenham sido completamente vacinados.

Também têm pedido a todos os que estiveram nos países do sul da África nas últimas duas semanas que façam novo teste PCR e se auto-isolem até receberem o resultado.

Comentar
82 pessoas na UTI · 27/11/2021 - 18h31 | Última atualização em 28/11/2021 - 09h14

Covid-19 mata quatro pessoas em 24h e Piauí registra 181 casos confirmados


Compartilhar Tweet 1



Foram registrados, no Piauí, 181 casos  confirmados e quatro óbitos por Covid-19 nas últimas 24 horas, segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, na noite deste sábado (27/11).

Dos 181 casos confirmados da doença 95 são mulheres e 86 são homens, com idades entre quatro a 88 anos.  

Três homens e uma mulher não resistiram às complicações da Covid-19.  Ela era de Campo Maior (49 anos). Eles eram de Boqueirão do Piauí (60 anos),  Campo Maior (82 anos) e Picos (76 anos).

Os casos confirmados no estado somam 331.273 em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam 7.185 casos e forma registrados em 223 municípios.

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, 164 estão ocupados, sendo 82 leitos clínicos, 72 UTIS e 10 leitos de estabilização. As altas acumuladas somam 23.735 até o dia 27 de novembro de 2021.

A Sesapi estima que 323.924 pessoas  já estão recuperadas ou seguem em acompanhamento (casos registradas nos últimos 14 dias) que não necessitaram de internação ou evoluíram para morte.

 

Comentar

Compartilhar Tweet 1



JOANA CUNHA
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS)

O avanço da nova cepa do coronavírus a essa altura da pandemia foi um balde de água fria para o empresariado. O primeiro olhar sobre o assunto ainda é feito com cautela, insegurança e uma ponta de esperança de que se trate apenas de alarme falso ou seja contido em breve.

"É preocupante, mas não temos dúvidas de que a ciência vai trazer a solução para essa nova variante", afirma Nelson Mussolini, presidente do Sindusfarma, que representa as grandes farmacêuticas.

Paulo Solmucci, presidente da Abrasel (associação de restaurantes), acha que é alarmismo. "A menos que se comprove a ineficácia das vacinas para essa variante, não vemos razão para o pânico", diz.

Na avaliação de José Carlos Martins, da CBIC (setor da construção), é preciso entender o real risco da variante para saber como lidar.

Para Ricardo Roriz, da Abiplast, o avanço da nova variante coloca em xeque a recuperação. "Enquanto isso, o mundo vive sem previsão de retomar a normalidade da sensação de segurança e bem-estar das pessoas e da possibilidade da volta consistente da economia", diz.

A preocupação da hotelaria é com a aproximação das festas de final de ano e o Carnaval, segundo Manoel Linhares, presidente da Abih (associação da indústria de hotéis). Ele diz que o setor está aguardando a definição dos protocolos dos órgãos para adequar a operação.

"Estamos acompanhando. Somos a favor de que a Saúde decida logo que não deve ter aglomeração, porque a hotelaria não aguenta fechar de novo", diz.

Comentar
81 pessoas estão na UTI · 26/11/2021 - 19h40 | Última atualização em 27/11/2021 - 09h44

Covid-19 deixa três pessoas mortas e 129 infectadas em 24 horas no Piauí


Compartilhar Tweet 1



Foram registrados, no Piauí, 129 casos confirmados e três óbitos por Covid-19 nas últimas 24 horas, segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, na noite desta sexta-feira (26/11).

Dos 129 casos confirmados da doença 63 são mulheres e 66 são homens, com idades entre cinco e 87 anos.  

Três homens não resistiram às complicações da Covid-19. Eles eram de Nossa Senhora de Nazaré  (77 anos),  Padre Marcos (84 anos) e Simplício Mendes (72 anos).

Os casos confirmados no estado somam 331.092 em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam 7.181 casos e forma registrados em 223 municípios.

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, 177 estão ocupados, sendo 84 leitos clínicos, 81 UTIS e 12 leitos de estabilização. As altas acumuladas somam 23.720  até o dia 26 de novembro de 2021.

A Sesapi estima que 323.734 pessoas  já estão recuperadas ou seguem em acompanhamento (casos registradas nos últimos 14 dias) que não necessitaram de internação ou evoluíram para morte.

Comentar

Compartilhar Tweet 1



O Ministério da Saúde emitiu um alerta para as secretarias de saúde sobre a nova variante B.1.1.529, localizada na África do Sul. Segundo o documento, ainda não foi identificado nenhum caso no país com a nova cepa, batizada de ômicron, até esta sexta-feira (26).

O documento da pasta foi direcionado para a rede CIEVS (Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde), que reúne o sistema de vigilância do país.

A rede tem o objetivo de identificar precoce e oportunamente emergências em saúde pública, para adoção de respostas adequadas que reduzam e contenham o risco à saúde da população.

O texto orienta que as redes façam a notificação imediatamente para a pasta quando houver casos suspeitos ou confirmados da nova cepa. Em casos suspeitos de viajantes oriundos de países com a circulação da variante, a pessoa deve ser monitorar por 14 dias quando apresentar sintomas da doença e 7 dias caso esteja assintomáticos.

"Notificar possíveis casos de infecção com a nova cepa variante ou variantes em circulação para SARS-CoV-2 de forma imediata pelo formulário de notificação imediata do MS, disponível em: https://forms.office.com/r/BGwZjYz9Mu , bem como junto aos CIEVS locais", disse no documento.

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) sugeriu nesta sexta-feira (26) limitar a entrada no Brasil de quem esteve, nos últimos 14 dias, em seis países africanos: África do Sul, Botsuana, Suazilândia (Eswatini), Lesoto, Namíbia e Zimbábue.

A ideia é evitar que se espalhe no Brasil a nova variante da Covid-19 potencialmente mais transmissível, a B.1.1.529.

Os ministérios da Casa Civil, Justiça e Saúde vão decidir se acatam ou não as sugestões da Anvisa de controle sanitário de fronteiras. Como revelou a Folha de S.Paulo, o governo ignora desde o último dia 12 a sugestão da agência de adotar o "passaporte da vacina" para entrada por terra ou em voos internacionais no Brasil.

Nesta sexta, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) descartou fechar aeroportos, mas afirmou disse que uma nova onda do novo coronavírus está a caminho.

O diretor-presidente da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), Antonio Barra Torres, cobrou nesta sexta-feira (26) que o governo passe a exigir o certificado de vacinação contra a Covid para a entrada no Brasil.

"Para evitar que no período de inverno do hemisfério norte, onde pessoas normalmente viajam de férias, e temos ainda a questão do dólar e do euro extremamente valorizados, que não venhamos a ter um turismo antivacina aqui no Brasil", disse Barra.

Comentar

Compartilhar Tweet 1



O molnupiravir, medicamento para combate à covid-19, teve o seu pedido de uso emergencial apresentado, nesta sexta-feira (26/11), à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pela empresa Merck Sharp & Dohme.

De acordo com a empresa, “estudos demonstram que o medicamento, quando administrado no início da infecção, tem a capacidade de reduzir casos de hospitalização e mortes", dados que serão revisados pela Anvisa.

“As primeiras 24 horas de análise serão utilizadas para fazer uma triagem do processo e verificar se os documentos necessários estão disponíveis. Se houver informação importante faltando, a Anvisa pode solicitar ao laboratório”, informou a agência.

A Anvisa lembrou que o prazo de avaliação do uso emergencial e temporário de medicamento é de até 30 dias. “A análise não considera o tempo do processo em status de exigência técnica, que é quando o laboratório precisa responder questões técnicas feitas pela agência dentro do processo”.

No dia 19 de novembro, a Anvisa e o laboratório já haviam realizado a reunião de pré-submissão do produto, que ocorreu antes do envio formal do pedido à Anvisa pela empresa.


Fonte: Agência Brasil
Comentar
81 pessoas estão na UTI · 25/11/2021 - 21h02 | Última atualização em 26/11/2021 - 06h52

Covid-19 deixa três pessoas mortas e 308 infectadas em 24 horas no Piauí


Compartilhar Tweet 1



Foram registrados, no Piauí, 308 casos confirmados e três óbitos por Covid-19 nas últimas 24 horas, segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, na noite desta quinta-feira (25/11).

Dos 308 casos confirmados da doença 162 são mulheres e 146 são homens, com idades entre um e 89 anos.  

Um homem e duas mulheres não resistiram às complicações da Covid-19. Ele era de Teresina (50 anos). Elas eram de Campo Alegre do Fidalgo (74 anos) e Fronteiras (71 anos).

Os casos confirmados no estado somam 330.963 em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam a 7.178 e foram registrados em 223 municípios. 

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, 167 estão ocupados, sendo 80 leitos clínicos, 81 UTIS e 06 leitos de estabilização. As altas acumuladas somam 23.699 até o dia 25 de novembro de 2021.

A Sesapi estima que 323.618 pessoas  já estão recuperadas ou seguem em acompanhamento (casos registradas nos últimos 14 dias) que não necessitaram de internação ou evoluíram para morte.

 

Comentar
7.175 óbitos no total · 24/11/2021 - 19h09 | Última atualização em 25/11/2021 - 07h28

Óbitos por Covid-19 voltam a subir e sete pessoas morrem nas últimas 24 horas no Piauí


Compartilhar Tweet 1



Foram registrados, no Piauí, 297 casos  confirmados e sete óbitos por Covid-19 nas últimas 24 horas, segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, na noite desta quarta-feira (24/11).

Dos 297 casos confirmados da doença 164 são mulheres e 133 são homens, com idades entre um e 90 anos.  

Cinco homens e duas mulheres não resistiram às complicações da Covid-19. Elas eram de Alagoinha do Piauí  (79 anos) e Teresina (61 anos). Eles eram de Alegrete do Piauí (67 anos), Itaueira (71 anos), Patos do Piauí (81 anos) e Teresina (69 e 71 anos).

Os casos confirmados no estado somam 330.655 em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam a 7.175 e foram registrados em 223 municípios. 

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, 179 estão ocupados, sendo 87 leitos clínicos, 85 UTIS e 07 leitos de estabilização. As altas acumuladas somam 23.678 até o dia 24 de novembro de 2021.

A Sesapi estima que 323.301  pessoas  já estão recuperadas ou seguem em acompanhamento (casos registradas nos últimos 14 dias) que não necessitaram de internação ou evoluíram para morte.

 

Comentar

Compartilhar Tweet 1



    Brasil 61

É gripe ou Covid-19? Essa é uma pergunta frequente desde que a doença se alastrou pelo mundo. Em grande parte pelas pessoas responsáveis por crianças pequenas. Apesar de os sintomas dos dois vírus serem parecidos, em tempos de pandemia é preciso não descuidar e agir de forma segura perante as crianças e todos ao redor. 

De acordo com a médica epidemiologista, pesquisadora do CNPq e professora da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Ethel Maciel, é preciso ter atenção a todas as reações diferentes que a criança apresentar. “No meio de uma pandemia qualquer sinal ou sintoma que é diferente do que a criança estava ontem e hoje está em um estado mais febril, com desânimo e às vezes diarreia, coriza ou nariz escorrendo, é importante ficar em casa e comunicar a escola, além de fazer o teste diagnóstico para excluir a Covid-19”, destacou. 

Para a médica, mesmo que os exames digam que não é Covid-19, é preciso que a criança permaneça em casa para não contaminar outras crianças com algum outro vírus. Um dado importante e que colabora com a opinião da médica é o de que, segundo a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), mais de 1,9 milhão de crianças e adolescentes relataram infecção pela doença só em 2021.

A epidemiologista Ethel Maciel, ainda explica que mesmo que a criança tenha histórico de alergias ou alguma doença respiratória, é importante não descuidar e levar o pequeno ao pediatra caso apareçam sintomas de gripe ou do novo coronavírus. “Mesmo que os familiares desconfiem de uma alergia, e não ser Covid-19, em uma pandemia nós temos que atribuir ao vírus que está circulando de uma forma mais predominante, como o agente causador daquele sinal e sintoma”, esclareceu. 

Sintomas leves da Covid-19

Tosse;

Dor de garganta com ou sem coriza;

Perda de olfato;

Diarreia;

Dor abdominal;

Febre baixa;

Calafrios;

Dor muscular;

Fadiga;

Dor de cabeça intensa.

Sintomas moderados da Covid-19

Tosse persistente e febre diária;

Piora progressiva dos sintomas leves relacionado à Covid-19;

Pneumonia sem sinais ou sintomas de gravidade.

Sintomas graves da Covid-19

Quadro de gripe que apresente falta de ar/desconforto respiratório;

Pressão persistente no tórax;

Saturação de oxigênio menor que 95% em ar ambiente ou coloração azulada de lábios ou rosto; 

Especialmente em crianças, a respiração acelerada para tentar compensar a falta de oxigênio no organismo;

Desconforto respiratório;

Alteração da consciência;

Desidratação;

Dificuldade para se alimentar, 

Convulsões. 

Sintomas críticos da Covid-19

Sepse - que é quando nosso corpo se depara com uma infecção, ele gera uma resposta inflamatória que pode levar a uma série de complicações;

Síndrome do desconforto respiratório agudo;

Insuficiência respiratória grave;

Disfunção de múltiplos órgãos;

Pneumonia grave;

Necessidade de suporte respiratório e internações em unidades de terapia intensiva.

É importante destacar que doenças respiratórias diferentes da Covid-19 estão causando muitas internações de crianças recém-nascidas até os nove anos de idade, como revelou o último Boletim InfoGripe da Fiocruz, divulgado no final de outubro. As informações mostram que entre as crianças de 0 a 9 anos, foi observada uma estabilização de casos semanais registrados como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) em valores entre 1.000 e 1.200, próximos ao que se registrou no pico de julho de 2020 (quando foram registrados 1.282 casos na Semana Epidemiológica 29). 

Segundo o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), mesmo com a vacinação aumentando por todo o mundo, pais e mães devem continuar a incentivar as crianças a tomarem as mesmas precauções de antes para ajudar a prevenir o contágio e a disseminação da Covid-19. 

E a respeito da vacinação para crianças e jovens, o laboratório da Pfizer/BioTech anunciou, na última segunda-feira (22/11), que um estudo preliminar apontou para  eficácia de 100% para pessoas entre 12 e 15 anos de idade que completaram o esquema vacinal com duas doses da vacina Pfizer. O estudo acompanhou 2.228 participantes por sete dias durante mais quatro meses após a segunda dose. 

Dados da Covid-19

O Brasil registrou mais 10.312 casos e 284  óbitos por Covid-19, de acordo com o balanço mais recente do Ministério da Saúde. Desde o início da pandemia, mais de 22.030.182 milhões de brasileiros foram infectados pelo novo coronavírus. 

O Rio de Janeiro ainda é o estado com a maior taxa de letalidade entre as 27 unidades da federação: 5,15%. O índice médio de letalidade do País está em 2,8%. 

Taxa de letalidade nos estados

RJ    5,15%
SP    3,46%
AM    3,22%
PE    3,16%
MA    2,83%
PA    2,80%
GO    2,67%
AL    2,62%
PR    2,60%
CE    2,60%
MS    2,56%
MG    2,54%
MT    2,52%
RO    2,43%
RS    2,42%
PI    2,18%
BA    2,17%
SE    2,17%
ES    2,13%
PB    2,12%
DF    2,10%
AC    2,10%
RN    1,98%
TO    1,70%
SC    1,62%
AP    1,61%
RR    1,60%

Os números têm como base o repasse de dados das Secretarias Estaduais de Saúde ao órgão. Acesse as informações sobre a Covid-19 no seu estado e município no portal brasil61.com/painelcovid.  

 


Fonte: Brasil 61
Comentar
Região da Serra da Capivara · 24/11/2021 - 12h03 | Última atualização em 24/11/2021 - 12h09

Sesapi intensifica combate à Covid em cidades com aumento de casos


Compartilhar Tweet 1



O Governo do Piauí, através da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), intensifica o apoio a todos os municípios que estão apresentando uma incidência maior de casos da Covid-19. Para auxiliar estas cidades a Sesapi enviou um ônibus com profissionais da Atenção Básica, Coordenação de Imunização, Vigilância Sanitária, Rede Hospitalar e Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) para a regional de Saúde da Serra da Capivara, a primeira contemplada com a ação. 

Nesta quarta-feira (24/11), as equipes estão reunidas com os gestores de saúde e outras áreas de interesse, das cidades desta região, que tomaram conhecimento sobre a situação epidemiológica e coberturas vacinais desses municípios.

“Nosso intuito é conhecer de perto quais as dificuldades destes gestores no controle da doença e qual a parcela da população que está adoecendo mais pela Covid-19. A partir daí, vamos traçar as estratégias de ajuda”, afirma o superintendente de Atenção à Saúde e Municípios da Sesapi, Herlon Guimarães. 

A região de saúde da Serra da Capivara foi a primeira a receber a ação, devido ao aumento de casos de Covid-19 em alguns municípios nos últimos 14 dias, mas o ônibus será enviado para todas as regiões de saúde do Piauí. O objetivo é apresentar para aos representantes dos Poderes Executivo, Legislativo, órgãos de controle, sindicatos, setor econômico, gestores regionais e municipais, dados e análises da situação da transmissão do vírus bem como, dados de coberturas vacinais e orientações para intervenções locais. 

De acordo com pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), pelo menos 64 cidades do Piauí registraram aumento no número de casos de Covid: Teresina; municípios da região de Campo Maior; região de Floriano e região de Valença. Com o aumento no número de casos novos, aumenta o risco de transmissibilidade da doença. 

O Secretário de Saúde, Florentino Neto, pede o reforço na vigilância dos casos e também para que seja intensificada a vacinação em todo o estado. “Pelo menos 214 mil piauienses ainda não voltaram para tomar a segunda dose da vacina contra a Covid-19, o que prejudica a imunização completa da população. Precisamos que todos estejam protegidos para que possamos sair dessa pandemia. Se chegou a sua vez de se vacinar, não deixe de ir”, pede gestor.

    Divulgação / CCom
    Divulgação / CCom

 

Comentar
Vítima era aposentada · 24/11/2021 - 09h09 | Última atualização em 24/11/2021 - 11h47

Professor morre de Covid-19 em hospital no Sul do Piauí


Compartilhar Tweet 1



O professor aposentado Mário Vieira da Silva, de 81 anos, morreu nessa terça-feira (23/11), no Hospital Regional Justino Luz, em Picos/PI. A vítima residia em Patos do Piauí. As informações são do Cidades na Net.

A vítima estava internada em decorrência de infecção de Covid-19 e não resistiu às complicações causadas pela doença. Esta é a nona vítima de Covid-19 na cidade.

O corpo foi sepultado no povoado Cajueiro, zona rural de Patos do Piauí, onde o mesmo residia.

O prefeito e a secretária de Saúde, Auzeni Costa, divulgaram uma nota de pesar e prestaram condolências à família enlutada.

 

Comentar

Compartilhar Tweet 1



Foram registrados, no Piauí, 273 casos  confirmados e dois óbitos por Covid-19 nas últimas 24 horas, segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, na noite desta terça-feira (23/11).

Dos 273 casos confirmados da doença 158 são mulheres e 115 são homens, com idades entre um e 92 anos.  

Duas mulheres não resistiram às complicações da Covid-19. Elas eram de Landri Sales (72 anos) e Nazaré do Piauí (76 anos).

Os casos confirmados no estado somam 330.358 em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam a 7.168 e foram registrados em 223 municípios. 

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, 191 estão ocupados, sendo 90 leitos clínicos, 91 UTIS e 10 leitos de estabilização. As altas acumuladas somam 23.661 até o dia 23 de novembro de 2021.

A Sesapi estima que 322.999  pessoas  já estão recuperadas ou seguem em acompanhamento (casos registradas nos últimos 14 dias) que não necessitaram de internação ou evoluíram para morte.

 

Comentar
210 novos casos confirmados · 22/11/2021 - 18h52 | Última atualização em 22/11/2021 - 19h06

Piauí registra a morte de mulher de 57 anos por Covid nas últimas 24 horas


Compartilhar Tweet 1



Foram registrados, no Piauí, 210 casos  confirmados e um óbito por Covid-19 nas últimas 24 horas, segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, na noite desta segunda-feira (22/11).

Dos 210 casos confirmados da doença 109 são mulheres e 101 são homens, com idades entre um e 87 anos.  

Uma mulher de Padre Marcos (57 anos) não resistiu às complicações da Covid-19.

Os casos confirmados no estado somam 330.085 em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam a 7.166 e foram registrados em 223 municípios. 

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, 192 estão ocupados, sendo 95 leitos clínicos, 90 UTIS e 07 leitos de estabilização. As altas acumuladas somam 23.643 até o dia 22 de novembro de 2021.

A Sesapi estima que 322.727  pessoas  já estão recuperadas ou seguem em acompanhamento (casos registradas nos últimos 14 dias) que não necessitaram de internação ou evoluíram para morte.

 

Comentar
Primeira vez desde abril · 22/11/2021 - 12h23

Covid-19: média de mortes diárias no país fica abaixo de 200


Compartilhar Tweet 1



    Agência Brasil

As mortes diárias por covid-19, segundo a média móvel de sete dias, ficaram, no último fim de semana, abaixo de 200 pela primeira vez desde abril de 2020. Segundo o boletim Monitora Covid, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), foram registradas médias de 195 óbitos no sábado e 197 no domingo.

A última vez que o total de mortes pela doença havia ficado abaixo de 200 no país foi em 23 de abril (198). Os óbitos registrados sábado e domingo são os mais baixos desde 22 de abril (167).

Nos últimos 14 dias, houve um recuo de 15,1% na média de óbitos no país. Em um mês, a queda chega a 46,6%. Em relação ao ápice da pandemia, em 12 de abril, quando houve 3.124 mortes, a média caiu 93,7%.

A média móvel de sete dias é calculada somando-se os dados do dia  com os seis dias anteriores e dividindo-se o resultado por sete.


Fonte: Agência Brasil
Comentar

Compartilhar Tweet 1



Foram registrados, no Piauí, 96 casos  confirmados e dois óbitos por Covid-19 nas últimas 24 horas, segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, na noite deste domingo (21/11).

Dos 96 casos confirmados da doença 53 são mulheres e 43 são homens, com idades entre três e 86 anos.  

Um homem de Picos (76 anos) e uma mulher de Padre Marcos (85 anos) não resistiram às complicações da Covid-19. 

Os casos confirmados no estado somam 329.875 em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam a 7.165 e foram registrados em 223 municípios. 

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, 177 estão ocupados, sendo 85 leitos clínicos, 85 UTIS e 07 leitos de estabilização. As altas acumuladas somam 23.629 até o dia 21 de novembro de 2021.

A Sesapi estima que 322.533  pessoas  já estão recuperadas ou seguem em acompanhamento (casos registradas nos últimos 14 dias) que não necessitaram de internação ou evoluíram para morte.

 

Comentar

Compartilhar Tweet 1



Foram registrados, no Piauí, 409 casos  confirmados e dois óbitos por Covid-19 nas últimas 24 horas, segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, na noite deste sábado (20/11).

Dos 409 casos confirmados da doença  241 são mulheres e 168 são homens, com idades entre um e 86 anos.  O boletim traz casos represados do e-sus de ontem. 

Um homem de Simplício Mendes (79 anos) e uma mulher de Teresina (68 anos) não resistiram às complicações da Covid-19. 

Os casos confirmados no estado somam 329.779 em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam a 7.163 e foram registrados em 223 municípios. 

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, 178 estão ocupados, sendo 87 leitos clínicos, 82 UTIS e 09 leitos de estabilização. As altas acumuladas somam 23.618 até o dia 20 de novembro de 2021.

A Sesapi estima que 322.438  pessoas  já estão recuperadas ou seguem em acompanhamento (casos registradas nos últimos 14 dias) que não necessitaram de internação ou evoluíram para morte.

 

Comentar
Estava internado em São Paulo · 20/11/2021 - 14h27 | Última atualização em 20/11/2021 - 19h53

Dono da RR Construções, arquiteto de grandes obras no Piauí, morre após complicações da Covid


Compartilhar Tweet 1



Faleceu na noite desta sexta-feira (19/11) o empresário Raimundo de Castro Dias, dono da RR Construções. Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, após complicações da Covid-19.

O arquiteto foi responsável pelas maiores obras até hoje no Piauí, como o Centro de Convenções, Centro Administrativo, sede do antigo Jockey Clube, sede da Agespisa, Terminal Rodoviário Governador Lucídio Portela, Quartel e Hospital da Polícia Militar, a antiga sede da Ordem dos Advogados no Brasil (OAB), entrou outras, além de várias igrejas no Piauí.

Ele foi diagnosticado com a Covid-19 em agosto e desde então tratava a doença. Ele ficou cerca de 70 dias internado no hospital de São Paulo, onde estava entubado, mas não resistiu às complicações da doença.

Ele foi presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Piauí de 1979 a 1981.

A RR Construções divulgou nota de pesar. "É com muito pesar que informamos o falecimento do Diretor Presidente da RR Construções, Raimundo de Castro Dias.
O velório será realizado na Segunda-Feira a partir das 12:00h.
Missa de corpo presente: 16h".

Comentar
Diz pesquisa · 20/11/2021 - 10h47 | Última atualização em 20/11/2021 - 11h49

Brasil tem 226 mortes por Covid-19 e 13.355 novos casos em 24h


Compartilhar Tweet 1



O Brasil registrou, nesta sexta-feira (19/11), 226 mortes por Covid-19 e 13.355 novos casos diagnosticados, de acordo com os dados enviados pelos estados ao Ministério da Saúde e ao Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde). As informações são do R7.

Com o balanço de hoje, o país contabiliza 612.370 óbitos e 22.003.317 pessoas que já foram diagnosticadas com a doença. De acordo com o Ministério da Saúde, mais de 21,1 milhões de pessoas já se recuperaram da Covid-19 no país.

Segundo o Conass, a taxa de letalidade do coronavírus no Brasil é de 2,8% e a taxa de mortalidade por cada 100 mil habitantes é de 291,4. A média móvel de óbitos nos últimos sete dias é de 268, e a média móvel de novos casos é de 9.160.

O Vacinômetro do R7 mostra que mais de 157,5 milhões de pessoas receberam a primeira dose de uma vacina anti-Covid no país, o que corresponde a 74,4% da população, sendo que mais de 127,8 milhões já receberam a segunda dose ou uma vacina de dose única e estão completamente imunizados.

 

Comentar

Compartilhar Tweet 1



Foram registrados, no Piauí, 83 casos confirmados e três óbitos por Covid-19 nas últimas 24 horas, segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, na noite desta sexta-feira (19/11).

Dos 83 casos confirmados da doença 43 são mulheres e 40 são homens, com idades entre seis e 74 anos.  

Três homens não resistiram às complicações da Covid-19. Eles eram de Ribeira do Piauí (79 anos), São João da Fronteira (71 anos) e Teresina (85 anos).

Os casos confirmados no estado somam 329.370 em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam a 7.161 e foram registrados em 223 municípios. 

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, 190 estão ocupados, sendo 102 leitos clínicos, 80 UTIS e 08 leitos de estabilização. As altas acumuladas somam 23.597 até o dia 19 de novembro de 2021.

A Sesapi estima que 322.019 pessoas  já estão recuperadas ou seguem em acompanhamento (casos registradas nos últimos 14 dias) que não necessitaram de internação ou evoluíram para morte.

 

Comentar
77 pacientes estão na UTI · 18/11/2021 - 19h25 | Última atualização em 18/11/2021 - 22h56

Covid-19 mata quatro pessoas em 24h e Piauí registra 274 casos confirmados


Compartilhar Tweet 1



Foram registrados, no Piauí, 274 casos  confirmados e quatro óbitos por Covid-19 nas últimas 24 horas, segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, na noite desta quinta-feira (18/11).

Dos 274 casos confirmados da doença 141 são mulheres e 133 são homens, com idades entre um e 85 anos.  

Duas mulheres e dois homens não resistiram às complicações da Covid-19. Elas eram de Jaicós  (59 anos) e Tamboril do Piauí (77 anos). Eles eram de São João do Piauí (63 anos) e Sigefredo Pacheco (93 anos).

Os casos confirmados no estado somam 329.287 em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam a 7.158 e foram registrados em 223 municípios. 

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, 197 estão ocupados, sendo 113 leitos clínicos, 77 UTIS e 07 leitos de estabilização. As altas acumuladas somam 23.579 até o dia 18 de novembro de 2021.

A Sesapi estima que 321.932 pessoas  já estão recuperadas ou seguem em acompanhamento (casos registradas nos últimos 14 dias) que não necessitaram de internação ou evoluíram para morte.

 

Comentar
Prefeitura manifestou pesar · 18/11/2021 - 14h32

Professora morre de Covid-19 em hospital no Sul do Piauí


Compartilhar Tweet 1



A professora de Jaicós/PI, Maria José da Conceição, de 59 anos, morreu de Covid-19 nessa quarta-feira (17/11), no Hospital Regional Justino Luz, em Picos, Sul do Piauí. As informações são do Cidades na Net.

Professora morre de Covid-19 em cidade do Piauí
Professora morre de Covid-19 em cidade do Piauí    Arquivo pessoal

A Prefeitura Municipal de Jaicós divulgou nota de pesar lamentando o falecimento da servidora efetiva do município, tendo atuado na educação por vários anos.

Veja:

    Divulgação

Pandemia no município

Jaicós registrou 40 óbitos em decorrência de complicações causadas pela Covid-19. O último boletim, divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, no fim da tarde de ontem (17/11), registrava duas pessoas da cidade internadas na UTI.

Ainda conforme a atualização de ontem, a cidade contabiliza atualmente 83 casos ativos, sendo que 81 pessoas cumprem isolamento domiciliar.

Desde o início da pandemia, 2.322 casos já foram confirmados, e destes, 2.200 são recuperados.

Comentar
180 novos casos confirmados · 17/11/2021 - 18h46 | Última atualização em 17/11/2021 - 18h52

Covid-19 mata dois idosos no Piauí nas últimas 24 horas


Compartilhar Tweet 1



Foram registrados, no Piauí, 180 casos confirmados e dois óbitos por Covid-19 nas últimas 24 horas, segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, na noite desta quarta-feira (17/11). 

Dos 180 casos confirmados da doença 106 são mulheres e 74 são homens, com idades entre três e 100 anos.  

Uma mulher de Fronteiras (72 anos) e um homem de Bom Princípio do Piauí (95 anos) não resistiram às complicações da Covid-19.  

Os casos confirmados no estado somam 329.013 em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam a 7.154 e foram registrados em 223 municípios. 

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, 202 estão ocupados, sendo 108 leitos clínicos, 86 UTIS e 08 leitos de estabilização. As altas acumuladas somam 23.566 até o dia 17 de novembro de 2021.

A Sesapi estima que 321.657  pessoas  já estão recuperadas ou seguem em acompanhamento (casos registradas nos últimos 14 dias) que não necessitaram de internação ou evoluíram para morte.

 

Comentar
100% de eficácia · 17/11/2021 - 12h28 | Última atualização em 17/11/2021 - 12h38

Moléculas pesquisadas para tratar Chagas eliminam novo coronavírus


Compartilhar Tweet 1



    HENRIQUE FONTES/IQSC-USP

Cerca de dez moléculas que estão sendo estudadas para o combate à doença de Chagas se mostraram 100% eficazes para tratar células infectadas pelo novo coronavírus. A conclusão é de um estudo conduzido por pesquisadores do Instituto de Química de São Carlos da Universidade de São Paulo (IQSC-USP), com financiamento da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo). As informações são do R7.

Em testes de laboratório, os cientistas observaram que, além de eliminarem integralmente o Sars-CoV-2, as substâncias não geraram efeitos adversos para as células. Os resultados obtidos até o momento permitem que a pesquisa avance para a fase pré-clínica, em que os compostos deverão ser testados em animais.

Os especialistas acreditam que as moléculas conseguem interromper o ciclo biológico do novo coronavírus nas células inibindo uma de suas principais enzimas: a Mpro, que atua para facilitar a liberação do RNA do vírus, processo fundamental para que ele se replique no organismo.

Segundo o coordenador do estudo, o professor Carlos Alberto Montanari, as moléculas foram testadas em células de câncer de pulmão humano infectadas pelo Sars-CoV-2. Alguns dos compostos conseguiram eliminar totalmente o novo coronavírus de células que apresentavam carga viral baixa e moderada. Uma das substâncias, em especial, também foi eficaz contra carga viral elevada, apresentando resultados similares aos do fármaco que está sendo desenvolvido pela Pfizer e se encontra na fase clínica de estudos.

Origem

As moléculas do IQSC-USP são estudadas há anos pelo Grupo de Química Medicinal e Biológica na busca por tratamentos efetivos contra a doença de Chagas. No caso da enfermidade tropical, em testes realizados com camundongos, as substâncias utilizadas pelos pesquisadores já apresentaram resultados promissores, com prova de conceito estabelecida, para inibir a função bioquímica da cruzaína, enzima responsável por manter ativo no corpo humano o Trypanosoma cruzi, parasita causador da doença.

Por meio do uso de técnicas de inteligência artificial e aprendizado de máquina, os pesquisadores identificaram que a cruzaína possui semelhanças estruturais com a Mpro, o que levou os especialistas a aplicar as substâncias contra o Sars-CoV-2.

De acordo com Montanari, o conhecimento prévio dos compostos trabalhados no grupo agilizou o estudo contra o novo coronavírus: “Em menos de dois anos, já conseguimos criar condições para avançar com essas moléculas para testes in vivo, muito por conta de já termos um longo histórico de trabalho com essas substâncias, o que mostra a importância de valorizar a ciência básica. Além disso, precisamos desenvolver massa crítica e mão de obra nacionais para sermos independentes no desenvolvimento de fármacos e de insumos”, afirma o docente.

No momento, os cientistas estão à procura de novas parcerias e investimentos para que o estudo tenha continuidade e comece a etapa de testes com animais.

Comentar