Política

Estavam mais sete dentro · 13/08/2014 - 12h43 | Última atualização em 13/08/2014 - 20h46

Eduardo Campos morre em SP após queda de avião; veja toda cobertura

TINHAM MAIS 7 PESSOAS DENTRO DA AERONAVE, que seguia para Santos. São 10 feridos


Compartilhar Tweet 1



Morreu na manhã desta quarta-feira (13/08) o presidenciável Eduardo Campos (PSB), após a queda de aeronave, que caiu em uma casa ao lado de uma academia em Santos, no litoral de São Paulo. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu na esquina das ruas Vahia de Abreu e Alexandre Herculano, no bairro Boqueirão. Até o momento, há informações de pelo menos, 10 feridos. Ao todo, três imóveis foram atingidos. De acordo com o Comando da Aeronáutica, a aeronave é um Cessna 560XL, prefixo PR-AFA.

Viaturas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), da Polícia Militar e dos bombeiros estão no local. O acidente causou um grande estrondo e várias pessoas postaram imagens nas redes sociais.

O assessor de imprensa Guilherme Zeinum estava trabalhando em casa, na Rua Assis Correia, quando ouviu um forte barulho, por volta das 10h. "Ouvi um barulho forte, seguido de uma explosão. Fui até a janela e só avistei uma fumaça preta vinda da direção do Canal 3", conta. Zeinum disse que logo associou o barulho com a queda de um avião.

"Ouvi um barulho que parecia de turbina. Demorou um tempo, cerca de uns 10 minutos, até eu começar a ouvir sirenes que se dirigiam até o local", relata.

Segundo funcionários da academia Mahatma, que foi parcialmente atingida pela aeronave, uma pessoa que estava dentro do estabelecimento acabou se ferindo, mas sem gravidade. Ainda não há informações sobre as pessoas que estavam na casa atingida nem sobre os ocupantes do avião.

De acordo com informações da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Santos), parte do Canal 3 e algumas ruas nas proximidades da Alexandre Herculano precisaram ser interditadas para os trabalhos dos bombeiros. Ainda não há previsão para a liberação do tráfego e, por isso, os motoristas devem procurar rotas alternativas.

Três imóveis foram atingidos. Segundo o Corpo de Bombeiros, há pelo menos 10 pessoas feridas. Ainda não há informações sobre oe estado de saúde delas.

Por meio de nota, o Comando da Aeronáutica informa que nesta quarta-feira, por volta das 10h, uma aeronave Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, caiu na cidade de Santos, no litoral de São Paulo. A aeronave decolou do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com destino ao Aeroporto de Guarujá. Quando se preparava para o pouso, o avião arremeteu devido ao mau tempo. Em seguida, o controle de tráfego aéreo perdeu contato com a aeronave. A Aeronáutica já iniciou as investigações para apurar os fatores que possam ter contribuído para o acidente.

VEJA NOMES DE TODOS QUE ESTAVAM A BORDO
A bordo da aeronave, estavam sete pessoas, dos quais cinco passageiros (entre eles Campos) e dois tripulantes. Veja a lista dos mortos:

- Eduardo Campos, candidado à presidência
- Alexandre da Silva, fotógrafo
- Carlos Augusto Leal Filho (Percol), assessor
- Geraldo da Cunha, piloto
- Marcos Martins, piloto
- Pedro Valadares Neto
- Marcelo Lira

A Polícia Federal enviou seis peritos para Santos a fim de trabalhar na apuração da causa do acidente. O governador Geraldo Alckmin (PSDB) se deslocou para a cidade depois de tomar conhecimento da morte de Campos.

'APRENDI A CONFIAR EM CAMPOS', DIZ MARINA
Em rápido pronunciamento à imprensa na tarde desta quarta-feira (13), em Santos (SP), a candidata a vice pelo PSB, Marina Silva, lamentou a morte do candidato a presidente em sua chapa, Eduardo Campos. "Durante dez meses de convivência, aprendi a respeitá-lo, a admirá-lo e a confiar em suas atitudes e ideais de vida", declarou a candidata.

Marina filiou-se ao PSB em 2013 por não conseguir criar oficialmente a Rede, seu partido. Em um acordo com Campos, saiu candidata a vice-presidente na chapa do ex-governador de Pernambuco.

Abatida, ela afirmou que foram "dez meses de intensa convivência" com Campos. "A imagem que quero guardar dele é a de nossa despedida ontem cheio de alegria, compromissos e sonhos", declarou.

Marina Silva estava ontem no Rio com o colega e embarcaria com ele, mas acabou viajando para São Paulo com assessores em um avião de carreira.

A ex-ministra do Meio Ambiente disse que Campos lutou até o fim pela construção de um país "melhor e mais justo". "Quero pedir a Deus que sustente a Renata, o Zé, o João, a Duda, o Pedro e o pequenino Miguel e a todos os familiares dos companheiros de Eduardo Campos", afirmou a ex-ministra do Meio Ambiente em referência à mulher e aos filhos de Campos. "É uma tragédia que nos impõe profunda tristeza".

DILMA DECRETA LUTO OFICIAL DE 3 DIAS NO PAÍS
A presidente Dilma Rousseff (PT) decretou luto oficial de três dias pela morte do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), que era candidato a presidente nas eleições deste ano. A presidente disse ainda estar "tristíssima" e declarou que Campos era uma "grande liderança política".

O candidato do PSB à Presidência morreu aos 49 anos em um acidente com um avião por volta das 10h desta quarta-feira (13) em Santos (72 km de São Paulo). A aeronave modelo Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, vinha do Rio de Janeiro e tinha sete pessoas a bordo. O Corpo de Bombeiros confirmou que não há sobreviventes.

"O Brasil inteiro está de luto. Perdemos hoje um grande brasileiro, Eduardo Campos. Perdemos um grande companheiro", diz trecho da nota, replicada depois no Twitter de Dilma.

Dilma, que concorre à reeleição e enfrentaria Eduardo Campos nas urnas em outubro, afirmou ainda que "eventuais divergências políticas" sempre seriam "menores que o respeito mútuo" entre eles. Campos fazia parte do governo Dilma Rousseff até 2013, quando seu partido, o PSB, entregou os cargos no governo federal.

MARINA SILVA EMBARCARIA NO MESMO AVIÃO
A ex-senadora Marina Silva, candidata a vice-presidente na chapa de Eduardo Campos, estava ontem no Rio de Janeiro e embarcaria hoje no avião que caiu ao tentar pousar no Guarujá. Campos estava na aeronave.

Na última hora, Marina mudou a rota e decidiu embarcar em um avião de carreira com assessores. Ela está agora em sua casa, em São Paulo, reunida com políticos da Rede e pessoas próximas.

Segundo relatos, está em estado de choque e não vai se pronunciar. Desde a manhã, quando foi divulgada a notícia do acidente, integrantes da campanha de Campos e Marina tentavam confirmar se ele estava na aeronave.

CAMPOS MORREU NO MESMO DIA QUE O AVÔ
Campos tinha 49 anos e morreu no mesmo dia que seu avô, Miguel Arraes, que também foi governador de Pernambuco. Arraes morreu de infecção generalizada em 13 de agosto de 2005.

Miguel Arraes de Alencar, de 88 anos, nasceu em Araripe, no Ceará. Filho de pequenos agricultores, estudou direito no Rio de Janeiro, mas concluiu o curso no Recife. Começou a carreira política em 1947, como secretário da Fazenda de Pernambuco. Três anos depois, foi eleito deputado estadual pelo Partido Social Democrático.

Assumiu novamente a secretaria da Fazenda em 1959 e, no mesmo ano, venceu as eleições para a prefeitura do Recife. Miguel Arraes chegou ao governo de Pernambuco em 1962, com o apoio do partido comunista brasileiro. Ele foi responsável, por exemplo, pelo acordo do campo, uma negociação entre os cortadores de cana de açúcar e os usineiros, que criou um salário acima do mínimo para os trabalhadores rurais.

Em 1964, Arraes foi cassado e preso pelos militares e se exilou na Argélia. Só voltou ao Brasil em 1979 com a lei da anistia. Em 1982, foi eleito deputado federal. Quatro anos depois, governador de Pernambuco, pela segunda vez. Em 1990, deixou o PMDB e criou o Partido Socialista Brasileiro. De 1994 a 1998 governou o estado de Pernambuco, pela terceira vez.

DILMA E AÉCIO LAMENTAM E CANCELAM AGENDA
O Palácio do Planalto informou que a presidente Dilma Rousseff vai se pronunciar ainda hoje sobre a morte de Eduardo Campos.

O candidato a Presidência da República Aécio Neves (PSDB) cancelou a agenda que teria no Rio Grande do Norte nesta quarta-feira (13) após tomar conhecimento da queda do avião em que estava o presidenciável Eduardo Campos (PSB). O jatinho caiu em Santos no início da tarde desta quarta e Eduardo Campos morreu. "Estou absolutamente perplexo com a notícia do acidente com o voo de Eduardo Campos e estou cancelando todas as agendas", disse Aécio Neves ao desembarcar em Natal por volta das 12h30.

"Estamos aguardando informações oficiais. Esperando e rezando para que as notícias sejam positivas", disse Aécio, que no momento da declaração não sabia da morte de Campos.

CONFIRA A TRAJETÓRIA POLÍTICA DE CAMPOS:
1987 - Chefe de gabinete do então governador de Pernambuco, Miguel Arraes

1990 - Filia-se ao PSB e candidata-se a deputado estadual

1992 - Candidato à Prefeitura de Recife

1994 - Eleito deputado federal

1995 - Licencia-se do cargo de deputado federal para assumir cargo no governo de PE

1995 a 1998 - Secretário de Fazenda de Pernambuco

1999 a 2006 - Deputado federal (licencia-se em 2004 para assumir cargo no governo federal; renuncia em 2006 para assumir o governo)

2004 a 2005 - Ministro de Ciência e Tecnologia no governo Lula

2005 - Presidente nacional do PSB

2007 a 2013 - Governador de Pernambuco

2014 - Candidato à Presidência pelo PSB

NOTA DE PESAR CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO
É com profundo pesar que lamento o falecimento do ex-governador e candidato à presidência da república pelo PSB, Eduardo Campos, ocorrido na manhã desta quarta-feira (13/8).

Os brasileiros e principalmente o Estado de Pernambuco sentirão imensamente a sua falta.

Eduardo Campos esteve presente nas principais lutas democráticas e sociais do nosso país nos últimos anos, particular em favor da população menos favorecida.

Mesmo agora durante a campanha presidencial, Eduardo Campos manteve uma postura ética e combativa em favor da melhoria da qualidade de vida do povo brasileiro. Manifesto minha total solidariedade à sua família, aos companheiros do PSB e ao Estado de Pernambuco.

José Américo Dias, Presidente da Câmara Municipal de São Paulo.

ROSEANA SARNEY DIVULGA NOTA DE PESAR
A governadora Roseana Sarney, assim como todo o Brasil, ficou chocada com a notícia da morte do governador licenciado de Pernambuco, candidato à presidência da República, Eduardo Campos, do PSB.

“Sempre tive uma relação de muito respeito com Eduardo Campos. Ficamos todos tristes com essa tragédia. Solidarizo-me com a família e, em especial, com Anna Arraes, mãe de Eduardo Campos, ex-deputada federal e atual Ministra do Tribunal de Contas da União. Tenho certeza de que Pernambuco e o Brasil perdem um nordestino e homem de futuro na política brasileira”, declarou a governadora.

ZÉ FILHO DIVULGA NOTA DE PESAR
A coligação 'Piauí no Coração' vem a público manifestar seu mais profundo pesar pela morte do candidato à presidência do Brasil, Eduardo Campos, ocorrida em trágico acidente aéreo, na manhã desta quarta-feira (13), em São Paulo.

Eduardo Campos enriqueceu o debate político nacional e se consolidava, independente do resultado da eleição, como um digno representante do povo brasileiro, notadamente, do povo nordestino. A sua morte prematura deixa o país em estado de choque e nos leva a uma reflexão sobre sua missão como homem público, interrompida abruptamente.

Nos solidarizamos aos familiares e amigos mais próximos de Eduardo Campos e dos demais passageiros e tripulantes que também perderam suas vidas nesse acidente.

Informamos que todas as atividades de campanha, de nossa coligação, em especial do candidato a governador Zé Filho, Silvio Mendes e Wilson Martins estarão suspensas por todo o resto do dia de hoje e todo o dia de amanhã.

NOTA DE PESAR DO PROS-PI
O Partido Republicano da Ordem Social, Diretório Estadual do Piauí (PROS-PI) lamenta profundamente a morte do candidato à presidência da República, Eduardo Campos (PSB) em um grave acidente aéreo na manhã dessa terça-feira (13/09).

O economista que viveu ao lado de figuras emblemáticas da política nacional deixou como legado sua grande contribuição política enquanto presidente do Partido Socialista Brasileiro (PSB), ministro da Ciência e Tecnologia e governador do estado de Pernambuco.

Compartilho do sentimento de tristeza de todos os brasileiros e deixo um afetuoso abraço aos familiares e amigos neste momento difícil.

José Amauri

Presidente do PROS-PI

NOTA DE PESAR DE FÁBIO NOVO (PT)
É com imensa tristeza que recebemos a notícia do falecimento do candidato do PSB à presidência do Brasil, Eduardo Campos, em trágico acidente aéreo, nesta quarta-feira, 13 de agosto, em Santos (SP).

Eduardo Campos engrandecia a política como grande colaborador no fortalecimento da democracia brasileira.

Ao tempo em que lamentamos esta inestimável perda, nos solidarizamos com parentes e amigos de Eduardo, e ainda com todos os integrantes e apoiadores do PSB, rogando por rápida resignação.

Fraternalmente,

Deputado Estadual Fábio Novo

WELLINGTON DIAS EMITE NOTA DE PESAR
Hoje é um dia muito triste para o Brasil, que perdeu um dos seus políticos jovens mais competentes e com o qual tive o prazer de conhecer quando administrei o Estado. Com grande pesar, solidarizo-me aos familiares, amigos e correligionários do ex-governador de Pernambuco e candidato à Presidência da República, Eduardo Campos, em razão do seu falecimento em acidente aéreo ocorrido na manhã desta quarta-feira, 13 de agosto. Que Deus lhes dê conforto necessário neste momento de grande tristeza e dor.

Senador Wellington Dias

GLOBONEWS FAZ COBERTURA AO VIVO

Dilma Rousseff, presidente da República
"O Brasil inteiro está de luto. Perdemos hoje um grande brasileiro, Eduardo Campos. Perdemos um grande companheiro. Neto de Miguel Arraes, exemplo de democrata para a minha geração, Eduardo foi uma grande liderança política. Desde jovem, lutou o bom combate da política, como deputado federal, ministro e governador de Pernambuco, por duas vezes. Tivemos Eduardo e eu uma longa convivência no governo Lula, nas campanhas de 2006, 2010 e durante o meu governo. Estivemos juntos, pela última vez, no enterro do nosso querido Ariano Suassuna. Conversamos como amigos. Sempre tivemos claro que nossas eventuais divergências políticas sempre seriam menores que o respeito mútuo característico de nossa convivência. Foi um pai e marido exemplar. Nesse momento de dor profunda, meus sentimentos estão com Renata, companheira de toda uma vida, e com os seus amados filhos. Estou tristíssima. Minhas condolências aos familiares de todas as vítimas desta tragédia. Decretei luto oficial de 3 dias em homenagem à memória de Eduardo Campos. Determinei a suspensão da minha campanha por 3 dias."

Aécio Neves (PSDB), candidato a presidente
“É com imensa tristeza que recebi a notícia do acidente que vitimou o ex-governador e meu amigo Eduardo Campos. O Brasil perde um dos seus mais talentosos políticos, que sempre lutou com idealismo por aquilo em que acreditava. A perda é irreparável e incompreensível. Neste momento, minha família e eu nos unimos em oração à família de Eduardo, seus amigos e a milhões de brasileiros que, com certeza, partilham a mesma perplexidade e pesar.”

Pastor Everaldo (PSC), candidato a presidente
"É com muita dor que perdi um amigo. Eduardo Campos era, além de tudo, uma pessoa de bem, um pai de família, um cidadão brasileiro que teria muito a contribuir com a democracia brasileira neste momento. Estive com ele, na semana passada, e pude perceber o comprometimento dele com o País. Meus pêsames à família, aos amigos e que Deus conforte a todos.

Eduardo Jorge (PV), candidato a presidente
"A campanha presidencial do PV está suspesa para os próximos dias. Esta perda é muito triste para o país. Eduardo Campos era uma liderança muito jovem e muito importante para o Brasil. Toda minha solidariedade à família"

Luciana Genro (PSOL), candidata a presidente, no Twitter
"Confirmação da morte de Eduardo Campos é uma tragédia terrível! Minha solidariedade a familia e amigos. Esta eleição se transformou em luto!"

Paulo Skaf (PMDB), candidato ao governo do estado de São Paulo
"O Brasil perdeu hoje um grande estadista, um homem público da maior qualidade, que exerceu a política com competência, honestidade e dedicação. Eu perdi um amigo, com quem tive a honra de conviver. Eduardo Campos foi um dos incentivadores de meu ingresso na política. Há cinco anos, iniciei minha trajetória política em seu partido, o PSB. Quero me solidarizar com sua família e seus amigos. Quero me solidarizar também com o povo de Pernambuco pela perda de seu grande líder."

Nota de pesar do PSB Nacional
No dia em que são passados nove anos do falecimento de Miguel Arraes, o Partido Socialista Brasileiro cumpre o doloroso dever de comunicar o falecimento, nesta data, vítima de acidente aéreo, do seu presidente, ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, nosso candidato à Presidência da República.

Aos 49 anos recém completados, Eduardo Campos vivia o auge de sua brilhante carreira política: deputado estadual, secretário de Estado de Pernambuco, deputado federal, ministro de Estado, governador de Pernambuco reeleito por consagradora maioria, oferecia sua experiência e juventude ao serviço do País.

Candidato à Presidência da República, apresentou-se ao debate de nossas questões fundamentais, coerente com os princípios que sempre nortearem sua vida, e o primeiro deles era a busca por justiça social, razão de existência do Partido Socialista Brasileiro.

Perdemos Eduardo Campos quando mais o Brasil precisava de seu patriotismo, seu desprendimento, seu destemor e sua competência.

Não é só Pernambuco e sua gente que perdem seu líder; não é só o PSB que perde seu líder. É o Brasil que perde um jovem e promissor estadista.

Estamos todos de luto.

Brasília, 13 de agosto de 2014.

Roberto Amaral
Primeiro vice-presidente do Partido Socialista Brasileiro

Nota Rede Sustentabilidade
Rede está em luto por Eduardo Campos e equipe

Neste momento de dor e perplexidade, a Rede Sustentabilidade manifesta seu profundo pesar pelo falecimento de Eduardo Campos e pelos companheiros de equipe Pedro Valadares Neto, Marcelo Lira, Alexandre Gomes da Silva, Carlos Percol e dos pilotos Geraldo da Cunha e Marcos Martins em um acidente aéreo na manhã desta quarta-feira.

A REDE se solidariza com seus familiares, amigos e assessores e convida a todos a manter Eduardo Campos e sua equipe em seus pensamentos.

Rede Sustentabilidade

Michel Temer (PT), vice-presidente da República
"Não há palavras para descrever a tragédia que hoje se abateu sobre a política brasileira. Eduardo Campos era um político de princípios e valores herdados de sua família e levados com dignidade e honra por toda sua trajetória no Parlamento e no Executivo. Assim como todo o país, estou chocado com esse acidente e com as perdas para amigos e familiares. Que Deus dê conforto a seus filhos, a sua mãe, familiares e a tantos admiradores que deixou órfãos neste triste dia"

Gilberto Carvalho, ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República
"Nesse momento de comoção, me associo à dor da esposa de Eduardo Campos, Renata, de seus filhos, de toda a sua família, de todos os seus amigos e correligionários. Tive o privilégio de conviver com ele no governo do presidente Lula e a sua capacidade de trabalho, mas sobretudo, de fazer amigos, e sua capacidade de sedução, sempre foram marcas muito profundas de sua personalidade. Desejo muita força à Renata e a toda família por essa perda dolorosa"

Cesar Maia (DEM-RJ), candidato ao Senado, no Twitter
"Triste e inacreditável. Candidato Eduardo Campos estava em avião que caiu em Santos"

Tarso Genro (PT), governador do Rio Grande do Sul
“De qualquer forma, seja qual for o resultado, é uma tragédia humana e um grave problema para o processo político brasileiro. Todo mundo sabe que o Eduardo Campos é uma pessoa com muita representatividade e uma postura republicana muito respeitável. Então tem duas dimensões, seja qual for o resultado, é uma tragédia humana e uma tragédia política. Minha agenda está cancelada e retorno a Porto Alegre”

Beto Richa (PSDB), governador do Paraná, no Twitter
"Que Deus, na sua infinita bondade, possa amparar a família de Eduardo Campos e nos confortar nesse momento de grande dor."

Alexandre Padilha (PT), candidato a governador em SP
"Infelizmente, acabei de ser avisado. Foi uma tragédia. O ex-governador Eduardo Campos foi meu colega de governo durante o governo do presidente Lula. Conheci muito a família, a esposa, os filhos. Decidi suspender qualquer outra agenda para que a gente possa ter mais informacões e dar conforto à familia e aos amigos"

Marcelo Crivella (PRB), candidato a governador no Rio de Janeiro
"Hoje há no Brasil, em cada lar uma prece, em cada coração um voto de pesar e de saudades pela perda do nosso irmão Eduardo Campos."

Fernando Haddad (PT), prefeito de São Paulo, no Twitter
"Perdemos um dos melhores políticos da nova geração. Eduardo Campos deixa só amigos, que viam nele alegria, inteligência e esperança. Triste"

Antônio Carlos Magalhães Neto (DEM), prefeito de Salvador
“A política, o Brasil e o Nordeste perderam um dos seus representantes mais qualificados. Como deputado, governador e ministro, Eduardo Campos sempre trabalhou pelo desenvolvimento do Brasil. O Brasil está de luto. No pouco tempo de sua campanha à presidência, Campos apresentou propostas consistentes, demonstrando que ainda tinha muito a contribuir para o futuro do país. Ele estava sempre bem-humorado, era um grande contador de histórias. Deixo aqui o meu sentimento à família de Eduardo Campos, em especial à população de Pernambuco e do Nordeste.”

Marta Suplicy (PT-SP), ministra da Cultura
"O Brasil perde um grande político: jovem, dinâmico e competente. Eduardo Campos deixa uma lacuna nesta nova geração e o povo brasileiro sentirá falta de sua contribuição para um país melhor. Meu grande abraço a Renata e a toda família Campos"

Gleisi Hoffmann ?(PT), senadora e candidata ao governo do Paraná, no Twitter
“Com pesar, recebi há pouco a notícia do falecimento de Eduardo Campos. Sempre muito triste ver alguém tão jovem (49) partir de maneira tão trágica. Neste momento diferenças políticas ficam em segundo plano. Me solidarizo e mando minhas orações para família e amigos.”

Jean Wyllys (PSOL), deputado federal, no Twitter
“Chocado com o acidente que vitimou Eduardo Campos. Um acidente em que morreram também outras pessoas! Meus pêsames às famílias!”

Eduardo Braga (PMDB-AM), senador e líder do governo no Senado
“Perdemos nesta manhã um grande homem, um brasileiro exemplar, um político sério e competente. Tive a honra de poder trabalhar e estar com Campos inúmeras vezes enquanto governador do Amazonas e ele governador de Pernambuco. Seu vigor, sua paixão na defesa e na luta por melhorias sociais e econômicas para o povo de Pernambuco eram contagiantes. Sem dúvida alguma, está é uma grande perda para o país.”

Henrique Eduardo Alves, deputado pelo PMDB-RN e presidente da Câmara
"Com extremo choque, profundo pesar e imensa consternação recebi a informação da morte de Eduardo Campos. Fomos colegas na Câmara por três mandatos e afirmo que Eduardo foi um homem público digno, que honrou o estado de Pernambuco, o Nordeste e o Brasil. Minhas condolências à família e ao povo brasileiro, que lamentam a perda de um homem tão jovem, em seu auge político e com tantos sonhos para a vida. Sua morte deixa uma lacuna irreparável. Somente Deus para confortar os familiares e amigos neste momento de insuportável dor"

Henrique Fontana (PT-RS), líder do governo na Câmara
“Estou muito impactado, com pesar muito profundo. Convivemos bastante quando ele foi deputado federal. E depois no período dele como ministro. Sempre foi alguém que eu admirei muito, inclusive pela forma de ser, de fazer política, uma pessoa sempre alegre, de ótimo convívio. Estou muito triste, inclusive como homenagem vou suspender as minhas atividade hoje”

Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), senador e líder do PSB no Senado
“O destino nos pregou um grande golpe. O Brasil hoje perdeu um dos mais brilhantes brasileiros. Eduardo Campos era um amigo, irmão, companheiro, líder insubstituível. Representava, para milhões de brasileiros, a esperança de um novo tempo na política brasileira. Pedimos a Deus neste momento muita serenidade e discernimento para superar a dor e seguir o exemplo de dedicação, compromisso e amor ao povo brasileiro manifestados por Eduardo Campos em sua trajetória”

Jandira Feghali, deputada federal e líder do PCdoB na Câmara
"Eduardo era mais que um político. Era um sorriso marcante, humor inesquecível, companheiro de debates. Era uma liderança jovem, na defesa da democracia brasileira. Era mais do que isso também: meu amigo. Os anos no Congresso Nacional nos aproximaram e as ideias, lutas, identidades e diferenças marcaram nossa trajetória. Lembranças que ficam. Não há dor maior que a perda de um amigo, também pai, chefe de família, líder de seu povo. Sua história ficará conosco, na lembrança de seus passos na política, sempre em busca de um objetivo íntegro e democrático. Desejo afeto e solidariedade à família, que é o que mais sinto neste momento. Força aos amigos e correligionários"

Ricardo Ferraço (PMDB-ES), senador, no Twitter
"Em estado de choque com o falecimento de Eduardo Campos.É uma tragédia q deixa o Brasil todo triste com a perda de um grande homem público"

Aloysio Nunes (PSDB-SP), senador, no Twitter
"Profundamente chocado com a morte do Eduardo Campos"

Marco Feliciano (PSC), deputado federal, no Twitter
"Lamentável a tragédia ocorrida nesta manhã/SP, a queda da aeronave q conduzia o presidenciável Eduardo Campos. Que Deus conforte a família."

José Agripino (DEM-RN), senador, no Twitter
"No aeroporto de Natal, ao lado de Aécio, estamos surpresos com a noticia da morte de Eduardo Campos. Agenda no RN e PB cancelada."

Dalva Figueiredo (PT), deputada federal, no Twitter
"Lamentável a morte de Eduardo Campos na queda do avião do candidato a presidência pelo PSB. Quero transmitir meus sentimentos a toda família e amigos pela perda trágica na manhã desta quarta-feira de Eduardo campos."

João Capiberibe (PSB-AP), senador
"Estamos ainda sob o impacto da tragédia, é muito difícil especialmente para mim que tenho com ele uma relação política há muitos anos, e uma relação pessoal com a família. É uma tragédia ver o líder do nosso partido, uma liderança fantástica, com uma trajetória brilhante, desaparecer em meio de uma campanha que tinha tudo para ser disputada. É dramático. Se me perguntarem o que estamos pensando para a campanha, estamos buscando conversar com outros companheiros de campanha e vamos aguardar as informações oficiais."

Ana Rita (PT-ES), senadora, no Twitter
"Triste c/ a morte do presidenciável Eduardo Campos e assessores. Minha solidariedade aos familiares, amigos e integrantes do PSB/Rede"

Roberto Requião (PMDB), senador, no Twitter
"Chocado com a morte de Eduardo Campos paro um pouco para refletir sobre a vida e a política. Condolências sinceras à família."

Paulo Paim (PT-RS), senador, no Twitter
"Profundamente triste e chocado com a morte do grande líder e candidato a presidente da República pelo PSB Eduardo Campos #LUTO"

Marcelo Freixo (PSOL), candidato a deputado estadual no RJ, no Facebook
"A vida é tão rara"! Terrível a noticia da queda do avião com Eduardo Campos e comitiva. Toda solidariedade aos familiares e amigos"

Paulo Souto (DEM), candidato ao governo da Bahia, no Twitter?
"Eduardo Campos deixa saudades por tudo que realizou e o muito que ainda realizaria. Ele nunca poupou o talento político que trazia no DNA"

Romero Jucá (PMDB-RR), senador, no Twitter
"Lamento a morte de Eduardo Campos. Uma grande perda para o Brasil. Minha solidariedade para a família"

Ana Amélia Lemos (PP), candidata a governadora do RS, no Twitter
"A morte de Eduardo Campos é uma tragédia para todos nós. A política brasileira perde um grande homem!"

Mario Covas Neto (PSDB), vereador, no Twitter
“Independente das convicções partidárias, lamento profundamente a morte de @eduardocampos40. Minha solidariedade a toda sua família.”

Izalci, deputado federal (PSDB-DF)
“O povo brasileiro assistiu à entrevista dele ontem [no Jornal Nacional], animado com a eleição. Isso pegou todo mundo de surpresa. Não só por ele, mas por todas as pessoas que foram vítimas do acidente. É lamentável. Era uma liderança nata, alguém que tinha muito para contribuir para o país.”

Cássio Cunha Lima (PSDB), candidato a governador da PB, no Twitter
“O Brasil perde um extraordinário homem público. Perco um amigo. Impactado com a tragédia”

Paulo Salim Maluf (PP), deputado federal, no Twitter
“Meu amigo, neto de meu amigo e um jovem de valor que deixa um vazio enorme. Eduardo Campos que você nos dê força para encarar esta tragédia.”

Thiaguinho, cantor, no Twitter
"Muito triste e chocado com a notícia da morte do meu amigo Eduardo! Putz! Um grande amigo que a vida me deu... Vai com Deus, meu irmão!"

Robinho, jogador de futebol, no Twitter
"Muito triste o acidente que aconteceu aqui em Santos hoje. Sete pessoas, entre elas o candidato à presidência Eduardo Campos, faleceram. Ficam aqui o meu pesar pelas vítimas e a minha oração pelos familiares"

Marcelo Rubens Paiva, escritor, no Twitter
"Nossa! Tragédia triste. Pra família Arraes, pros amigos e pra política brasileira"

Luciano Huck, apresentador, no Twitter
"Mt triste pela família do gov Eduardo Campos. A política brasileira perde uma peça importante, talentosa e de bom senso no seu tabuleiro."

Amaury Jr, apresentador, no Twitter
"A efemeridade da vida. Eduardo Campos, inacreditável."

Banda Calypso, no Facebook
"Estamos chocados, pois perdemos um grande amigo, uma pessoa que sempre deu a maior força pra banda Calypso em Pernambuco. Um exemplo de ser humano e um grande político, que tinha propostas e grande potencial para a presidência do nosso país. Que Deus abençoe e conforte o coração de todos os familiares, estamos em oração por vocês!"

José de Abreu, ator, no Twitter
"Tragédia nacional"

Astrid Fontenelle, jornalista e apresentadora, no Twitter
"Não seria meu candidato, mas a vitalidade política dele era interessante. Minha solidariedade a família. Tantos filhos... RIP Eduardo Campos"

Xico Sá, escritor, no Twitter
"Pelo amor de Deus, querer saber o q muda na eleição em um momento triste como este! É hora d lamentar a tragédia e fazer silêncio respeitoso"

Rafael Cortez, apresentador e humorista, no Twitter
"Muito triste a morte do Eduardo Campos. Ainda mais nessas circunstâncias. Força aos que o amavam e ficam. Nosso respeito nessa hora"

Valesca Popozuda, cantora, no Twitter
"Coitado do Eduardo Campos. Que Deus conforte família e amigos dele nesse momento. Que Deus conforte a família de todas as vítimas envolvidas"

Tico Santa cruz, cantor, no Twitter
"A morte anda pregando peças... @eduardocampos40 estava no avião que caiu em Santos. Lamentável. Meus pêsames a família e aos próximos"

Christine Fernandes, atriz, no Twitter
“Uma perda: jovem, bom articulador e pai de 5 filhos. Dá tristeza, sendo ou não seu candidato de escolha RIP #EduardoCampos #Eleições2014”

Marcelo Tas, apresentador, no Instagram
"Meus sentimentos à familia e amigos de Eduardo Campos #Luto #JovemDemais #PE"

Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD
"O Brasil perde um grande líder, um homem público sensível, uma esperança para os que seguem acreditando no exercício da Política como instrumento de fortalecimento democrático. Conheci Eduardo Campos em 1999, em Brasília. Era deputado federal e nunca mais deixamos de nos ver, manter um relacionamento fraterno, dialogar e falar sobre política. Em 2010, me convidou para entrar no PSB, mas o PSD ganharia proporções nacionais, e adiamos um projeto maior, de união, para uma conversa posterior. Sempre que vinha a São Paulo, eu o recebia em casa, falávamos sobre política e seus sonhos de ser Presidente. Aprendi muito com ele. Dividíamos projetos, ideias e lembranças da política. Eduardo deixa o exemplo de correção, de caráter e sensibilidade que o Brasil não esquecerá. Meus sentimentos à sua mulher, à sua família e aos pernambucanos qu e tiveram a oportunidade e a honra de tê-lo como deputado, secretário de estado e governador. Um homem público vencedor, que pensava sempre em ajudar as pessoas."


Fonte: Com informações do G1 e Uol