Geral

Alerta para a população · 14/09/2020 - 10h56

SDU Leste recolhe mais de 30 mil toneladas de lixo de janeiro a agosto

Sobre os dados, o superintendente João Pádua chama a atenção da população para os lixos que são descartados incorretamente


Compartilhar Tweet 1



Levantamento feito pela Gerência de Serviços Urbanos da SDU Leste, de janeiro a agosto deste ano, mostra que o órgão municipal recolheu 30.478,97 toneladas de lixo apenas na zona Leste da capital. Deste total, mais de 9 toneladas correspondem ao lixo recolhido manualmente e mais de 20 toneladas coletadas de forma mecanizada, o que gerou um gasto para a Prefeitura de R$ 1.790.294,98.

Sobre os dados, o superintendente João Pádua chama a atenção da população para os lixos que são descartados incorretamente. “O lixo gerado pela população, que é descartado de forma irregular em ruas e avenidas da cidade, é considerado um dos fatores responsáveis pela obstrução da passagem de águas naturais e entupimento de galerias e bueiros, o que causa transtornos, principalmente em período chuvoso. Além disso, a Prefeitura gasta um valor exorbitante para recolher todo o lixo ao longo do ano, o que poderia ser investido em algum empreendimento”, ressaltou.

A Gerência de Serviços Urbanos organiza, ainda, uma programação de limpeza para ser executada diariamente e garantir a manutenção de áreas verdes e públicas da região. “Temos 194 profissionais de limpeza que atuam todos os dias em vários pontos da região. Só aqui na zona Leste, há, aproximadamente, 28 áreas de descarte irregular de lixo, em 18 bairros, e semanalmente estamos destinando equipes para esses pontos para promover a retirada dos lixos”, pontuou.

A Prefeitura também reforça que a limpeza não é função apenas do órgão. “A população também precisa fazer sua parte para mantermos a cidade limpa e em ordem. Todos podem ajudar a apontar os locais de descarte irregular de lixo, por meio do aplicativo Colab, mandando fotos e informações sobre o problema. Ao serem avaliadas, essas demandas são encaminhadas para os órgãos responsáveis. O aplicativo está disponível para celulares Android e Iphone e o download é gratuito”, completou o gerente Renato Lopes.


Comentários