Geral

Com equipe multidisciplinar · 12/08/2019 - 17h30

Prefeitura de Teresina inaugura a primeira residência inclusiva do Piauí

Centro vai atender pessoas com deficiência, que não podem mais contar com o apoio familiar


Compartilhar Tweet 1



A prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), realizou no final da manhã desta segunda-feira (12/08) a inauguração da Residência Inclusiva Boa Morada, localizada no bairro Cabral, que vai atender pessoas com deficiência, que não podem mais contar com o apoio familiar.

“É a primeira residência inclusiva do Piauí. Ela busca dar assistência, acolhimento a pessoas com deficiência que não tenham mais vínculo familiar, em que as famílias não cuidam mais dessas pessoas. Além disso, famílias que vivem em situação de vulnerabilidade, de muita pobreza”, destaca o prefeito Firmino Filho.

A residência tem capacidade para atender até dez pessoas, com idade entre 18 e 65 anos. Ainda segundo a prefeitura de Teresina, o espaço conta com uma equipe multidisciplinar formada por psicólogos, assistentes sociais, terapeuta ocupacional, intérprete de libras, cuidadores e auxiliares.

    Crédito: Rômulo Piauilino/Divulgação PMT

Na solenidade, a promotora Marlúcia Evaristo comentou que o centro era uma demanda bastante cobrada pelo Ministério Público, e defendeu que mais espaços como o inaugurado hoje possam ser disponibilizados na capital.

“O que vai ser desta criança se o pai faltar, se ele não tiver família, quem vai cuidar? E hoje, com a inauguração desta residência, eu acho que a gente está dando uma resposta para todas essas mães. Porque, essa residência se destina a quem? Pessoa com deficiência, na faixa etária entre 18 e 59 anos, que não tem quem cuide. Se for menor de 18, a gente manda para os abrigos da infância e da juventude. Se for maior se 60, manda para uma ILP [Instituições de Longa Permanência para Idosos]. Mas se tiver neste intervalo de idade, eu não tinha pra onde mandar. Esse olhar para a pessoa com deficiência, qualquer gestor que se preze, tem que ter”, disse.

 


Comentários