Geral

Consequência das queimadas · 22/08/2019 - 16h35

Na região de Pimenteiras/PI, bombeiros tentam apagar focos de incêndio há dias

Várias ações foram realizadas nas comunidades com o intuito de evitar as consequências das queimadas


Compartilhar Tweet 1



    Foto: Reprodução/Portal V1

De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), as queimadas no Brasil aumentaram 82% em relação ao ano de 2018. Até o momento foram registrados 71.497 focos contra 39.194 do ano passado. Na região da cidade de Pimenteiras/PI, a situação não é diferente e esses focos vem levando muita preocupação aos moradores e as autoridades. As informações são do Portal V1.

Em Pimenteiras, há dias as equipes da brigada de incêndios do município com apoio do Corpo de Bombeiros de Picos e dos bombeiros civis de Valença do Piauí e dos próprios moradores lutam contra vários focos de incêndios na região da comunidade Mestiço.

    Foto: Reprodução/Portal V1

Nesse primeiro momento, os trabalhos se concentraram nos focos que mais se aproximavam das residências e agora depois de contido, a meta é atacar os outros focos. Para a bióloga Carolina Melo da secretaria do meio ambiente de Pimenteiras, várias ações foram realizadas nas comunidades com o intuito de evitar as consequências das queimadas que em muitos casos são causadas na preparação do solo.

Para ela, o agravante é que nesse período do ano, a seca e o vento facilitam o alastramento do fogo trazendo muitas consequências como perdas materiais, problemas de saúde, diminuição da biodiversidade e o empobrecimento do solo.

    Foto: Reprodução/Portal V1

Nessas palestras, segundo a bióloga, foram relatadas as providências a serem tomadas para se ter uma queimada controlada. “É preciso que o proprietário da área procure o órgão ambiental responsável para que seja emitida autorização bem como seja efetuada as devidas orientações e acompanhamento”, destacou Carolina Melo que afirmou que a prefeitura está dando todo o suporte necessários.


Comentários