Geral

MPF investiga se houve diminui · 08/12/2019 - 18h03 | Última atualização em 08/12/2019 - 22h47

MPF apura se houve diminuição das atividades do Ibama no Piauí

Procurador pede ao órgão informações detalhadas sobre o plano de atividades de fiscalização e licenciamento desenvolvido para o ano de 2019


Compartilhar Tweet 1



O procurador do Ministério Público Federal no Piauí, Tranvanvan da Silva Feitosa, determinou a instauração de inquérito civil público para que sejam apresentados dados dobre a atuação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), no estado.

    Foto: Reprodução/TV Clube

Conforme portaria do dia 3 de dezembro, publicada no Diário Eletrônico do MPF, a abertura do inquérito tem como base indicação da 4ª Câmara de Coordenação e Revisão.

A intenção é "avaliar e mensurar se houve diminuição da atividade fiscalizatória" do IBAMA no Piauí.

Com a instauração do inquérito, o procurador determinou o envio de ofício ao órgão para que, no prazo de cinco dias, preste informações detalhadas sobre o plano de atividades de fiscalização e licenciamento desenvolvido para o ano de 2019, que traga ainda dados comparativos com as ações do exercício anterior.

Desde julho, o superintendente do IBAMA no Piauí é o advogado San Martin Linhares, indicado pela deputada federal Margarete Coelho.


Comentários