Expectativa lá em cima · 21/07/2019 - 11h39

Atlético Recebe o Fortaleza pelo Brasileirão


Compartilhar Tweet 1



    Foto: Reprodução/site do atlético

Em busca da segunda vitória seguida no Brasileirão, o Atlético receberá o Fortaleza, neste domingo, em Belo Horizonte, pela 11ª rodada. A bola irá rolar às 16h, na Arena Independência.

Em 4º lugar na tabela de classificação, com 19 pontos, o Galo pode ganhar uma posição em caso de triunfo sobre a equipe cearense.

“Expectativa lá em cima, sempre estou muito bem independente de qual jogo vai ser. Eu tô bem tranquilo, dando sempre o meu melhor nos treinamentos para que quando a oportunidade aparecer eu venha a corresponder. Estou entrando nos jogos tentando fazer o meu futebol, tentando aproveitar as oportunidades que o professor está me dando. Independente se é clássico ou não, a gente sempre tem que entrar ligado sempre para conseguir a vitória”, disse o atacante Geuvânio.

O jogador destacou a motivação para a disputa do Campeonato Brasileiro:

“Não tem motivação melhor do que estar em uma equipe grande como o Atlético, já é um motivo de satisfação estar vestindo essa camisa. Independente se é clássico ou não, a gente tem que entrar ligado para ganhar sempre, os três pontos são importantes para a gente estar brigando lá em cima na tabela”, comentou Geuvânio.

O atacante ressaltou a força da torcida e a importância do jogo deste domingo.

“Eu vi a importância que a torcida tem quando joga junto com a equipe. É surreal a força que o Atlético tem no Independência, quando a equipe joga junto com a torcida, o Atlético fica muito forte. Esse jogo contra o Fortaleza é muito importante para a gente estar brigando lá em cima. Tenho certeza que se a gente entrar com a mesma energia, trazendo a torcida pra nós, e a torcida também jogando junto, vai ser difícil parar o Atlético”, afirmou.

Com informações do Atlético.

 


Fonte: Atlético
Comentar
‘Ele é nosso jogador’ · 21/07/2019 - 10h32 | Última atualização em 21/07/2019 - 10h54

Neymar jogará no próximo amistoso contra Inter de Milão, segundo técnico do PSG


Compartilhar Tweet 1



    Foto: Reprodução/site do PSG

Depois do empate entre Paris Saint-Germain e Nuremberg, sem o Neymar,  Thomas Tuchel, técnico do PSG, afirmou que o brasileiro vai jogar no amistoso do próximo sábado (27/07) contra Inter de Milão, em Macau. Segundo ele, neste domingo (21/07) o jogador se juntará ao grupo para começar a treinar. I

“Ele vai viajar com a gente e jogar contra a Inter. Ele começará a treinar com a equipe amanhã (domingo). Ele passou por testes na semana passada e demos uma semana para que pudesse melhorar fisicamente [...] Ele é nosso jogador", afirmou o técnico.

Com informações de JovemPan

 


Fonte: JovemPan Online
Comentar
Jogo entre Palmeiras e Godoy · 21/07/2019 - 09h43 | Última atualização em 21/07/2019 - 11h40

Aeronave do Palmeiras sofre com ventos e equipe passa mal


Compartilhar Tweet 1



    Imagem: Pedro Chaves/AGIF

O avião que transportava a equipe do Palmeiras para Argentina na madrugada deste domingo (21/07), apresentou problemas, devido fortes ventos e não conseguiu pousar em Mendoza, cidade onde acontecerá o jogo nesta terça (23/07) entre palmeiras e Godoy Cruz, pelas quartas de final.

Alguns membros da equipe acabaram passando mal, chegando a vomitar dentro da aeronave.

A equipe se encontra na cidade de Rosário, e ainda não sabe como fará para voltar para Mendoza, já que o trajeto é de 10 horas de carro. 

Com informações de esporte.uol.


Fonte: Esporte.uol
Comentar
Rubro-negro tem a chance · 21/07/2019 - 09h12

Flamengo enfrenta o Corinthians fora de casa pelo Brasileirão


Compartilhar Tweet 1



    Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

O Flamengo enfrenta o Corinthians neste domingo (21), às 16h, na Arena Corinthians, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em terceiro lugar na tabela com 20 pontos, o rubro-negro busca a vitória para diminuir a diferença para o líder Palmeiras. O rubro-negro vem de vitória na competição diante do Goiás (6 a 1) e quer emplacar mais um resultado positivo. 

Retrospecto recente positivo

O Fla venceu os três últimos jogos diante do Corinthians: 3x0 no Brasileirão (2018), 1x0 e 1x0 na Copa do Brasil de 2019. A última vez que o Flamengo teve uma sequência de 4 vitórias sobre o Corinthians foi entre 2007 e 2010: 2x1 no Brasileiro 2007; 1x0 e 2x0 no Brasileiro 2009 e 1x0 na Libertadores 2010. Nas últimas dez partidas entre as equipes, o Fla venceu cinco vezes, empatou três e perdeu duas. 

Transmissão

A partida entre Corinthians e Flamengo terá transmissão da Rede Globo e do do Canal Premiere.

 


Fonte: Comunicação - Flamengo
Comentar
Futuro Incerto · 20/07/2019 - 11h34 | Última atualização em 20/07/2019 - 11h35

Neymar não entrará em campo no amistoso entre PSG e Nuremberg deste sábado


Compartilhar Tweet 1



Paris Saint-Germain, confirmou através das redes sociais a ausência do jogador brasileiro Neymar em campo no amistoso entre a equipe francesa e Nuremberg, deste sábado (20/07) na Alemanha, com o objetivo de se preparar para a próxima temporada.  As informações são do Futebol Internacional

    (Foto: Miguel SCHINCARIOL /  AFP)

 

Neymar, ainda está com futuro incerto devido a recente polêmica a qual esteve envolvido, mesmo assim, voltou aos treinos do PSG e continuará treinando enquanto define o seu futuro. Há possibilidade de que ele volte ao Barcelona, já que o clube está preparando uma proposta para contratá-lo.


Fonte: Futebol Internacional
Comentar
Disputa no próximo sábado (20) · 18/07/2019 - 10h14 | Última atualização em 18/07/2019 - 10h26

'Ele é muito afoito’, diz lutador piauiense sobre combate contra norte-americano


Compartilhar Tweet 1



Aos 40 anos de idade, Francisco Trinaldo, conhecido como Massaranduba, enfrenta o norte-americano Alexander Hernandez em San Antonio, casa de seu adversário. Uma vitória o coloca no top-15 da categoria peso-leve do UFC. As informações são do Jornal de Brasília. 

Nascido em Amarante, no Piauí, Massaranduba começou a sua carreira na capital do Distrito Federal. 

“Não ligo para a posição em ranking nenhum. O que me importa é detonar os adversários e é que farei no próximo sábado. Ele tem muita falha muito grande, que é vir pra cima, sem pensar direito. Ele é muito afoito, aí espero tirar proveito”, declarou o lutador.

Uma larga de vantagem de Massaranduba sobre Alexader Hernandes é a experiência. “A gente vai pegando a manha com o tempo. Eu, por exemplo, treinei para acabar a luta no primeiro round, mas tenho experiência pra destruir em qualquer momento. Estou pronto pra passar por tudo e vencer.

“O que me interessa é machucar e nocautear ele”, provoca Massaranduba.

A disputa será no próximo sábado (20/07) com transmissão ao vivo pela ESPN.

 

Comentar

Compartilhar Tweet 1



O fim de semana foi de festa e nostalgia na Granja Comary, em Teresópolis. O Centro de Treinamento da Seleção Brasileira recebeu os campeões da Copa do Mundo de 1994. Jogadores e integrantes da comissão técnica que participaram da campanha nos Estados Unidos se reuniram para comemorar os 25 anos do tetracampeonato.

As celebrações começaram na sexta-feira (12/07). Os craques foram chegando aos poucos ao longo do dia e se depararam com um mural de fotos relembrando a histórica conquista.

“Anfitrião” da festa, o ex-goleiro Taffarel ainda trabalha com a Seleção Brasileira e está bem mais familiarizado com a nova estrutura da Granja Comary. Por isso, atuou quase que como um mestre de cerimônias na chegada dos companheiros de título. Os campeões jantaram um menu especialmente preparado pelo Chef da Seleção Brasileira, Jaime Maciel.

O dia seguinte foi de matar a saudade da bola. No campo 1 da Granja, os campeões de 1994 receberam uniformes novos da Seleção personalizados com seus nomes e os números usados na Copa. 

Em campo, um jogo com ritmo bem menos intenso do que os da Copa, mas com a mesma qualidade de sempre. Divididos entre azul e amarelo, os times terminaram a partida em um empate por 7 a 7. Após o jogo, os jogadores atenderam os torcedores que marcaram presença na Granja.

- Quero agradecer a CBF, ao Presidente Rogério Caboclo, ao meu amigo Gilberto Ratto (Diretor de Marketing da CBF), e a todos que fazem parte desta festa. No mundo tem mais de sete bilhões de habitantes. E campeões mundiais vivos talvez não sejam 400. Acho que o Brasil tem 96 ou 92, e temos, se não me engano, 69 vivos. É um orgulho para todos nós. Nossa geração está bem e é a hora de agradecer a todos por tudo isso. A minha (geração) foi tetra, mas antes teve o tri, o bi... Todos tiveram uma participação importante. Fica também o obrigado a todos os campeões mundiais e, principalmente, ao povo brasileiro. Esse título é do povo brasileiro - declarou o ex-zagueiro Ricardo Rocha.  

Depois, os campeões subiram até o restaurante da Granja para um churrasco, mais uma vez preparado pelo Chef Jaime. Os homenageados receberam camisas comemorativas pelos 25 anos do tetra e ganharam, das mãos do Presidente da CBF, Rogério Caboclo, medalhas pela conquista. Caboclo ainda discursou para os campeões e agradeceu a todos por tudo que fizeram pela Seleção Brasileira.

"É um grande privilégio ter vocês aqui. Essa é a casa de vocês. E vocês fazem deste cenário um lugar belíssimo por causa deste astral, desta alma que dedicaram ao Brasil. A CBF é grata, o Brasil é grato e o mundo é grato ao que vocês apresentaram e proporcionaram de beleza do esporte, de ganhar da forma que ganharam, com credencial, capacidade e competência. Meu obrigado por ter vocês aqui. E saibam que as portas da Granja Comary e da CBF estão plenamente e permanentemente abertas a todos vocês. Obrigado por virem", disse o presidente Rogério Caboclo em seu discurso. 

A festa foi completa com um show do grupo Originais do Samba, que tem mais de 50 anos de carreira. Ao som de sambas da melhor qualidade, os campeões se divertiram e brindaram uma das maiores conquistas de nossa história.


Fonte: CBF
Comentar
No espaço cultural Japan House · 14/07/2019 - 12h47

Jogos Olímpicos Tóquio 2020 ganham letreiro Time Brasil na Paulista


Compartilhar Tweet 1



O Comitê Olímpico do Brasil (COB) inaugura neste domingo (14/07), às 14h, no espaço cultural Japan House São Paulo, na capital paulista, a escultura letreiro #SOMOS TIME BRASIL. O evento dará início às comemorações de um ano para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020.

A programação prevê as presenças de atletas brasileiros como o judoca medalhista olímpico Rafael Silva, que conquistou medalhas de bronze em Londres 2012 e no Rio 2016; e o mesatenista Hugo Hoyama, que tem em seu currículo de vitórias 15 medalhas em Jogos Pan-americanos.

    COB

Outras presenças previstas são a bicampeã pan-americana da maratona, Adriana Aparecida; a quinta colocada nos Jogos Olímpicos Rio 2016 no levantamento de peso, e Rosane Santos, do levantamento de peso, quinta colocada na categoria 53 kg, nos Jogos Rio 2016 . O Ginga, mascote do Time Brasil também estará no Japan House.

A escultura #SOMOS TIME BRASIL, construída nas cores verde, amarelo e azul; tem mais de cinco metros de largura por dois de altura e será instalada na área externa da Japan House São Paulo. Como a Avenida Paulista é fechada ao trânsito aos domingos é prevista a participação do público na campanha de incentivo e torcida pelos atletas brasileiros.

O COB é uma entidade, filiada ao Comitê Olímpico Internacional (COI). O seu trabalho é baseado na gestão técnica, administrativa e política do esporte nacional, para desenvolver e representar o esporte de alto rendimento do Brasil. Tudo isso busca a melhoria de resultados esportivos do Time Brasil.

O Comitê foi fundado em 8 de junho de 1914 e desde lá, o Brasil conquistou, em Jogos Olímpicos, 129 medalhas, sendo 30 de ouro, 36 de prata 63 e de bronze. Já em Jogos Olímpicos da Juventude, foram 37 medalhas; 11 de ouro, 15 de prata e 11 de bronze.


Fonte: Agência Brasil
Comentar
Programação até domingo · 13/07/2019 - 16h00

'Piauí: Férias de Norte a Sul' conta com atividades esportivas


Compartilhar Tweet 1



Centenas de teresinenses se reuniram nesta sexta-feira (12/07), no Parque Potycabana, na abertura do projeto “Piauí: Férias de Norte a Sul. Com mais de 10 modalidades esportivas, o evento reúne amantes de esportes como futebol de areia, handbal de areia, patins, vôlei de praia, fortalecendo as modalidades e proporcionando mais saúde e lazer à comunidade. 

    Jonas Cruz

“O projeto de férias resgata essa paixão que o piauiense tem pelo esporte e congrega a família, o jovem, o atleta para ocupar o Parque e suas inúmeras funcionalidades”, explica o presidente da Fundespi, Clemilton Queiroz. 

 Luiz André (20) aproveitou o vôlei de praia para sair do sedentarismo e curtir o início das suas férias. “Entrei de férias a poucos dias e aqui já encontrei uma maneira de me movimentar, tirar a poeira do corpo”, comemora. 

Além das práticas esportivas, o Piauí: Férias de Norte a Sul também oferece uma gama de serviços e atividades de lazer para todas as idades. O evento é uma parceria entre  Secretaria Estadual de Turismo (Setur), Coordenadoria de Comunicação do Estado - Ccom, Fundação dos Esportes do Piauí (Fundespi), Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos (Sasc), Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), Coordenadoria de Enfrentamento às Drogas, Coordenadoria da Juventude, Coordenadoria de Políticas Públicas para a Mulher, e Secretaria de Segurança. 

As atividades no Parque Potycabana seguem até o domingo (14). A caravana ainda passa pelos municípios de Amarante, entre os dias 19 e 21 de julho, na praia do Rio Parnaíba, e em seguida faz as malas para Luís Correia, onde aporta entre os dias 26 e 28. No litoral a novidade será as as competições de surf e kitesurf, na praia de Atalaia.As disputas serão acompanhadas por membros das federações e associações esportivas locais


Fonte: Governo do Piauí
Comentar
PSG pediu explicações · 10/07/2019 - 05h58

Neymar aparece jogando futevôlei no dia da reapresentação do PSG


Compartilhar Tweet 1



O jogador Neymar Jr. apareceu nesta terça-feira (09/07), nas redes sociais, jogando futevôlei, no dia que o Paris Saint-Germain pediu explicações sobre a sua ausência na reapresentação do time francês. Com informações do R7.

O camisa 10 esteve em uma quadra montada em São Paulo, local de treinamento de Bello Soares, atleta profissional da modalidade.

Segundo o site, foi o próprio Bello quem publicou uma foto ao lado do jogador do PSG. Ao lado deles, o ex-jogador Gabriel também participou da partida.

A assessoria de Neymar explicou que avisou ao clube francês sobre os compromissos contratuais e a ausência nos próximos dias. Já o novo direto, Leonardo, disse ao jornal Le Parisien que o clube irá tomar “as medidas apropriadas”.

Neymar ao lado de Gabriel
Neymar ao lado de Gabriel    Reprodução/Instagram/@gabrielgubela

 

Comentar
94 km em três horas e 42 min · 08/07/2019 - 08h53

Picos Pro Race | Mineiro Daniel Zoia vence prova na categoria elite


Compartilhar Tweet 1



Foi em uma mistura tempo nublado com sol escaldante que o atleta Daniel Zoia rompeu os 94 quilômetros da Picos Pro Race. Ele foi o primeiro a cruzar a linha de chegada da categoria elite fechando o tempo de 3 horas, 42 minutos e 07 segundos, conquistando o tricampeonato nas três vezes que disputou a prova.

    Crédito: Roberta Aline

Zoia, com seus 33 anos, já é figurinha conhecida no cenário do ciclismo nacional. O esporte, ele começou a praticar aos 14 anos. “Eu sempre gostei de esportes, mas queria algo que fugisse do tradicional futebol. Na minha cidade, teve uma competição de ciclismo e eu estava assistindo. Via a animação das pessoas, o clima da prova e aquilo me estimulou bastante. Minha mãe comprou uma bicicleta e desde então, não parei mais”, recorda ele, que é natural de Ponte Nova, em Minas Gerais.

Preparado para enfrentar uma prova dura, com trilhas bastante acidentadas e um sol de castigar, ele foi surpreendido quando o calor deu lugar a um clima ameno, nos quilômetros iniciais de competição. “Picos tem essa característica de um clima bem quente, uma prova que se torna ainda mais dura pela altimetria e temperatura característica da cidade. Então, a chuva surpreendeu, apesar de não ter facilitado a prova, já que a terra estava pesada”, avalia.

A dificuldade no percurso, segundo ele, foi um dos pontos altos da competição. “A prova foi bastante. Um percurso realmente desafiador que já é a característica da Picos Pro Race e que faz com que tantos atletas venham superar seus limites aqui. Essa é, com certeza, uma das melhores provas de Mountain Bike do país”, comenta ele, que é um dos atletas de elite da Audax, que também foi parceira da edição 2019 da Picos Pro Race.

Com resultados positivos no currículo, Zoia afirma que já se prepara para estar, de novo, entre os participantes da competição no próximo ano. “Pra gente que gosta do MTB, quanto mais dura uma prova, mas ficamos estimulados a participar. E eu espero estar de volta na edição 2020 da Picos Pro Race que, com certeza, deve vim ainda mais desafiadora”, finaliza. 


Fonte: AsCom
Comentar

Compartilhar Tweet 1



Ladeiras íngremes, pedregulhos, lama. A edição 2019 da Picos Pro Race teve de tudo um pouco. A ideia foi fazer uma prova em que os atletas desafiassem seus limites. O resultado não poderia ser outro. De veteranos à estreantes na disputa, o que não faltou foram exemplos de pessoas que bateram seus recordes pessoais e os limites dos seus corpos para fazer bonito na disputa. Ao todo, 535 atletas se inscrevam nessa que é uma das maiores provas de Mountain Bike do Norte e Nordeste do Brasil.

    Crédito: Fabio Piva/Divulgação

Elogios ao percurso não faltaram. Daniel Zoia veio brigar para subir no lugar mais alto do podium. Confirmou o favoritismo na disputa e concluiu os 94 quilômetros de percurso em 3 horas e 42 minutos, ficando em primeiro lugar na categoria elite. Mesmo com o bom desempenho, ele admite a dificuldade na prova. “Foi uma prova bem dura, muitas ladeiras. Mesmo com o tempo nublado no início da competição, a prova ficou pesada. Minha estratégia foi tentar manter um ritmo forte, mas não quebrar na prova e nem furar o pneu da bicicleta”, diz ele.

A edição 2019 da Picos pro Race trouxe várias novidades, como a inclusão da prova Kids, voltada para as crianças e também a categoria para pessoas com deficiência. A outra novidade ficou por conta do clima. O sol escaldante, característico de Picos, deu lugar a uma neblina que se sobressaiu nos primeiros quilômetros da competição. Na prova Kids, o pequeno Arthur, de seis anos, veio do Crato, no Ceará, acompanhado do pai e da mãe para participar da prova. Após chegar em primeiro lugar na sua categoria, saiu orgulhoso exibindo sua medalha. “Eu gosto muito de pedalar, faz bem para a saúde”, ensina.

    Crédito: Fabio Piva/Divulgação

Já Karine Frota foi a primeira mulher da categoria elite a concluir a prova, conquistando o bicampeonato. Ela afirma que a prova veio muito dura, mas que o clima ameno nas horas iniciais, ajudou bastante a concluir a prova. “O Daniel (organizador) conseguiu superar as nossas expectativas em relação ao percurso. Um percurso muito desafiador, mas gratificante de concluir”, elogia.

Outra novidade da edição 2019 da Picos Pro Race foi a premiação. Foram R$ 20 mil em prêmios, além de brindes. Os dez primeiros colocados de cada categoria foram premiados, com premiação tanto em dinheiro, quanto troféus, medalhas e brindes dos patrocinadores. E a edição 2020 já tem data para acontecer e com novidades que vão deixar o evento ainda mais grandioso. “A gente trabalhou incansavelmente para fazer uma prova como fizemos e é gratificante ver o resultado dela. Quem faz a prova é o atleta, se não fosse eles, não teríamos uma prova das proporções que tivemos. Então, queremos agradecer a presença de todos eles e aproveitar para anunciar a edição 2020, que vai acontecer nos dias 3, 4 e 5 de julho, aumentando em mais um dia de prova”, adiantou.

    Crédito: Fabio Piva/Divulgação

 


Fonte: AsCom
Comentar
Ficou bastante emocionado · 08/07/2019 - 05h22

Tite comemora vitória no Maracanã: 'templo maior do futebol'


Compartilhar Tweet 1



O técnico da seleção brasileira de futebol masculino, Tite, concedeu uma entrevista coletiva após a vitória contra o Peru e destacou a importância de vencer no Maracanã lotado. O Brasil foi campeão da Copa América por 3x1, diante do estádio com quase 60 mil pagantes. 

"Eu me tornei técnico da seleção hoje definitivamente. Pelo simbolismo do templo, o templo maior do futebol", disse. "Não tenho adjetivo para traduzir isso, essa felicidade."

O técnico chegou à coletiva com um de seus netos no colo, e enquanto falava, seus netos brincavam no auditório do Maracanã. O técnico se emocionou ao falar da importância de sua família e disse não conseguir ver seu trabalho dissociado dela.

"Não é piegas se emocionar e falar do que é o sentimento. Eu não tenho problema nenhum."

Tite disse que não encara críticas como algo que parte de quem está contra ele. "É do processo democrático, de busca, de crescimento", disse o técnico, que afirmou que existem muitas formas de se jogar bem e ganhar no futebol. "Somos fieis a uma ideia de futebol que é consistente", afirmou.

O treinador do Brasil também criticou a arbitragem e disse que questionou o pênalti marcado a favor do Peru. "O descritério da arbitragem foi notório."

O técnico do Peru, Ricardo Gareca, também concedeu entrevista coletiva e disse considerar que o resultado da final foi justo e que o Brasil é uma solução sólida. Ricardo afirmou que o Peru melhorou desde o início da competição, teve seu momento na partida, mas o Brasil soube aproveitar bem as oportunidades.

¨Somos uma seleção que melhorou e vai melhorar. Se vermos desse ponto de vista, me deixa tranquilo. Isso não quer dizer que não há motivo de superação e de rever, porque temos que melhorar cada vez mais¨, disse ele, que rejeitou rotular o Peru como seleção revelação da Copa América. "É uma seleção experiente. Não se pode dizer que é uma revelação."

O técnico peruano foi questionado sobre a possibilidade de assumir o comando da seleção argentina, país onde nasceu. Ricardo afirmou que, apesar de amar seu país, pretende honrar o contrato que assinou com o Peru até 2021.

"Tenho um contrato com um país que me ofereceu tudo e que me deu tudo", disse ele.


Fonte: Agência Brasil
Comentar
"O campeão voltou" · 07/07/2019 - 19h38 | Última atualização em 07/07/2019 - 19h54

Brasil vence o Peru por 3 a 1 e é campeão da Copa América


Compartilhar Tweet 1



"Não vai ser de brincadeira ele vai ser campeão". O torcedor avisou antes mesmo de a bola rolar neste domingo (07/07). No campo, a Seleção Brasileira correspondeu à altura. Em noite de reencontros, "o campeão voltou". Voltou ao Maracanã, voltou a disputar uma final. Dentro de casa, o Brasil venceu o Peru por 3 a 1 e levantou a taça da Copa América pela nona vez em sua história.

    Foto: Lucas Figueredo/ CBF

E se é em solo brasileiro, o torneio só podia terminar com o título da Canarinho. A edição 2019 da competição foi a quinta que aconteceu no país e em todas elas a Seleção Brasileira sagrou-se campeã (1919, 1922, 1949, 1989 e 2019). 

O jogo

O duelo começou nervoso para a Seleção Brasileira, que viu o Peru criar duas boas chances em cinco minutos de jogo. Na primeira tentativa, Cueva cobrou falta com perigo e, na sequência, Tapia arriscou de fora da área. Passado o susto inicial, o Brasil colocou a bola no chão e na base da habilidade mostrou o que sabe fazer de melhor.

E foi desse jeito que a rede balançou pela primeira vez. Aos 14 minutos, Gabriel Jesus recebeu lançamento na direita, driblou a marcação e cruzou na medida para Everton, que apareceu livre na área e emendou o chute fazendo explodir a torcida presente no Maracanã.

O gol deu tranquilidade para a Canarinho, que seguiu pressionando e ocupando todos os espaços do campo ofensivo. Na marca dos 23 quase veio o segundo. Dessa vez chegando pela esquerda, Firmino achou Coutinho pelo meio. O camisa 11 fez o desvio e viu a bola tirar tinta da trave adversária.

O Brasil não deu trégua e, aos 35, Firmino cabeceou por cima da meta depois de ótimo cruzamento de Alex Sandro. Já aos 40 minutos, o Peru tentou responder e a arbitragem pegou um toque de mão dentro da área assinalando pênalti para os peruanos. Foi aí que o VAR entrou em ação e a tensão tomou conta do estádio. Com penalidade confirmada, Guerrero deixou tudo igual, aos 43: 1 a 1. Mas o empate durou pouco.

Quatro minutos foi o tempo que a Seleção Brasileira precisou para reassumir o placar. Nos acréscimos da primeira etapa, Arthur deu belo passe para Gabriel Jesus, que bateu rasteiro no cantinho sem dar chances para defesa do goleiro Gallese.

Na volta do intervalo, a Canarinho não quis saber de diminuir o ritmo. Logo aos cinco minutos, Coutinho invadiu a área e mandou para o gol com muito perigo. Na sequência, Firmino teve mais uma chance. Everton fez jogada individual pela esquerda, tocou para Alex Sandro, que cruzou para o atacante cabecear rente ao poste. Aos 24, o Brasil passou a jogar com um a menos após expulsão de Gabriel Jesus.

Em vantagem numérica, os peruanos ensaiaram uma pressão no ataque. Bem postado na defesa, a Seleção se fechou bem, na raça segurou o ímpeto dos adversários e ainda ampliou o marcador. Aos 41, o árbitro marcou pênalti para a Canarinho depois que Everton foi derrubado na área. Com a bola na marca da cal, Richarlison bateu com segurança e fechou a conta.

Enquanto isso, nas arquibancadas o torcedor fazia seu show com gritos de "é campeão", "olé" e tudo mais que se tem direito em um domingo de futebol, Maracanã e título.

BRASIL: Alisson; Dani Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Alex Sandro; Casemiro, Arthur e Coutinho (Éder Militão); Everton (Allan), Gabriel Jesus e Firmino (Richarlison). Técnico: Tite


Fonte: CBF
Comentar
Fazendo história · 07/07/2019 - 10h47 | Última atualização em 07/07/2019 - 11h53

EUA e Holanda fazem final inédita da Copa do Mundo


Compartilhar Tweet 1



Neste domingo (07/07), Estados Unidos e Holanda escrevem uma nova página da história do futebol feminino. As duas equipes se encontram ao meio-dia (horário de Brasília) no estádio de Lyon para decidir, em uma final inédita, o título da Copa do Mundo.

EUA como favoritos

A seleção norte-americana chega ao confronto com claro favoritismo. Tendo participado de todas as edições do Mundial, já disputou quatro finais, conquistando três títulos (em 1991, 1999 e 2015).

Nesta edição da Copa do Mundo, as americanas cumprem uma campanha perfeita até aqui. Foram seis vitórias em seis jogos. O destaque foi a partida de estreia, na qual golearam a Tailândia por 13 a 0.

No jogo contra a seleção tailandesa, quem mais brilhou foi a atacante Alex Morgan, com cinco gols marcados. Ela chega à final da Copa do Mundo liderando a relação de artilheiras com seis gols marcados. Outro destaque dos Estados Unidos é a técnica Jill Ellis. Sob seu comando, a seleção norte-americana já levou um Mundial para casa, em 2015. No mesmo ano, ela foi escolhida pela Federação Internacional de Futebol (Fifa) como a melhor técnica do ano.

Holanda em busca de título inédito

Se para as norte-americanas a presença em uma final de Mundial não é uma novidade, não se pode dizer o mesmo das holandesas. Esta será a primeira decisão da Holanda nam Copa do Mundo do Futebol Feminino. Antes, o país só havia participado de outra edição da competição, a de 2015, na qual parou nas oitavas de final. Assim, vencendo ou não, a equipe já gravou seu nome na história do futebol do país europeu.

E o bom momento da equipe europeia está muito relacionado ao trabalho da técnica Sarina Wiegman. Ela assumiu no início de 2017 e levou seu time ao título da Eurocopa do mesmo ano, oportunidade na qual recebeu o prêmio da Fifa de melhor treinadora do mundo.

Dentro de campo, as esperanças dos torcedores holandeses estão depositadas especialmente nos pés de duas jogadoras: a jovem atacante Vivianne Miedema, de apenas 22 anos e que já soma três gols na competição, e a ponta esquerda Lieke Martens, que tem dois gols nesta Copa e que já recebeu o prêmio de melhor jogadora do mundo da Fifa em 2017.

Assim como os EUA, a Holanda tem uma campanha perfeita na atual edição da Copa do Mundo, com vitórias em todas as partidas (considerando o triunfo na prorrogação diante da Suécia nas semifinais).

Para saber quem vai ficar com o título do Mundial feminino, é preciso esperar a final deste domingo, mas o que é certo é que teremos um ótimo jogo entre uma jovem equipe em ascensão e uma campeã histórica que tenta se manter no topo.


Fonte: Agência Brasil
Comentar

Compartilhar Tweet 1



O Brasil sempre foi campeão quando sediou a Copa América. E, nesta edição de 2019, goleou a seleção peruana por 5 a 0 na primeira fase da competição. Entretanto, jogadores colocam para escanteio qualquer favoritismo para a decisão de hoje (07/07) às 17h, no Maracanã, no Rio de Janeiro.
 
“Estamos na final, mas ainda não somos campeões. Conseguimos o nosso objetivo, mas a gente tem um grande jogo pela frente. Um jogo importante. Um jogo difícil”, disse Marquinhos.

O defensor do Paris Saint Germain já atuou com a camisa da seleção brasileira no Maracanã. Foi durante os Jogos Olímpicos de 2016. Ao lado dele, Gabriel Jesus também entrou em campo.

A seleção principal traz boas lembranças da sua última exibição no estádio. Venceu a Espanha, há seis anos, pela Copa das Confederações. Daniel Alves, Thiago Silva e Filipe Luís são os remanescentes daquele time.

Filipe, aliás, é a única dúvida do técnico Tite. Com dores musculares, não jogou a semifinal contra a Argentina, no meio da semana.
 
A seleção peruana aposta no crescimento do time durante a competição. Após a fase inicial, quando se classificou em terceiro lugar e perdeu de 5 a 0 para os brasileiros, os peruanos eliminaram os uruguaios nos pênaltis e derrotaram os chilenos, com uma atuação convincente de 3 a 0, nas semifinais.

Um dos melhores em campo na vitória contra os chilenos, Paolo Guerrero é um dos principais trunfos da seleção peruana. Ele já atuou diversas vezes no Maracanã, defendendo o Flamengo e, depois, o Corinthians. Hoje, joga no Internacional, de Porto Alegre.


Fonte: Agência Brasil
Comentar

Compartilhar Tweet 1



Neste domingo, todos os olhos se voltarão para o Maracanã. Na final da Copa América 2019, Brasil e Peru se enfrentam pelo grande título. Mas como foi a campanha da Seleção Brasileira?

Sem nenhum gol sofrido, a Canarinho também tem o melhor ataque do torneio continental. Além disso, as estatísticas mostram que a Seleção é o time que mais acerta passes na Copa América. Durante as cinco partidas do torneio, acumulou uma média de 32,8 ações ofensivas por jogo, que geraram 15,2 chutes a gol, segundo dados do Wyscout. As informações são da CBF.

Fase de grupos

Na abertura da competição, o Brasil enfrentou a Bolívia no Morumbi e derrotou a seleção de Eduardo Villegas por 3 a 0. Durante o embate, a equipe brasileira teve 73,23% de posse de bola, a maior porcentagem de um time em todos os 24 jogos

Em Salvador (BA), na Arena Fonte Nova, a Seleção Brasileira recebeu a Venezuela, mas não saiu do zero a zero. Durante o jogo, a sensação foi de frustração, já que o Brasil produziu o suficiente para sair de lá com a vitória. Apesar dos mais de 67% de posse de bola, o placar permaneceu inalterado.

O último duelo da fase de grupos foi um dos grandes momentos da trajetória brasileira até a final. O grupo de Tite não teve muita dificuldade e goleou o Peru por 5 a 0. O detalhe fica para a coletividade do ataque brasileiro. Na vitória, ninguém repetiu seu nome na súmula: os cinco gols foram marcados por cinco jogadores diferentes (Casemiro, Roberto Firmino, Everton, Daniel Alves e Willian). Na disputa, o Brasil acertou 92,46% dos passes e fez a alegria do torcedor na Arena Corinthians (SP).

Mata-mata

Pelas quartas de final, a agonia dominou a Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS). O duelo com o Paraguai terminou em empate no tempo regular e foi para os pênaltis. Alisson brilhou. Na disputa de dentro da área, começou com uma defesa impressionante e foi um dos nomes da classificação brasileira para as semifinais.

Apesar de perder muitos gols, a Seleção Brasileira mais uma vez exibiu sua solidez defensiva contra o Paraguai. Tentando pressionar cada vez mais o adversário, recuperou a bola 87 vezes durante o duelo. A marca é a maior de uma equipe nas partidas de mata-mata desta Copa América.

O resultado do clássico com a Argentina, pela semifinal, deixou todos os brasileiro muito contentes. O embate foi quente, acirrado até o último minuto de jogo, mas a equipe canarinho aproveitou as chances e marcou 2 a 0. A luta pela bola deu a tônica do confronto, e este foi o único jogo em que o Brasil teve menos posse de bola que seu adversário. Mas o equilíbrio foi tão grande que este dado por pouco não existiu: a Seleção Argentina teve 50.3% de posse de bola, enquanto a Seleção Brasileira, teve 49.7%.

Daniel Alves também fez partida impecável. O camisa 13 teve 100% de aproveitamento em todos os 73 passes que tentou e ainda fez três dribles, cinco desarmes e dois lançamentos. Sozinho, o lateral concentrou mais de 10% (exatos 11,6%) da posse de bola brasileira, segundo números do Footstats.

Comentar

Compartilhar Tweet 1



Com estádio cheio, mas não lotado, e com o maior jogador do mundo expulso ainda no primeiro tempo da partida, a Argentina conquistou na tarde de sábado (06/07) o terceiro lugar da Copa América, vencendo o Chile por 2 a 1, na Arena Corinthians, em São Paulo.

A conquista vem depois de uma semana de muitas reclamações da seleção argentina, após a derrota para o Brasil na última terça-feira (02/07). A Argentina, principalmente na figura de Messi, reclamou de lances no jogo contra o Brasil que poderiam resultar em pênalti e nos quais não houve consulta ao VAR. A equipe também reclamou dos gramados e da organização do campeonato.

Messi foi expulso aos 37 minutos de primeiro tempo, após se estranhar com Medel em um lance fora do campo chileno. O árbitro acabou expulsando ambos os jogadores de campo. Quando o árbitro levantou o cartão para Messi, o estádio todo protestou. O árbitro consultou o VAR e manteve as expulsões, o que não agradou a torcida, que passou a xingar o juiz.

Foi o segundo cartão vermelho de Messi em toda sua carreira: o primeiro foi em 2005, em sua estreia pela seleção argentina. Na saída para o intervalo, quando a Argentina já vencia por 2 a 0, a torcida não perdoou: a arbitragem saiu do gramado sob vaias e xingamentos.

Primeiro tempo

O jogo começou morno, muito estudado e concentrado no meio de campo, sem muitas opções de ataque. A primeira delas aconteceu aos 6 minutos, em um chute de Aguero, da entrada da área, que passou perto da trave chilena. Cinco minutos depois, o mesmo Aguero abriu o placar para a Argentina, quando recebeu uma cobrança de falta rápida de Messi e, sozinho, driblou o goleiro. Os chilenos protestaram do lance que originou a falta argentina.

Aos 14 minutos, o técnico chileno foi obrigado a fazer sua primeira substituição no jogo, após Sanchez sentir uma lesão. O técnico Rueda decide colocar Junior Fernandes em campo, no lugar de Alexis Sanchez.

O segundo gol argentino saiu aos 21 minutos aindo no primeiro tempo: um golaço de Dybala que partiu em velocidade e tocou na saída do goleiro Arias, após receber um belo passe de Lo Celso.

Com o segundo gol argentino, o clima começou a esquentar dentro de campo, apesar do frio desta tarde de sábado em São Paulo. Aos 25 minutos, Vidal e Dybala se estranham em campo e o juiz parou o jogo para segurar a confusão. Vidal recebeu cartão por reclamação.

Aos 28 minutos, o Chile avança na grande área com Fernandes e pede toque de mão de Otamendi. O árbitro marca apenas o escanteio. Aos 30 minutos, Dybala quase fez um golaço para a Argentina, de voleio.

Segundo tempo

Na entrada do segundo tempo, logo aos 5 minutos, Jara caiu no chão e pediu para ser substituído por Maripán. Aos 10 minutos, o árbitro para o jogo para consultar o VAR e rever um lance em que Lo Celso faz falta em Aránguiz em cima da linha. Ele então marca pênalti para o Chile. Vidal cobra e marca, diminuindo o placar e animando a torcida chilena, que esteve mais quieta no primeiro tempo.

O futebol caiu muito no segundo tempo. Aos 21 minutos, o técnico da Argentina fez sua primeira substituição, tirando Dybala para a entrada de Di María. Aos 26, Aránguiz lança para Vargas na grande área, que chega chutando para grande defesa de Armani.

A Argentina respondeu aos 31 minutos, após uma grande jogada de Di María, passando por três jogadores, invadindo a área, e tocando para Agüerro. O goleiro chileno faz a defesa depois de uma tentativa de drible de Agüero.

Aos 36 minutos, Agüerro sai para a entrada de Suarez. O técnico do Chile também aproveitou para fazer sua última substituição, tirando Aránguiz e colocando Castillo. Nos minutos finais, a Argentina fez a última substituição, saindo Lo Celso para a entrada de Funes Mori.

Já nos acréscimos de jogo, o Chile reclamou muito da arbitragem, pedindo mão na bola na grande área, mas o juiz não marcou, apesar dos protestos.

Ficha técnica

Argentina 2 x 1 Chile

Competição: Copa América (disputa de terceiro lugar)

Local: Arena Corinthians, em São Paulo

Juiz: Mario Díaz de Vivar (Paraguai)

Argentina: Armani; Foyth, Pezzella, Otamendi e Tagliafico; Paredes, De Paul e Lo Celso (Funes Mori); Messi, Agüero (Suarez) e Dybala. (Di Maria) Técnico: Lionel Scaloni

Chile: Arias; Mauricio Isla, Diaz, Gary Medel, Jara (Maripán), Beausejour; Erick Pulgar, Charles Aránguiz (Castillo), Arturo Vidal; Eduardo Vargas, Alexis Sánchez (Junior Fernandes) , Técnico: Reinaldo Rueda.

Gols: No primeiro tempo: Agüero (11 minutos) e Dybala (21 minutos). No segundo tempo: Vidal (13 minutos)

Expulsões: Messi e Medel (37 minutos do primeiro tempo)


Fonte: Agência Brasil
Comentar

Compartilhar Tweet 1



Fluminense e Escolinha do Bebeto garantiram as últimas vagas para as quartas de final do Piauiense Sub-13, que serão disputadas na próxima semana, no estádio municipal Lindolfo Monteiro. 

Depois do empate em 0 a 0 com o Park Real, o Fluminense levou a melhor nos pênaltis, com duas defesas do goleiro Juniel Vitor, e venceu a série de cobranças por 3 a 1. O jogo foi tenso, com direito a bola na trave e ânimos exaltados - a arbitragem teve de punir jogadores com cartão amarelo para encerrar um princípio de tumulto em campo. 

Na partida seguinte, a Escolinha do Bebeto derrotou a AABB por 1 a 0, com gol de Everton "Pitbull", na reta final do segundo tempo. O atacante chegou aos 9 gols e se igualou a João Vitor, da Escolinha do Flamengo, na artilharia da competição. 

Por coincidência, os artilheiros vão se enfrentar nas quartas de final. Escolinha Fla e Escolinha do Bebeto farão um dos confrontos. O Fluminense se classificou para enfrentar o Boca Juniors.

Nos outros dois confrontos, o River vai enfrentar o Flamengo e o Promorar vai encarar o Garra. Os jogos das quartas de final acontecerão na segunda (08/07) e terça-feira (09/07). Veja os horários:

PIAUIENSE SUB-13 – QUARTAS DE FINAL

08/07, 17h – Escolinha Flamengo x Escolinha do Bebeto

08/07, 18h – Boca Júnior x Fluminense

09/07, 17h – River x Flamengo

09/07, 18h – Promorar x Garra


Fonte: Federação de Futebol do Piauí
Comentar
Última chance · 06/07/2019 - 10h09 | Última atualização em 06/07/2019 - 11h18

Argentina e Chile disputam terceiro lugar da Copa América


Compartilhar Tweet 1



Argentina e Chile entram em campo hoje (06/07) de forma bem diferente das duas últimas edições da Copa América. Em 2015 e 2016, eles decidiram o título da competição, com os chilenos vencendo os dois duelos. Desta vez, eles entram no gramado da Arena Corinthians para decidir a terceira colocação. O jogo está marcado para as 16h, na Arena Corínthians. 

Os argentinos ainda não digeriram a eliminação diante do Brasil na última terça-feira (02/07). A Associação de Futebol Argentino (AFA) voltou ontem a pedir explicações a Conmebol sobre uma possível falha de comunicação entre os árbitros de campo e os do VAR, durante a partida.

Dentro das quatro linhas, o técnico argentino, Lionel Scaloni, é obrigado a fazer duas modificações na equipe. Saem Acuña e Lautaro Martinez, suspensos, e entram Lo Celso e Dybala.

Entre os chilenos, o craque Arturo Vidal ainda está entregue ao departamento médico e é a única dúvida da equipe chilena.

Bicampeão da competição em 2015 e 2016, os chilenos não conquistam a terceira posição no torneio desde 1991. Por sua vez, os argentinos conquistaram a Copa América pela última vez em 1993. Foram vice-campeões em 205 e 2016


Fonte: Agência Brasil
Comentar

Compartilhar Tweet 1



Com exceção de Willian, fora do jogo contra o Peru por conta de lesão, a Seleção Brasileira teve, nesta sexta-feira (05/07), todos os jogadores convocados para a Copa América treinando normalmente. Entre eles, o goleiro Alisson e o lateral Filipe Luís. Ambos não treinaram ontem. O camisa 1 ficou na fisioterapia tratando as dores decorrentes de um choque no jogo contra a Argentina. Já o camisa 6 fez um trabalho individualizado na academia. As informações são da CBF.

A atividade de hoje foi fechada à imprensa. O técnico Tite começou a preparar a equipe pensando no adversário da decisão: o Peru. O treinador promoveu um treinamento tático para refinar o posicionamento dos atletas em campo e a movimentação na construção das jogadas. O grupo ainda trabalhou bolas paradas. 

– O Peru é um outra equipe, bem diferente da que enfrentamos na fase de grupos. Não adianta esperar que vai ser um jogo fácil porque não vai ser. É uma  final. Final não se joga, se ganha. É um jogo de outro porte, tem que ter respeito pelo adversário – comentou Casemiro sobre o reencontro com o adversário da decisão.  

Neste sábado (06/07), véspera da final, a Seleção treina na Granja Comary no período da manhã, às 11h. O treino será aberto por 15 minutos  para a imprensa. A coletiva de imprensa pré-jogo será no Estádio do Maracanã às 18h, com o técnico Tite e o capitão Daniel Alves. 

Comentar
Luta por uma vaga · 06/07/2019 - 09h22 | Última atualização em 06/07/2019 - 10h01

Corinthians bate o Grêmio e abre vantagem na semi do Brasileiro Sub-17


Compartilhar Tweet 1



A vantagem é alvinegra na semifinal do Brasileirão Sub-17! Na noite desta sexta-feira (05/07), Corinthians e Grêmio começaram a disputa por uma vaga na grande final da competição. Jogando em casa, o Timão largou na frente ao vencer o Tricolor por 2 a 0. Riquelme e David marcaram os gols do triunfo paulista. As informações são da CBF.

O segundo e derradeiro encontro entre as equipes acontece na próxima quinta-feira (11/07), em Porto Alegre. 

O jogo

No Anacleto Campanella o primeiro capítulo da semifinal entre Corinthians e Grêmio começou disputado e equilibrado. O jogo era lá e cá até que o Imortal montou uma blitz no ataque criando três chances em sequência.

Na primeira, aos 19 minutos, Pedro Lucas fez grande jogada, driblou dois marcadores e finalizou bonito, a bola ainda desviou na defesa e quase encobriu o goleiro do Timão. Dois minutos depois, foi a vez de Cuiabano arriscar, mas Donelli se esticou todo para evitar o gol. Já na marca dos 22, Lucas Alves mandou uma bomba de fora da área, que passou tirando tinta da trave alvinegra. Foi aí que a máxima do "quem não faz, leva" entrou em ação.

E na primeira boa oportunidade que teve, o Corinthians balançou as redes. Aos 29 minutos, após tabelar com Gustavo, Riquelme chutou com categoria para fazer 1 a 0. O Grêmio ainda tentou responder com Diego Rosa, mas novamente Donelli apareceu para salvar o Timão.

Na volta do intervalo, o time da casa teve grande de chance de ampliar o marcador logo aos três minutos. Com a bola na marca da cal, Matheus Araújo cobrou a penalidade, mas Ruan caiu bem para fazer a defesa. No rebote, Cauê cabeceou por cima da meta. Aos 15, foi a vez do Imortal chegar com perigo. Robert recebeu lançamento em profundidade e, de novo, o arqueiro alvinegro foi cirúrgico para evitar o gol de empate.

Do outro lado, o Timão criou mais uma boa oportunidade só que dessa vez não desperdiçou. Para se redimir do pênalti perdido, Matheus Araújo deu ótimo passe para David, que bateu colocado para ampliar a vantagem paulista, aos 32, e dar números finais ao duelo: 2 a 0.

Comentar
Sancionada pelo prefeito · 05/07/2019 - 11h00

Lei fortalece futebol amador e semiprofissional de Teresina


Compartilhar Tweet 1



A Prefeitura de Teresina instituiu a Política Municipal de Apoio ao Futebol Amador e Semiprofissional, por meio da Lei Municipal nº 5.402, sancionada pelo prefeito Firmino Filho, com a finalidade de fortalecer os torneios e atividades de futebol recreativo de caráter amador e semiprofissional já existentes na cidade.

A Lei também cria o projeto Futebol nos Bairros, com o objetivo de incentivar o desenvolvimento dos torneios já existentes e de estimular a criação de novas competições nos bairros que ainda não as possuem.

A Política Municipal de Apoio ao Futebol Amador e Semiprofissional tem como objetivos, de acordo com a Lei Municipal nº 5.402, estimular o contínuo crescimento das atividades futebolísticas nos bairros, facilitar o contato e a integração da população dos bairros de Teresina, através do esporte e apoiar a criação de escolinhas de futebol nos bairros de Teresina, promovendo parcerias para o seu desenvolvimento.


Fonte: Prefeitura de Teresina
Comentar
Decisão inédita no Maracanã · 04/07/2019 - 06h49

Peru vence Chile e faz final da Copa América com Brasil


Compartilhar Tweet 1



A seleção do Peru venceu hoje a equipe do Chile por 3 a 0 e disputará a decisão da Copa América com o Brasil no próximo domingo no estádio do Maracanã. Esta será uma final inédita da competição.

Com a classificação de hoje, o Peru retorna a uma final de Copa América após um hiato de 44 anos. A última vez em que jogou uma decisão do torneio foi em 1975, quando ficou com o título.

O jogo

O jogo realizado nesta quarta (03/07) na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, começou muito movimentado. A seleção peruana se posiciona no campo do adversário e realiza marcação sob pressão.

E esta pressão dá resultado logo com 2 minutos, quando o Peru tem uma chance clara de abrir o placar. Carrillo toca em profundidade para Guerrero, que se livra de Medel e toca para Cueva, que, da entrada da área, chuta com perigo.

Mas a equipe do Chile aproveita os espaços dados pela defesa peruana para chegar com perigo no contra-ataque. Aos 6 minutos Alexis Sánchez recebe na ponta esquerda e toca para o lateral Beausejour, que cruza para o volante Aránguiz chutar, por pouco, para fora.

Porém, quem consegue fazer o 1 a 0 é o Peru. Aos 20 minutos Cueva recebe na ponta direita, cruza para a área, Carrillo escora de cabeça para Flores, que chuta cruzado para vencer o goleiro Arias.

Com a vantagem no placar, a seleção peruana adota uma postura mais conservadora, com a defesa mais recuada e com menos pressão na marcação. Isto permite ao Chile crescer um pouco no jogo.

Mas, aos 37 minutos, a defesa do Chile sofre um apagão e permite que o Peru marque o segundo gol. Carrillo recebe lançamento livre na ponta direita. O goleiro Arias sai da grande área para tentar cortar a bola. Mas o meia peruano dribla o goleiro chileno e cruza para o meio da área. Yotún mata no peito e chuta para o gol vazio.

A partir de então o Chile parte com tudo para o ataque. E aos 43 minutos tem ótima chance de descontar. Aránguiz cobra escanteio e Fuenzalida pega de primeira para boa defesa do goleiro Gallese. Mas o placar não sofre mais alteração até o intervalo.

Gallese brilha

O Chile começa o segundo tempo pressionando muito. Logo aos 5 minutos consegue uma boa chance. Aránguiz cobra falta e Alexis Sánchez finaliza de cabeça, mas a bola bate na trave do gol de Gallese.

Por outro lado, o Peru aproveita os espaços para contra-atacar com perigo. Aos 14 minutos Carrillo avança em velocidade e toca para Guerrero, que encontra Cueva. O meia deixa Yotún na cara do gol. Mas ele chuta muito mal, perdendo uma ótima oportunidade.

Aos 22 minutos são os chilenos que chegam com perigo. Beausejour recebe lançamento na ponta esquerda e bate de primeira. A bola vai com muito perigo, mas Gallese espalma para fora.

Aos 29 minutos o goleiro peruano volta a brilhar. O Peru perde a bola no campo de ataque e permite contra-ataque rápido do Chile. Com isso Eduardo Vargas recebe lançamento e fica livre para finalizar. Mas Gallese sai bem do gol e consegue espalmar a bola para fora.

Aos 36 surge nova chance do Chile. A bola sobra na entrada da grande área e Alexis Sánchez chuta com força e colocado para ótima defesa do goleiro peruano.

Se por um lado o Chile não conseguia marcar, o Peru não desperdiça as poucas oportunidades que tem. Assim, aos 45 minutos Guerrero marca o seu. Ele recebe passe em profundidade de Tapia na entrada da área, dribla Arias e toca para o gol vazio.

Com este gol Guerrero se torna o maior artilheiro em atividade da história da Copa América com 13 gols.

Aos 48 minutos Abram derruba Aránguiz dentro da área e, com o auxílio do VAR (árbitro de vídeo), o juiz colombiano Wilmar Roldán assinala pênalti. Eduardo Vargas cobra com uma cavadinha, mas perde a oportunidade de marcar o gol de honra de sua equipe ao ver Gallese pegar seu pênalti. Partida espetacular do goleiro peruano e vitória de 3 a 0 do Peru.

Final

A final da Copa América será no próximo domingo, no estádio do Maracanã, a partir das 17h (horário de Brasília).

O Brasil busca seu nono título na competição (a última conquista foi em 2007). Já a seleção do Peru busca seu terceiro título, após as conquistas de 1939 e 1975.

As seleções do  Brasil e Peru já se enfrentaram nesta edição da Copa América, com vitória de 5 a 0 da equipe brasileira em jogo válido pela 3ª rodada da fase de grupos da competição.

Ficha técnica:

Quarta-feira, 3 de julho de 2019

CHILE 0 X 3 PERU

Competição: Copa América (semifinal).

Local: Arena do Grêmio, Porto Alegre.

Juiz: Wilmar Roldán (Colômbia).

Chile: Arias; Isla, Medel, Maripán (Castillo) e Beausejour; Pulgar, Aránguiz e Vidal; Fuenzalida (Sagal), Eduardo Vargas e Alexis Sánchez. T: Reinaldo Rueda.

Peru: Gallese; Advincula, Abram, Zambrano e Trauco; Yotún, Tapia, Carrillo (Polo), Cueva (Ballón) e Flores (Gonzáles); Paolo Guerrero. T: Ricardo Gareca.

Gols: No 1º tempo: Flores (20) e Yotún (37). No 2º tempo: Guerrero (45).


Fonte: Agência Brasil
Comentar

Compartilhar Tweet 1



O amor ao esporte aliado à vontade de ajudar famílias carentes do bairro Santa Maria da Codipi uniu jovens da região em um projeto que realiza campeonatos de futsal para arrecadar alimentos. Movidos pela paixão ao futebol, o grupo reproduziu em Teresina no fim de 2018 o maior evento esportivo da Europa, a Champions League. Na ocasião, conseguiram mais de 700kg de alimentos com um público de aproximadamente 1000 pessoas. Com isso, ajudaram cerca de 50 famílias com cestas básicas no período do Natal.

Intitulado “Fanáticos Champions League”, a segunda edição do projeto acontece de 13 a 20 de julho, a partir das 17h, no Ginásio Poliesportivo da Escola Marista Champagnat, no bairro Parque Wall Ferraz, que faz parte da grande Santa Maria da Codipi. A entrada é apenas 1kg de alimento não perecível, que ao fim do torneio será doado para famílias carentes da região.

Durante 32 jogos, 16 times “da Europa” disputam o torneio de futsal em busca do título de campeão, que leva para casa uma réplica da taça Champions League. São eles: Barcelona, Liverpool, Atlético de Madrid, Paris Saint-German, Manchester City, Shakhtar Donetsk, Ajax, Porto, Juventus, Milan, Borussia Dortmund, Inter de Milão, Real Madrid, Chelsea e Bayern Munchen.

Os três primeiros colocados ganham medalhas personalizadas e ainda há premiação de troféu e brindes para os destaques do campeonato, melhor jogador, goleiro e artilheiro. Cada equipe conta com 11 jogadores, o que totaliza 176 atletas participando diretamente do evento.

Ao todo, 22 jovens participam da comissão organizadora do campeonato, que é todo desenvolvido conforme as características técnicas do torneio de futebol da Europa, desde os uniformes aos materiais esportivos, como bola, medalhas, troféu, banners de cada time, etc. O estudante Weslley Ramon Santos, de 22 anos, é um dos participantes da comissão, que se denomina Cofalu Sports, e explica a importância do projeto.

“Incentivar o futsal junto ao público jovem cumpre uma importante função de inclusão social, especialmente no nosso bairro, que é tão à margem da sociedade. Tiramos jovens das ruas e das drogas com um projeto beneficente que ajuda tanto quem participa quanto à nossa comunidade, com a arrecadação dos alimentos”, enfatiza ele.

Serão quatro dias de classificatórias, até dia 19 de julho, e dia 20 será a grande final, que também contará com dois jogos pré liminares, um sub 11 e outro feminino. Cada vez mais consolidado, o evento espera este ano um público de cerca de 1500 pessoas.

O início de tudo

O projeto surgiu no fim de 2017, com o nome de Copa Fanáticos Luxúria. Fizeram duas edições e, com oito equipes, contaram com um público inicial de 600 pessoas, incluindo os atletas e organizadores. Desde o início, o evento tem o teor beneficente e nos primeiros campeonatos, arrecadavam cerca de 70kg de alimentos. Decidiram então, no fim de dezembro de 2018, realizar um evento maior, dessa vez, alusivo à Champions League, da Europa.

Com isso, saíram do amadorismo e se aproximaram do profissional com a ajuda de patrocinadores. Assim, conseguiram chegar cada vez mais perto do cenário esportivo europeu. A Fanáticos Champions League 2018 superou as expectativas, movimentou todo o bairro e contou até com transmissão ao vivo pelas Redes Sociais, registrando a emoção dos gols, dribles desconcertantes, "frangos" e belos lances que ficaram gravados na memória e nos corações dos amantes do futsal.

Para os organizadores, foi uma conquista inesperada e impulsionou a continuar com o campeonato a cada seis meses. “Hoje a Fanáticos Champions League ganhou base, confiança e mais do que uma diversão, é para nós uma missão. A quantidade de alimentos arrecadados e jovens envolvidos nos incentivam a continuar melhorando a cada ano”, frisa Weslley.


Fonte: Com informações da assessoria
Comentar