UM MARCO NA CULTURA DO PI · 14/08/2010 - 16h15

Lena Rios: conheça a trajetória de uma grande artista do Piauí

Conhecida como "Barradinha", Lena aniversaria juntamente com Teresina e conta sua história


Compartilhar Tweet 1



Falando em comemoração, nesta mesma data do aniversário de Teresina 16 de agosto, uma conhecida artista piauiense completa ano, a famosa Lena Rios, que teve sua voz ecoando nas melhores casas de show de São Paulo e Rio de Janeiro, hoje emoldura o leque de riquezas piauienses marcadas na história do estado e que precisam ser valorizadas.

Uma das melhores amigas de Torquato Neto fez sucesso e foi além das fronteiras do estado, cantando e embalando corações apaixonados com sua voz rouca e envolvente. Passou por “poucas e boas”, chegou a dormir numa calçada da cidade maravilhosa, saiu do Piauí levando apenas em sua bagagem o sonho de cantar e fazer sucesso por todo o país. E nunca deixou de perseguir objetivos, venceu adversidades como a depressão, síndrome do pânico e hoje está mais feliz do nunca com projetos incríveis que prometem revolucionar a cultura local.

O mais próximo é um show beneficente da volta e o adeus de Lena Rios à carreira que ainda não tem data definida, mas está previsto para a 1ª quinzena de novembro e terá como ingresso 1 kg de alimento, “Pra dizer Adeus” vai ser seu último espetáculo no cenário musical, não na vida, já que a mesma pretende viver muitos anos. Existe também um projeto sobre a elaboração de um documentário sobre sua vida que está em votação na câmara pela Associação Brasileira de Documentário. Além de um livro com sua biografia que há 6 anos está sendo feito e agora se encontra em fase de acertos finais entre a artista e seu escritor/editor Kenard Kruel para lançamento;. Quanto ao seu CD “Melhores momentos” será produzido e lançado pela Lança DisK (SP) do premiado produtor Jairo Pires (ex-diretor e presidente da Polydor e da CBS .

Então nesta data tão especial o 180graus tem a honra em homenagear uma artista da terra com um vasta experiência de vida , para servir de exemplo para outros que desejam seguir o mesmo caminho . Como afirma Lena Rios “Quem encosta em Deus não cai”!

Como sempre sorridente Lena Rios conta ao 180graus um pouco da sua vida

UM POUCO DE LENA RIOS

Por coincidência do destino e quem sabe por privilégio,no mesmo dia da emancipação política de Teresina, no Hospital Getúlio Vargas, localizado na av. Frei Serafim coração da cidade, nascia Maria do Socorro Siqueira Barradas, você conhece? Talvez a conheça mais pelo nome que levou sua fama para melhores casas de shows do Rio de Janeiro, São Paulo, Teresina e outras capitais: “Lena Rios”, uma leonina fervorosa que hoje comemora mais uma primavera

“Alegre , determinada, criativa, dinâmica, extrovertida, sincera, romântica, realista e amiga” assim que se define uma das mulheres que mais fez história no estado do Piauí. Com 45 anos de carreira entre rádio, TV e música Lena Rios é considerada uma artista de renome na sociedade piauiense, pena que no estado são poucos os que valorizam os artistas da terra.

Começou sua carreira aos 5 anos de idade no circo "Marilene" em Jaicós-PI, cantando ao lado deseu pai que tocava arcodeon a música "È o amor" de Zezé di Camargo e Luciano. Já aos 7 anos se apresentava na Rádio Difusora no programa "O Clube do Papai Noel". Tudo isso foi só o início para aquela pequena garota sonhadora que queria ser uma artista e cantar pelo Brasil.

Desde pequena já queria ser artista

Depois do primeiro casamento com Juliano Falconery Rios Neto, seu nome mudou para Maria do Socorro Barradas Falconery Rios, a conhecida Lena Rios (Lena de Helena, sua mãe e Rios do seu nome) . Por sugestão, nome artístico ficou conhecido assim, nessa mesma época Torquato Neto sem ter quem gravasse suas canções apostou todas suas fichas na conterrânea e queria fazer dela uma pessoa conhecida nacionalmente.

Torquato conseguiu com que Lena se apresentasse nas casas noturnas mais badaladas do Rio e São Paulo como Monsier Pujol, Flag , Number One entre outras. Em 1971 foi capa da revista “Amiga” sob o título “Lena Rios: Piauí para Vila Isabel” trazia em sua reportagem a informação de que ela gravava um compacto duplo na gravadora Stylo.

Já gravou na Philips e Polydor junto com Fagner e Jorginho do Império foram levados para CBS por Jairo Pires. Produzida por Roberto Menescal, Mazzola, Rildo Hora, Fernando Adour e Carlos Lemos, com arranjos Lincol Olivetti, Robson Jorge e Ivan Paulo, gravou músicas inéditas de Torquato Neto, Wally Salomão, Raul Seixas, Luiz Melodia, Jards Macalé, Sérgio Cabral, Rildo Hora, César Costa Filho, João Nogueira, Nelson Cavaquinho, Nilson Chaves, Carlos Pinto e Carlos Galvão, Totonho e Paulinho Rezende, Paulo Debétio, Jamil Damous, Carlos Olympio, Luis Carlos, Edil Pacheco. Regravou Cartola, Ismael Silva, Adoniram Barbosa, Luiz Gonzaga e outros.

Participou do VII FIC, o último da era dos grandes Festivais da Canção do Brasil, ficou entre as três selecionadas no meio de centenas de concorrentes com a música “Eu sou eu, Nicurí é o Diabo” defendida por ela e “Os Lobos”. Assim Lena foi reconhecida como intérprete e Raul Seixas se lançou como cantor-compositor.

Lena Rios sempre foi uma pessoa eclética, nunca ligada a um só estilo musical, tanto podia ser a sertaneja que cantava baião como a “porra-louca” que incendiava platéias interpretando rock ou “una cantante argentina” que cantava bolero, isso tudo porque segundo ela mesmo revela que sempre detestou ser rotulada como a cantora disso ou daquilo.

SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA O PIAUÍ

No Theatro 4 de Setembro entrou para a história como a recordista de shows, no total foram 10 espetáculos. Duas décadas da sua vida foram dedicadas ao jornalismo, já trabalhou na emissora Meio Norte, em todas as Rádios de Teresina,em todos os jornais, com 16 anos escrevia no Jornal O Dia a coluna Lena Livre e fazia o programa "Alô Brotos" na Rádio Clube. Escreveu sobre política, jovens, entretenimento, polícia, sempre teve a desenvoltura e fazia um pouco de tudo.

Na 1ª quinzena de novembro haverá um show beneficente com o lançamentoo de CD e DVD com os melhores momentos de Lena Rios, um espetáculo que marcará a carreira. Um grande sucesso de Torquato Neto agora dá nome ao show "Pra Dizer Adeus", o último espetáculo desta grande cantora piauiense. Antes disso, também acontecerão duas apresentações no Theatro 4 de Setembr,o serão dois dias seguidos com ingressos a preços promocionais .

Sobre a valorização dos artistas locais Lena fala um pouco indignada que poucas emissoras de rádios não dão espaço para os cantores da terra " Eu desafio qualquer meio de comunicação que incentiva a cultura local e que toque músicas de artistas piauienses o dia todo, não existe nenhuma, então meus amigos que amam essa arte, abram os olhos, pois existe uma lei que já foi aprovada na câmara definindo que os artistas tem 40% do espaço nas rádios, é lei, cobrem este espaço." afirmou Lena.

Ainda sobre o suceso a famosa Barradinha diz a receita: "Façam tudo com amor, quem junta o trabalho com o amor é igual a sucessoe Quem encosta em Deus não cai"! finaliza Lena Rios.

Lena Rios criadora do Programa Meio Norte Arte Show ao lado de Naira Lima

 

VEJA MAIS FOTOS

Lena Rios na Rádio Mirante do Sistema Meio Norte de Comunicação

Torquato Neto era um dos melhores amigos de Lena Rios: Os dois no quintal da casa de Lena

Um dos CDS de sucesso de Lena

 

Capa do livro de Lena Rios que será lançado em breve

REPÓRTER: Janaína Sena