180graus

Seguindo a General Motors - 11/02/2017 às 19h26

Ford concede férias coletivas e paralisa produção por 21 dias

comserv

Seguindo a General Motors (GM), a montadora Ford também vai conceder férias coletivas de 21 dias a cerca de 3 mil trabalhadores da fábrica de São Bernardo do Campo. Eles ficam em casa do dia 6 a 31 de março. Segundo a Ford, a parada ocorre para ajustar o volume de produção à demanda do mercado.

Depois da GM, a Ford é a segunda fabricante com mais operários em lay-off (suspensão de contrato de trabalho). Ao todo, são 710 pessoas, o que equivale a 18% de seus 4 mil funcionários. Desse total, 450 estão afastados desde outubro e 260, desde janeiro de 2016. Esta é a segunda vez em menos de dois meses que a montadora concede férias coletivas. As últimas paradas havia sido entre 26 de dezembro de 2016 e 6 de janeiro de 2017.

GM estende lay-off e concede férias coletivas
Na terça-feira (7), a GM estendeu por 70 dias a manutenção de 751 metalúrgicos da fábrica de São Caetano do Sul, no ABC paulista, no regime de lay-off. A informação foi dada pelo sindicato da categoria. Há dois anos, esses funcionários estão parados.

Segundo o sindicato, o prazo para o fim do lay-off seria nesta quinta-feira (9), mas foi prorrogado até 19 de abril. Paralelamente, a montadora pretende abrir um Programa de Demissão Voluntária (PDV).

A expectativa dos líderes dos trabalhadores é ganhar tempo para tentar preservar os empregos ameaçados. Por meio de nota divulgada na segunda-feira (6), o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Caetano do Sul, Francisco Nunes, tinha manifestado a intenção de uma prorrogação por prazo um pouco maior, por mais três meses.

A unidade da GM em São Caetano do Sul tem cerca de 9,5 mil trabalhadores que entrarão em férias coletivas de 7 a 26 de março. Com o feriado de carnaval, eles ficarão em torno de um mês sem trabalhar.

A unidade de São José dos Campos também vai conceder férias coletivas para 2,2 mil trabalhadores, do total de 5 mil que atuam na fábrica. Eles interrompem as atividades na próxima segunda-feira (13), mas o retorno está programado para 2 de março.

Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região, o cancelamento da exportação de 15 mil veículos pela GM para o México levou a montadora a abrir férias coletivas na fábrica da cidade. O sindicato informou que vai pedir uma audiência pública com os ministros da Indústria e Comércio, Marcos Pereira, e das Relações Exteriores, José Serra, para debater o tema.

Volkswagen dá folgas estendidas
Incluída no Plano de Proteção ao Emprego (PPE), a unidade da Volkswagen em São José dos Campos adota folgas semanais às sextas-feiras. A parada será condensada em um período corrido, de 22 de fevereiro a 6 de março. Após o retorno, a carga horária será normalizada, de segunda a sexta. A montadora não comenta a interrupção.

As paralisações acontecem após um início de ano considerado positivo pela Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). Na segunda-feira (6), a entidade anunciou que a produção de veículos em janeiro cresceu 17,1% em relação ao mesmo mês do ano passado, chegando a 174,1 mil unidades fabricadas.

As vendas de veículos, no entanto, registram queda de 5,2% em janeiro em relação ao mesmo mês do ano passado. “O número de janeiro frustrou as nossas expectativas. Claro que tem a questão da sazonalidade [queda da produção típica do início do ano], mas esperávamos chegar, pelo menos, no mesmo nível de janeiro de 2016”, disse o presidente da Anfavea, Antonio Megale. A entidade mantém a projeção do setor para 2017. “Continuamos com a previsão de crescimento de 4% na venda de autoveículos novos; 7,2% nas exportações e de 11,9% na produção”, acrescentou Megale.

Fonte: Com informações da EBC

Corolla continua liderando - 31/01/2017 às 16h35

Os carros mais vendidos no mundo em 2016; veja aqui a relação!

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

comserv

Se ver o Toyota Corolla como o quinto carro mais vendido do Brasil no ano passado te surpreendeu, saiba que ele foi o carro mais vendido do mundo em 2016. De acordo com a consultoria Focus2Move, foram 1.316.383 unidades vendidas ao redor do mundo. É um número 3,6% menor que o registrado no ano passado, ainda assim suficiente para manter a liderança.

Mas o ranking teve boas alterações. As picapes Ford F-Series, que lideram o ranking de vendas nos Estados Unidos há 40 anos, ocupam a segunda posição com 993.779 unidades. O Volkswagen Golf, segundo lugar em 2015, viu suas vendas caírem 6,2% e em 2016 ficou com a terceira posição com 991.414 unidades.

Apesar da presença discreta no mercado brasileiro, o Hyundai Elantra foi o quarto carro mais vendido, com 788.081 unidades, seguido pelo Honda CR-V, outro em maus momentos no Brasil, com 752.463 unidades. O Ford Focus foi o sexto, com 734.935 carros emplacados no mundo.

A propósito, o Elantra é o segundo sedã médio mais vendido. O terceiro é o Honda Civic, que subiu 8 posições e figura como 9° mais vendido, com 668.707 unidades, seguido pelo Volkswagen Jetta (14°), com 613.258 unidades. O Chevrolet Cruze figura em 24° com 472.301 unidades, número 16,8% menor que o de 2015, quando foi o 15° mais vendido.

(Com informações da VEJA.com)

Dados divulgados nesta segunda - 30/01/2017 às 07h55

Toyota perde liderança de vendas para Volkswagen após 4 anos

Toyota/Divulgação

Toyota/Divulgação

comserv

A Toyota Motor perdeu uma liderança de quatro anos nas vendas globais de veículos para a Volkswagen, segundo dados divulgados nesta segunda-feira. A montadora japonesa afirmou que suas vendas globais, que incluem as marcas Toyota, Lexus, Daihatsu e Hino Motors, subiram 0,2% em 2016, para 10,18 milhões de veículos.

O volume ficou abaixo dos 10,3 milhões divulgados pela Volkswagen, que conseguiu um recorde de vendas globais apesar do escândalo de fraude em testes de emissão de poluentes.

As vendas globais do grupo japonês foram apoiadas por um aumento de 5,5% nas vendas de veículos Toyota no Japão, após lançamentos que incluíram o Prius. As vendas fora do Japão recuaram 0,6%, com redução de demanda na América do Norte e Oriente Médio e África.

A Toyota, que vinha sendo maior montadora do mundo em vendas desde 2012, estima que as vendas mundiais devem subir para cerca de 10,23 milhões de veículos em 2017.

(Com informações da Reuters)

Fonte: VEJA.com

Veja a numeração de chassi - 30/01/2017 às 07h24

Governo alerta para recall de 20 mil veículos Ford Fusion; saiba mais!

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

comserv

Os automóveis Ford Fusion, modelos 2013 a 2016, passarão por recall. O informe foi feito pelo Ministério da Justiça e Cidadania (MJC), na última quinta-feira (26).

Protocolada pela Ford Motor Company Brasil LTDA., a campanha acontece para aplicação de um revestimento isolante para proteger o cabo de fixação, do mecanismo de pré-tensionamento, dos cintos de segurança dianteiros.

De acordo com a empresa, o recall abrange 20.020 veículos produzidos pela filial da Ford Motor Company localizada na cidade de Hermosillo, no México, no período de 5 de outubro de 2012 a 17 de fevereiro de 2016.

Os respectivos automóveis foram colocados no mercado de consumo com numeração de chassi não sequencial compreendida entre os intervalos DR135710 a DR352208, para os modelos 2013; ER116002 a ER188359, para os modelos 2014; FR100025 a FR186937, para os modelos 2015; e GR334547, para os modelos 2016.

Segurança
A Ford ressaltou ter constatado que em caso de eventual colisão, os veículos podem apresentar diminuição da resistência à tração do cabo de fixação do mecanismo de pré-tensionamento dos cintos de segurança dianteiros.

A empresa também reforçou que esta diminuição da resistência decorre da exposição de parte do componente a altas temperaturas geradas pelo acionamento do pré-tensionador do cinto de segurança.

Quanto aos riscos para a saúde e à segurança dos consumidores, o referido defeito pode resultar na retenção inadequada dos ocupantes dos respectivos assentos, aumentando o risco de lesões em eventual colisão do veículo.

Defesa do consumidor
O Código de Defesa do Consumidor determina que o fornecedor repare ou troque o produto defeituoso a qualquer momento e de forma gratuita. Se houver dificuldade, a recomendação é procurar um dos órgãos de proteção e defesa do consumidor. Mais informações podem ser obtidas junto à Ford, por meio do telefone 0800 703 3673 ou pelo site.

(Com informações do Portal Brasil)

Modelos de Sandero e Duster - 27/01/2017 às 15h20

Renault faz recall de quase 4 mil carros para checagem de airbag

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

comserv

A Renault convocou recall de 3.820 veículos Sandero e Duster. Segundo a empresa, os proprietários devem comparecer à rede de concessionárias da marca para verificação do airbag do motorista e, se necessário, substituição desse componente.

A explicação é de que foi detectada uma falha no processo de fabricação do fornecedor do airbag e que, por isso, o equipamento pode ter seu funcionamento comprometido no caso de uma colisão em que deva ser acionado.

O recall envolve 3.083 unidades de Sandero e 737 unidades de Duster. Os chassis dos veículos Sandero envolvidos vão de EJ347159 até EJ396614, fabricados entre 7 e 19 de maio de 2014, nas versões Authentique, Expression e GT Line, com motores 1.0 e 1.6.

Já os chassis dos veículos Duster que fazem parte do recall vão de FJ355167 atéFJ401184, produzidos entre 7 e 19 de maio de 2014 e de GJ928087 até GJ989889, produzidos entre 6 e 23 de junho de 2014, nas versões Expression e Dynamique, com motor 1.6.

De acordo com a montadora, a verificação e o reparo do airbag serão feitos gratuitamente em uma das concessionárias Renault. O serviço deve ser agendado através do site ou telefone disponível no site da companhia.

(Com informações da EXAME.com)

Carregando, por favor aguarde...
podium
Últimas Notícias
01h15 A Loga da ENGIPEC de Simplício Mendes esta com grandes promoções em tintas 00h07 Zé Pereira de São Pedro do Piauí leva centenas de folões as ruas da cidade 21h47 Flamengo vence o Piauí pelo placar de 3 a 0 e assume a ponta da tabela 21h11 Mengão vence o Piauí e assume a liderança do Piauiense 17h31 Homem é morto a facadas após desentendimento em bar 17h16 Proibição de cobrança de bagagens ainda depende de votação na Câmara 17h10 Teste seletivo para estagiários do TJ-PI ocorre com tranquilidade em 5 cidades 17h10 Pinturas rupestres seriam registros de megafauna, defende pesquisador 17h01 SAMU registrou 54 atendimentos durante o Corso na Raul Lopes 16h28 Ex-líder do PT diz que sigla precisa admitir corrupção e pedir desculpas 16h16 Ministério Público do Piauí vai abrir investigação contra Andressa Leão 16h08 Conferência nos EUA terá palestras de Dilma e Moro no mesmo dia 16h03 Cápsula Dragon, da SpaceX, é lançada rumo à estação espacial 15h54 Em Codó-MA, ônibus que seguia de Teresina para o MT incendeia; vídeo 15h38 Gabarito da seleção de estagiários do TJ-PI deve sair já nesta segunda, 20/02 13h28 Em 2018, ex-governador acredita no desgaste do PT a favor da oposição 12h56 Assista: Dragon Ball Z ganha curta-metragem sombrio no Youtube 12h40 Série: The Walking Dead terá novo horário de exibição na Fox 12h35 Filme do anime Gantz tem a sua estreia na Netflix neste sábado (18) 11h36 "O Corso de Teresina segue se reinventando", diz Iracema Portella 11h17 Corso 2017 contou com 357 agentes na limpeza da Avenida 11h07 Eleição da lista tríplice para defensor público geral será nesta segunda 10h56 Hugh Jackman bebe 'pingado' em São Paulo e se arrisca no português 10h54 Ciro não desiste da Sesapi e está determinado a garantir respeito ao PP 10h38 Globo vai 'ressuscitar' vilã Nazaré e terá trindade do mal em nova novela