180graus

Unidades para pronta entrega - 24/03/2017 às 21h45

Jet Veículos apresenta aos clientes de THE o WR-V, novo SUV da Honda

Antonio das Neves - Peritos Associados
comserv

Nesta sexta-feira (24/03) a concessionária Jet Veículos Honda apresentou a seus clientes em Teresina o novo SUV da Honda, o WR-V. Ele é um veículo que mistura a estrutura de um carro de passeio ao estilo de um utilitário.

A sigla WR-V significa Winsome Runabout Vehicle, ou veículo alegre e recreacional em uma tradução livre. E não dá para negar que ele tem um 'parentesco' bem próximo com o Honda Fit.

O modelo recebeu características de off-road, com suspensão elevada e elementos plásticos em toda parte inferior do carro, incluindo as caixas de rodas.

O Gerente da Jet Honda, Luis Guilherme, disse ao 180 que o WR-V vem para completar a linha de SUV da Honda e vai ficar posicionado entre o Fit e a HR-V, tanto no preço como no porte do carro. Como diferencial, a marca aproveitou o que tinha de melhor no Fit que é a plataforma, com algumas modificações, ganhando uma nova suspensão, nova frente e nova direção.

"Agora, o grande diferencial desse carro é o fato dele ser o primeiro da Honda desenvolvido no Brasil para o Brasil, então, ele é mais alto, feito para nossas ruas, nossas estradas, ele é projetado para o brasileiro. É um motivo de grande orgulho, porque esse projeto vai ser vendido também em outros países", disse o gerente.

DSCN9982.JPG

Sobre o prazo para entrega do novo WR-V, Luis Guilherme disse que já possui unidades para pronta entrega e algumas já foram vendidas, que serão entregues aos clientes a partir deste sábado (25).

O modelo está disponível nas cores branco, preto, prata, cinza, vinho e branco perolizado. Vem em duas versões já bem completas, com itens de série como rodas de liga leve de 16 polegadas, farol de neblina, câmera de ré, comandos de som no volante, piloto automático, etc.

O gerente da concessionária contou ainda que a partir de amanhã terá início uma campanha da Honda onde o cliente faz o Test Drive, depois baixa um aplicativo no celular, fotografa um QR-Code que está dentro do carro, assim estará concorrendo a um Honda WR-V.

O preço da versão WR-V EXL com transmissão CVT é de R$ 83.400,00. E a versão WR-V EX também com transmissão CVT é de R$ 79.400,00.

O evento contou com a presença de políticos e empresários, como, José Elias Tajra do Grupo Jet, o Deputado Federal Júlio César, o secretário de Comunicação da prefeitura de Teresina, Fernando Said, o apresentador Mariano Marques, o empresário Douglas Alexandre, o presidente do Sistema Fecomércio, Valdeci Cavalcante, dentre outros.

VEJA ABAIXO AS FOTOS DO EVENTO DE LANÇAMENTO

-Fotos: Fábio Carvalho/180grausDSCN0050.JPG

DSCN0055.JPG

DSCN0057.JPG

DSCN0058.JPG

DSCN0059.JPG

DSCN0062.JPG

DSCN0067.JPG

DSCN0069.JPG

DSCN0071.JPG

DSCN0081.JPG

DSCN0084.JPG

DSCN0085.JPG

DSCN0088.JPG

DSCN0096.JPG

DSCN0097.JPG

DSCN0098.JPG

DSCN0101.JPG

DSCN0102.JPG

DSCN0103.JPG

DSCN0104.JPG

DSCN0106.JPG

DSCN0107.JPG

DSCN0109.JPG

DSCN0110.JPG

DSCN0113.JPG

DSCN0115.JPG

DSCN0116.JPG

DSCN0117.JPG

DSCN0122.JPG

DSCN0123.JPG

DSCN0124.JPG

DSCN0125.JPG

DSCN0131.JPG

DSCN0133.JPG

DSCN0136.JPG

DSCN0138.JPG

DSCN0139.JPG

DSCN0144.JPG

DSCN0148.JPG

DSCN0149.JPG

DSCN9989.JPG

DSCN9990.JPG

DSCN9996.JPG

DSCN0076.JPG

DSCN0004.JPG

DSCN0009.JPG

DSCN0010.JPG

DSCN0015.JPG

DSCN0018.JPG

DSCN0023.JPG

DSCN0028.JPG

DSCN0031.JPG

DSCN0033.JPG

DSCN0035.JPG

DSCN0038.JPG

DSCN0043.JPG

DSCN0046.JPG

DSCN0047.JPG

Seguindo a General Motors - 11/02/2017 às 19h26

Ford concede férias coletivas e paralisa produção por 21 dias

comserv
Antonio das Neves - Peritos Associados

Seguindo a General Motors (GM), a montadora Ford também vai conceder férias coletivas de 21 dias a cerca de 3 mil trabalhadores da fábrica de São Bernardo do Campo. Eles ficam em casa do dia 6 a 31 de março. Segundo a Ford, a parada ocorre para ajustar o volume de produção à demanda do mercado.

Depois da GM, a Ford é a segunda fabricante com mais operários em lay-off (suspensão de contrato de trabalho). Ao todo, são 710 pessoas, o que equivale a 18% de seus 4 mil funcionários. Desse total, 450 estão afastados desde outubro e 260, desde janeiro de 2016. Esta é a segunda vez em menos de dois meses que a montadora concede férias coletivas. As últimas paradas havia sido entre 26 de dezembro de 2016 e 6 de janeiro de 2017.

GM estende lay-off e concede férias coletivas
Na terça-feira (7), a GM estendeu por 70 dias a manutenção de 751 metalúrgicos da fábrica de São Caetano do Sul, no ABC paulista, no regime de lay-off. A informação foi dada pelo sindicato da categoria. Há dois anos, esses funcionários estão parados.

Segundo o sindicato, o prazo para o fim do lay-off seria nesta quinta-feira (9), mas foi prorrogado até 19 de abril. Paralelamente, a montadora pretende abrir um Programa de Demissão Voluntária (PDV).

A expectativa dos líderes dos trabalhadores é ganhar tempo para tentar preservar os empregos ameaçados. Por meio de nota divulgada na segunda-feira (6), o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Caetano do Sul, Francisco Nunes, tinha manifestado a intenção de uma prorrogação por prazo um pouco maior, por mais três meses.

A unidade da GM em São Caetano do Sul tem cerca de 9,5 mil trabalhadores que entrarão em férias coletivas de 7 a 26 de março. Com o feriado de carnaval, eles ficarão em torno de um mês sem trabalhar.

A unidade de São José dos Campos também vai conceder férias coletivas para 2,2 mil trabalhadores, do total de 5 mil que atuam na fábrica. Eles interrompem as atividades na próxima segunda-feira (13), mas o retorno está programado para 2 de março.

Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região, o cancelamento da exportação de 15 mil veículos pela GM para o México levou a montadora a abrir férias coletivas na fábrica da cidade. O sindicato informou que vai pedir uma audiência pública com os ministros da Indústria e Comércio, Marcos Pereira, e das Relações Exteriores, José Serra, para debater o tema.

Volkswagen dá folgas estendidas
Incluída no Plano de Proteção ao Emprego (PPE), a unidade da Volkswagen em São José dos Campos adota folgas semanais às sextas-feiras. A parada será condensada em um período corrido, de 22 de fevereiro a 6 de março. Após o retorno, a carga horária será normalizada, de segunda a sexta. A montadora não comenta a interrupção.

As paralisações acontecem após um início de ano considerado positivo pela Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). Na segunda-feira (6), a entidade anunciou que a produção de veículos em janeiro cresceu 17,1% em relação ao mesmo mês do ano passado, chegando a 174,1 mil unidades fabricadas.

As vendas de veículos, no entanto, registram queda de 5,2% em janeiro em relação ao mesmo mês do ano passado. “O número de janeiro frustrou as nossas expectativas. Claro que tem a questão da sazonalidade [queda da produção típica do início do ano], mas esperávamos chegar, pelo menos, no mesmo nível de janeiro de 2016”, disse o presidente da Anfavea, Antonio Megale. A entidade mantém a projeção do setor para 2017. “Continuamos com a previsão de crescimento de 4% na venda de autoveículos novos; 7,2% nas exportações e de 11,9% na produção”, acrescentou Megale.

Fonte: Com informações da EBC

Corolla continua liderando - 31/01/2017 às 16h35

Os carros mais vendidos no mundo em 2016; veja aqui a relação!

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

Antonio das Neves - Peritos Associados
Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

comserv

Se ver o Toyota Corolla como o quinto carro mais vendido do Brasil no ano passado te surpreendeu, saiba que ele foi o carro mais vendido do mundo em 2016. De acordo com a consultoria Focus2Move, foram 1.316.383 unidades vendidas ao redor do mundo. É um número 3,6% menor que o registrado no ano passado, ainda assim suficiente para manter a liderança.

Mas o ranking teve boas alterações. As picapes Ford F-Series, que lideram o ranking de vendas nos Estados Unidos há 40 anos, ocupam a segunda posição com 993.779 unidades. O Volkswagen Golf, segundo lugar em 2015, viu suas vendas caírem 6,2% e em 2016 ficou com a terceira posição com 991.414 unidades.

Apesar da presença discreta no mercado brasileiro, o Hyundai Elantra foi o quarto carro mais vendido, com 788.081 unidades, seguido pelo Honda CR-V, outro em maus momentos no Brasil, com 752.463 unidades. O Ford Focus foi o sexto, com 734.935 carros emplacados no mundo.

A propósito, o Elantra é o segundo sedã médio mais vendido. O terceiro é o Honda Civic, que subiu 8 posições e figura como 9° mais vendido, com 668.707 unidades, seguido pelo Volkswagen Jetta (14°), com 613.258 unidades. O Chevrolet Cruze figura em 24° com 472.301 unidades, número 16,8% menor que o de 2015, quando foi o 15° mais vendido.

(Com informações da VEJA.com)

Dados divulgados nesta segunda - 30/01/2017 às 07h55

Toyota perde liderança de vendas para Volkswagen após 4 anos

Toyota/Divulgação

Toyota/Divulgação

comserv
Toyota/Divulgação

Toyota/Divulgação

Antonio das Neves - Peritos Associados

A Toyota Motor perdeu uma liderança de quatro anos nas vendas globais de veículos para a Volkswagen, segundo dados divulgados nesta segunda-feira. A montadora japonesa afirmou que suas vendas globais, que incluem as marcas Toyota, Lexus, Daihatsu e Hino Motors, subiram 0,2% em 2016, para 10,18 milhões de veículos.

O volume ficou abaixo dos 10,3 milhões divulgados pela Volkswagen, que conseguiu um recorde de vendas globais apesar do escândalo de fraude em testes de emissão de poluentes.

As vendas globais do grupo japonês foram apoiadas por um aumento de 5,5% nas vendas de veículos Toyota no Japão, após lançamentos que incluíram o Prius. As vendas fora do Japão recuaram 0,6%, com redução de demanda na América do Norte e Oriente Médio e África.

A Toyota, que vinha sendo maior montadora do mundo em vendas desde 2012, estima que as vendas mundiais devem subir para cerca de 10,23 milhões de veículos em 2017.

(Com informações da Reuters)

Fonte: VEJA.com

Veja a numeração de chassi - 30/01/2017 às 07h24

Governo alerta para recall de 20 mil veículos Ford Fusion; saiba mais!

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Antonio das Neves - Peritos Associados
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

comserv

Os automóveis Ford Fusion, modelos 2013 a 2016, passarão por recall. O informe foi feito pelo Ministério da Justiça e Cidadania (MJC), na última quinta-feira (26).

Protocolada pela Ford Motor Company Brasil LTDA., a campanha acontece para aplicação de um revestimento isolante para proteger o cabo de fixação, do mecanismo de pré-tensionamento, dos cintos de segurança dianteiros.

De acordo com a empresa, o recall abrange 20.020 veículos produzidos pela filial da Ford Motor Company localizada na cidade de Hermosillo, no México, no período de 5 de outubro de 2012 a 17 de fevereiro de 2016.

Os respectivos automóveis foram colocados no mercado de consumo com numeração de chassi não sequencial compreendida entre os intervalos DR135710 a DR352208, para os modelos 2013; ER116002 a ER188359, para os modelos 2014; FR100025 a FR186937, para os modelos 2015; e GR334547, para os modelos 2016.

Segurança
A Ford ressaltou ter constatado que em caso de eventual colisão, os veículos podem apresentar diminuição da resistência à tração do cabo de fixação do mecanismo de pré-tensionamento dos cintos de segurança dianteiros.

A empresa também reforçou que esta diminuição da resistência decorre da exposição de parte do componente a altas temperaturas geradas pelo acionamento do pré-tensionador do cinto de segurança.

Quanto aos riscos para a saúde e à segurança dos consumidores, o referido defeito pode resultar na retenção inadequada dos ocupantes dos respectivos assentos, aumentando o risco de lesões em eventual colisão do veículo.

Defesa do consumidor
O Código de Defesa do Consumidor determina que o fornecedor repare ou troque o produto defeituoso a qualquer momento e de forma gratuita. Se houver dificuldade, a recomendação é procurar um dos órgãos de proteção e defesa do consumidor. Mais informações podem ser obtidas junto à Ford, por meio do telefone 0800 703 3673 ou pelo site.

(Com informações do Portal Brasil)

Carregando, por favor aguarde...
Terrazzo Poti
Preratório PM-PI
Antônio das Neves - Peritos Associados
Últimas Notícias
00h16 SMAS de cocal realiza entrega de Passe livre Intermunicipal 23h28 Condenado por matar Hélio Cortez tem uma 3ª audiência de julgamento 23h23 Câmara de Parnaíba nomeia acusado de estupro de vulnerável 23h22 Whindersson faz surpresa no canal e pede Luísa Sonza em casamento 23h10 Ouvidor da PMT diz que vai liberar gastos do gabinete de Firmino Filho 23h05 River perde para o Vitória/BA e complica classificação 22h50 Nutricionista do NASF de Paes Landim Ministra palestra para Pacientes do Hiperdia 22h45 Grupo 'Eu Social' discute a violência contra mulheres na Câmara de THE 22h43 Nove deputados do Piauí dizem sim à cobrança por curso lato sensu em universidades públicas 22h29 A cidade de Paes Landim realiza I Seminário sobre Captação de Recursos na Gestão Pública 20h50 River perde para Vitória-BA por 3 a 2 pelas quartas da 'Copa do Nordeste' 18h52 Prefeito consegue Centro Administrativo para Avelino Lopes 18h49 Ouvidor da PMT diz que vai liberar gastos do gabinete de Firmino Filho 18h38 Flora Izabel requer Instalação de Telecentro em São Raimundo Nonato 18h10 TSE: Julgamento da chapa Dilma-Temer tem duração imprevisível 18h04 Deputados pedem punição mais branda a Wyllys por 'cuspe' em Bolsonaro 17h52 Adolescente denuncia mãe após ela obrigá-lo a deixar o celular para estudar 17h51 Profissionais protestaram contra Projeto da Reforma Trabalhista 17h47 Decreto do governo estadual prevê a redução de despesas em até 30% 17h39 Primeiro satélite geoestacionário brasileiro será lançado no final de abril 17h38 TRE-PI julga como não prestadas as contas do PRTB e PPS 17h32 Guarda Municipal fez 31 ações de apreensões em parques 17h30 Saiba como melhorar o sexo usando as bolinhas tailandesas 17h26 Sesi inicia cadastro de adesão para empresas que queiram aderir a campanha de vacinação contra gripe 17h19 Desembargador mantém sessão do Tribunal do Júri que julgará advogado