180graus

Maçonaria - 28/09/2016 às 09h53

A CMSB e as histórias de David

A participação da maçonaria do Piauí nas Assembleias Gerais da Confederação da Maçonaria Simbólica do Brasil - CMSB já se incorporou na história e no folclore da Grande Loja do Estado.

Em julho deste ano de 2016 foi realizada a 16ª expedição sob o comando de Osvaldo Pierotti, a bordo de 3 ônibus de turismo rumo a Maceió, Capital das Alagoas.

O poeta e viajante assíduo David Ferreira da Silva, membro integrante da Loja “Mestre Higino Cunha nº 1”, produziu um interessante cordel retratando a odisseia terrestre do ônibus nº 1, cujo inteiro teor nos permitimos publicar.

I
Meus irmãos e meus amigos,
eis-me aqui como poeta,
pra relatar com detalhes
de forma clara e direta,
nossa participação
numa breve descrição,
poeticamente, seleta...
II
Um relato do Congresso
da C. M. S. B.
na Capital Maceió,
onde nós (eu e você)
presentes lá estivemos,
e juntos tudo fizemos
pro Encontro acontecer...
III
A nossa delegação,
lá esteve e destacou-se,
como a maior das presentes
que mais obreiro lhe trouxe...
E uma menção merecida,
nos foi dada e concebida,
como se, grata, nos fosse.
IV
150 e mais um,
foi nossa delegação,
para registro descrevo
pra que noutra ocasião
possamos nos recordar,
ou quem sabe pesquisar,
e obter com precisão...
V
Vou tentar de tal maneira
ser sucinto e verdadeiro,
falar de fatos e coisas
daquilo mais corriqueiro
que se passou no trajeto,
d’alguma gafe ou objeto,
de um irmão ou parceiro...
VI
Foi pensando nesse dia,
que me vali dessa idéia,
embora, tanto precise
de palavra e verborréia,
empenhei-me em produzir
algo, mais pra gente rir,
do que falar de Assembléia...
VII
Em julho, dia primeiro,
de dois mil e dezesseis,
partimos pra Maceió,
eu e mais todos vocês...
Numa grande maratona,
(minha viagem, a nona)
em ônibus: um, dois e três...
VIII
E bem antes de partirmos,
o “auê” se repetia...
Em que ônibus, que cadeira,
pouca gente se atrevia
arriscar alguma palpite,
pois, nos faltava, acredite,
o principal: nosso guia!...
IX
Murilo César, meu Deus!
Já na hora da saída,
ele ainda estava em casa,
fazendo, não sei, da vida...
Todos nós, impacientes,
e ele palitando os dentes
o que restou da comida.
X
Mas depois ele chegou
e tudo desenrolou-se.
Tudo certo, todos dentro,
a boa nova nos trouxe...
Aí, a coisa mudou,
ninguém mais se reclamou
e toda ânsia acabou-se...
XI
E “seja o que Deus quiser”
Começou nossa viagem,
sob a graça de São Jorge,
nos enchemos de coragem,
fizemos nossa oração
e entre nós como irmão,
começou a vadiagem...
XII
Daqui, até chegar lá,
nosso rojão foi um só.
Chico José, Ariosto,
Murilo, Alfredo e Eu, ó!...
Paramos, só pra roncar
Era um aqui, outro lá,
Haja gelada e gogó...
XIII
Mas não éramos só nós,
outros, como o Anchieta,
Carlos, Édson e outros mais
Só não vi o Zé de Freitas,
mas, até, nossas mulheres
que, nem todas, mas se deres...
A minha, eu sei, não rejeita...
XIV
Tou falando de cerveja,
mas, de tudo se viu lá..
Um velinho, Zé Alberto
que não para de falar...
Fala e grita, sufocado,
deixa a gente aperreado,
com medo dele engasgar
XV
Dr Bringel, nem se fala,
esse é doido de nascença,
mas, dessa vez, tava quieto.
que até fez a diferença...
Respeitamos, pois sabemos,
que alegria nunca temos,
quando a luta é com doença...
XVI
Neste momento aproveito,
pra lhe parabenizar,
pelo seu comportamento,
pelo seu jeito exemplar,
de, na hora e tempo certo,
demonstrar que ser experto,
é amar, amar, amar...
XVII
Nosso ônibus, talvez,
por ser o número um,
tem por sorte os passageiros,
do mais sóbrio ao mais bebum.
novo, velho, barrigudo,
berram, gritam, fazem tudo,
mas nada de zum zum zum...
XVIII
E falando em barrigudo,
no ônibus, lá no porão,
corre solto o carteado,
dia e noite, muitos vão...
Direto e sem intervalo,
não há Rei, não há vassalo,
só pura Contravenção.

XIX
Tem doutor, tem coronel,
tem corretor de seguro,
empresário, operador,
aposentado e perjuro...
Esse último, enrustido,
segredava em meu ouvido
mas só ouvia: – eu juro!
XX
Nosso ônibus tem de tudo,
sem falar qu’é divertido,
todo dia tem a reza,
tem anjo, tem protegido...
tem zuada e alegria,
tem cantor e cantoria
e muito artista estruido...
XXI
Uma festa, o tempo todo,
todo mundo do seu jeito,
fala, escuta, participa,
um grupo quase perfeito...
Tem Anchieta e piada,
repetida e mal contada,
que já nem faz mais efeito.
XXII
De cem piadas que conta,
dez ou mais de cada vez,
usa todo veio artístico,
para agradar o freguês...
A gente escuta e peleja,
mas não tem jeito, fraqueja,
ri de apenas, quatro ou três...
XXIII
Veja que delegação,
nosso ônibus transportou.
Carlos José, sua Thesca,
casal Muniz não faltou.
Murilo Cesar e Joaquina
que, com ordem e disciplina,
assim foi, assim voltou.
XXIV
Chico José e Socorro,
Zé de Freitas, Conceição,
Alfredo Júnior e Lorena,
um enorme, o outro anão,
Zé Raimundo e Elizabete,
no telefone ou na net,
só falando de Ração...
XXV
Comportados, eu, Mercedes:
um casal de fazer gosto,
logo atrás, sempre dormindo,
Dona Helena e Ariosto...
Se dormindo estar roncando,
se acordado estar cantando,
eita “homezim” disposto!
XXVI
Edson Lourde e Dandara,
esse trio é muito forte!
Anchieta e Ceonara,
aí não há quem suporte,
bebendo e dizendo loa,
são amigos, não à-toa,
pois, se não, havia morte...
XXVII
Mas, dois casais, esse ano,
mereceram elogios,
parece até de propósito
ou talvez por desafio...
Separados nunca estão, embora saibam que são
separados por um rio.
XXVIII
Um reside em Teresina,
o outro mora em Timom,
mas, disso nenhum reclama,
acho até que acham bom.
Zé Alberto, fala, fala
e o Bringel também não cala:
parece o Jerry e o Tom...
XXIX
Do Eulálio, não se escuta,
uma palavra sequer,
o César Lopes, o Marcondes,
este último sem mulher,
não oferece, nem pede,
se nada impõe nada cede
só recebe se lhe der.
XXX
Mas já ía me esquecendo,
de citar umas beldades,
é o nosso Barrozão,
falo com propriedade...
E depois, não é mentira,
nosso Carlos e Alcenira,
s’eles vão, deixam saudade...
XXXI
Além de bons companheiros,
empresários ativistas,
o Carlinhos, se deixar,
faz as vezes de um artista,
juntos, ele e Ariosto,
uma dupla de bom gosto,
até pros mais pessimistas...
XXXII
Os bingos não deram certo,
pois faltou um cicerone...
Não tinha globo nem pedra,
muito menos, microfone.
E alguém bradou com estilo:
– o culpado é o Murilo!...
Quem disse, não digo o nome...
XXXIII
O anjo, meu Deus do Céu!
Foi tanto mal entendido,
que apareceram uns três,
dizendo ter esquecido...
Imagine o desarranjo
de se pensar que é um anjo,
mas, de fato, é protegido.
XXXIV
Mas foi bom! Não há de que
reclamar nem exigir...
Todos foram excelentes,
não falo pra me exibir.
Respeito a todos, é claro,
cada um pra mim é caro,
só pra lembrar e sorrir...
XXXV
Muito mais do que falado,
muita coisa aconteceu.
Falamos só do que vimos,
do que a gente percebeu...
Essa idéia foi recente,
portanto, nem tudo, a gente
desvendou, só o que deu...
XXXVI
Finalizo esse cordel,
com apreço e distinção.
Elevando a auto-estima,
amor próprio e comunhão...
Rogando ao Grande Arquiteto
Que não nos prive do afeto
de cada um dos irmãos.

Tópicos
Maçonaria - 27/09/2016 às 20h29

Eventos sociais de setembro que marcaram a maçonaria teresinense

17.09.16 – O casal Francisco Muniz e Maria de Sena, feliz da vida, abriu as portas de sua residência para receber amigos e irmãos de Maçonaria e, em família, comemorar o cinquentenário do enlace matrimonial, as tradicionais bodas de ouro, um fato raro nestes tempos ditos modernos.

Foi um belo acontecimento, revestido de rica simbologia, que ficará indelevelmente marcado na memória dos convivas e dos simpáticos anfitriões.

FOTO BRINDE CASAL MUNIZ.jpg

(Binde histórico)

A Loja maçônica “Pátria e Liberdade nº 2” (GL) se fez presente e prestou significativa homenagem ao casal em festa.

O exemplar cidadão Muniz se destaca, também, pelo seu apreço e dedicação à Maçonaria. É membro emérito da “Pátria” e integrante da Academia Piauiense de Mestres Maçons, na qual ocupa a Cadeira de número 12.

21.09.16 – Desta feita a festa ficou por conta da “Loja Independência nº 25” (GL), que, por sua vez, prestou uma justa e merecida moção de reconhecimento aos méritos do decano do Quadro, José de Freitas Carvalho, um dos ícones vivos da Maçonaria da Grande Loja, ao ensejo do transcurso de seu octogésimo aniversário de nascimento e quadragésimo segundo de Iniciação na Ordem milenar.

José de Freitas, além de um boêmio romântico e “pé-de-valsa” emérito, é uma pessoa reconhecidamente do bem. Sabe construir e manter sólidas amizades como ninguém.

É participante ativo de todas as atividades maçônicas. Na Academia ocupa a Cadeira nº 46. Foi fundador e dirigente de Lojas no Estado.

A Academia Piauiense de Mestres Maçons foi condignamente representada nesses dois eventos históricos.

Tópicos
Maçonaria - 20/09/2016 às 07h57

Morre no Ceará destacado maçom piauiense

Faleceu nessa 2ª feira (19) em Fortaleza (CE), onde atualmente residia, o maçom José Olímpio da Paz Filho (foto), 67, casado com Maria da Graça Mota Paz.

FOTO JOSÉ OLIMPIO FILHO.jpg

(José Olímpio da Paz Filho)

Nascido na cidade de Campo Maior (PI), era filho do também maçom José Olímpio da Paz, Notário de profissão e um dos grandes líderes políticos da região, que chegou a ser Prefeito de sua cidade e Deputado Estadual.

Filho era professor aposentado da Universidade Federal do Piauí e grande desportista.

Na maçonaria, estava filiado à Grande Loja do Estado do Ceará. Ali teve teve destacada atuação ao lado do Past-Grão-Mestre Nathanael Carneiro Neto.

Como legado familiar deixa o filho Thiago Mota Paz.

O editor da coluna saúda o irmão José Neville Paz, em nome de que envia sentidas condolências a toda a família enlutada.

Tópicos
Maçonaria - 03/09/2016 às 08h14

Comoção na comunidade maçônica

A noite desta sexta-feira, 2, foi marcada por uma tragédia da vida real.

O Mestre Maçom Emérito Carlos José de Sousa, 70 (foto), num gesto extremo, interrompeu a vida terrena de forma abrupta.

APMM FOTO CARLOS JOSE.JPG

(Carlos José)

Carlos José era casado com Francisca Souza, conhecida na intimidade como, Thesca.

Iniciou na Maçonaria em 14.12.1974, na Loja Attila de Mello Sheiff (GL) da cidade de São Pedro (PI). Atualmente era membro efetivo da Loja Independência nº 25, de Teresina, na qual exerceu diversos cargos, inclusive o de Venerável. Teve participação maçônica atuante na cidade de Campo Maior.

Foi um dos grandes colaboradores da Grande Loja Maçônica do Piauí. Ali desempenhou, com competência, o cargo de Grande Secretário das Relações Interiores.

Estava colado no Grau 33º do Rito Escocês Antigo e Aceito.

Na Academia Piauiense de Mestres Maçons Carlos ocupava a Cadeira nº 13, que tem como Patrono vitalício José Maria dos Santos, por ele indicado e que, em vida, foi um de seus grandes amigos.

Carlos José merece todas as honras da Instituição humanística a que, voluntariamente, dedicou grande parte de sua vida.

Tópicos
Maçonaria - 29/08/2016 às 18h55

Maçonaria contemporânea e visão de futuro

Bastante aplaudida a palestra proferida pelo titular da coluna, José Narciso do Monte, na última 4ª feira (24) na Loja maçônica “Costa Araújo nº 3” (GL), da cidade de Campo Maior, com o título de Maçonaria Contemporânea e Visão de Futuro.

A amostragem de uma pesquisa nacional, patrocinada pelo Grande Oriente de São Paulo, sobre o Conhecimento e Conceito da Maçonaria no Brasil foi motivo de grande atenção e surpresas por parte dos presentes, principalmente pela revelação de que 60% dos brasileiros não têm conhecimento da existência da maçonaria. 20% já ouviram falar mas se mantêm indiferentes, em posição de neutralidade. Aqueles que condenam a Instituição somam 13%, diz a pesquisa. Apenas 7% têm uma visão positiva da Ordem Universal.

QUADRO DE PESQUISA GOB SP.jpg

O quadro acima fornece sólidos indicadores de que a maçonaria contemporânea carece de uma maior aproximação com a sociedade, com vistas à disseminação de seus postulados em favor do resgate da ética, da cidadania e do bem estra comum, como sempre fez em tempos pretéritos.

Na Oportunidade foram mostrados, também, dados estatísticos da evolução/involução da comunidade maçônica, no Brasil e no mundo.

Foi dito que na atualidade o Brasil conta com o universo de 238.170 maçons, distribuídos em 6.872 Lojas. Nesse estudo foram consideradas as Obediências ditas regulares e reconhecidas: Grandes Lojas Estaduais, integrantes da Confederação da Maçonaria Simbólica do Brasil (CMSB), Federação do Grande Oriente do Brasil (GOB) e Grande Oriente Independente, representado pela Confederação da Maçonaria do Brasil (COMAB).

MAÇONARIA NO BRASIL.jpg

(As Grandes Lojas respondem por 43% dos maçons brasileiros, seguidas do Grande Oriente do Brasil com 40% e da COMAB com 17%)

QUADRO DE OBEDIÊNCIAS MAÇÔNICAS BRASIL.jpg

(Detalhamento da quantidade de Lojas e Obreiros, por obediência)

Conforme foi dado a conhecer, a maçonaria brasileira, nos últimos 8 anos, apresentou crescimento em termos de Lojas e de Obreiros.

QUADRO CMSB.jpg

QUADRO GOB.jpg

(Apesar do crescimento quantitativo mostrado, a média de obreiros por Loja permaneceu praticamente inalterada: 32/35.

As estatísticas dos países da América Latina também mostram um quadro de estabilidade numérica, diferentemente do que vem acontecendo com a Inglaterra e com a França, berços da maçonaria simbólica, bem como com os Estados Unidos da América, maior contingente de maçons de todo o mundo, onde se verifica uma acentuada escalada de queda, fator de grande preocupação com os destinos da Ordem, por parte de seus analistas e simpatizantes.

QUEDA MAÇONARIA EUROPA.jpg

(Ilustração do quadro recessivo na Europa)

QUEDA MAÇONARIA USA.jpg

(Situação de declínio nos EUA e no Canadá)

A segunda parte da palestra versou exatamente sobre a maçonaria do futuro, diante dos efeitos da globalização.

Os especialistas no assunto já falam no advento de um novo ciclo, provisoriamente denominado de Maçonaria Executiva, sucessora da Maçonaria Especulativa.

Citam-se como novas estratégias, dentre outras:

1) Definição mais específica e objetiva da missão institucional da Maçonaria.

2) Utilização dos recursos da Tecnoloiga de Informação.

3) Modernização dos métodos de atuação, com preservação dos paradigmas tradicionais.

4) Priorização do conteúdo da “Ordem do Dia” das sessões com assuntos da atividade-fim.

5) Instituição de Projetos e Programas que visem aprimorar a formação e a motivação dos maçons, de forma pedagógica.

6) Promover maior aproximação da Maçonaria com a sociedade.

7) Trabalhar a evolução dos níveis da consciência humana.

Fonte de dados: List Of Lodges e Acervos da CMSB

 

 

 

 

 

Carregando, por favor aguarde...
Dr. Wilson Gondim
Unimed
Unimed
Últimas Notícias
00h10 Faleceu vitima de infarto J.Martins pai do prefeito Paulo Martins e do deputado Aluísio 00h01 Antonio Santos apita final Série D - Volta Redonda x CSA 22h45 TV Clube: último debate teve Firmino, Dr Pessoa e Amadeu 21h46 Rejane Dias participa de comício com candidatos da oposição em Castelo 21h20 8ª Jornada do Livro Espírita terá início no dia 03 de outubro 21h17 Um acidente em carreata deixa uma vítima fatal na PI que liga Simplício Mendes a Paes Landim 21h08 Prefeito é acusado de compra de votos e caso vai parar na delegacia de Campo Maior 18h13 TSE autoriza envio de Força Federal para 59 municípios do PI; veja a lista 18h04 Justiça Federal condenou dois ex-prefeitos e empresários 17h55 Convenção G12 2016 em Teresina 17h53 Aniversário de 6 anos da Jocum Teresina, parece que foi ontem.... 17h40 Ator Rodrigo Lombardi não fará mais Sergio Moro no cinema 17h34 Imagem do Brasil entre jornalistas estrangeiros melhora após Rio 2016 17h25 UAB lançará edital para 10 mil vagas de graduação e pós-graduação 17h18 Campanha de 'Multivacinação' termina nesta sexta-feira (30); mobilização total 17h15 Produtores do Nordeste vão ter até 95% de desconto para quitar dívidas 17h13 Lua Negra acontece nesta sexta. Conheça sua verdadeira história 17h10 Notificado 2.150 casos de chikungunya em 70 municípios do PI; veja números! 17h01 Corrente: MPE opina pelo deferimento da candidatura de Murilo Mascarenhas 16h35 MEC divulga os dados preliminares do Censo Escolar 2016; confira! 16h30 Interact apresenta projeto em prol da APIPA 16h15 Tecnologia: Estados Unidos liberam o uso de pâncreas artificial 16h07 Samyra Show se apresenta no município de Madeiro dia 29 15h55 Empresário tem carro alvejado durante carreata em Castelo do Piauí 15h52 Rotary Club Piçarra recebe documento histórico da criação do Rotary em Teresina
Terno e Cia
Dr. Wilson Gondim

Enquete

Você acha que a Miss Piauí Lara Lobo tem chance de ganhar o Miss Brasil?

Total de Votos: 451

Válida de 15/09/2016 a 30/09/2016

Mais lidas

    Dr. Diogo Caldas(Escritório de advocacia)
    Dr. Wilson Gondim
    Silva, Guedes & Barroso
    Casa do cartucho
    Dr. Wilson Gondim
    Panificadora Canindé
    DR GERMANO ADV

    180graus no Instagramno Instagram