180graus

Após debate candidatos atacam - 01/10/2014 às 19h05

'PI está enlameado de corrupção';'Não acreditem em campanhas milionárias'

Galaxy

Os quatro candidatos ao governo do estado que tem representação no Congresso, Zé Filho, Wellington Dias, Mão Santa e Maklandel Aquino na tarde desta quarta-feira (01/09), participaram do último debate antes da eleição que acontece neste domingo (05). Eles discutiram propostas e trocaram farpas na reta final da campanha eleitoral.

Após o debate, o 180 conversou com Maklandel (PSOL) e Mão Santa (PSC) para uma avaliação não só do debate, mas da campanha que chega ao final.

Para Mão Santa agora é a hora do eleitor refletir sobre tudo que foi dito, sobretudo os escândalos e mentiras que surgiram ao longo dos dias: “O eleitor tem que fazer uma reflexão dos sete candidatos e vê, que o Piauí que está enlameado de mentira e corrupção. Eles tem que analisar muito bem e que rouba deve ser deletado”.

Ele diz ainda que o segundo turno é possível: “Terá segundo turno. Eu te digo por que eu já disputei outras eleições e as pessoas diziam que o Átila (seu adversário na época) tinha 66% e Mão Santa 4% e todos falavam que não teria segundo turno, teve e ganhamos”.

Já o candidato do PSOL, pede que o povo não se engane com campanhas grandiosas, patrocinadas com recursos da máquina pública ou ainda por grandes empresários.

“Tenho que dizer aos eleitores é que nada deve parecer impossível de mudar. Não se enganem com campanha milionárias, com a força daqueles que utilizam a máquina pública para se beneficiar no processo eleitoral, não se enganem com o tempo de mídia dos candidatos, com representantes dos grandes empresários. É importante dar o voto naquele que tem mais compromisso e que de fato vai governar o estado para o povo e que tem propostas para desenvolver o estado”, disse.

Publicado Por: Larice Sena

Tópicos
Zé quer buscar indecisos - 01/10/2014 às 18h30

Zé Filho diz que o povo sabe como PT agiu em oito anos e não quer mais isso

Galaxy

O governador e candidato à reeleição pelo PMDB, Zé Filho, comentou sobre o debate promovido pela rede Meio Norte nesta quarta-feira (01/09). Ele disse que na reta final esse debate é crucial para o eleitor identificar que está falando a verdade e assim definir seu voto.

“O debate é mais uma oportunidade que a TV deu ao povo do Piauí, é um palanque que chega a milhares de pessoas para levarmos a nossa mensagem. O povo vê quem está falando a verdade e quem tem a melhor proposta para o estado do Piauí”, afirmou Zé.

Na reta final da campanha o governador explicou também como pretende ganhar o maior número de votos e assim vencer os adversários: “Vamos manter esse trabalho que estamos fazendo, principalmente em Teresina, Parnaíba, nas maiores cidades mostrando para a população o quanto é importante levar essa eleição para o segundo turno, ou até mesmo ganhar ela no primeiro para as pessoas terem a oportunidade de escolherem melhor os candidatos”.

Zé Filho deixou um recado aos piauienses e em especial pediu votos dos indecisos: “A mensagem que deixo é de desejo que eles possam estar escutando melhor as propostas, principalmente aqueles que estão indecisos. A maioria já conhecem o candidato do PT, como ele faz, como ele agiu nos 8 anos de governo e sabe que nós não queremos mais isso para o Piauí, nós queremos fazer o melhor, a nossa proposta é essa, nós só temos pouco mais de 6 meses de governo, eu quero ter a oportunidade que todos eles já tiveram, quero ter 4 anos de governo para fazer o que eles não fizeram, e daqui a quatro anos ser julgado como eles estão sendo agora, eu quero ter essa oportunidade”.

Publicado Por: Larice Sena

Tópicos
Corrida eleitoral de 2014 - 01/10/2014 às 18h12

Candidatos trocam farpas no último debate na TV; assista aqui a íntegra

Galaxy

O último e decisivo debate entre os candidatos ao governo do estado foi equilibrado. A Rede Meio Norte que permitiu apenas a participação de quatro dos sete postulantes foi a responsável pela promoção do debate que pode ter sido decisivo para os eleitores que estavam indecisos ou que não tinham uma opção para o voto.

Assim como nós demais, o candidato do PT, o senador Wellington Dias, foi o alvo. Líder nas pesquisas, o candidato foi alvo de Mão Santa (PSC), Zé Filho (PMDB) e Maklandel (PSOL), que também adotou uma postura crítica em relação ao governador Zé Filho, que segue muito próximo de W. Dias nas pesquisas.

De um lado, W. Dias buscava a todo instante tratar de propostas. Sempre que questionado sobre alguma irregularidade, escândalo ou acusação em sua gestão, o petista fugia do embate direto e dizia não querer rebaixar o nível da disputa. "Mais uma vez, reafirmo que vim aqui para tratar de propostas, e os adversários querem levar o debate para baixaria", retrucou W. Dias.

Por outro lado, o governador Zé Filho sempre procurou destacar as ações de seu governo, que segundo ele, é um governo de continuidade do que foi a gestão de seu antecessor Wilson Martins (PSB). Zé tratou de suas propostas e a todo instante procurou evidenciar sua real possibilidade de disputar um segundo turno.

O candidato Mão Santa também foi agressivo. Sempre com um discurso de que o Piauí sofre há 12 anos com um governo que só tem levado ao atraso, o ex-senador e ex-governador ressaltou por diversas vezes o período em que foi gestor do estado. Antigo filiado do PMDB, atualmente partido do sobrinho, Zé Filho, Mão Santa desferiu alguns discursos contra o petista Wellington Dias. Em terceiro lugar em todas as pesquisas, Mão Santa é uma esperança para conseguir equilibrar a disputa e levar a eleição para o segundo turno.

Outro que não rendeu elogios aos demais candidatos, foi Maklandel Aquino, do PSOL. O candidato que defende um governo socialista, com igualdade para todos, destacou escândalos tanto na gestão petista de W. Dias, como na peemedebista de Zé. Maklandel que antes era uma pedra para Dias, assim como Sambaíba e Solon, que não participaram, viu Maklandel se dirigir com agressividade também à Zé Filho. Os discursos se inverteram.

Publicado Por: Manoel José

Adesão à sua candidatura - 01/10/2014 às 17h21

Ziza Carvalho realiza grande reunião com procuradores do estado

Galaxy

Nesta quarta-feira (01/10) o candidato a deputado estadual Ziza Carvalho, realizou reunião em comemoração à adesão de importantes personalidades da justiça do estado a sua candidatura como deputado.

Os promotores que estão dando apoio a candidatura de Ziza são: Dr. Willian Guimarães, que é também presidente da OAB, Dr. Marcello Terto, presidente da Associação Nacional dos Procuradores do estado, Dr. Plinio Clerton ex- procurador geral do estado, Kilderi Rony procurador geral do estado, João Batista Freitas, Lorena Portela que é presidente da Associação dos Procuradores do Estado do Piauí, Pierot Junior, Jonilton Lemos, Daysee Lacerda, Francisco Lucas Veloso, Alberto Hidd, Paulo César Pinheiro e Jean Paulo Modesto.

"Para mim é bastante gratificante ter o apoio dos procuradores do estado. Eu que sou procurador de estado de carreira, pelo Goiás e que já fui secretário geral da ANAPE, é muito relevante ter o apoio dessa categoria aqui no Piauí. Como procurador de estado e como deputado serei um defensor da classe em tudo que ela necessitar. Eles terão um ombro amigo e um deputado que defenda também os seus interesses", afirmou o candidato.

DSC02548.JPG

Lorena Portela, procuradora do estado do Piauí desde 2010, falou um pouco sobre o candidato:
"Acredito que vários procurados apoiam a candidatura dele. Ele tem ótimas propostas e é uma pessoa qualificada para nos representar, por este motivo ele tem o apoio dos procuradores, por sua competência."

DSC02547.JPG

Marcelo Terto, que é o presidente da ANAPE, foi para tratar de questões da Associação Piauiense e de questões relacionadas aos procuradores, mas principalmente o encontro serviu para selar o apoio dos procuradores à candidatura de Ziza Carvalho. O candidato a deputado federal, Heráclito Fortes, estava presente no local da reunião e não deixou de cumprimentar o colega parlamentar.

DSC02553.JPG

DSC02557.JPG

DSC02563.JPG

DSC02564.JPG

DSC02576.JPG

DSC02578.JPG

DSC02589.JPG

DSC02594.JPG

DSC02595.JPG

DSC02610.JPG

Publicado Por: Raísa Brito

Não poderá usar aparelhos - 01/10/2014 às 17h10

Selfie na urna: É proibido divulgar imagem de voto na web, alerta Justiça

Galaxy

Em tempos de selfie e redes sociais, o eleitor tem de ficar atento às regras da Justiça Eleitoral para o uso de celulares, smartphones e tablets no dia do pleito. De acordo com a assessoria do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), enquanto estiver votando, o eleitor deve deixar o aparelho em um móvel, próximo aos colaboradores responsáveis pela seção eleitoral. “Os mesários e o presidente de mesa estão orientados a determinar que o eleitor deixe os equipamentos eletrônicos que portar com o mesário”, informou a assessoria do TSE à Agência Brasil.

A Legislação Eleitoral proíbe o eleitor de “portar aparelho de telefonia celular, máquinas fotográficas, filmadoras, equipamento de radiocomunicação, ou qualquer instrumento que possa comprometer o sigilo do voto”. Ainda segundo a Justiça Eleitoral, o sigilo do voto também abrange ambientes virtuais e redes sociais, ou seja, é proibido publicar imagens ou fotos do voto e quem fizer isso pode sofrer sanções. Segundo o TSE, não haverá revista de eleitores, mas as pessoas que desrespeitarem a legislação estão sujeitas a até dois anos de detenção.

Para o pesquisador de ciência e tecnologia do departamento de sociologia da Universidade de Brasília (UnB) Marcello Barra, apesar do intenso ativismo de eleitores nas redes sociais, quem busca burlar a legislação presta um desserviço à nação. “A conquista do voto secreto é uma garantia da democracia. Qualquer meio que burle esse direito é um atentado à democracia”, resumiu.

Segundo ele, o caráter sigiloso impede que as pessoas fiquem vulneráveis ao assédio para mudança de voto. “A pessoa acha que está ajudando a militância, que está motivando outros a votar, mas, na verdade, ela está prejudicando o voto. O sigilo é uma garantia aos mais fracos”, completou.

Barra lembra que a popularização dos smartphones trouxe um incremento no número de pessoas que passaram a interagir na discussão política. Segundo o especialista, o uso da internet tem modificado a forma como as pessoas entendem e participam da vida política do país. “Eu venho acompanhando esse processo há muitos anos. Esses instrumentos estão se tornando cada vez mais importantes para a democracia. Cada um coloca a sua opinião de maneira direta, é cada vez mais democrático”, ponderou.

Segundo o TSE, caso os mesários flagrem algum eleitor fotografando o voto, a orientação é que o episódio seja registrado em ata, identificando o eleitor. Caberá ao juiz eleitoral comunicar o fato ao Ministério Público Eleitoral para instauração de inquérito.

Fonte: Com informações da Agência Brasil

Publicado Por: Manoel José

Carregando, por favor aguarde...
Últimas Notícias
05h01 Lázaro Ramos pode ganhar talk show na Rede Globo 04h56 Transportadora se instala no Polo Empresarial Norte de Teresina 04h40 Ações do MP-PI tem garantido educação de qualidade em município 03h52 Time da 3ª divisão de Minas tem atletas mais caros do que Palmeiras e Fla 03h31 Alta na conta de luz até 2015 pode eliminar desconto de 20%, diz TCU 03h04 Carreta de saúde da mulher chega a cidade de Picos e atende população 03h00 Eleições 2014: Rubem Martins fala de suas propostas para o Piauí. Confira! 02h55 Mães denunciam professor por aliciamento em escola 02h28 R$1,5 milhão serão investidos para as reformas de centros socioassistenciais 02h17 Evento comemorativo marca o dia mundial do idoso 01h29 De novo! Justin Bieber agride paparazzo durante passagem pela França 01h08 Nova música do Maroon 5: Animals, clipe foi divulgado à la True Blood? 01h00 Rubem Martins fala de suas propostas para o Estado durante entrevista 00h49 Marcelo Rezende tenta arrumar namorado para Ticiane Pinheiro: 'Está na seca' 00h06 Após polêmica, Lucas Lima nega ter ofendido fãs de Sandy na web 00h01 DATAMAX: W.Dias 49%, Zé Filho 38% e Mão Santa com 6% 23h59 Rubem Martins diz em entrevista ao 180 que quer ajudar a agricultura familiar do Piauí 23h59 Governador Zé Filho participa de carreata em Luís Correia 23h55 Tribunal do Júri de São Luís julgará 22 réus em outubro 23h53 Morosidade é a principal reclamação recebida pela Ouvidoria do CNJ; veja 23h50 Concurso da PGM tem Resolução aprovada para realização 23h35 MPMA requer anulação de contratos firmados sem concurso público pela Câmara de Vereadores 23h32 Subidas e descidas técnicas marcarão todo percurso do Picos Pro Race 2014 23h32 Procurador do STJD não encontrou irregularidade na denuncia do River 23h15 Mutirão previdenciário de Carutapera teve 113 processos sentenciados