180graus

Reagindo à crise política - 20/05/2017 às 05h30

Dólar cai 3,9% e bolsa sobe 1,69% após quinta-feira atribulada

Antonio das Neves - Peritos Associados
comserv

Após subir fortemente ontem (18), reagindo à crise política, o dólar teve uma pequena recuperação. A moeda norte-americana encerrou o pregão nesta quinta (19/05) cotada a R$ 3,26 na venda, com queda de 3,9% em relação à quinta-feira.

Após a divulgação pelo jornal O Globo de parte da delação da empresa JBS, envolvendo o presidente da República, Michel Temer, e o senador afastado do PSDB, Aécio Neves, a moeda norte-americana disparou e terminou o dia de ontem com alta de 7,9% mesmo com a intervenção do Banco Central (BC), que fez quatro leilões de swap cambial tradicional.

Os leilões de swap cambial equivalem à venda de dólares no mercado futuro e ajudam a segurar a alta ou forçar a queda do dólar em períodos de volatilidade. Nesta sexta-feira, o BC continuou a realizar intervenções no mercado de câmbio. A autoridade monetária informou em nota, divulgada no início da noite de quinta, que também realizaria operações hoje, na segunda (22) e na terça-feira (23).

A Bolsa de Valores de São Paulo (BM&F Bovespa) também teve recuperação de parte das perdas de ontem, quando o principal índice, Ibovespa, registrou queda de 8,8%. Neste último pregão da semana houve alta de 1,69%, com 62.639 pontos

Na manhã de ontem, sob o forte impacto das revelações da delação, as negociações na bolsa chegaram a ser suspensas por meia hora. A medida, chamada circuit breaker, ocorre quando as perdas na Bovespa ultrapassam os 10%. Na quinta, o Ibovespa chegou a cair 10,6%.

Fonte: Com informações da Agência Brasil

Mudanças tem sido positivas - 19/05/2017 às 14h04

País tem 'amortecedores robustos' para momentos de crise, diz presidente do BC

O presidente do Banco Central (BC), Ilan Goldfajn, disse nesta sexta-feira (19/05) que o Brasil tem “amortecedores robustos” e, por isso, está menos vulnerável a choques internos e externos. A afirmação foi feita em reunião-almoço, promovida pelo banco Santander, em São Paulo, em evento fechado à imprensa.

“A política econômica doméstica mudou de direção há um ano, e as reformas implementadas neste curto período mostraram resultados positivos, por isso a importância de se continuar nesse caminho virtuoso”, disse Goldfajn, de acordo com informações divulgadas pela assessoria de imprensa do Banco Central.

Segundo Goldfajn, o BC continuará monitorando o impacto das informações políticas recentemente divulgadas e atuará, sempre que necessário, para manter a plena funcionalidade dos mercados. O mercado financeiro enfrentou ontem turbulências, no primeiro dia de funcionamento após divulgação de parte do conteúdo da delação dos empresários Joesley Batista e Wesley Batista, donos do grupo JBS.

Goldfajn acrescentou que o Banco Central tem atuado, em coordenação com o Ministério da Fazenda, para dar liquidez aos mercados, por meio de swaps cambiais (equivalentes à venda de dólares no mercado futuro) e dos leilões de recompra de títulos públicos. “O BC e o Tesouro Nacional têm vários instrumentos à disposição. Essa atuação firme e serena tem foco no bom funcionamento dos mercados”, acrescentou.

Segundo Goldfajn, não há “relação direta e mecânica com a política monetária [definição da taxa básica de juros, a Selic], que continuará focada nos seus objetivos tradicionais”. “Em outras palavras, as decisões sobre a taxa básica de juros serão tomadas pelo Copom [Comitê de Política Monetária], no curso de suas reuniões ordinárias, considerando o cenário básico, o balanço de riscos e o amplo conjunto de informações disponíveis”, disse.

Fonte: Agência Brasil

Farão leilões de swap cambial - 19/05/2017 às 09h18

Com dólar em alta, Banco Central anuncia mais intervenções no mercado de câmbio

O Banco Central (BC) informou que fará leilões de swap cambial tradicional nesta sexta-feira (19/05), na segunda-feira (22/05) e na terça-feira (23/05). A operação equivale à venda de dólares no mercado futuro e ajuda a segurar a alta ou a forçar a queda da moeda norte-americana.

A quantidade ofertada em cada leilão será de 40 mil contratos e as condições serão informadas antes de cada evento, informou o BC em nota divulgada no site da instituição. Com os leilões, o Banco Central espera conseguir conter a volatilidade do dólar.

A autoridade monetária chegou a realizar quatro intervenções no mercado cambial hoje (18). Mesmo assim, a moeda norte-americana fechou o dia cotada a R$ 3,38, com alta de 7,9%, reagindo à crise política instalada após divulgação de parte do conteúdo da delação dos empresários Joesley Batista e Wesley Batista, donos do grupo JBS.

O BC destacou no comunicado que “permanece atento à condições de mercado e, sempre que julgar necessário, poderá realizar operações adicionais de swap”.

Fonte: Agência Brasil

Custando R$ 382,43 - 17/05/2017 às 10h21

Valor da cesta básica nordestina cresce 3% em abril; veja os dados

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

comserv
Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Antonio das Neves - Peritos Associados

A cesta básica do Nordeste encerrou o mês de abril custando R$ 382,43, 3% mais cara do que no mês anterior. O aumento é o mesmo da média nacional. A informação é do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), com dados da Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, realizada pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese). O Etene é o órgão de pesquisas do Banco do Nordeste.

A cesta nordestina já acumula variação de +4,5% em 2017. No primeiro quadrimestre de 2017, o preço do conjunto de alimentos essenciais cresceu em cada mês na Região mais do que em qualquer outra, comparado com o mesmo mês do ano anterior.

Variação
No comparativo, com o mês anterior, registram aumento os preços do tomate (27,8%), café (+3,0%), farinha (+1,3%), leite (+0,5%) e pão (+0,3%). Caíram os valores da banana (-1,1%), feijão (-3,4%) e óleo (-3,4%).

A capital cearense, Fortaleza, registra variação mensal nos preços acima da média nacional (+3,5%), e tem a cesta básica de maior valor no Nordeste (R$ 423,08), 10,6% maior que o valor da cesta regional.

As maiores variações de 2017 ocorrem no preço da manteiga (+61,0%) em Aracaju; banana (+30,2%) em Fortaleza; e açúcar (+23,5%) no Recife. As maiores retrações no ano são verificadas no preço do tomate (-30,0%) em São Luis; carne (-6,7%) em Aracajú; e feijão (-5,9%) em Recife.

Os dados estão no Diário Econômico, disponível no site do Banco do Nordeste no endereço www.bnb.gov.br/diario-economico-2017.

Fonte: Com informações do Banco do Nordeste

Variação positiva - 15/05/2017 às 15h08

Vendas no feriado do Dia das Mães voltam a ter aumento após três anos

comserv
Antonio das Neves - Peritos Associados

As vendas na semana do Dia das Mães cresceram 2% neste ano, segundo o indicador de Atividade do Comércio, da empresa de consultoria Serasa Experian. A avaliação foi feita no período de 8 a 15 de maio, em relação a período equivalente de 2016, quando houve queda de 8,4% nas vendas. O resultado deste ano é o primeiro com variação positiva desde 2014.

Para economistas da Serasa Experian, o crescimento é explicado pela redução da inflação, a queda do juros e a entrada dos recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) na economia.

Também houve melhora de 1% nas vendas relativas ao fim de semana do Dia das Mães (12 a 14 de maio), na comparação com as datas relativas ao ano passado. O indicador apurou ainda os resultados da cidade de São Paulo, onde as vendas cresceram 3,3% na semana da data comemorativa.

Fonte: Agência Brasil

Carregando, por favor aguarde...
PRF - Vem pro Podium
Vem pro Podium
Vem pro Podium!
Teresina Participativa
PM MA - Vem pro Podium!
PM TO - Vem pro Podium!
PM BA - Vem pro Podium!
Cadastre-se
Últimas Notícias
23h00 Dr Delano alerta que prazo de envio do IEGM vai até 31 de maio 22h28 Em entrevista ao 180 Dr. Delano fala sobre bloqueio de contas de prefeituras 22h00 Prazo do IEGM vai até 31 de maio, alerta Dr Delano do TCE 21h51 Morrro Cabeça no Tempo-Pi é benefciado com uma ambulância 21h50 Prefeitura de Cocal e SEBRAE realizam 1º Workshop sobre compras públicas 21h28 Dr.Delano, alerta gestores para o bloqueio de contas no TCE 21h00 Conselheiro do TCE, Dr Delano alerta os municípios sobre prazo do IEGM 20h46 Em nota, PR Nacional 'isenta' Fábio Xavier e Silas sobre lista a JBS 20h40 Dr.Delano alerta municípios sobre prazo do IEGM até 31 de maio para ser enviado 20h34 Guedes repercute nota do PT: 'Tentativa de criminalizar doações legais' 20h08 Em 'último post', Reinaldo Azevedo afirma que pediu demissão da Veja 20h00 Municípios são alertados pelo TCE sobre bloqueio de contas 19h36 Dr.Delano diretor do TCE alerta prefeituras sobra prazo do IEGM até 31 de maio 19h06 Dudu diz que doação da JBS veio pelo PT para pagar programa de rádio e TV 19h00 Em entrevista, Dr Delano fala sobre bloqueio de contas pelo IEGM 18h41 Estado - um ambiente sequestrado pelo CAPITAL, precisa ser resgatado pelo povo 18h36 Em entrevista ao 180 Dr. Delano fala sobre bloqueio de contas de prefeituras 18h19 Deputado Themístocles Filho visita a cachoeira do Urubu e cobra estrutura 18h00 Conselheiro do TCE alerta municípios ao prazo do IEGM até 31 de maio 17h56 Servidores da PRF- PI pedem apoio de Iracema Portella 17h52 'Não tive contato com qualquer pessoa da JBS', diz secretário Merlong Solano 17h50 Dr.Delano alerta municípios sobre prazo do IEGM até 31 de maio para ser enviado 17h47 Pastoral da Criança convoca voluntários para trabalho de acompanhamento a familias 17h45 Mãe faz campanha e pede ajuda para filho tetraplégico no interior do Piauí 17h41 Incêndio sem causa identificada destrói casa no bairro Santinho