Participe da votação · 19/10/2017 - 06h11

Na sua opinião, que beleza do Piauí melhor representa o estado?


Compartilhar Tweet 1



O Piauí é um estado rico de belezas, e apesar de pouco valorizado pelo poder público, despertam a atenção do mundo todo. Obviamente as belezas naturais sobressaem as intervenções humanas e são deleite de visitantes que muita vezes precisam enfrentar verdadeiras aventuras para explorarem o que a natureza tem a oferecer.

A seguir uma lista de belezas do nosso estado e você pode escolher a que melhor representa nosso estado. Se faltou alguma, não esqueça de comentar no final da matéria.

Enquete

Que beleza do Piauí melhor representa o estado?
Carregando...

Cachoeira do Urubu
O Parque Ecológico da Cachoeira do Urubu está localizado entre os municípios de Esperantina e Batalha. O Rio Longá forma a cachoeira, que tem esse nome por causa da variação do nível do rio, que quando diminui o seu volume de água, faz com que os peixes fiquem "presos" nas pequenas valetas do seu leito. O urubu-rei, uma espécie de condor da América do Sul, é atraído pela oferta de alimento, proporcionando um espetáculo diferente com a chegada desses pássaros gigantes.

    Foto: Jhone Sousa

Cânion do rio Poti
O Cânion do rio Poti é um fenômeno criado pela passagem do rio Poti por uma fenda geológica situada na serra da Ibiapaba, entre o Piauí e o Ceará. O cânion estende-se pelos municípios de Crateús, no Ceará, Buriti dos Montes, Castelo, e Juazeiro, no Piauí. O aceso é feito através de estradas vicinais: São três, uma pela cidade de Buriti dos Montes, outra pela cidade de Castelo do Piauí e também por Juazeiro do Piauí. Nos períodos chuvosos o acesso fica inviabilizado pelas cheias do rio Poti.

    Foto: Moisés Saba

Delta do Parnaíba 
Está situado entre os estados brasileiros do Piauí e do Maranhão. É o único das Américas e um dos únicos do mundo em mar aberto. Formado pelo Rio Parnaíba, que tem 1.485 km de extensão. O Delta do Parnaíba abre-se em cinco braços, dos quais quatro no Maranhão e apenas um no Piauí, envolvendo mais de 70 ilhas fluviais. Sua paisagem exuberante, cheia de dunas, mangues e ilhas fluviais, garante o cenário paradisíaco dessa região do Piauí e Maranhão.

Mirante do Gritador
Um dos lugares mais belos e mais visitados na cidade de Pedro II é o Mirante do Gritador. Distante 11 quilômetros do centro da cidade, o local que fica a 729 metros de altura é ponto de encontro para os turistas e um ótimo atrativo para quem gosta de apreciar as belezas naturais.

    Foto: Jhone Sousa

Ponte Estaiada
A Ponte Estaiada de Teresina é uma das mais visitadas atrações de Teresina. Construída sobre o Rio Poti, com 363 metros de extensão, seis pistas de rolamento e duas ciclovias, liga a Zona Norte da cidade à Zona Leste. Com torre única e estais assimétricos em harpa, a ponte possui a singular característica de abrigar em seu topo um mirante a 95 metros de altura com capacidade para até 100 pessoas, acessível através de dois elevadores panorâmicos. Está entre as cem maiores pontes estaiadas do mundo e é uma das poucas a possuir mirante em sua estrutura.

Praias
Apesar de possuir o menor território litorâneo do Brasil, o Piauí foi abençoado com belas praias que atraem turistas o ano todo. Da Pedra do Sal às praias de Cajueiro da Praia, quem procura tranquilidade, tem várias opções. Quem procura movimento, o ideal é a praia de Atalaia, mas muitas outras chamam a atenção pela culinária, vento forte e belezas pouco exploradas. Tem uma praia para cada gosto, Macapá, Arrombado, Peito de Moça, dá para aproveitar bastante. Sem contar o pôr do sol surpreendente.

    Foto: Apoliana Oliveira

Sete Cidades 
É de uma beleza exuberante, suas várias formações rochosas de diversos nomes, tamanhos e formas, algumas muito altas, lembram castelos, edifícios, muralhas, pessoas, animais, mapas e objetos, é um mundo em pedras, além de maravilhosos banhos (riachos, piscinas naturais) e uma linda cachoeira, pode-se encontrar também uma grande variedade de animais silvestres e inscrições rupestres. O território do parque está distribuído pelos municípios de Brasileira e de Piracuruca.

Serra da Capivara 
Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco, contém a maior quantidade de pinturas primitivas sobre rocha do mundo. Estudos científicos confirmam que a Serra da Capivara foi densamente povoada em períodos pré-históricos. Os artefatos encontrados apresentam o registro do homem há 50.000 anos. Está localizada nos municípios de Canto do Buriti, Coronel José Dias, São João do Piauí e São Raimundo Nonato.

 


Compartilhar Tweet 1



Arena Kite Brasil na Praia do Coqueiro em Luis Correia
Arena Kite Brasil na Praia do Coqueiro em Luis Correia     Foto: Janjão

A Praia do Coqueiro, em Luís Correia, recebe neste fim de semana o Arena Kite Brasil, campeonato nacional de kitesurf com participação de 24 atletas profissionais, incluindo os melhores do país. Na quinta-feira, 19, feriado pelo Dia do Piauí, acontece a festa oficial do evento, Redley Arena Music, que traz como atração principal a dupla Cat Dealers, que está entre os cinco DJs mais populares da música eletrônica no Brasil (Revista House Mag).

De sexta a domingo, no Aimberê Eco Resort, acontece a disputa do kitesurf, no formato Triple X, onde todos os participantes competem nas modalidades freestyle, big air e megaloop. O melhor resultado no somatório geral leva o título. Os principais nomes do freestyle estarão participando, como o tricampeão brasileiro e bicampeão mundial, Carlos Mário, e o também tricampeão brasileiro Eudázio da Silva.

A abertura oficial do evento acontece com a festa Redley Arena Music, na quinta-feira, 19, feriado pelo Dia do Piauí, na Pousada Coqueiro Beach (Praia do Coqueiro). Como atrações, a dupla Cat Dealers, apontada como um dos cinco DJs mais populares do Brasil, ao lado de Alok e Vintage Culture, e o som cheio de energia do Pushloops e Dudu Pacheco. 

Outro ponto alto do evento será a exposição Alma Solar, onde cinco fotógrafos convidados: Janjão, Raiane Lobão, Vinícius Félix, Diego Araújo e David Carvalho, irão expor quadros produzidos pela Urban Arts, de Teresina, com imagens do litoral piauiense e atletas de kitesurf. O coquetel acontece na sexta-feira, 20, às 19h no saguão do Aimberê Eco Resort. As peças estarão à venda e toda a arrecadação será doada para a Associação dos Moradores de Macapá, comunidade do município de Luís Correia.

Pedro Fontenele, realizador do Arena Kite Brasil, está satisfeito a atratividade do torneio, onde também estão inseridos música, arte e solidariedade. "Este ano teremos a competição com o nível mais alto de todas as edições. Os atletas terão as mesmas chances e não acaba com favoritismo. Estamos trazendo uma grande atração nacional para a festa principal, além das sunsets no sábado e domingo, no Aimberê. E tem a exposição fotográfica que mistura arte e filantropia, com todos os envolvidos muito satisfeitos em participar. Vamos realizar a melhor edição do Arena Kite Brasil", explica.

 


Fonte: Jornal da Parnaíba
44 novos destinos ao mapa · 14/09/2017 - 17h51

Mapa do Turismo do Piauí mais do que dobra em um ano


Compartilhar Tweet 1



 

Setenta e sete cidades compõem o novo mapa do turismo do Piauí, distribuídas em sete regiões turísticas. Em relação ao ano passado, o estado excluiu dois municípios (listados nas categorias D e E), mas acrescentou novos 44 destinos ao mapa. O levantamento completo do Mapa do Turismo Brasileiro foi divulgado nesta quinta-feira (14/09), pelo Ministério do Turismo. Em todo o país, foram listados 3.285 municípios em 328 regiões turísticas, um crescimento exponencial em relação ao Mapa de 2016, quando foram registradas 2.175 cidades em 291 regiões.

  Foto: Apoliana Oliveira / 180graus

 

O crescimento dos números é resultado de um amplo trabalho de conscientização do Ministério do Turismo junto aos gestores municipais e estaduais a respeito da necessidade de identificação e classificação das cidades para que as políticas públicas e investimentos sejam mais adequados à realidade de cada região.

“O mapa é um instrumento muito importante para gestão, estruturação e promoção dos destinos. Por isso, é importante que ele esteja sempre atualizado, garantindo com que os municípios que queiram trabalhar o turismo como uma atividade econômica, tenham prioridade dentro das políticas e ações do MTur”, afirmou o ministro do turismo.

A atualização periódica do Mapa faz parte de uma estratégia do Plano Brasil + Turismo, lançada este ano pelo ministro Marx Beltrão para fortalecer o setor de viagens no país. De acordo com o Plano, a partir de 2017 o Mapa passa a ser atualizado a cada dois anos. Sua construção é feita em conjunto com os interlocutores estaduais que representam o MTUR e órgãos oficiais de Turismo dos estados brasileiros e instâncias de governança regional.

Categorização dos municípios do Piauí - De acordo com o novo mapa, oito cidades estão nas categorias A, B e C, que são aquelas que concentram o fluxo de turistas domésticos e internacionais. Como exemplo, temos destinos como Floriano, Luis Correia, Parnaíba, Picos e Teresina. Os demais 69 municípios figuram nas categorias D e E. Esses destinos não possuem fluxo turístico nacional e internacional expressivo, no entanto alguns possuem papel importante no fluxo turístico regional e precisam de apoio para a geração e formalização de empregos e estabelecimentos de hospedagem.

Confira os municípios que fazem parte do Mapa do Turismo do Piauí:

Região Município Categoria
Polo Aventura e Mistério Buriti dos Montes E
Polo Aventura e Mistério Castelo do Piauí D
Polo Aventura e Mistério Domingos Mourão D
Polo Aventura e Mistério Juazeiro do Piauí D
Polo Aventura e Mistério Milton Brandão E
Polo Aventura e Mistério Pedro II D
Polo Aventura e Mistério Pimenteiras D
Polo Aventura e Mistério Piracuruca D
Polo Aventura e Mistério Piripiri C
Polo Aventura e Mistério São João da Fronteira D
Polo Aventura e Mistério SÃO JOSÉ DO DIVINO E
Polo Costa do Delta Bom Princípio do Piauí E
Polo Costa do Delta Buriti dos Lopes D
Polo Costa do Delta Cajueiro da Praia D
Polo Costa do Delta Ilha Grande E
Polo Costa do Delta Luís Correia C
Polo Costa do Delta Parnaíba B
Polo das Águas Barras D
Polo das Águas Batalha D
Polo das Águas Cabeceiras do Piauí E
Polo das Águas Caxingó E
Polo das Águas Esperantina D
Polo das Águas Madeiro E
Polo das Águas Morro do Chapéu do Piauí E
Polo das Nascentes Alvorada do Gurguéia E
Polo das Nascentes Bom Jesus D
Polo das Nascentes Corrente C
Polo das Nascentes Cristino Castro D
Polo das Nascentes Gilbués D
Polo das Nascentes Guaribas E
Polo das Nascentes Júlio Borges E
Polo das Nascentes Morro Cabeça no Tempo E
Polo das Nascentes Parnaguá E
Polo das Nascentes Redenção do Gurguéia D
Polo das Origens Avelino Lopes E
Polo das Origens Brejo do Piauí E
Polo das Origens Coronel José Dias E
Polo das Origens Fartura do Piauí E
Polo das Origens João Costa E
Polo das Origens Lagoa do Barro do Piauí D
Polo das Origens Pajeú do Piauí E
Polo das Origens São João da Varjota E
Polo das Origens São João do Piauí D
Polo das Origens São Raimundo Nonato D
Polo das Origens Socorro do Piauí E
Polo Histórico Cultural Acauã E
Polo Histórico Cultural Amarante D
Polo Histórico Cultural Barra D'Alcântara E
Polo Histórico Cultural Belém do Piauí E
Polo Histórico Cultural Colônia do Piauí D
Polo Histórico Cultural Floriano C
Polo Histórico Cultural Francinópolis E
Polo Histórico Cultural Guadalupe D
Polo Histórico Cultural Ipiranga do Piauí D
Polo Histórico Cultural Itainópolis E
Polo Histórico Cultural Jacobina do Piauí E
Polo Histórico Cultural Lagoa do Piauí E
Polo Histórico Cultural Lagoa do Sítio E
Polo Histórico Cultural Oeiras D
Polo Histórico Cultural Picos C
Polo Histórico Cultural Pio IX D
Polo Histórico Cultural Regeneração D
Polo Histórico Cultural Sebastião Leal E
Polo Histórico Cultural Valença do Piauí D
Polo Teresina Altos D
Polo Teresina Beneditinos D
Polo Teresina Campo Maior C
Polo Teresina José de Freitas D
Polo Teresina Miguel Alves D
Polo Teresina Miguel Leão E
Polo Teresina Monsenhor Gil D
Polo Teresina Novo Santo Antônio E
Polo Teresina Passagem Franca do Piauí E
Polo Teresina Pau D'Arco do Piauí E
Polo Teresina Santa Cruz dos Milagres D
Polo Teresina Teresina A
Polo Teresina União D

Fonte: Ministério do Turismo

Compartilhar Tweet 1



O Brasil foi eleito membro do Conselho Executivo da Organização Mundial de Turismo (OMT) e vice-presidente da Comissão Regional da OMT para as Américas, junto ao Haiti, nesta terça-feira (12/09). As eleições foram realizadas durante a 62ª Reunião da Comissão da OMT para as Américas, realizada na cidade de Chengdu, na China.  

O mandato no Conselho Executivo da OMT, responsável por executar as resoluções da Assembleia Geral e relatar o programa de trabalho da entidade, será compartilhado com o Uruguai e terá duração de dois anos (2020-2021). O país vizinho atuará no biênio 2018/2019, e o Brasil assume no período 2020/2021. 

“A atuação do Brasil na linha de frente da principal entidade mundial de turismo é muito importante para colocarmos em discussão temas do interesse do nosso país e dos demais países em desenvolvimento, que veem o turismo como uma alavanca para suas economias”, avalia o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

O governo brasileiro definiu três temas prioritários como membro do Conselho Executivo, considerados fundamentais para a consolidação da política de turismo: o desenvolvimento do tema economia colaborativa e mídias digitais; reforço da representatividade da Lusofonia no âmbito da OMT e a ampliação dos debates sobre a regulamentação da Proteção ao Consumidor Turista.

Brasil na OMT

O Brasil é membro da Organização Mundial de Turismo desde 1975. Atuou como membro do Conselho Executivo durante cinco mandatos. Em 2015, completou 18 anos de atuação na agência especializada das Nações Unidas e principal organização internacional para assuntos relacionados ao turismo.


Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério do Turismo

Compartilhar Tweet 1



O curso Brasil Braços Abertos, oferecido pelo Ministério do Turismo para qualificação profissional, está com inscrições abertas até 30 de setembro. Até o momento, mais de 17 mil brasileiros se inscreveram na plataforma.

A formação é on-line, gratuita, com acesso a conteúdos relacionados a sustentabilidade, atendimento ao turista, planejamento financeiro, marketing, inglês e prevenção de riscos. O curso deverá ser concluído até 30 de dezembro deste ano.

São 80 horas/aulas para alcançar o certificado de curso de extensão. Para retirar o documento, o estudante precisa finalizar o curso e atingir 696 pontos.

Brasil Braços Abertos

O programa foi lançado em abril deste ano e faz parte da política de qualificação profissional prevista no Brasil + Turismo, pacote de ações para fortalecer a atividade no País. Quem não trabalha com turismo e deseja iniciar uma carreira também pode se inscrever.


Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério do Turismo

Compartilhar Tweet 1



A oferta de leitos para turistas nas capitais brasileiras aumentou 71% no período entre 2011 e 2016. Há seis anos, essas cidades tinham 373.673 quartos para atender os viajantes. No ano passado, o número chegou a 639.352. A conclusão é do censo encomendado ao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística pelo Ministério do Turismo.

O levantamento revela também que o País tem capacidade para acomodar 2,4 milhões de pessoas simultaneamente nos 31.299 meios de hospedagem, como hotéis, resorts e hostels, espalhados pelos estados.

São Paulo é o estado que concentra o maior número de meios de hospedagem. Com 507.412 leitos nos vários municípios, é responsável por 21% de toda a oferta nacional. Os quatro estados da Região Sudeste respondem por 43,1% do total de leitos do Brasil.

“O censo dos meios de hospedagem é fundamental para as diversas esferas de governo planejarem as políticas de turismo para os próximos anos. O mercado também tem nesta pesquisa importantes dados para ajudar os empreendedores a tomarem decisões acertadas”, comentou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

Entre as capitais que registraram o maior aumento proporcional na oferta de meios de hospedagem destaca-se Belém. A maior cidade do Pará registrou um salto de 51% de 2011 para 2016, período em que o número de estabelecimentos preparados para receber os visitantes aumentou de 93 para 141.

Para o ministro do Turismo, Max Beltrão, o salto foi impulsionado pelos megaeventos, como a Copa do Mundo (2014) e a Olimpíada (2016).

“Os dados indicam que houve um crescimento expressivo na oferta dos meios de hospedagem no Brasil com o ciclo de megaeventos. Além da abertura de novos hotéis, registramos a reforma e ampliação de estabelecimentos que já estavam em funcionamento”, destacou Marx Beltrão.

“Esse é um legado que temos de trabalhar para movimentar a economia do País. Os hotéis e similares são tipos de estabelecimentos imprescindíveis para o desenvolvimento do turismo”, completou.

A publicação técnica do IBGE confirma a afirmação do ministro e também destaca a Copa das Confederações (2013) como um dos importantes indutores do desenvolvimento dos meios de hospedagem. “Os grandes eventos internacionais realizados no Brasil nos últimos cinco anos exigiram expressivos investimentos em infraestrutura, como a construção de novos estádios e reforma dos existentes, a ampliação e reaparelhamento de aeroportos e melhoramento da mobilidade urbana. Complementarmente, o setor hoteleiro também investiu em novas construções e ampliações de suas instalações”, explica o resumo técnico do IBGE.

A pesquisa foi realizada em hotéis, motéis, flats, pousadas, entre outros. Não foram considerados o aluguel de imóveis por temporada ou casas de parentes e amigos.

2011

O último levantamento desse tipo foi feito em 2011 apenas com as capitais e regiões metropolitanas. Na ocasião, foram listados 5.036 meios de hospedagem em todas as capitais. Incluindo as regiões metropolitanas, o número subiu para 7.479. No censo atual, a quantidade de estabelecimentos de hospedagem apenas nas capitais brasileiras saltou para 5.791, um crescimento de 15%.


Fonte: Portal Brasil

Compartilhar Tweet 1



O secretário de Turismo do Piauí, Flávio Nogueira Jr (PDT), convida a população para conhecer a exposição 'Seriam os piauienses da Serra da Capivara os homens mais antigos das Américas?' que acontece até o dia 10 de agosto no Teresina Shopping.

A exposição fotográfica e audiovisual sobre a Serra da Capivara foi iniciada dia 1º de junho e já foi bastante prestigiada. Sob as lentes do fotógrafo André Pessoa, a mostra revela os trabalhos de pesquisa da Fundação Museu do Homem Americano (Fumdham), por meio da coordenação das arqueólogas Niède Guidon, Anne-Marie Pessis e Gabriela Martin. O evento é paralelo a exibição que está sendo feita na Alemanha, através de parceria entre o Governo do Estado, através da Coordenadoria de Comunicação e Secretaria de Turismo, e a Fundação Pro Brasil.

- Paulo Barros

Vacinas e cuidados básicos · 07/07/2017 - 14h03

Saiba o que fazer para cuidar da saúde antes de viajar


Compartilhar Tweet 1



Além de arrumar as malas e se programar para aproveitar a viagem, quem vai viajar precisa estar com a saúde em dia. Uma das principais recomendações do Ministério da Saúde é procurar com antecedência as orientações do destino e estudar quais cuidados devem ser tomados antes da partida.

As exigências em relação às vacinas, por exemplo, podem variar de um país para outro e até mesmo dentro do Brasil. Uma opção é verificar essas exigências no ministério ou na embaixada do país para onde pretende ir. Em seguida, basta procurar um posto de saúde e se vacinar.

Também é aconselhável que se faça uma consulta presencial para avaliar, com segurança, a indicação de medidas de proteção. Durante a consulta pré-viagem, o médico irá avaliar os riscos relacionados ao destino, de acordo com as características individuais de cada viajante, o meio de transporte, a atividade programada e o roteiro detalhado da viagem. Essa consulta deve ser procurada com antecedência de, pelo menos, trinta dias.

Cuidados durante a viagem

Dentro ou fora do Brasil, o viajante deve estar sempre atento à qualidade do que ingere, observando, a todo momento, as medidas básicas de higiene para evitar problemas como a diarreia – problema que afeta muitos turistas em países da América Latina, África e Ásia. Por isso, é importante lavar as mãos várias vezes ao dia e beber somente água mineral engarrafada.

Nos países da África (sub-saariana), América do Sul (Bacia Amazônica), Madagascar, Papua-Nova Guiné, Sudeste da Ásia e Vanuatu é preciso ter cuidado com a malária, pois o risco da aquisição da doença é alto. Como não existe vacina contra a malária, é necessário observar as medidas de proteção contra as doenças transmitidas por insetos.

Outra doença que atinge países da África, América Central, Subcontinente Indiano e Sudeste Asiático e principalmente o norte do Brasil é a febre amarela. Para se prevenir da doença, basta procurar um posto de saúde mais próximo e se vacinar dez dias antes da viagem.

Apoio ao viajante

Para viagens nacionais, a Anvisa possui os Centros de Orientação para a Saúde do Viajante e serviços credenciados, que realizam o trabalho de orientação aos viajantes sobre cuidados com a saúde e de emissão do Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia – CIVP em vários estados brasileiros.

Já se a viagem for para o exterior, o brasileiro deve procurar um seguro internacional de saúde, já que nem todos os países têm rede pública de saúde. No entanto, o Brasil mantém acordos internacionais recíprocos, que permitem o atendimento de cidadãos brasileiros às redes públicas de saúde.


Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Saúde
Expansão dos negócios · 04/07/2017 - 08h54

Mais de 400 mil pessoas devem viajar em cruzeiros neste ano


Compartilhar Tweet 1



Em novembro deste ano, mais de 400 mil passageiros devem viajar de cruzeiros no País. Para atender à demanda, o setor já começou a se preparar, pois a previsão é de expansão dos negócios.

“Estamos pesquisando vários portos que podem receber nossos cruzeiros nas próximas temporadas, como Morro de São Paulo (BA), Itajaí, São Francisco do Sul e Florianópolis (SC), além de Guarapari e Vitória (ES)”, destacou o presidente da Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (CLIA-Abremar), Marco Ferraz.

De acordo com pesquisa realizada pela Fundação Getulio Vargas, cada passageiro de um grande navio chega a gastar R$ 466,00 por dia nas escalas. Levando em conta que cada navio recebe até 3.500 passageiros, as 21 escalas em Balneário Camboriú poderão impactar em até R$ 34 milhões a economia da cidade.

“Este é um setor bastante dinâmico. Se não damos condições para os cruzeiros operarem, eles simplesmente vão para outros países. Com isso, perdemos turistas e a economia fica enfraquecida”, afirmou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

Com a regulamentação da Lei de Migração, os cruzeiros foram dispensados do visto para operar na costa do País. A medida representa uma economia de até R$ 500 mil no custo de cada navio.


Fonte: Agência Brasil
Com apoio do Grupo Eugênio · 20/06/2017 - 12h26

Grupo de Campo Maior-PI fará visita técnica em cidades de Minas Gerais


Compartilhar Tweet 1



Patrocinado pelo Grupo Eugênio, um grupo de 12 pessoas embarca nesta terça-feira (20) para Minas Gerais. Além de colaboradores da empresa de Dr.Helder Eugênio, são convidados ainda membros da Prefeitura de Campo Maior, comunicadores, historiadores e pessoas que trabalham com turismo no município.

A ação é parte de um projeto voltado para o desenvolvimento do potencial turístico de Campo Maior. Parte do grupo já esteve também na cidade de Gramado (RS), uma das mais visitadas pelos turistas no país. Desde o início do ano participam de cursos e visitas técnicas, recebendo ainda turismólogos e guias de outras cidades do Brasil.

Em Minas Gerais, serão acompanhados pelo guia Horácio Lacerda, que em maio visitou Campo Maior, e palestrou no Instituto Galaxy sobre história, aspectos econômicos e culturais do período Barroco no Brasil, bastante presente no acervo histórico mineiro. No roteiro estão previstas visitas às cidades de Belo Horizonte, Ouro Preto, Mariana e Tiradentes.

Com as viagens, busca-se experiências e aspectos interessantes que possam ser trazidos para o Piauí, e executadas em Campo Maior, cujo potencial turístico vem sendo pouco aproveitado. Além das belezas naturais, com destaque para o Açude Grande e a Serra de Santo Antônio, a cidade é também referência pela saborosa carne de sol, usada em inúmeras receitas, e o tradicional festejo de Campo Maior.

E são vários os projetos que estão sendo desenvolvidos para a cidade, com o apoio do Grupo Eugênio. No fim do ano, passo importante da empreitada será a execução do Natal de Campo Maior, que pretende atrair turistas da região. Em desenvolvimento ainda o projeto para a construção de um pórtico na entrada da cidade, na BR-343.

- Projeto do pórtico, que vem sendo desenvolvido ouvindo a opinião dos campomaiorenses, através das redes sociais. Foto: Divulgação/Oxente

"As viagens, os treinamentos, toda esta imersão no universo do turismo, tendo como referência cidades que recebem milhares de pessoas todos os anos, tudo irá contribuir para alavancar as potencialidades de Campo Maior. Os próximos passos deste nosso projeto, que sim, é audacioso, e que conta com grandes parceiros como o Grupo Eugênio, será incentivar a participação popular com cursos de capacitação, atendimento ao turista, ao microempreendedorismo. Queremos criar um cenário favorável para que nossa cidade se torne referência turística em todo Piauí", diz a secretária de Turismo de Campo Maior, Dlany Frota.

Da viagem participam ainda a equipe da Oxente, Helderlaine Eugênio e Gualberto de Sousa, o apresentador do Eugênio Show, Devan Eugênio, o historiador Assis Lima, o guia da Serra de Santo Antônio, Chico da Loteria, o professor Jorge Câmara, a jornalista Valdamir Alvarenga, as assistentes Illa Marinho, Nívia Soares, e ainda Altivo Neto e Haroldo Rocha.

Antes de embarcar, o grupo esteve reunido no prédio do 180graus, em almoço com a presença do empresário Dr.Helder Eugênio.


Compartilhar Tweet 1



O Mirante do Gritador em Pedro II é um dos prontos turísticos do estado e visita garantida durante o Festival de Inverno, mas as instalações do local foram vandalizadas nesta quarta-feira (14/06).

Parte da estrutura foi quebrada, como banheiros, iluminação e portões durante a madrugada e os autores da ação não foram identificados.

A Prefeitura do município já fez a restauração do que foi quebrado para garantir o conforto dos visitantes que vão lotar o festival que começa nesta quinta-feira (15/06) e vai até o próximo domingo.

Confira as novas rotas · 22/05/2017 - 16h44

Brasil receberá sete novos voos diretos dos Estados Unidos


Compartilhar Tweet 1



O Brasil será conectado aos Estados Unidos por sete novos voos, indica o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur). De maio a dezembro de 2017, os aeroportos internacionais de São Paulo, Rio de Janeiro e Recife devem receber voos vindos de Orlando, Dallas e Nova York, somando mais de 25 novas frequências para o Brasil.

Os dados são da Análise da Malha Aérea Internacional da Diretoria de Inteligência Competitiva e Promoção Turística da Embratur, preparada mensalmente a partir de informações fornecidas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

As linhas aéreas Latam, Avianca, Azul, American Airlines e Delta fazem as novas rotas, facilitando a chegada dos turistas norte-americanos. A isso, junta-se o fato de que, a partir do final deste ano, Estados Unidos, Canadá, Austrália e Japão vão utilizar do visto eletrônico para conhecer os destinos turísticos brasileiros.

"Todos esses fatores incentivam a vinda desses visitantes ao Brasil. Queremos que o turista estrangeiro tenha cada vez mais meios e caminhos para chegar ao nosso país e também que o turismo represente o desenvolvimento do País", afirmou o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz.

Outros oito voos estão previstos partindo de Santiago, Bariloche, Buenos Aires, Lisboa e Istambul para Rio de Janeiro, Campinas, São Paulo, João Pessoa, Recife e Natal.

Análise geral

A análise traz ainda um comparativo do quadro geral de voos para o Brasil dos meses de maio de 2017 e 2016 – são contabilizados apenas os voos diretos.

Para a América Latina, houve em relação a maio de 2016, um pequeno acréscimo de 0,98% nos voos. No continente europeu, o incremento foi de 3,32% e, na África, de mais de 13%.


Fonte: Portal Brasil

Compartilhar Tweet 1



O Brasil quer entrar de vez na prateleira dos grandes destinos mundiais. Mas para receber bem os visitantes, é fundamental capacitar aqueles que estão na linha de frente do atendimento aos turistas brasileiros e estrangeiros. Pensando nesse cenário, o Ministério do Turismo lançou, na última semana, o Brasil + Turismo, um pacote de medidas para fortalecer o setor no país. As ações têm como finalidade trazer soluções técnicas para gargalos históricos, qualificar os trabalhadores do turismo e aumentar o número de turistas nacionais e estrangeiros, além de gerar emprego e renda.

Segundo estudos da Pasta, mais de 80% indicam que o país tem potencial para explorar o turismo como uma alavanca para a economia. Porém, 60% dos brasileiros avaliam que aproveitamos pouco esse patrimônio. E para explorar todo o potencial turístico do país é necessário investir em qualificação, que de tão importante virou um dos itens do Plano Brasil + Turismo. Para atender a demanda do setor, o Ministério do Turismo está investindo em três frentes: MedioTec Turismo, Brasil Braços Abertos e o Programa de Qualificação Internacional em Turismo.

“Essas ações do Ministério do Turismo mostram que estamos atentos às demandas do setor e que entendemos que assegurar um atendimento de qualidade é uma forma de deixar uma boa intenção no turista e desperta o seu interesse em voltar para o país ou destino escolhido”, explicou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

Destaque para o MedioTec Turismo, iniciativa inédita no país com foco no turismo. Os estudantes serão contemplados com cursos gratuitos para a formação de técnicos de nível médio para atender as necessidades do mercado de viagens. Para 2017 serão disponibilizadas 10 mil vagas para alunos de escolas públicas brasileiras. A previsão é que as aulas comecem em agosto de 2017.

Serão oferecidos sete cursos (técnico em agenciamento de viagens, cozinha, eventos, guia de turismo, hospedagem, lazer, restaurante e bar) nos eixos turismo, hospitalidade e lazer para estudantes que estejam preferencialmente cursando o 2º ano do ensino médio. A previsão é que as aulas comecem em agosto de 2017.

“Vejo essa iniciativa do Ministério do Turismo como sendo da mais alta importância para o nosso setor, tendo em vista que os turistas dependem do preparo desses profissionais para receberem o tratamento mais adequado e ver o MTur envolvido nesse processo demonstra a seriedade com a qual o governo trata o tema”, avaliou o presidente da Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (Clia Abremar Brasil), Marco Ferraz.

Para a presidente da Associação Brasileira de Operadoras de Turismo (Braztoa), Magda Nassar, a capacitação é fundamental nos dias de hoje. “É oportunidade do profissional se renovar a cada dia, pois vivemos tempos de constantes mudanças e evolução. Buscar conhecimento é a peça-chave para que agentes e operadores reforcem cada vez mais seu papel de consultores, arquitetos e designers que projetam as viagens de seus clientes de acordo com suas preferências pessoais e os grupos aos quais pertencem”, ponderou.

CURSO ONLINE - Pensando em atingir um número ainda maior de profissionais de turismo interessados em atualização profissional, mas que não dispõe de horário fixo para as aulas, o Ministério do Turismo lançou, no início de abril, o “Brasil Braços Abertos”. Trata-se de uma plataforma tecnológica de aprendizado à distância e em ambiente digital, com oferta de 80 horas de aulas online para profissionais que trabalham no atendimento direto aos turistas, como atendentes de hotéis, taxistas, quiosqueiros e bartenders. As inscrições para 2017 poderão ser feitas até 30 de setembro.

O aluno realizará o curso por meio de celular, tablet ou notebook e contará com videoaulas e jogos educativos. Os interessados podem acessar a plataforma pelo endereço brasilbracosabertos.turismo.gov.br e as aulas deverão ser concluídas até o dia 30 de dezembro.

INTERCÂMBIO - Os estudantes brasileiros também contarão com a possibilidade de aprimoramento fora do país. Um acordo de cooperação assinado em fevereiro entre o ministro do Turismo, Marx Beltrão, e o Encarregado de Negócios da Embaixada do Reino Unido no Brasil, Wasim Mir, estabeleceu uma cooperação de médio e longo prazo no campo do turismo e hospitalidade. A iniciativa prevê o envio, em 2018, de 120 alunos de cursos técnicos e de graduação de instituições públicas e privadas para até três meses de treinamento no Reino Unido. A seleção dos estudantes deverá ser feita no primeiro semestre deste ano. O MTur investirá R$ 5 milhões no programa. A proposta é complementar a formação dos estudantes em outro idioma e técnicas de turismo e hospitalidade.

VEJA O VÍDEO:

 


Fonte: Com informações do Ministério do Turismo

Compartilhar Tweet 1



Viagem voltou a ser um importante item na cesta de consumo de boa parte dos brasileiros. Uma pesquisa feita pelo Ministério do Turismo, em março, em sete capitais do País, mostra que 21,3% dos entrevistados pretendem viajar até o mês de setembro. O número representa um aumento de quatro pontos percentuais em relação ao mesmo período do ano passado, quando apenas 17% demonstravam intenção.

De acordo com a pesquisa, a grande maioria dos entrevistados – 73% – deve viajar por cidades brasileiras. E o aumento na intenção de viajar se deu nas quatro faixas de renda pesquisadas.

A Sondagem do Consumidor – Intenção de Viagem mostra também que o Centro-Oeste foi a região que registrou maior crescimento de demanda. Em janeiro deste ano, apenas 3% dos potenciais viajantes haviam apontado a região como destino. Em fevereiro, foram 3,4%, percentual que subiu para 7,9% em março.

O Nordeste, no entanto, continua na liderança da preferência do turista nacional, com 41,5% do total de viajantes, seguido pelo Sudeste, com 29,6%.

O aumento da intenção de viagem para os próximos seis meses abrange cinco das sete capitais pesquisadas: Brasília, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo. O maior crescimento foi registrado na capital paulista, de 17,8% em março do ano passado para 23,9%, ou 6,1 pontos percentuais, em 2017.

A maioria dos potenciais viajantes pretende se deslocar de avião – 62,4% – e se hospedar em hotéis ou pousadas – 53,4%. As segundas opções de transporte e hospedagem são o automóvel, com 22,5% das preferências, e a casa de parentes e amigos, com 33,6%.


Fonte: Com informações do Portal Brasil e Ministério do Turismo

Compartilhar Tweet 1



Uma pesquisa encomendada pelo Ministério do Turismo revela que 44,4% da população brasileira nunca viajaram a turismo pelo País. Para metade dos que afirmaram viajar a turismo - 49,4% - a periodicidade é de uma vez ao ano, enquanto 13,8% dizem que viajam uma vez a cada seis meses.

Carros (39,5%) e ônibus (38,2%) foram os meios de transporte mais usados nas últimas viagens. O avião é utilizado por 20,6% dos entrevistados.

Em relação à hospedagem, quase metade dos brasileiros optou por hotéis, resorts ou pousadas (48,2%), enquanto 35% preferiram usufruir da hospitalidade da casa de parentes e familiares. Para se locomover entre as atrações dos destinos turísticos as formas mais usadas foram ônibus (31,7%), carro próprio (27,1%) e táxi (13%).

Quando o assunto é viagem a trabalho, apenas um em cada quatro brasileiros já viajou pelo Brasil e esse tipo de viagem não é tão frequente. Segundo 28,2% dos entrevistados, elas são raras ou sem frequência, e 18,7% disseram que elas ocorrem uma vez por ano.

Para o levantamento, foram entrevistadas 2 mil pessoas com 16 anos ou mais, entre 17 e 23 de março de 2017. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, com intervalo de confiança de 95%.

Brasil+Turismo

O ministro do Turismo, Marx Beltrão, anunciou na penúltima terça-feira (11/04), o Brasil + Turismo, pacote de medidas para fortalecer o setor no País, com propostas para desburocratizar, aumentar o número de turistas, emitir vistos eletrônicos, ampliar a malha aérea regional e abrir 100% o capital das empresas aéreas brasileiras ao investimento estrangeiro. Com as medidas, o governo espera gerar mais empregos na área.

“Acredito que com o melhor aproveitamento turístico das orlas, o aumento do número de voos, e a melhoria na qualidade do atendimento aos turistas, algumas medidas propostas dentro do Brasil + Turismo, teremos um número maior de brasileiros viajando pelo País”, afirmou o ministro Marx Beltrão.


Fonte: Com informações do Portal Brasil e Ministério do Turismo
Não é nenhum impeditivo · 15/04/2017 - 05h31

Confira dicas importantes se for viajar com pouco dinheiro


Compartilhar Tweet 1



Economizar não é uma arte. É mais um tipo de procedimento que se aprende com o tempo, através de tentativas e, especialmente, de muita pesquisa.

Para aqueles que desejam desesperadamente viajar, mas não tem muito dinheiro para gastar, recomendamos uma pesquisa sobre os pormenores do destino da viagem em questão. Entretanto, antes de qualquer coisa, é interessante que o viajante conheça alguns passos básicos de economia turística, que podem auxiliar muito na hora do aperto:

1 – Opte por um destino mais em conta

Há quem diga que não importa o destino, mas como você distribui o seu dinheiro. Sem dúvida essa é a uma afirmação verdadeira. Porém, nem sempre é tão fácil assim. Às vezes, o turista não sabe ou não consegue ter tamanha força de vontade e disciplina para economizar tanto. A saída, portanto, é pesquisar com antecedência e encontrar um lugar que seja barato e que agrade. Um bom exemplo são as pessoas que querem realizar uma viagem de clima europeu sem gastar muito. A alternativa, para elas, pode estar bem do ladinho, nos países do Leste Europeu.

2 – A escolha da data não pode ser aleatória
Os preços variam. Muito. Durante a alta temporada ou enquanto acontecem eventos ou festas muito famosas, tanto o valor das passagens áreas, como das hospedagens, refeições e passeios estarão muito acima da média.

Para quem está querendo economizar, vale a pena escolher a época do ano mais vazia para a realização da viagem. O lado ruim é que algumas atrações podem estar fechadas ou não oferecerem todas as opções de passeio. Ou então, você pode encontrar temperaturas não muito agradáveis.

Entretanto, é possível ainda encontrar um meio termo: bem no começo ou no finalzinho da baixa temporada.

3 - Invista em companhias áreas baratas

As passagens áreas podem ser a aquisição mais cara de uma viagem. Para sofrer menos com o esse custo, vale a pena investir em companhias áreas conhecidas por oferecer tarifas mais baratas, mesmo com menos conforto. No exterior, essa opção é bem comum, graças às empresas chamadas “low cost” (“baixo custo”), que proporcionam preços arrasadores, mas costumam cobrar por bagagem, alimentação, entretenimento de bordo... E, convenhamos, se a grana está curta, não ter esses recursos à disposição nem faz tanta diferença assim.

4 – Perca o preconceito com hospedagens baratas

Hostels estão por todos os lugares. Existe uma infinidade deles, principalmente em cidades grandes e em destinos europeus e norteamericanos. Ao contrário do que se imagina, este tipo de hospedagem não é desconfortável, ruim ou malcuidada.

É claro que existem as exceções à regra, mas a maioria é bem agradável, oferece serviços extras e, de quebra, ainda conta com a oportunidade de estabelecer contato com pessoas de todo o mundo.

Caso a estranheza de dividir o quarto com outras pessoas continue, alguns hostels também oferecem acomodações privadas, com serviço de quarto bem semelhante a hotéis comuns – e ainda cobram mais barato por isso!

5 – Compare antes de trocar sua moeda estrangeira

É sabido que as cotações de moedas estrangeiras variam entre as corretoras de câmbio. Por isso, sempre foi muito comum que os turistas ligassem em diversos estabelecimentos a fim de encontrar o melhor preço do mercado antes de fechar a sua operação de troca de moeda. Mas hoje, tudo ficou muito mais fácil.

Portais como o BoaTaxa (www.boataxa.com.br) oferecem aos seus clientes a oportunidade de fazer uma comparação entre as cotações de câmbio de 21 moedas diferentes entre as corretoras cadastradas, e ainda permite que o usuário registre a sua operação online com a que melhor lhe convier. Os usuários podem analisar os serviços oferecidos pelos estabelecimentos e até mesmo optar entre retirada da moeda na loja física ou entrega via delivery. Com isso, o turista economiza justamente em um dos momentos mais “chave” da viagem, onde cada centavo faz muita diferença.

6 – Perca o medo do transporte público

Ao invés de gastar horrores com carros alugados, Uber ou táxis (e ainda correr o risco de ser assaltado ou levar um calote do motorista, dependendo do destino da viagem), vale a pena investir seu dinheiro no bom e velho transporte público.

Em algumas cidades, esta opção pode ficar ainda mais barata, se você adquirir cartões que englobem um dia (ou vários!) inteiro de uso de uma só vez, com várias viagens inclusas ou que proporcionem interligação entre diferentes tipos de transporte e linhas.

7 – Faça menos refeições em restaurantes caros e invista na cozinha local

Comer é uma das melhores e mais importantes experiências de uma viagem. É uma das partes principais de uma viagem imersiva, é imprescindível para quem realmente deseja mergulhar em uma cultura local.

Este tópico, portanto, junta o melhor dos dois mundos. Comidas típicas costumam ser mais gostosas e, de quebra, ainda mais baratas. Para viajantes sem muita grana, esta opção, além de fazer bem para os bolsos, também faz bem para a alma e o estômago!


Fonte: Com informações do DINO
25 cidades mais procuradas · 13/04/2017 - 10h05

Feriado da 'Semana Santa' reforça a procura por destinos nacionais


Compartilhar Tweet 1



O feriado da Semana Santa nesta sexta-feira (14) é um bom momento para aproveitar a folga e colocar o pé na estrada. O Ministério do Turismo fez uma pesquisa que apontou os destinos mais procurados pelos brasileiros neste feriado.

Segundo o levantamento, nesta Páscoa, os brasileiros pretendem viajar para um destino nacional, se hospedar em um hotel de 4 ou 3 estrelas durante um período médio de 2 a 3 dias. Alguns dos principais destinos são:

Rio de Janeiro (RJ)
A paisagem natural do Rio de Janeiro é um dos principais atrativos da cidade e já foi até mesmo tombada pela Unesco como Patrimônio da Humanidade.

O Rio também reúne monumentos representativos da história brasileira como o Paço Imperial - primeira sede da monarquia -, na Praça XV, e o Convento do Carmo, onde viveu D. Maria I, a rainha mãe e D. João VI, que governou o Brasil e Portugal, foi coroado.

Outro lugar que vale uma visita é o Parque Lage, localizado aos pés do Corcovado e tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) como patrimônio histórico e cultural da cidade do Rio de Janeiro possui uma área de mais de 52 hectares para contemplação.

Gramado (RS)
Um dos grandes atrativos de Gramado é a gastronomia. Fondue, vinho, chocolate caseiro e o café colonial são pedidos tradicionais para os turistas. Na Rua Coberta, estão os principais bares, restaurantes e, claro, o movimentado comércio.

No centro está a Igreja São Pedro e o Palácio dos Festivais, que, há quatro décadas, premia os melhores filmes nacionais e latinos no Festival de Cinema de Gramado.

Porto Seguro (BA)
Localizada na Costa do Descobrimento, Porto Seguro é procurada o ano inteiro por turistas em busca de sol e praia. Localizado no sul da Bahia, o município oferece ao visitante uma rica gastronomia, belo artesanato e uma viagem à origem do País.

Há monumentos históricos como o Marco do Descobrimento, trazido de Portugal junto com as caravelas da frota de Pedro Álvares Cabral. Barracas de praia com dançarinos de axé, bares com música ao vivo e a Passarela do Álcool estão entre os principais atrativos.

Arraial do Cabo (RJ)
A cerca de 150 quilômetros do Rio de Janeiro e 13 quilômetros de Cabo Frio, o município conta com praias de águas cristalinas, dunas de areia branca, lagoas e vegetação de restinga preservada. Há também opções de passeios de barco. Entre as cidades da Região dos Lagos, Arraial do Cabo conserva o clima pacato de cidade do interior.

Armação dos Búzios (RJ)
A Região dos Lagos chama a atenção dos turistas pelas praias. Em Búzios, a Geribá é famosa e adorada pelos surfistas. Já a Praia da Ferradura é bastante procurada pelos mergulhadores com snorkel.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério do Turismo


Compartilhar Tweet 1



O Hotel Parque das Fontes é um dos maiores e mais belos hotéis da costa leste do Ceará. Suas instalações oferecem aos seus hóspedes um elevado padrão de sofisticação que alia a proximidade com a natureza. Além disso chamam atenção não só pelo conforto e romantismo, mas pelo bom gosto e beleza rústica.

É um empreendimento em estilo horizontal, localizado de forma estratégica, na Praia das Fontes, no município de Beberibe. A praia é banhada pelo Oceano Atlântico e fica próxima à Praia de Morro Branco, a 85 km do Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza.

Soluções inteligentes em arquitetura e decoração valorizam tanto a privacidade dos espaços íntimos, quanto a descontração das áreas de conveniência.

Os 80.000m² do Hotel está dividido em dois setores:

O Setor Atlantis, com 253 acomodações entre suíte, apartamentos e chalés;
e o Setor Parque, com 210 acomodações, sendo de categoria apartamento parque.

O Hotel abriga 20 salões mais 3 salas de apoio para eventos, o maior deles com capacidade para 1.500 pessoas, ideais para convenções de empresas, feiras, workshops, confraternizações e acontecimentos sociais.
Recepções, restaurantes, para serviço buffet e a la carte, com vista para o mar e imponentes falésias, também fazem parte do conjunto de instalações do hotel.

VEJA O VÍDEO DO HOTEL

Para sua diversão e comodidade o Hotel dispõe de:
• Parque Aquático aberto aos sábados e domingos.
• Kids Club
• Piscina com Toboágua
• Pracinha
• Salão de Jogos
• Quadra de Tênis
• Pista de Cooper
• Lago para Pescaria
• Ampla estrutura com Restaurante, Snack Bar e Lobby Bar
• Estacionamento privativo, gratuito e sem manobrista
• Internet Wi-fi gratuita (Disponível próximo a recepção e Snack Bar do setor Atlantis)

ACESSE O SITE DO HOTEL

CURTA A PÁGINA NO FACEBOOK DO PARQUE DAS FONTES

Contatos: (85) 3327-3400 / 9 8724-0319 / reservas@hotelparquedasfontes.com.br

VEJA FOTOS DO EMPREENDIMENTO


Fonte: Hotel Parque das Fontes
Destinos mais procurados · 28/03/2017 - 05h53

Conheça as novidades em viagens para Orlando a partir de 2017


Compartilhar Tweet 1



Orlando é um dos destinos mais procurados do mundo e a cidade mágica consegue se destacar a cada ano, sobretudo pelas suas atrações, inaugurações e novidades que estão previstas para este e também os próximos anos. Não é à toa que o destino sempre surpreende e supera todas as expectativas!

Em junho está prevista a inauguração do Parque Volcano Bay, na Universal Orlando Resort, que é inspirado em uma ilha tropical com a presença de um vulcão totalmente diferente. Outro destaque é para o Parque Animal Kingdow, em cujas dependências será inaugurada a Pandora – The World Avatar, que contará com duas atrações, além de restaurantes e atividades imersivas.

Que tal sentir fortes emoções na montanha russa do Sea World? A famosa Kraken será a primeira montanha russa com realidade virtual da Flórida, ou seja, o turista terá a opção de colocar óculos para simular a realidade. Além disso, a Disney também está investindo em seu novo parque aquático: Miss Fortune Falls at Disney’s Typhoon Lagoon, que será um raft ao longo de um rio bravo.

Para curtir todas as novidades, hotéis também estão sendo inaugurados como, por exemplo, o Delaney Hotel, que se destaca pela sua tecnologia. Neste sentido, os hóspedes poderão fazer check in de forma remota e acessar os quartos por meio da chave que será implantada no smartphone. Outro é o hotel Margaritaville Resort Orlando, que ficará situado próximo ao Disney’s Animal Kingdown Lodge, que terá 185 quartos, além de 1000 casas de veraneio. Outro diferencial é que o hotel contará com um parque aquático.

Além disso, outras atrações estão previstas, como a construção de um novo estádio em Orlando City, que terá a capacidade para 25.000 pessoas e novidades no Disney Springs como, por exemplo, o restaurante The Edison, que é inspirado em uma empresa elétrica dos anos 20.

Ficou curioso para curtir todas as atrações?

Então, não perca tempo e comece a planejar com antecedência a sua viagem para conhecer toda a magia de Orlando.


Fonte: Com informações do DINO

Compartilhar Tweet 1



Segundo publicação do jornal Diário do Povo, a Piquiatuba Transportes Aéreos voltou a realizar voos regionais no Piauí. Na quinta--feira, a direção da empresa havia cancelado os voos que realizava de Teresina para Picos, São Raimundo Nonato e Parnaíba.

O moti-vo era a falta de pagamento. A Piquiatuba não estava recebendo os pagamentos referentes aos meses de dezembro, janeiro e fevereiro do contrato feito com a empresa piauiense TWFly para realizar os voos regionais. Sexta pela manhã, o diretor comercial da Piquiatuba, Fábio Pazebo, foi informado pela diretoria financeira da empresa que podia liberar os voos.

Ele não soube informar se a empresa havia recebido o pagamento atrasado. Com essa informação, Pazebo autorizou a aeronave fazer o voo Teresina/Parnaíba na tarde de sexta. No domingo, o avião da Piquiatuba retorna do litoral para a capital.

No Palácio de Karnak, no final da tarde de sexta, o governador Wellington Dias se reuniu com o secretário estadual de Turismo, deputado Flávio Nogueira Júnior. O secretário de Turismo estava acompanhado dos prefeitos de Palmeirais, Anísio de Abreu e Arraial.

No entanto, mesmo tendo na agenda a presença dos prefeitos aliados, o governador conversou com Flávio Nogueira Júnior sobre o problema que ocorreu no projeto "Voa Piauí — Do li-toral à Serra da Capivara". A empresa paraense Piquiatuba tem um contrato com a empresa TW Fly para realizar os voos do projeto Voa Piauí. A TW Fly tem um contrato com o governo do Estado. A Piquiatuba tem uma proposta para ampliar a rota do voo Teresina/Pi-cos/São Raimundo Nonato colocando a cidade pernambucana de Petrolina.


Fonte: Com informações do jornal Diário do Povo
Veja vídeo de como vai ficar · 07/03/2017 - 18h01

Estado e União assinam o termo de cessão da área do 'Porto dos Tatus'


Compartilhar Tweet 1



O Governo do Estado do Piauí, por meio da Secretaria de Estado dos Transportes (Setrans), e a Secretaria do Patrimônio da União (SPU) assinam, nesta quarta-feira (08), o contrato de cessão de uso gratuito do terreno onde está localizado o Porto dos Tatus, no município de Ilha Grande, no litoral do estado. A solenidade será realizada às 9h, no Palácio de Karnak.

Por se tratar de área pertencente à União, é necessária a cessão do espaço para o Estado do Piauí, pela Secretaria do Patrimônio da União, a fim de que a Setrans possa licitar e contratar empresa para a execução das obras de urbanização da estrutura do Porto dos Tatus.

O projeto visa à criação de uma área de acolhimento ao turista, contemplando a construção de centro de visitantes, banheiros públicos com acessibilidade, administração, mirante, depósito de abastecimento, deck de madeira, píer, pórtico e iluminação.

O termo de cessão terá vigência de 20 anos, prorrogáveis por igual e sucessivo período. O projeto já recebeu o licenciamento ambiental, estando apto a ser licitado, após a assinatura do documento de cessão da área.


Fonte: Com informações da Ccom
Restaurante temático · 28/02/2017 - 17h05

Churrascaria de Campo Maior conta a história de personalidades


Compartilhar Tweet 1



A residência da tradicional família Castelo Branco, em Campo Maior, hoje é aberta ao público em forma de restaurante temático, a churrascaria Carneiro na Brasa.

Ela possui uma decoração peculiar com artigos de época, além de fotos e escritas espalhadas pelas paredes.

A decoração conta um pouco da historia através de artefatos e a descrição de nomes e fotos de pessoas que fizeram história em Campo Maior, entre elas o Desembargador Manoel Castelo Branco, que dá nome ao fórum civil e criminal da cidade.


Compartilhar Tweet 1



O empresário parnaibano Vigerlenio Machado recepcionou o tricampeão de Formula 1 Nelson Piquet que visitou o litoral piauiense recentemente. O campeão esteve em Parnaíba visitando as belezas da cidade, do Delta e a região.

Não é a primeira vez que Piquet vem desfrutar as maravilhas naturais do Piauí e a intenção de Nelson Piquet seria fazer investimentos na região.

Nelson Piquet é tricampeão de Formula 1 e um dos maiores pilotos da categoria do mundo. Os três dias que esteve em Parnaíba, Piquet conheceu também a praia do Coqueiro, em Luís Correia, e a Ilha do Delta do Parnaíba.

“É uma honra ter acompanhado o nosso Campeão Nelson Piquet. Ele se admirou e se encantou com as belezas naturais de nosso litoral” disse o empresário Vigerlenio.


Fonte: Com informações do Blog do Pessoa
Cidade de Campo Maior · 22/02/2017 - 18h01

Barragem Surubim tem potencial para o lazer, mas falta estrutura


Compartilhar Tweet 1



A Barragem Surubim é o local ideal para lazer, pesca e atrair turistas que desejam conhecer as belezas naturais de Campo Maior. Mas por falta de estrutura, que deveria ser fornecida pelo poder público, e de educação por parte dos frequentadores, o local por vezes vira cenário de muita sujeira.

Além da poluição visual, o espaço sofre as consequências da ação agressiva do homem.

Sem cestos para coleta de lixo, embalagens e restos de comida são deixados à margem da barragem, afetando o meio ambiente, atraindo bichos e contaminando o solo.

Além disso, os banhistas não contam com nenhuma estrutura física que facilite o acesso e permanência, apontado como um dos de maior potencial turístico do município.

- Imagens registradas no último fim de semana, evidenciando o movimento de turistas e dos próprios campomaiorenses

_______________________

Leia ainda

- Mato cresce e cobre túmulos no cemitério de Campo Maior

- Catinga nos banheiros da rodoviária de Campo Maior espanta os turistas

- Câmara cobra informações sobre obra de revitalização do açude

- Reforma administrativa de Ribinha é lida e oposição tenta evitar atropelo

- 'Os requerimento são feitos, mas não são atendidos', diz vereador Daniel

- Vereador cobra informações sobre as despesas atuais do Campo Maior Prev

- Lustosa assume secretaria e João Maroca o substitui na Câmara

- João Maroca assume vaga na Câmara; Lustosa assume secretaria

Mapa do turismo brasileiro · 16/02/2017 - 11h18

Estados poderão enviar propostas para obras em regiões turísticas


Compartilhar Tweet 1



O Ministério do Turismo lançou, nesta quarta-feira (15), uma chamada pública para receber propostas para obras de infraestrutura para regiões turísticas. O órgão vai destinar R$ 5,4 milhões para a ação. As inscrições começam no dia 2 e terminam no dia 31 de março.

De acordo com o edital, cada Unidade da Federação (UF) poderá cadastrar até três propostas, mas apenas uma será aprovada.

As propostas deverão contemplar, exclusivamente, regiões turísticas que fazem parte do Mapa do Turismo Brasileiro, sendo disponibilizados no mínimo R$ 100 mil e no máximo R$ 200 mil para cada um dos projetos aprovados e habilitados pela comissão julgadora.

A iniciativa visa a identificação de projetos que antecedem às obras de infraestrutura turística e que fazem parte dos Planos de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável (PDITS).

“Será possível obter projetos de engenharia para pronta licitação, medida que possibilitará a celebração dos contratos sem cláusula suspensiva e uma redução de até 18 meses para o início das obras”, explicou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

O cadastro deve ser feito no Portal de Convênios do Governo Federal (Siconv) seguindo os prazos estipulados pelo edital de chamada pública.

Orçamento
Os contratos de repasse serão celebrados de acordo com a disponibilidade orçamentária-financeira e a viabilidade técnica dos projetos, com operacionalização feita pela Caixa Econômica Federal.

O prazo de execução do projeto não poderá superar 18 meses. Caso alguma UF não consiga habilitar nenhuma proposta, outra unidade poderá ser atendida em mais de um projeto.

Para recebimento de cada uma das parcelas do repasse, o estado precisa comprovar o cumprimento da contrapartida pactuada, atender às exigências para contratação e pagamento seguindo, o que determina a Portaria Interministerial nº 424, de 2016, e estar em situação regular de acordo com a execução do Plano de Trabalho.


Fonte: Portal Brasil