180graus

Sem sujeira! - 08/12/2016 às 10h00

Cearense faz sucesso ao inventar máquina de quebrar caranguejo

comserv

O cearense Adriano Rocha, de 46 anos, está fazendo o maior sucesso com uma invenção que promete facilitar a vida de quem adora caranguejo. O "Kreke Patinha" nasceu da paixão do próprio empreendedor. Observando o consumo do crustáceo nas barracas de praia, se perguntou porque ninguém inventara uma forma mais fácil retirar a carne do animal, sem tanto esforço.

Em entrevista ao site O Povo, ele lembra que muita gente deixa de comer caranguejo simplesmente por conta da sujeira e da dificuldade em aprender a quebrar as patas. Foram 10 meses até que a maquina ganhasse forma definitiva, hoje feita em polietileno.

- Acesse a página do Kreke Patinha e conheça mais do produto

maquina1.jpg

Tudo foi feito com ajuda e consultoria da família e dos amigos. Já patenteada, a invenção custa R$ 40, cada. A intenção do empreendedor é levar o produto para todo Nordeste, onde a cultura de quebrar caranguejo na praia é mais enraizada.

Subiu oito posições no ranking - 20/11/2016 às 10h57

Teresina é a Cidade que mais evoluiu no ranking do empreendedorismo

O Índice de Cidades Empreendedoras – ICE 2016, produzido pelo Instituto Empreender – Endeavor, mostrou nesta 3ª edição que a cidade de Teresina subiu oito posições no ranking geral entre as 32 cidades pesquisadas no Brasil.

O ICE mostra os potenciais e alguns desafios superados por Teresina, que ficou na 23ª posição do ranking. Continuando na primeira colocação a cidade de São Paulo, seguida pelas cidades de Florianópolis(SC) e Campinas(SP).

No Ambiente Regulatório que avalia tempo de processos, custo de impostos e complexidade tributaria, a cidade de Teresina subiu 25 pontos com relação ao ano anterior, ficando na 7º posição.

No pilar de Infraestrutura, a capital piauiense teve um leve avanço de dois pontos, ficando na 27ª posição, tendo como o transporte interurbano e as condições urbanas como indicadores avaliativos.

O Capital Humano, que avalia a mão de obra básica e mão de obra qualificada, a cidade de Teresina também obteve avanços de dois pontos, ficando em 21º lugar. Comparando com o índice do ano anterior, esses foram os desafios superados pela capital, que permanece na 3º colocação do ranking de Cultura Empreendedora.

Ainda de acordo com o ICE 2016, tais avanços só foram possíveis devido ao aumento da população jovem no mercado de Trabalho; às evoluções da cidade no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – IDEB; às ações na melhoria da mobilidade urbana, do transporte público, da implementação da Lei de Incentivos e Benefícios Fiscais, e da nova legislação municipal voltada para as Micro e Pequenas Empresas. Entretanto, o fator decisório para esse salto no índice, vem da decisão estratégica de criar o Programa de Enfrentamento ao Desemprego - PED, que resultou na vinda das empresas de call Center à Teresina.

“Não alcançamos essas colocações do dia para a noite. Tudo isso é resultado de uma gestão planejada, e nós gestores municipais nos utilizamos de índices como o da Endeavor para lançar novos programas que favoreçam o crescimento da cidade”, disse o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Fábio Nery.

Além de Teresina, as cidades de Fortaleza, Natal e Aracajú, também estão entre as dez que mais posições subiram em comparação ao ano passado.

Importância
Inserida no Índice de Cidades Empreendedoras, grandes investidores podem ter acesso as vantagens e desvantagens de se investir em determina região citada no ICE. As grandes empresas recorrem a estudos como este, e Teresina tem suas chances ampliadas para receber mais empresas e grandes investimentos.

Além da Endeavor, estão envolvidos no estudo as empresas EY (antiga Ernst & Young), Meta, Opinion Box, SEDI e Spectra Investimentos. Para ter acesso ao Índice das Cidades Empreendedoras 2016, acesse: https://endeavor.org.br/indice-cidades-empreendedoras-2016/

Fonte: Com informações da Prefeitura de Teresina

O maior bazar do nordeste - 04/11/2016 às 15h37

O maior bazar do nordeste começa nesta sexta-feira (04/11)

Começa amanhã(04) o maior bazar do Nordeste. O Outlet Chic chega a sua décima edição co, mais de 100 lojas de diversos segmentos. O evento ainda acontece no sábado(05) e no domingo(6) de novembro. Com descontos de até 80%, o Outlet promete bater a meta de mais de 15 mil em público nos três dias de evento que acontece no Centro de Convenções Atlantic City - Espaço Luís Pires.

O público que passar em algum dos três dias de evento vai contar com uma variedade de marcas para todos os gostos e estilos e diversas facilidades, como o pagamento com cartão de crédito . O Outlet ainda é uma ótima opção para quem deseja antecipar as compras de natal e fazer aquela economia, mais que necessária em tempos de crise.

O maior bazar do nordeste vai contar dois amplos espaços climatizados, equipe de segurança particular, praça de alimentação e ainda serviços de beleza e estética para quem for ao evento, como maquiagem e design de sobrancelhas.

Segundo umas das logistas do evento que participa pela sexta vez, o Outlet faz mais do que simplesmente vender roupas em preços mais acessíveis. "O Outlet movimenta todo um mercado, permite que possamos ser conhecido por mais pessoas, é realmente uma vitrine, principalmente para lojas que estão começando agora. Claro que temos a intenção de vender, mas os benefícios de participar do evento vai muito além, não ´é a toa que já estou participando pela sexta vez", comenta a empresária Emile Passos.

Será um mega bazar de moda feminina, masculina, infantil, Moda Fitness, Moda Praia, acessórios, calçados e ainda com a comodidade de comprar peças de decoração para casa. Marcas como La Vertu, Zona Rio, Andressa Leão Store, Lelas, ZokaBizoca, Marinna Dias Shop, Maison Kids, DSF Company Fil a Fil e muitas outras estarão no evento.

DSC_0758.JPG

DSC_0762.JPG

DSC_0870.JPG

DSC_2499.JPG

DSC_2719.JPG

Evento tem entrada franca - 25/10/2016 às 12h20

Seminário visa fomentar o desenvolvimento das microempresas e empresas de pequeno porte

Com a proposta de fomentar o desenvolvimento das microempresas e empresas de pequeno porte, a Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Tecnológico (Sedet), em parceria com a Femicro e as Mulheres d’ Negócio, realizará nesta quarta-feira (26), o Seminário de Crédito para Micro e Pequenos Empreendedores que buscam recursos para investimentos ou empréstimos em instituições financeiras públicas ou privadas.

“O Governo busca aproximar as instituições de crédito aos micros e pequenos empreendedores, para linhas de financiamentos. Entretanto, as empresas ainda encontram certas dificuldades na busca de recursos. Por isso, vamos reafirmar o tratamento favorecido para o segmento, por meio do decreto nº 16.212 de 05.10.2015, que vislumbra a ampliação do acesso às compras governamentais de microempresas, empresas de pequeno porte e microempreendedores individuais no âmbito do Estado do Piauí, a fim de fomentar o desenvolvimento do setor”, explicou Lucile Moura, diretora de Atração de Investimentos da Sedet.

O evento, que tem entrada franca, ocorrerá na Ordem dos Advogados do Piauí, a partir das 8h30 e contará com a participação de entidades que operam com linhas de crédito como Agência Piauí Fomento, Movera (Banco do Brasil), Banco Nordeste, Caixa Econômica Federal, entre outros.

Entre os objetivos do Seminário estão: apresentar as diversas linhas de créditos existentes no mercado voltadas para o micro e pequeno empreendedor; oferecer uma linha de crédito de capital de giro para micro e pequenos empreendedores que vendem para o estado e criar um grupo de trabalho com soluções de acesso ao crédito.

Convite-Seminário-de-Crédito.jpg

Microempreendedores - 27/09/2016 às 10h17

Estado já ganhou mais de nove mil empresas até setembro de 2016

No período de 01 de janeiro a 20 de setembro deste ano, a Junta Comercial do Estado do Piauí (Jucepi) registrou a abertura de 9.568 novos empreendimentos no estado. Desse total, 67,47% são constituídos por Microempreendedores Individuais (MEI).

O modelo MEI proporciona uma facilidade de se recolocar no mercado de maneira formal, legal e com tributação simples, em relação a uma microempresa (ME). Abrir o próprio negócio tem sido uma alternativa constantemente buscada pelos piauienses para driblar a crise financeira que o país enfrenta.

Devido à dificuldade de absorção do mercado e do desemprego, muitas pessoas estão iniciando agora seu próprio negócio e outras estão formalizando trabalhos que já desenvolviam. Este o caso de Cleidiane Silva, que após sair do emprego decidiu investir no seu patrimônio.

“Eu já realizava trabalhos para amigos e parentes, e foram eles que me indicaram novos clientes. Vi que essa poderia ser uma alternativa. Resolvi legalizar a empresa e assim nasceu a Decorane”, declarou a empresária.

"Até o vigésimo dia de setembro de 2016, 6.456 microempresários individuais estavam registrados na Jucepi e esse número continua a crescer. O microempreendedor individual possui uma série de vantagens que estimula a formalização, como impostos reduzidos, facilidade de registro no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) e garante benefícios como auxílio maternidade, auxílio doença, aposentadoria, entre outros”, explicou Alzenir Porto, presidente da Junta Comercial do Estado do Piauí.

Ao ser enquadrado no Simples Nacional, o MEI ficará isento dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL) e pagará apenas o valor fixo mensal de R$ 45 (comércio ou indústria), R$ 49 (prestação de serviços) ou R$ 50 (comércio e serviços), que será destinado à Previdência Social e ao ICMS ou ao ISS. Esses valores são atualizados anualmente, de acordo com o salário mínimo.

Para ser considerado MEI é preciso ganhar até R$ 60 mil anualmente e não ter participação em outra empresa como sócio ou titular. Há uma lista de profissões que garantem o direito, como açougueiro, cabeleireiro, comerciante, pintor, motoboy e taxistas.

O Microempreendedor Individual pode ter ainda um empregado contratado que receba o salário mínimo ou o piso da categoria.

Fonte: Governo do Piauí

Carregando, por favor aguarde...
podium
Últimas Notícias
18h37 Temer efetiva Alexandre de Moraes como novo ministro do STF 18h33 Prefeito de Campo Maior é internado após uma crise de cálculo renal;veja 18h28 IRPF: Dedução com doméstico cai para R$ 1.093; veja abatimentos 18h07 Senador obtém doação de máquina para perfurar poços no Piauí 17h56 Secretaria municipal faz licitação de R$ 79 mil para comprar 'quentinhas' 17h45 Barragem Surubim tem potencial para o lazer, mas falta estrutura 17h35 Polícia Militar de Picos através de abordagem encontra e desarticula boca de fumo na cidade 17h32 Moradores vão às ruas com foices e pedaços de madeira em busca de 'lobisomem' 17h28 Mato cresce e cobre túmulos no cemitério de Campo Maior 17h17 31 concursos oferecem salários de até R$ 26,1 mil em várias regiões do Brasil 17h14 Aneel: Indenizações para setor elétrico devem elevar tarifas em 7%;saiba mais 17h14 Com todos os dados: Câmara aprova documento único para brasileiros 17h13 Homem é preso após ameaçar irmão com faca no interior do Piauí 17h03 Garoto revelação vai a Minas Gerais treinar com o Atlético Mineiro 17h01 Justiça proíbe TIM de comercializar novas linhas no Piauí 17h01 1ª Vara Criminal de Teresina zera processos conclusos para sentença 16h59 Vereador apresenta projeto que facilita CNH para pessoas carentes 16h55 Segundo a Fundação Cepro, Campo Maior é a 7ª melhor cidade do Piauí 16h54 Jornada Pedagógica discute estratégias para Educação de Amarante 16h50 Liziê Coelho solicita sinal da TV Assembleia para São Miguel do Tapuio 16h30 Operação Carnaval da polícia civil de Picos cumpre mandados de prisão 16h24 Wesley Safadão e Thyane Dantas estão em clima de romance em Noronha; confira 16h23 Deputado Zé Santana requer implantação de Centro de Hemodiálise em Uruçuí 16h21 Undime convoca secretários municipais de educação para eleições 16h07 Tradicional bloco de carnaval volta a desfilar após 15 anos