180graus

Sem sujeira! - 08/12/2016 às 10h00

Cearense faz sucesso ao inventar máquina de quebrar caranguejo

comserv

O cearense Adriano Rocha, de 46 anos, está fazendo o maior sucesso com uma invenção que promete facilitar a vida de quem adora caranguejo. O "Kreke Patinha" nasceu da paixão do próprio empreendedor. Observando o consumo do crustáceo nas barracas de praia, se perguntou porque ninguém inventara uma forma mais fácil retirar a carne do animal, sem tanto esforço.

Em entrevista ao site O Povo, ele lembra que muita gente deixa de comer caranguejo simplesmente por conta da sujeira e da dificuldade em aprender a quebrar as patas. Foram 10 meses até que a maquina ganhasse forma definitiva, hoje feita em polietileno.

- Acesse a página do Kreke Patinha e conheça mais do produto

maquina1.jpg

Tudo foi feito com ajuda e consultoria da família e dos amigos. Já patenteada, a invenção custa R$ 40, cada. A intenção do empreendedor é levar o produto para todo Nordeste, onde a cultura de quebrar caranguejo na praia é mais enraizada.

Subiu oito posições no ranking - 20/11/2016 às 10h57

Teresina é a Cidade que mais evoluiu no ranking do empreendedorismo

O Índice de Cidades Empreendedoras – ICE 2016, produzido pelo Instituto Empreender – Endeavor, mostrou nesta 3ª edição que a cidade de Teresina subiu oito posições no ranking geral entre as 32 cidades pesquisadas no Brasil.

O ICE mostra os potenciais e alguns desafios superados por Teresina, que ficou na 23ª posição do ranking. Continuando na primeira colocação a cidade de São Paulo, seguida pelas cidades de Florianópolis(SC) e Campinas(SP).

No Ambiente Regulatório que avalia tempo de processos, custo de impostos e complexidade tributaria, a cidade de Teresina subiu 25 pontos com relação ao ano anterior, ficando na 7º posição.

No pilar de Infraestrutura, a capital piauiense teve um leve avanço de dois pontos, ficando na 27ª posição, tendo como o transporte interurbano e as condições urbanas como indicadores avaliativos.

O Capital Humano, que avalia a mão de obra básica e mão de obra qualificada, a cidade de Teresina também obteve avanços de dois pontos, ficando em 21º lugar. Comparando com o índice do ano anterior, esses foram os desafios superados pela capital, que permanece na 3º colocação do ranking de Cultura Empreendedora.

Ainda de acordo com o ICE 2016, tais avanços só foram possíveis devido ao aumento da população jovem no mercado de Trabalho; às evoluções da cidade no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – IDEB; às ações na melhoria da mobilidade urbana, do transporte público, da implementação da Lei de Incentivos e Benefícios Fiscais, e da nova legislação municipal voltada para as Micro e Pequenas Empresas. Entretanto, o fator decisório para esse salto no índice, vem da decisão estratégica de criar o Programa de Enfrentamento ao Desemprego - PED, que resultou na vinda das empresas de call Center à Teresina.

“Não alcançamos essas colocações do dia para a noite. Tudo isso é resultado de uma gestão planejada, e nós gestores municipais nos utilizamos de índices como o da Endeavor para lançar novos programas que favoreçam o crescimento da cidade”, disse o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Fábio Nery.

Além de Teresina, as cidades de Fortaleza, Natal e Aracajú, também estão entre as dez que mais posições subiram em comparação ao ano passado.

Importância
Inserida no Índice de Cidades Empreendedoras, grandes investidores podem ter acesso as vantagens e desvantagens de se investir em determina região citada no ICE. As grandes empresas recorrem a estudos como este, e Teresina tem suas chances ampliadas para receber mais empresas e grandes investimentos.

Além da Endeavor, estão envolvidos no estudo as empresas EY (antiga Ernst & Young), Meta, Opinion Box, SEDI e Spectra Investimentos. Para ter acesso ao Índice das Cidades Empreendedoras 2016, acesse: https://endeavor.org.br/indice-cidades-empreendedoras-2016/

Fonte: Com informações da Prefeitura de Teresina

O maior bazar do nordeste - 04/11/2016 às 15h37

O maior bazar do nordeste começa nesta sexta-feira (04/11)

Começa amanhã(04) o maior bazar do Nordeste. O Outlet Chic chega a sua décima edição co, mais de 100 lojas de diversos segmentos. O evento ainda acontece no sábado(05) e no domingo(6) de novembro. Com descontos de até 80%, o Outlet promete bater a meta de mais de 15 mil em público nos três dias de evento que acontece no Centro de Convenções Atlantic City - Espaço Luís Pires.

O público que passar em algum dos três dias de evento vai contar com uma variedade de marcas para todos os gostos e estilos e diversas facilidades, como o pagamento com cartão de crédito . O Outlet ainda é uma ótima opção para quem deseja antecipar as compras de natal e fazer aquela economia, mais que necessária em tempos de crise.

O maior bazar do nordeste vai contar dois amplos espaços climatizados, equipe de segurança particular, praça de alimentação e ainda serviços de beleza e estética para quem for ao evento, como maquiagem e design de sobrancelhas.

Segundo umas das logistas do evento que participa pela sexta vez, o Outlet faz mais do que simplesmente vender roupas em preços mais acessíveis. "O Outlet movimenta todo um mercado, permite que possamos ser conhecido por mais pessoas, é realmente uma vitrine, principalmente para lojas que estão começando agora. Claro que temos a intenção de vender, mas os benefícios de participar do evento vai muito além, não ´é a toa que já estou participando pela sexta vez", comenta a empresária Emile Passos.

Será um mega bazar de moda feminina, masculina, infantil, Moda Fitness, Moda Praia, acessórios, calçados e ainda com a comodidade de comprar peças de decoração para casa. Marcas como La Vertu, Zona Rio, Andressa Leão Store, Lelas, ZokaBizoca, Marinna Dias Shop, Maison Kids, DSF Company Fil a Fil e muitas outras estarão no evento.

DSC_0758.JPG

DSC_0762.JPG

DSC_0870.JPG

DSC_2499.JPG

DSC_2719.JPG

Evento tem entrada franca - 25/10/2016 às 12h20

Seminário visa fomentar o desenvolvimento das microempresas e empresas de pequeno porte

Com a proposta de fomentar o desenvolvimento das microempresas e empresas de pequeno porte, a Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Tecnológico (Sedet), em parceria com a Femicro e as Mulheres d’ Negócio, realizará nesta quarta-feira (26), o Seminário de Crédito para Micro e Pequenos Empreendedores que buscam recursos para investimentos ou empréstimos em instituições financeiras públicas ou privadas.

“O Governo busca aproximar as instituições de crédito aos micros e pequenos empreendedores, para linhas de financiamentos. Entretanto, as empresas ainda encontram certas dificuldades na busca de recursos. Por isso, vamos reafirmar o tratamento favorecido para o segmento, por meio do decreto nº 16.212 de 05.10.2015, que vislumbra a ampliação do acesso às compras governamentais de microempresas, empresas de pequeno porte e microempreendedores individuais no âmbito do Estado do Piauí, a fim de fomentar o desenvolvimento do setor”, explicou Lucile Moura, diretora de Atração de Investimentos da Sedet.

O evento, que tem entrada franca, ocorrerá na Ordem dos Advogados do Piauí, a partir das 8h30 e contará com a participação de entidades que operam com linhas de crédito como Agência Piauí Fomento, Movera (Banco do Brasil), Banco Nordeste, Caixa Econômica Federal, entre outros.

Entre os objetivos do Seminário estão: apresentar as diversas linhas de créditos existentes no mercado voltadas para o micro e pequeno empreendedor; oferecer uma linha de crédito de capital de giro para micro e pequenos empreendedores que vendem para o estado e criar um grupo de trabalho com soluções de acesso ao crédito.

Convite-Seminário-de-Crédito.jpg

Microempreendedores - 27/09/2016 às 10h17

Estado já ganhou mais de nove mil empresas até setembro de 2016

No período de 01 de janeiro a 20 de setembro deste ano, a Junta Comercial do Estado do Piauí (Jucepi) registrou a abertura de 9.568 novos empreendimentos no estado. Desse total, 67,47% são constituídos por Microempreendedores Individuais (MEI).

O modelo MEI proporciona uma facilidade de se recolocar no mercado de maneira formal, legal e com tributação simples, em relação a uma microempresa (ME). Abrir o próprio negócio tem sido uma alternativa constantemente buscada pelos piauienses para driblar a crise financeira que o país enfrenta.

Devido à dificuldade de absorção do mercado e do desemprego, muitas pessoas estão iniciando agora seu próprio negócio e outras estão formalizando trabalhos que já desenvolviam. Este o caso de Cleidiane Silva, que após sair do emprego decidiu investir no seu patrimônio.

“Eu já realizava trabalhos para amigos e parentes, e foram eles que me indicaram novos clientes. Vi que essa poderia ser uma alternativa. Resolvi legalizar a empresa e assim nasceu a Decorane”, declarou a empresária.

"Até o vigésimo dia de setembro de 2016, 6.456 microempresários individuais estavam registrados na Jucepi e esse número continua a crescer. O microempreendedor individual possui uma série de vantagens que estimula a formalização, como impostos reduzidos, facilidade de registro no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) e garante benefícios como auxílio maternidade, auxílio doença, aposentadoria, entre outros”, explicou Alzenir Porto, presidente da Junta Comercial do Estado do Piauí.

Ao ser enquadrado no Simples Nacional, o MEI ficará isento dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL) e pagará apenas o valor fixo mensal de R$ 45 (comércio ou indústria), R$ 49 (prestação de serviços) ou R$ 50 (comércio e serviços), que será destinado à Previdência Social e ao ICMS ou ao ISS. Esses valores são atualizados anualmente, de acordo com o salário mínimo.

Para ser considerado MEI é preciso ganhar até R$ 60 mil anualmente e não ter participação em outra empresa como sócio ou titular. Há uma lista de profissões que garantem o direito, como açougueiro, cabeleireiro, comerciante, pintor, motoboy e taxistas.

O Microempreendedor Individual pode ter ainda um empregado contratado que receba o salário mínimo ou o piso da categoria.

Fonte: Governo do Piauí

Carregando, por favor aguarde...
Terrazzo Poti
Teresina Participativa
Podium PMPI
Últimas Notícias
19h49 Seriedade e Compromisso por parte do Poder Publico 19h46 Secretário de Saúde de Paes Landim Roberto Lucas firma parceria com o CAPS de São João - PI 19h30 Deputados federais do Piauí são PROCURADOS através de cartazes ao estilo velho oeste americano 19h13 Audiência |Pública trata da segurança em Alto Longá. 18h56 Mais Famílias são beneficiadas em Paes Landim pelo o PAA 18h51 Sexta-Feira Vai está a Venda Pulseiras para o Evento Blitz Sua Parada Obrigatória Segunda Temporada 18h38 Neste Sábado tem Voz e Violão no Brizolas Bar 18h29 Realizado Reunião em Pastos Bons 18h21 Loteamento Vale do Amanhecer 18h15 Joice Hasselmann receberá de Mão Santa uma 'medalha do mérito'; veja 18h12 6ª Companhia PM Independente Contempla Mais Uma Cidade do Médio Sertão Com O PROERD 17h56 TCE autoriza os novos prefeitos a parcelarem débitos previdênciários 17h54 Restaurante e Lanchonete Bom Gosto 17h52 Brasil ocupa posição 103 no ranking de liberdade de imprensa 17h49 Construsonhos Imobiliária 17h47 PI: ex-funcionários de banco são investigados por fraudes 17h40 Realizado Reunião sobre Poluição Sonora 17h27 Loteamento Vale do Amanhecer 17h25 Dupla assalta moto fan à mão armada em Barras 17h23 Paratleta Luis Alves conquista o segundo lugar em competição 17h19 Escola de Campo Maior recebe beneficio da deputada Rejane Dias 17h18 STF garante às universidades públicas o direito de cobrar por cursos de pós-graduação 17h17 Superintendente de Articulação Regional do Governo do Estado Participa de Reunião em Floriano-Pi 17h13 Deputado envia emenda para equipamentos de saúde municipal 17h11 Dor nas costas é o problema que mais afasta trabalhadores no Brasil
Teresina Participativa

Enquete

Você aprova a decisão da CCJ do Senado em diminuir as vagas para deputados piauienses?

Total de Votos: 815

Válida de 2017-04-06 17:08:00.0 a 2017-04-30

Mais lidas

    Teresina Participativa
    Teresina Participativa

    180graus no Instagramno Instagram