180graus

Buscando reconhecimento - 21/08/2014 às 08h11

Cinco argumentos fortes ajudam você a conseguir uma promoção

Galaxy

Bom mesmo é quando a promoção de cargo vem sem precisar pedir, como um reconhecimento da atuação profissional, fruto da chamada meritocracia, em que as posições hierárquicas são conquistadas por merecimento. Mas não é sempre que isso acontece, pois não basta trabalhar bem, é preciso saber como sentar frente a frente com o líder e conversar sobre o seu desenvolvimento profissional.

"Ao longo dos últimos anos, a forma de gerir a carreira sofreu grandes mudanças e, hoje em dia, a atuação profissional requer cada vez mais protagonismo dos colaboradores frente às organizações. Num cenário complexo e de transformação constante, falar com o gestor sobre uma promoção se torna uma tarefa imprescindível", explica Renata Oliveira, superintendente de Desenvolvimento Organizacional do Itaú Unibanco.

A conversa é mais fácil quando a relação com o chefe é transparente, o que permite alinhar, no dia a dia, as próprias expectativas com os objetivos da empresa. "Há diferença entre exigir uma promoção e conversar sobre a possibilidade de uma. Ter um papo franco é válido, mas é importante dizer que ninguém gosta de ser colocado na parede", diz o coach Alexandre Prates, especialista em liderança e desempenho organizacional e autor do livro "A Reinvenção do Profissional" (Novo Século).

Assim, ao expor ao líder o seu desejo, não se mostre insatisfeito ou injustiçado, nem tente se colocar no papel de vítima. Também é essencial fugir da comparação com outros profissionais. No momento da conversa, concentre-se em seus feitos. Além disso, vale lançar mão de argumentos certeiros. Para ajudá-lo nessa missão, pedimos aos profissionais de carreira que listassem as estratégias mais interessantes para serem utilizadas nesse tipo de negociação. Confira:

1. "Desde a minha contratação eu consegui..."
Ser comprometido, confiável e ter tempo de casa contam na hora de uma promoção. Mas não são fatores predominantes. É o resultado do trabalho desenvolvido que vai fazer diferença na hora em que o chefe tiver que escolher entre você ou algum dos outros colegas para ser promovido. Por isso, durante a conversa, prepare-se para mostrar ao gestor tudo o que conquistou e ajudou a alcançar desde a sua contratação.

"Os melhores argumentos são aqueles baseados em dados, estatísticas e evidências", diz Ramiro Zinder, especialista na gestão do comportamento humano no trabalho e doutor em psicologia pela UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina). Fuja das justificativas genéricas, como dizer que sempre esteve pronto quando a empresa precisou ou que nunca fugiu de desafios. A ideia é mostrar que você realmente se destacou em relação aos outros, sem, evidentemente, citar mais ninguém. "Apenas liste os seus êxitos", recomenda Zinder.

2. "Eu tenho uma proposta e gostaria de lhe apresentar"
Nada impressiona mais um gestor do que ver que o profissional elaborou um plano para o cargo que almeja. Se você trabalha na área comercial, por exemplo, pode apresentar uma estratégia para aumentar as vendas da equipe. Se trabalha na área financeira, pode chamar a atenção do seu chefe com um planejamento para redução de custos. A proposta sempre deve levar em consideração as necessidades daquela área. "Isso mostra preparo, engajamento e ambição. É algo que torna a proposta praticamente irrecusável", diz o coach Alexandre Prates.

3. "Estou pronto para assumir novas responsabilidades"
Você não deve dizer que quer um salário maior –ainda que isso seja algo importante e esperado–, mas, sim, que quer desafios maiores. Deixe claro para o seu gestor que vislumbra, nesse outro cargo, uma oportunidade de aprendizado e de prática dos conhecimentos e habilidades adquiridas até então. "Destaque o quanto você e a empresa ganharão com a concretização dessa ação, os diferenciais que você possui e como eles serão potencializados a partir das novas possibilidades que vão se abrir. Indique, ainda, o quanto você está disposto a aprender", diz Renata Oliveira.

4. "Adquiri conhecimentos que ajudaram no meu desenvolvimento profissional"
Falar sobre cursos de longa ou curta duração, como workshops, MBA e pós-graduação, realizados desde a sua contratação, mostram o quanto tem investido em você. Só não caia no erro de listar uma série de cursos que nada tenham a ver com a área em que trabalha ou em que almeja atuar. "Vale dizer o que aprendeu e como pode aplicar esses conhecimentos na prática, assumindo uma nova função. A ideia é dar uma dimensão para o gestor do quanto você pode contribuir para a empresa com o que adquiriu", diz o coach Alexandre Prates.

5. "O meu plano de carreira inclui crescer na empresa"
Dizer para o seu chefe que você quer continuar naquela corporação, crescendo e adquirindo novas responsabilidades, demonstra que tem um propósito profissional. De acordo com Alexandre Prates, muitas empresas sentem falta daquele contratado com o qual podem contar e no qual podem investir com segurança, percebendo que ele não enxerga o atual trabalho como um trampolim para outra oportunidade.

Porém, antes de dizer que quer galgar postos mais altos, certifique-se de que a empresa tenha uma política de carreira para os empregados. "Algumas preferem selecionar candidatos externos em vez de promover uma seleção interna. Nesse caso, o melhor mesmo é procurar outra organização, que possua políticas de promoção explícitas e transparentes", diz Ramiro Zinder.

Mas o que fazer se o seu chefe disser "não"?
Se a resposta do outro lado não for a que você esperava, aproveite para questionar o seu chefe e obter respostas que vão ajudá-lo a nortear suas ações futuras. Comece por: "Estão faltando habilidades em mim ou é a empresa que não tem recursos no momento?". Caso o gestor indique a primeira opção, peça que ele lhe aponte o que precisa ser melhorado para atingir o seu objetivo. Absorva o feedback e use-o para se desenvolver, e não para baixar o seu desempenho profissional.

Já se o problema for a falta de recursos da empresa, é interessante questionar se há uma previsão para a sua promoção, para ficar ciente do que a organização realmente pode lhe oferecer. Além disso, tente combinar com o gestor um prazo para retomarem o assunto. E, se nesse segundo papo ainda não houver expectativa de mudança, talvez seja uma boa hora de buscar oportunidades em outro local.

Fonte: com informações do UOL

Publicado Por: Ricardo Caetano

Dedicando aos estudos - 31/07/2014 às 10h54

Aprender novo idioma foi opção para aproveitar período de férias

Galaxy

Com todas as exigências do mercado de trabalho, muitas pessoas aproveitaram o mês de férias para se dedicar ao estudo da língua estrangeira. Investir no aprendizado dos idiomas se tornou premissa básica para as pessoas que almejam uma boa colocação no mercado de trabalho, além de ingresso no mestrado e doutorado.

As escolas de idiomas aproveitaram o período de férias para oferecer opções variadas de cursos intensivos, em que é possível aprender com qualidade o conteúdo de um semestre, ou até de um ano, em um mês. De crianças a adultos, as pessoas podem escolher entre vários horários, dependendo do nível de dificuldade.

Lina Carvalho, professora de idiomas, aponta que os cursos de intensivo ajudam no processo de aprendizagem e que alunos têm a oportunidade de estudar pagando um valor menor. “O ritmo desse tipo de curso é intenso, portanto deve ter dedicação. O aluno precisa ter disciplina durante todo o mês participando ativamente das aulas e estudando os conteúdos em casa”, declara.

A professora de idiomas ainda destaca que estudar línguas estrangeiras é um grande diferencial no mercado de trabalho. “O domínio em outros idiomas tem impacto direto na conquista por melhores cargos e salários. Muitas empresas estrangeiras instaladas no Brasil já buscam profissionais com fluência no inglês ou em outros idiomas”, enfatizou Lina Carvalho.

Os cursos intensivos também são opções para os pais que nem sempre estão disponíveis no mês de julho para sair ou viajar com seus pequenos em função do trabalho. “Nesse caso, eles precisam encontrar possibilidades de lazer e entretenimento, mas sem deixá-los longe dos estudos durante tanto tempo. A proposta não é forçar as crianças a se afastar das brincadeiras, que são normais neste período e faixa etária, mas instigar o gosto por aprender sobre novas culturas”, disse a professora.

As escolas de idiomas já oferecem condições de ensino específicas para os vários perfis de alunos, inclusive para as crianças. O uso de novidades tecnológicas são essenciais para prender a atenção dos mais jovens. “Jogos, histórias, músicas deixam os alunos motivados. O envolvimento com outros códigos além do seu, ajuda no processo de socialização”, finalizou Lina Carvalho.

Fonte: com informações da ASCOM

Publicado Por: Ricardo Caetano

APRENDA A SE VENDER BEM - 29/07/2014 às 18h00

Veja cinco dicas para ser notado pelas empresas na hora de buscar emprego

Galaxy

Saber "vender" as suas habilidades e entender as necessidades das empresas são algumas das recomendações para ficar no radar dos recrutadores.

O Glassdoor, site de avaliação de empresas norte-americano, diz que não existe uma receita pronta para conseguir emprego, mas lista algumas táticas que ajudam os profissionais a serem notados.

Veja abaixo 5 dicas:
1) Mostre como você é útil para sua área
A chave para aparecer é mostrar como você é útil para o seu ramo de atuação. Quem sabe "se vender" procura as oportunidades e mostra o que fez na área. São essas pessoas que conseguem novos empregos com mais facilidade. Os recrutadores querem ver como o profissional se esforça para contribuir para o setor e como ele pode causar impacto e trazer resultados para a empresa.

2) Mostre que está preparado para o futuro
Os empregadores sempre buscam maneiras de ter vantagens competitivas no mercado. Ao se candidatar, você pode mostrar como suas habilidades e experiência o ajudam a estar dentro das tendências da área.

Ouvir colegas e mentores profissionais sobre o futuro da área dá pistas sobre isso. Com diferentes opiniões e informações, é mais fácil saber quais são as competências necessárias para acompanhar as tendências.

3) Entenda o empregador
É importante conhecer a posição, missão e valores da empresa. Outra dica é descobrir o que os funcionários falam da companhia. As informações sobre as necessidades da empresa vão ajudá-lo na hora de "se vender" em uma entrevista.

4) Demonstre que tem flexibilidade
Empresas gostam de contratar funcionários que podem atuar em posições e áreas diferentes, porque tornam o processo de treinamento mais fácil e podem contribuir mais para a organização. Se você busca vaga fora do seu ramo de atuação, pode usar exemplos da sua experiência anterior para mostrar versatilidade.

5) Preste atenção nos feedbacks
Sejam conselhos de colegas ou recomendações do chefe, é importante usar as avaliações sobre a sua atuação – os feedbacks – como forma de melhorar a imagem profissional. Os feedbacks positivos ou negativos são fundamentais para o desenvolvimento profissional.
Especialmente na hora de buscar emprego, receber feedback sobre a forma como você está se comportando na entrevista, sobre o currículo ou a carta de apresentação podem ajudar a melhorar as suas estratégias.

Fonte: Com informações do G1 Concurso

Publicado Por: Nataniel Lima

INSCRIÇÕES COMEÇAM EM 27/07 - 23/07/2014 às 12h00

Ambev abre inscrições para Programa de Trainee 2015; projetos estratégicos

Galaxy

Com gestão meritocrática, empresa forma líderes ‘dentro de casa’

Jovens atuam em projetos estratégicos desde o início, como a operação da companhia nos estádios da Copa do Mundo

Crescimento acelerado na carreira, busca por constantes desafios e oportunidade de desenvolver novas habilidades estão entre os fatores que estimulam os universitários e recém-formados a procurar a Ambev para trabalhar. O programa de trainee da companhia está hoje entre os mais disputados do mercado, com cerca de 70 mil candidatos a cada ano. A empresa, que aposta e investe na formação interna de líderes, abre, neste domingo, 27 de julho, as inscrições para a edição 2015 do programa.

"Por meio de experiências desafiadoras e também com os cursos e treinamentos da Universidade Ambev, trabalhamos para formar nossos líderes dentro de casa. É um processo mais difícil e exige muito mais esforço do que ir para o mercado buscar alguém "pronto", mas garante um time preparado e alinhado com nossa cultura", diz Renato Biava, diretor de gente e gestão da Ambev. São vários os casos de profissionais que ingressaram ainda jovens na empresa e hoje ocupam cargos de liderança. Atualmente 238 pessoas que entraram pelo programa de trainee são gerentes e 42 se tornaram diretores.

O atual vice-presidente de marketing, Pedro Earp, é um dos exemplos de como a cultura meritocrática, aliada ao comprometimento e dedicação pessoal, abre portas e acelera o crescimento profissional dentro da Ambev. Pedro, que entrou como trainee em 2000, se tornou vice-presidente de planejamento estratégico no Canadá em 2006. No ano seguinte, foi promovido a vice-presidente global de insights e inovação e, dois anos depois, passou para a vice-presidência global de fusões e aquisições.

Dentre diversos projetos relevantes, Pedro foi responsável por gerenciar a equipe que realizou o lançamento da Budweiser no Brasil. "Foi por meio do programa de trainee que a minha história começou na companhia. Em pouquíssimo tempo tive muitos desafios e conquistas e, em seis anos, me tornei vice-presidente de uma operação no exterior. É um processo muito dinâmico e que propicia muitas oportunidades para os participantes, como conhecer detalhadamente diversas áreas da empresa e aprender com pessoas gabaritadas", afirma Pedro Earp.

Desde o início, os jovens trainees se envolvem diretamente em grandes projetos da Ambev. Foi assim com a atual turma que ingressou na companhia em 2014. A equipe ficou responsável pela operação da Ambev nos doze estádios das cidades-sede da Copa do Mundo. "Foram dias intensos, que valeram muito a pena. O aprendizado que tivemos foi uma oportunidade única. Nunca vou me esquecer da experiência de trabalhar na Copa do Mundo.", afirma João Lucas Lima, trainee da Ambev.

Um dos principais diferenciais do programa de trainee da Ambev é que os aprovados ingressam na companhia já como funcionários contratados. O salário inicial é de 5,2 mil reais e não há um número limitado de vagas. A companhia contrata aqueles que, além de outros critérios, se identificam o com a cultura da empresa. "Buscamos pessoas que tenham vontade de crescer e de fazer a diferença. Com o programa trainee, estamos formando nossos futuros líderes. Estas pessoas irão garantir a continuidade do nosso negócio", explica Renato Biava.

O programa de treinamento tem duração de dez meses. Nesse período, os trainees aprendem sobre todas as áreas da companhia. Na primeira fase (primeiros cinco meses), eles passam dois meses nas unidades fabris da Ambev para conhecer o processo de produção de bebidas; ficam mais dois meses nos centros de distribuição direta para aprender sobre as atividades da área comercial e depois participam, por um mês, de treinamento estratégico no prédio da administração central da companhia, em São Paulo, para se aprofundar na cultura Ambev e no conhecimento das áreas.

Na segunda metade do programa (os cinco últimos meses), os jovens escolhem uma área de interesse na qual recebem orientação dirigida e aprofundam os conhecimentos sobre suas atividades futuras. Durante esta etapa, os trainees passam por um período de treinamento intensivo no exterior. Nesta ocasião, eles se reúnem e desenvolvem atividades com os demais trainees dos outros países onde a Anheuser-Busch InBev atua.

Inscrições e processo seletivo
As inscrições para o programa de trainee 2015 da Ambev começam no dia 27 de julho e vão até 07 de setembro por meio do site www.traineeambev.com.br. Podem se candidatar jovens de todo o Brasil com até dois anos de formados ou que tenham previsão de formatura para o final de 2014. Após o período de inscrições, são realizadas provas online de perfil, inglês e raciocínio lógico.

Em seguida, os candidatos são submetidos a um teste para desenvolver um projeto e apresentá-lo virtualmente. Depois desta etapa, acontecem entrevistas presenciais por todo o país, com a realização de um painel de negócios, quando os jovens desenvolvem um case em equipe. Na parte final do processo seletivo acontecem entrevistas individuais com os diretores e o presidente da Ambev.

Entre os critérios analisados ao longo da seleção estão habilidade para gerenciamento de pessoas e negociação, interesse por desenvolvimento de novas tecnologias, capacidade de liderança e visão empreendedora. Inglês fluente e disponibilidade para viagens e mudanças de cidade, estado ou país são atributos importantes. Experiência com trabalho voluntário, entidades estudantis e empreendedorismo é requisito desejável.

Podem se inscrever alunos e recém-formados dos cursos de Administração de Empresas (diversas habilitações), Administração Pública, Agronomia, Agronegócios, Análise de Sistemas, Biologia, Bioquímica, Biotecnologia, Ciências Contábeis, Ciências da Computação, Ciência dos Alimentos, Comércio Exterior, Comunicação Social (habilitação em Marketing, Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Relações Públicas, Comunicação Mercadológica, Comunicação e Multimeios, Propaganda e Marketing), Controladoria e Finanças, Design, Direito, Direito Internacional, Economia, Engenharia (todas), Estatística, Farmácia, Física, Psicologia, Química, Matemática, Processamento de Dados, Relações Internacionais ou Sistemas da Informação.

Sobre a Ambev
Ser a "melhor empresa de bebidas do mundo em um mundo melhor". Esta é a missão da Ambev, empresa de capital aberto, sediada em São Paulo, no Brasil, com operações em 16 países das Américas (Argentina, Brasil, Bolívia, Canadá, Chile, El Salvador, Equador, Guatemala, Nicarágua, Paraguai, Peru, República Dominicana, Uruguai, Dominica, Antigua e St. Vincent).

Dona de um portfólio de "estrelas" como Antarctica, Brahma, Bohemia, Budweiser, Skol, Original, Stella Artois; os refrigerantes Guaraná Antarctica, Soda, Pepsi, Sukita, Antarctica Citrus e H2OH!; o isotônico Gatorade e o chá Lipton, além do energético Fusion e da Brahma 0,0%, totalmente sem álcool, a Ambev é líder no ranking das cervejarias na América Latina.

Reconhecida como uma das melhores empresas para se trabalhar, a Ambev tem em seus funcionários – 37 mil só no Brasil – sua maior fortaleza. Por isso, investe continuamente no desenvolvimento e sucesso de sua Gente, que é incentivada a se sentir dona da companhia e pensar grande.

Pioneira, a companhia desenvolve o Programa Ambev de Consumo Responsável desde 2003, fazendo campanhas de conscientização sobre o uso indevido do álcool, norteadas pelas premissas da Organização Mundial da Saúde (OMS). Dentre seus principais projetos estão o Papo em Família, o Jovens de Responsa, o Bar de Responsa e o Supermercado de Responsa. Todos voltados a evitar o consumo de álcool por menores de idade.

Sua reconhecida excelência em gestão gera retorno aos seus acionistas e garante atuação sustentável. No ano de 2013, o volume de vendas da companhia chegou a quase 165 milhões de hectolitros de bebidas e a receita líquida foi de R$ 34,8 bilhões – crescimento de 6,4% em relação ao ano de 2012.

Referência em práticas ambientais, a Ambev criou o Movimento CYAN – Quem vê água enxerga seu valor (www.movimentocyan.com.br), uma ampla iniciativa de mobilização e conscientização da sociedade para o uso racional desse recurso natural. Um dos principais destaques de maior impacto do Movimento é o Projeto Bacias, que atua em conjunto com as ONGs WWF e The Nature Conservancy para preservar bacias hidrográficas. E, para estimular a reciclagem pós consumo, a companhia desenvolve inúmeras ações por meio do Ambev Recicla.

Fonte: Com informações da Assessoria

Publicado Por: Nataniel Lima

Tecnologia está em alta - 22/07/2014 às 07h02

Sabe quais são as 10 carreiras com os maiores salários para jovens no exterior?

Galaxy

As três profissões com maior remuneração para jovens profissionais com ensino superior, nos Estados Unidos, estão ligadas à área de tecnologia.

Engenharia elétrica, desenvolvimento de software e engenharia mecânica são as carreiras com os salários mais altos para recém-formados em 2014, segundo um levantamento da Payscale em parceria com o site Business Insider.

A lista foi feita com base nos salários médios de cada profissão, incluindo comissões, bônus, participação nos lucros e outras formas de remuneração.

O grupo analisado compreende jovens profissionais com até dois anos de experiência.

Veja a tabela abaixo com a lista das dez carreiras que pagam mais aos jovens nos Estados Unidos:

cats.jpg

Fonte: Com informações da Exame

Publicado Por: Nataniel Lima

Carregando, por favor aguarde...
Últimas Notícias
17h49 Ministro Felix Fisher deixa presidência do Superior Tribunal de Justiça 17h45 Obra em andamento – quadra poliesportiva na Unidade Escolar Odete Ferreira Nunes. 17h29 Deborah Secco, 14kg mais magra, fala da vida de solteira 17h27 'Ela não se lembra de nada', diz irmão de mulher agredida por cotovelada 17h27 Após arma de fogo falhar três vezes, homem escapa de ser baleado 17h22 Denúncias recebidas pela OAB do PI durante as eleições já passam de 30 17h13 Após ajudar retirar veículo 'atolado', homem é atingido por disparo no abdômen 17h03 Namoro de Monique Evans chega ao fim: 'Estou muito triste' 17h03 Escolas se preparam para desfile de 7 de setembro em São Francisco do Piauí 17h01 Polícia desbarata quadrilha de THE que atuava no interior com roubo de motos 17h01 Gareca é demitido do Verdão e leva quase R$ 800 mil; Dorival é cotado 16h53 Vinte promotores tomam posse na entrância intermediária 16h53 Nakamura e Sidney Sampaio romperam noivado, confirma assessor 16h41 Advogados comemoram aniversário da OAB-PI com grande festa em Teresina 16h37 Em Picos, Sebrae realiza oficina de capacitação. Saiba detalhes! 16h35 Palestra Que vender mais? Conheça seu Cliente! 16h35 Sede da Prefeitura passa por reforma e atendimento está sendo no prédio do Setor de Identificação 16h29 Sebrae realiza capacitações em Picos 16h17 Programe-se e veja o calendário de pagamento do programa BOLSA FAMÍLIA 2014 16h15 Em Uruçuí, Ceir Móvel entrega 500 equipamentos. Saiba detalhes! 16h10 Ceir Móvel entrega 500 equipamentos em Uruçuí nesta terça (2) 16h05 'Robertão exige mais do meu lado ator do que do meu físico', afirma Rômulo Neto 16h03 Fabio Lago é eliminado do 'Super Chef'; André Marques conquista vaga na final 15h46 Em Francisco Ayres ruas e avenidas passam por manutenção 15h44 Tribunal Regional Eleitoral vai sofrer paralisação nesta terça-feira (02/09)

Enquete

Com o início de setembro, começa também o período mais quente para os piauienses: o chamado B-R-O-Bró. Com temperaturas castigantes, o que há de pior pra você neste período do ano?

Total de Votos: 33

Válida de 01/09/2014 a 08/09/2014

Mais lidas

    180graus no Instagramno Instagram