180graus

Para estimular a leitura - 12/04/2017 às 09h25

Projeto incentiva leitura entre detentos em presídios do Piauí

comserv

Com o intuito de estimular a leitura e fortalecer a educação junto às pessoas privadas de liberdade nas penitenciárias, o projeto Leitura Livre é desenvolvido, atualmente, nas penitenciárias Irmão Guido, Feminina de Teresina, Parnaíba, Esperantina e Casa de Detenção de Altos.

O projeto é realizado pela Secretaria de Justiça do Estado, em parceria com a Secretaria de Educação, Tribunal de Justiça e a Corregedoria Geral de Justiça do Piauí. Em cada presídio, 30 detentos participarão do Leitura Livre, a cada etapa.

Através do projeto, o detento lê obras da literatura nacional e estrangeira e prepara resumos que serão analisadas por uma comissão avaliadora das secretarias de Justiça e de Educação – que também disponibilizam a estrutura de acesso aos livros.

De acordo a Secretaria de Justiça, a meta é implantar o projeto em todas as penitenciárias do Estado. Além dos benefícios educacionais, voltados à ressocialização, o detento também é beneficiado com a remição de pena, prevista na Lei de Execução Penal (7.210/84).

“O projeto Leitura Livre é de fundamental importância para consolidar o processo de reeducação da pessoa em situação de privação de liberdade. A educação, a leitura são portas abertas para que o detento possa se transformar”, pontua o secretário e Justiça, Daniel Oliveira.

Na visão de Dihna Miranda, coordenadora do projeto Leitura Livre, é fundamental que o sistema prisional, “para que possa cumprir com sua função ressocializadora, garanta ao reeducando meios efetivos para que possa mudar de vida e a educação é essencial para isso”.

2017-04-10-PHOTO-00000087.jpg

2017-04-11-PHOTO-00000115.jpg

Acabou de lançar dois livros - 17/03/2017 às 10h13

Escritora brasileira Isa Colli eleva o nome do Brasil no exterior

comserv

A escritora Isa Colli, radicada em Bruxelas, acabou de lançar mais dois livros: a Fazendinha, um livro infanto-juvenil, e O Recomeço, um romance com uma história arrepiante de luta pela sobrevivência.

Desde cedo que Isa Colli se interessou pela escrita, porque ainda antes se deixou encantar pela leitura. Como a própria autora recorda, foi muito importante a influência das histórias que lhe contava a sua mãe, de poucos estudos, mas grande sabedoria, na abertura aos caminhos da imaginação, por onde se tem deixado levar.

A escritora acredita que com a leitura vem o incentivo à prática da cidadania plena, que envolve o respeito e a valorização do outro. Mas, a escrita se apresentou para Isa, como uma missão, tornando-se o maior projeto da sua vida, quando, diagnosticada com um câncer, tomou consciência da brevidade da vida. O resto foi acontecendo, sem nunca planear com exatidão.

"Quando visualizamos a morte, passamos a valorizar não apenas a nossa vida, mas a dos outros. O ângulo de visão do mundo muda. A existência passa a ter uma motivação: deixar um legado. Escolhi escrever por acreditar e defender que as mudanças tão necessárias à nossa formação passam pela leitura e pela Educação de qualidade. Escrever é um processo de libertação da criatividade e dos sentidos”, partilha Isa Colli.

Quando abordada sobre inspiração, ela apenas completa: “não existe mistério. Ideias mágicas não caem do céu entrando no cérebro, informando, escreva isso ou aquilo. O escritor escreve o que pensa, o que lhe apetece, o que os seus personagens sentem: morte, amor, ódio, angústia, ansiedade, desejo, medo, frio, calor, felicidade, paz, guerra, etc. Tudo é literatura. A vida é literatura”.

Isa Colli, escreve com as vísceras. Sem medo. Sem rótulos. Sem preconceitos. Sem barreiras. Sem pensar se vai agradar ou desagradar.

16710530_10202827890014798_526335605_o.jpg

A autora não para. Em 12 de março de 2017 participou da Feira do Livro em Bruxelas a convite dos amigos escritores belgas (Daniel Soil (delegado Wallonie), Gerard Adam, Armand Garret e Claude Donnay). Em seguida, parte para Feira de Bologna na Itália, que acontecerá entre os dias 3 e 6 de abril 2017.

O legado da autora vai em 7 livros infantis - e um romance. A Fazendinha conta a história de Felícia, uma menina muito astuta, que ama as plantas e os animais e que, numa emocionante viagem à fazenda do Senhor Zicão, caminha entre a diversão e a aprendizagem, experimentando as maravilhas da vida no campo. Tudo é novidade para estas crianças da cidade grande…

«O meu objetivo com a escrita é influenciar positivamente esta nova geração através de belas histórias que incentivem o trabalho em equipe, o respeito pelas diferenças, o empreendedorismo, bem como a noção de que não há limites para quem sonha e se empenha para viabilizar esses sonhos», defende.

O Recomeço conta a história de João Carlos, um surfista que, juntamente com Maria Paula, protagoniza uma luta inglória contra um inimigo poderoso e invisível. O despertar da força de uma menina mimada, da cidade grande, e do jovem angrense na busca pela sobrevivência, emocionam do início ao fim.

Mais informações sobre a autora, acesse o site.

2.7.jpg

Falará da carta de vidente - 26/01/2017 às 10h04

Escritor do Piauí vai lançar um livro sobre a história de 'Fernanda Lages'

comserv

O escritor piauiense Eneas Rego Bastos vai lançar um livro sobre a vida e a trágica morte da jovem Fernanda Lages. aos 19 anos, ela foi encontrada morta em agosto de 2011 na construção do que hoje é o Ministério Público Federal. As investigações concluíram que ela havia se jogado do prédio.

"Depois de 11 meses de pesquisa intensa e redação cuidadosa, acabo de concluir meu mais novo livro, dessa vez sobre o Caso Fernanda Lages. É um livro-reportagem, que se fundamenta em três vertentes: as investigações policiais, a cobertura da mídia e as entrevistas que fiz com alguns protagonistas. O livro está em fase de diagramação e em breve será marcada a data do lançamento. Mais um desafio para o fascinante mundo da literatura. Trará novidades sobre a carta do vidente em que a jovem diz que não tinha nenhum motivo para morrer agora", relatou o economista e escritor Eneas Barros.

Saiba mais sobre o caso Fernanda Lages

- Economista e escritor Eneas Barros
14370338_10154281236015067_5908862994394001056_n.jpg

Fonte: Com informações do Tribuna de Barras

Evento de fomento à cultura - 26/10/2016 às 07h25

Jornalista Caco Barcellos participa de Salão do Livro em Picos; confira

comserv

A quarta edição do Salão de Livros do Vale do Guaribas (SaliVaG) é um evento de fomento à cultura e à educação, realizado por parceiros que acreditam ser possível a transformação de todos através da leitura. O SaliVaG é uma idealização da Prefeitura de Picos, através da Secretaria de Educação.

Na programação deste ano estão palestrantes de renome nacional, estadual e da cidade de Picos. E ainda todos os dias apresentações culturais, lançamentos de livros e muito mais.

Já estão confirmados os seguintes nomes: o jornalista, escritor e apresentador do Programa Profissão Repórter da Rede Globo, Caco Barcellos; o jornalista, publicitário e humorista, Diego Curvêlo e o escritor, ator, diretor de cinema e teatro, Márcio Trigo.

O SaliVaG será realizado de 16 a 20 de novembro no estádio Helvídio Nunes.

Fonte: CCom

Acervo valioso - 24/10/2016 às 20h07

Salão do Livro de Altos debate cultura de paz nas escolas

comserv

O 2º Salão de Livros de Altos (SALIALTOS) faz uma homenagem para a escritora Ignês Sousa Pereira, que tem um acervo valioso de poesias e crônicas. Na ocasião, a promotora de Justiça e coordenadora do Centro de Apoio Operacional de Defesa da Educação e Cidadania (CAODEC), Flávia Gomes Cordeiro, realizou, nesta sexta-feira (21), a palestra “Por uma Cultura de Paz nas Escolas”. O evento também conta com exposições, lançamentos de livros e show cultural e encerra neste sábado (22).

O SALIALTOS é um momento exaltação de grandes personalidades da terra que se destacam pela contribuição literária. Além disso, é uma oportunidade de contribuir para a democratização do livro e da leitura com a população. A promotora Flávia Gomes Cordeiro, que atua com projetos na área da educação, acredita que o evento agrega muito para o incentivo ao conhecimento.

“Fiquei muito feliz de participar do 2º SALIALTOS, um excelente evento, onde trabalhamos ideias pertinentes sobre a cultura da paz nas escolas. Um local com clima positivo para estudar é algo muito importante e que deve ser trabalhado em sala de aula. Com isto, vamos reduzir os índices de violência, estimulando a juventude para o caminho do bem”, destaca a promotora.

A promotora Flávia Cordeiro também destacou os principais desafios para a inserção da Cultura da Paz nas escolas e a importância da atuação da família neste processo. "Em todos os lugares podemos oferecer a nossa contribuição, valorizando a justiça, o respeito e o exercício da cidadania. Propomos um ensino que abandone estas noções de competição e individualismo", conclui.

Flavia Cordeiro Salao do Livro do Piaui 02.jpg

Fonte: MP-PI

Carregando, por favor aguarde...
Teresina Participativa
Podium PM-MA
Terrazzo Poti
Podium PMPI
Últimas Notícias
08h52 Patrícia Leal solicita a instalação de Batalhão da Polícia Militar em Altos 08h47 Prêmio máximo da Mega-Sena pode chegar a R$ 97 milhões nesta quarta 08h28 PF realiza operação contra lavagem de dinheiro no PI e mais 11 capitais 08h22 BNDES lançará linha de crédito para pequenas e médias empresas inovadoras 08h21 Secretário Executivo Igor Rodrigues se destaca em fórum estadual da Juventude 08h14 BMW e Toyota alertam para recall de veículos; problemas no airbag 08h12 Escolas públicas de todo o país terão vacinação e ações de promoção à saúde 08h08 CCJ do Senado vota hoje abuso de autoridade pois projeto é alvo de críticas 08h03 Duas pessoas são presas por furto de energia na Fazenda Real 08h01 Plenário da Câmara deve votar a reforma trabalhista nesta quarta-feira 07h57 PI: Advogado capota carro ao tentar desviar de outro veículo, na BR 407 07h49 Governo do PI decreta emergência e vai recuperar rodovias; veja trechos 07h30 Confirmado Romim Mata no encerramento dos festejos de Agricolândia 06h33 A aspirina e suas possíveis novas indicações 06h23 Grande Loja Maçônica do Piauí - “A História como ela é” 00h44 Federação de Futebol ajusta rodada final de classificação do returno 21h59 Acompanhando Lula, W.Dias se reúne com lideranças indígenas em Brasília 21h32 Indígenas lançam flechas conta PMs em protesto em frente ao Congresso 21h17 Câmara Municipal aprova projeto de reforma administrativa em Oeiras 19h54 Secretaria de saúde ao lado da Secretaria de Educação realizam atividade do–PSE na E. Raio de Luz 19h36 Secretaria de saúde em parceria com Secretaria de Educação realiza atividade do–PSE 19h01 Secretaria Municipal de Assistência Social através do SCFV comemora a Páscoa dos Idosos 18h29 Piauiense perde 15 kg com corrida de rua e comemora mudança de vida 18h22 Robert desafia que promotor aponte 'Ali Babá e 40 ladrões' 18h12 Nunca na história deste país, vimos uma eleição como vamos ver a de 2018
Teresina Participativa

Enquete

Você aprova a decisão da CCJ do Senado em diminuir as vagas para deputados piauienses?

Total de Votos: 801

Válida de 2017-04-06 17:08:00.0 a 2017-04-30

Mais lidas

    Teresina Participativa
    Teresina Participativa

    180graus no Instagramno Instagram