180graus

INSTITUTO ARTE VIVA - 27/07/2017 às 11h06

Conferencia: ARTE SALVA VIDA chega a TERESINA

Casa do cartucho
comserv

ARTE SALVA.jpg#Arte #Saúde Mental #Ressocialização #Direitos Humanos #teatro #ecologia humana
A Conferência “Arte Salva Vidas”, vem explorar a atmosfera da ludicidade nos processos de sensibilização, de humanização por meio da arte inclusiva, gera um movimento coletivo e um método de vivencias com a prática, que gera cuidado, de escuta e de acolhimento. Em uma sociedade egoísta e sem tempo, muitos estão esgotados. Por isso o instituto ARTE VIVA viu a importância de promover reflexão e intervenção, na temática do cuidado a saúde mental da sociedade, começando primeiro no individuo (autocuidado) e se espalhando para o planeta (ecologia humana).
É a descoberta do sujeito esquecido, resgatados no meio da sociedade, quando a arte, a ciência e os saberes populares se reconhecem como interfaces de uma imensa e única humanidade.
Na conferência o participante é convidado a imergir numa experiência de significação do espaço invisível do “EU” que se estabelece entre nossas ações e as imagens que as inspiram, entendendo como um espaço de afeto.
O Objetivo é nos tornamos humanos mais saudáveis, atuantes e esperançosos com o mundo de agora e o futuro. Á conferencia ira, capacitar pessoas na pratica a serem profissionais de arte inclusiva. Com certificado.

A arte é uma grande estratégia para se caminhar rumo ao desenvolvimento expressivo e representacional do ser, e, por isso mesmo a arte precisa ser mais valorizada dentro de todos os espaços, não somente como contexto de desenhar e pintar, mas como uma disciplina curricular importante para o desenvolvimento cognitivo do processo de criação, principalmente com as pessoas á margem da sociedade. O instituto ARTE VIVA vem com o objetivos: verificar a importância da ação da arte na sociedade, verificar a atuação do Artista incluso com as expressões pessoal e valores sociais, demonstrar como o ensino da arte beneficia as pessoas desassistidas da sociedade.

Os interessados entra em contato : 86: 9 9901 3010

Veja o Vídeo!

Tópicos
Filme A DOR QUE MORA EM MIM - 22/07/2017 às 12h54

O Primeiro Filme Brasileiro Feito com Presidiários

comserv
Casa do cartucho

Filme “A dor que mora em mim” é baseado na historia real de Rafaela.

Longa tem 70 minutos, conta com a participação de 82 reeducandas. e 8 reeducandos do presidio Irmão Guido.

Apesar de uma obra de ficção, o filme “A dor que mora em mim” é baseado na historia real de Rafaela Gregório, detenta que causou distúrbios pelas penitenciárias por onde passou e, atualmente, faz parte do projeto de ressocialização pelo teatro Mulheres de Aço e de Flores.

O longa-metragem tem 70 minutos, conta com a participação de 82 reeducandas do projeto de teatro da Penitenciária Feminina mais atores convidados. Segundo Valdsom Braga, a ideia da película surgiu após a apresentação da peça teatral Cartas de Minha Vida, encenada publicamente pelas detentas.

“A preparação foi bem diferente da feita para a peça, já que são linguagens distintas, a preocupação de não olhar para a câmera, de falar normal, dentre outros aspectos”, explicou Valdsom Braga, coordenador do projeto Mulheres de Aço e de Flores, além de diretor e produtor do filme.

O longa conta a história de Rafaela a partir de sua chegada à Penitenciária Feminina, dos projetos dos quais ela faz parte e expressa o processo de mudança das reeducandas. Na obra, cada detenta que atua como atriz vive a própria história.

O projeto Mulheres de Aço e de Flores existe há mais de um ano e é desenvolvido pela Secretaria de Justiça do Estado e pela gerência da Penitenciária Feminina de Teresina. Para o secretário de Justiça, Daniel Oliveira, “o filme abre novas possibilidades para o desenvolvimento do processo de reintegração social no Piauí, fomentando o potencial artístico das reeducandas”.

Veja o Vídeo!

Arte de Nonato de Oliveira - 13/07/2017 às 09h05

Arte de Nonato de Oliveira.

A vida e obra do mestre Nonato Oliveira

Raimundo Nonato Oliveira nasceu em 11 de dezembro de 1949 na Fazenda Mendes, localizada entre os municípios de Pimenteiras e São Miguel do Tapuio, a cerca de 180 km da capital do Piauí, Teresina.

Ainda quando criança, Nonato Oliveira já despertava seu interesse pela arte da pintura, utilizando as sobras de material de construção de seu pai, Sabino Policarpo de Oliveira, que era pedreiro e um grande incentivador da expressão criativa do filho. Nonato Oliveira fez o seu primeiro painel com 14 anos de idade, dentro de um quarto de sua casa que estava sendo rebocado pelo seu pai. Como ainda não tinha acesso a uma variedade de tintas industriais, Nonato conseguiu, através de pesquisas, extrair pigmentos da vegetação onde morava como do urucum, da casca de angico, da tabatinga e da nogueira, mostrando desde o início que, além de pintor, era um grande pesquisador.

Uma das grandes influências na obra de Nonato é a obra de seu tio, José Alves de Oliveira, o Mestre Dezinho, um dos mais renomados nomes da escultura em madeira no Nordeste. Mestre Dezinho ficou conhecido principalmente pela criação de ex-votos e pela arte santeira. A forma como Dezinho esculpia os rostos dos personagens de suas obras inspirou Nonato na criação de suas figuras, que em sua pintura se caracterizam pela multiplicidade de rostos.

Em 1961, quando tinha 12 anos de idade, Nonato muda-se para a capital do Piauí, Teresina, juntamente com toda a família e, a partir daí, começa a dedicar-se aos estudos. Com 17 anos, o artista criou uma série de pinturas em quadro relacionadas ao episódio da Guerra de Canudos, que um admirador de arte viu em sua casa e resolveu levar para ser exposto na Maison de France, no Rio de Janeiro. Com isso, o jovem artista ganhou uma bolsa para estudar na Europa, precisamente na capital da França, Paris, onde aprendeu a arte de fazer mosaicos em vitrais, passando 10 anos entre a Europa e o Brasil.

Mesmo com a, já evidente, consistência de seu trabalho como artista, Nonato Oliveira ainda enveredou por diversos cursos, como Direito, Economia, Técnico em Edificações, Matemática e Eletrônica, conseguindo finalizar apenas este último, na Escola Técnica Federal do Piauí. Mas, com o prestígio constante de seu trabalho nas artes plásticas, essa virou sua principal atividade e permeou grande parte de sua vida lhe rendendo um grande reconhecimento.

No decorrer de seu trabalho como artista plástico, o mestre Nonato Oliveira, como é chamado, realizou mais de 80 exposições, entre individuais e coletivas, em vários estados do Brasil, como Pará, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, Goiás, Distrito Federal, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul. Internacionalmente, já houve exposições de seus trabalhos em Portugal, na Itália e nos Estados Unidos.

Além da pintura de telas, o Mestre Nonato Oliveira, trabalha com ilustração, escultura e gravuras em metal. Em Teresina, sua vertente mais conhecida é a pintura de painéis e murais, verdadeiros monumentos que chegam a 200 metros de largura e outros a 10 metros de altura e são singulares dentro do espaço urbano da cidade, com a vivacidade de cores e temas.

A obra de Nonato Oliveira demonstra a sua maestria artística em uma cidade que se desenvolve em meio a prédios modernos e favelas, aos carros velozes e carroças, entre os muros elétricos e prosas na porta das casas, entre o moderno e o provinciano, e no meio desse trânsito da vida, cujo cenário é a cidade de Teresina, surgem verdadeiros monumentos com uma vivacidade de cores ímpar e temas retratados com uma ótica poética que remetem à infância e a riqueza da cultura nordestina.

O traço inconfundível, as cores vibrantes, lendas do folclore piauiense e teresinense, a natureza, o povo simples e temas relacionados à riqueza cultural do nordeste são algumas das principais características da obra de Nonato Oliveira que embelezam o espaço urbano de Teresina e são um marco na cultura da cidade.

Por Samuel Brandão

Veja o Vídeo!

Autor: Por Samuel Brandão

Tópicos
Arte e Ressocialização - 04/07/2017 às 20h08

Câmara do Rio de Janeiro homenageia trabalho de ressocialização do Piauí

Casa do cartucho
comserv

Câmara do Rio de Janeiro homenageia trabalho de ressocialização do Piauí

A Câmara Municipal do Rio de Janeiro-RJ propôs moção de reconhecimento trabalho desenvolvido pelo artista plástico e arte educador Valdsom Braga

A Câmara Municipal do Rio de Janeiro-RJ propôs moção de louvor e reconhecimento trabalho desenvolvido pelo artista plástico e arte educador Valdsom Braga à frente da Coordenação de Projetos Artísticos da Secretaria de Justiça do Piauí.

A proposição foi do vereador Leonel Brizola (PSol). Na visão do parlamentar, tal trabalho tem “impactado a realidade social, resgatando a cidadania e fortalecendo os direitos humanos” no sistema prisional.

“É uma justa homenagem à sua dedicação e todo seu empenho no belo projeto desenvolvido junto aos detentos, no processo de ressocialização através da arte, levando-os a enfrentar novos desafios para reescrever a própria história”, pontua Brizola.

Valdsom Braga coordena as ações de arte no sistema prisional do Piauí desde 2016, com destaque os projetos Mulheres de Aço e de Flores e Espelho da Realidade, por meio dos quais foram exibidas, publicamente, as peças Cartas de Minha Vida, Colcha de Retalhos e Justiça.

As peças, cujos atores e atrizes são os próprios detentos e detentas, já foram exibidas publicamente, inclusive no Theatro 4 de Setembro, maior casa de espetáculos teatrais do Estado. Mais de 300 reeducandos já participaram dos projetos de arte no sistema prisional desde 2015.

Lançamento do Livro no Rio - 13/06/2017 às 19h20

Valdsom Braga lança livro na Câmera Municipal do Rio de Janeiro

Casa do cartucho
comserv

19059187_1416565501764881_4416228104582150381_n.jpgnoite do dia 12/06/2017 na Câmera municipal do Rio de Janeiro, aconteceu palestra com a Juíza Regina Rios e Valdsom Braga com o tema: A Arte no processo de Ressocialização no sistema prisional, e o lançamento do Livro A VERDADEIRA LIBERDADE escrito por Valdsom Braga. Por iniciativa do vereador Leonel Brizola Neto (PSOL), traz para um debate público os convidados para compor a mesa no auditório, Palácio Pedro Ernesto, como forma de dar centralidade à luta pelos direitos humanos e ao fim da violência, do uso excessivo de drogas e da segregação de pessoas excluídas do seio da sociedade. O evento aconteceu na segunda-feira (12), teve lugar de destaque Valdsom Braga que é desenhista, pintor, cenógrafo, ator, escritor, figurinista, consultor, artista visual, diretor de arte, arte educador e a renomada magistrada Regina Rios, ambientalista, vegetariana convicta e Juíza de Direito Titular da Vara da Infância, Juventude e Idoso da Comarca de São João de Merití-RJ. Instituidora do Projeto Kbçativa, que é uma Organização não Governamental sem qualquer fim, que tem como objetivo educar crianças e jovens com esportes e artes, ainda são oferecidas gratuitamente aulas de skate, futsal, capoeira, desenho, pintura e graffiti, além de noções de preservação ambiental com incentivo de premiação para os alunos que recolherem mais lixo reciclável. Espaço destinado à divulgação de questões e fatos relevantes ao meio ambiente , à proteção animal e aos direitos e garantias fundamentais do cidadão. Para dar ênfase a esse bate papo, vamos aproveitar para realizar o lançamento exclusivo do livro “A Verdadeira Liberdade”

19030715_1416599005094864_42398532860612932_n.jpg

19029676_1416592538428844_6519874719359470189_n.jpg

19105933_1416596928428405_6508890907498077409_n.jpg

19105554_1416595471761884_3676296170727342537_n.jpg

18953087_1416597748428323_5981216994584706669_n.jpg

19059345_1416382525116512_1894854049475188783_n.jpg

19059340_1416594031762028_2408566669772427672_n.jpg

19059520_1416596591761772_3012110606381622917_n.jpgdo livro “A Verdadeira Liberdade” alguns artistas já tiveram contato com a obra entre eles André Gonçalves, Freddy Ribeiro, Theo Becker, Edmar Oliveira.

Andre Golçaves.jpgAndre Gonçalves e Valdsom Braga

Theo.jpgTheo Becker e Valdsom Braga

Fredy.jpgFreddy Ribeiro e Valdsom Braga

Edmar.jpgValdsom Braga e Edmar Oliveira.

19059093_1416382411783190_8230038028894800993_n.jpgJuíza Regina Rios e Valdsom Braga

Rio Palestra.jpg

Veja o Vídeo!

Tópicos
Carregando, por favor aguarde...
Informática para concursos
Informática p/ Concurso
Matemática Básica
Casa do Cartucho
Matemática e Raciocínio Lógico
Últimas Notícias
23h43 Prefeitura municipal através da secretaria de obras do município realizando serviço em vias públicas 23h39 Corrupção no IDEPI: sobrepreço em obra da Caxé era de R$ 500 mil; veja 23h35 OAB vai tentar derrubar o aumento no preço de combustíveis 23h10 Reunião Banco do Nordeste parceria com a Prefeitura Municipal e Sindicato dos Trabalhadores Rurais 22h57 W.Dias segura a boa aprovação em cidades importantes 22h50 Atendimento medico para as famílias da zona rural do Município de Pedro Laurentino 22h40 Grande Macha para Jesus realizado pelas Igrejas Evangélicas de Pedro Laurentino 22h00 Academia Eugênio realiza 2ª edição do 'Eu treino' em Campo Maior; veja 21h44 Atleta Patoense é Classificada para Final do JEMs 20h06 Simplício Mendes realizou o maior Campeonato de Campo da região 19h00 Lei que cria o Conselho Estadual dos Direitos da População LGBTT é sancionada 19h00 A Cardiologista Dra Ana Alice estará atendendo no Laboratório de Análise Clínicas de S. Mendes 18h04 Festa de Sant'Ana 2017: recorde de público no Corredor da Folia 18h03 Feijão, riqueza do Gurguéia 17h59 SAAE recupera sistemas de abastecimento de água do Bairro Santana e Bairro Mutirão 17h52 Congresso vai analisar MP que cria plano de demissão voluntária para servidores 17h49 Lei para compensar desoneração de ICMS será tema de debate no Senado 17h25 FMS convoca novos classificados em seleção para Acadêmicos de Medicina 17h15 Prefeitura entrega equipamentos para Escolas da Rede Municipal de Ensino 17h11 Justiça determina a reintegração de posse da fazenda de Ciro Nogueira 17h06 Água Branca ganha filial da Clinica COIFE ODONTO 17h01 Ministério da Saúde oferecerá um novo tratamento contra hepatite C; detalhes! 16h55 "A geração brasileira atual vai morrer sem conhecer outro líder e outro estadista como Lula" 16h42 Fundespi e FGV fazem visita técnica no Albertão; parceria privada é ideia 16h38 Lançamento do Livro que conta a História de Alto Longá, Ocorreu hoje.