No interior do Maranhão · 15/08/2014 - 10h17

Acusado de homicídio que ficou 23 anos foragido é condenado a 15 anos de reclusão em júri

Acusado de homicídio que ficou 23 anos foragido é condenado a 15 anos de reclusão em júri


Compartilhar Tweet 1



Em júri promovido na última quarta-feira, 13, pela Comarca de Tutóia, o réu Raimundo da Rocha Barroso foi condenado a 15 anos de reclusão, em Pedrinhas, em regime inicialmente fechado, pelo homicídio de Domingos Pereira de Araújo, ocorrido em 1991. Raimundo esteve foragido desde a época do crime, tendo sido preso em 2013 na cidade de Niterói (RJ). Outro acusado do homicídio, José da Rocha Barroso, irmão de Raimundo, encontra-se foragido. Presidiu o julgamento o juiz Rodrigo Otávio Terças, titular da comarca.

De acordo com o processo, o crime teria sido motivado pela divisa entre dois terrenos no povoado de Buritizinho. Ainda segundo a denúncia, no dia 1º de janeiro de 1991, por volta das 7h30, Raimundo e José, teriam investido contra Domingos e outra vítima, Hélio Oliveira da Silva.