Teens

Sintetizar a erva-coração · 25/10/2020 - 15h01

Pantera Negra: livro revela a missão de Shuri após os eventos de Ultimato

Vale lembrar que ela é a principal cotada para assumir o manto de Pantera Negra


Compartilhar Tweet 1



    Reprodução

Após a morte de Chadwick Boseman, o Pantera Negra, é provável que Shuri, vivida por Letitia Wright, tenha um papel mais importante. As informações são do Einerd.

E isso já era esperado, como foi mostrado no livro Wakanda Files, recém-lançado, que revela detalhes interessantes do Universo Cinematográfico Marvel.

A irmã do Rei T’Challa tem uma missão desde o fim dos eventos de Vingadores: Ultimato.

De acordo com o livro, desde que Eric Killmonger eliminou todas as ervas-coração de Wakanda, Shuri tem se empenhado em tentar sintetizar a substância da planta, que é importante na iniciação do Pantera Negra.

É a erva-coração que lhe confere superforça e outras habilidades, e foi por isso que o vilão acabou com todas elas.

Shuri estaria tentando sintetizar o efeito da erva, utilizando até mesmo compostos a base de vibranium. Ela deve chegar a um efeito próximo em breve e isso deve ser crucial no próximo filme do herói.

Vale lembrar que ela é a principal cotada para assumir o manto de Pantera Negra, como já fez nos quadrinhos, agora que Chadwick Boseman nos deixou.

Sobre o Pantera Negra

Pantera Negra apareceu nos quadrinhos pela primeira vez em 1966, criado pelas mentes geniais de Stan Lee e Jack Kirby.

O personagem é um pioneiro entre os heróis de origem africana e acabou se tornando um ícone de representatividade, tendo sido criado exatamente para isso, inspirado nos ideais dos direitos dos negros nos Estados Unidos e em movimentos comandados por Martin Luther King Jr. e Malcolm X.

T’Challa é o monarca da nação fictícia de Wakanda, um reino localizado na África Central que é desconhecido da grande maioria da população mundial.

Em contraste com a pobreza de muitos países da região no mundo real, Wakanda é rica, próspera e conta com tecnologia de ponta, alcançada pelo desenvolvimento do trabalho com o metal denominado Vibranium.

O rei T’Challa acaba se tornando um defensor de seu país e combatente do crime ao assumir o manto do Pantera Negra, utilizando um traje cheio de acessórios tecnológicos que o tornam um combatente letal.

Ele apareceu pela primeira vez no cinema em Capitão América: Guerra Civil (2016) e ganhou seu filme solo em 2018, um dos mais aclamados do Universo Cinematográfico Marvel, sendo ainda o primeiro da franquia a ser premiado com um Oscar.


Comentários