Teens

Personagem fundamental · 05/12/2019 - 09h08 | Última atualização em 05/12/2019 - 09h18

‘Liga da Justiça’: Zack Snyder iria sacrificar mais um herói no último filme da trilogia

Para quem não sabe, ‘Liga da Justiça‘ foi apenas a primeira parte do que viria a ser uma trilogia do DCEU


Compartilhar Tweet 1



Para quem não sabe, ‘Liga da Justiça‘ foi apenas a primeira parte do que viria a ser uma trilogia do DCEU, e teria como principal vilão o Darkseid, o conquistador de mundos. As informações são do CinePop.

Através de uma publicação em seu perfil do Vero, Zack Snyder deu alguns detalhes sobre seus planos para a trilogia, como a introdução da Tropa dos Lanternas Verdes e dos Novos Deuses, além uma grande guerra contra as forças de Apokolips.

E, em resposta a um fã que o questionou se havia a possibilidade de sacrificar o Batman em algum momento, o diretor confirmou que essa era uma das principais ideias para o último filme da adaptação.

“Então, chefe, eu tenho uma pergunta. Você disse que a ideia original seria sacrificar o Batman em um luta contra o Darkseid, mas você seguiria com essa ideia após os dois primeiros filmes da trilogia?, pergunta o fã.

E Snyder responde: “Sim, esse era o plano desde o início, e seria concretizado no último filme.”

Além disso, Snyder continua fazendo uma intensa campanha para lançar seu ‘Snyder Cut’, e ontem ele divulgou uma foto com algumas caixas do filme junto com uma legenda sugerindo que “o corte do diretor realmente existe”.

O diretor também confirmou aos fãs hardcore que o “corte do diretor” tem mais de 3 horas de duração. A imagem, que você pode ver abaixo, apresenta um tempo de execução – 214 minutos ou pouco mais de três horas e meia.

O “corte do diretor” de Snyder, se algum dia fosse revelado, seria provavelmente a maior mudança de um corte para outro de basicamente qualquer grande filme já lançado. Ao que parece, cerca de 90% do conteúdo do filme de Snyder nunca chegou aos cinemas.

Mesmo quando Richard Donner fez seu corte de ‘Superman II‘ para o mercado de vídeo caseiro 20 anos após seu lançamento original, a diferença estava em algum lugar entre 20 e 30% das imagens.

Confira:

Recentemente, o site Variety publicou que a Warner Bros não está nem um pouco preocupada com o pedido e não pretende lançar o corte nos cinemas e nem em plataformas de streaming, já que finalizar o material editado por Snyder custaria milhões.

Após a repercussão da campanha nas últimas semanas, uma fonte ligada ao departamento de efeitos visuais do estúdio disse que:

“Isso é apenas um sonho e não há chances de acontecer. Investir nesse lançamento custaria milhões à Warner porque o filme não está finalizado. A versão lançada foi um fracasso, e cenas adicionais não mudariam isso, por mais que os fãs estejam otimistas.”

Anteriormente, Danny Elfman, compositor da adaptação, revelou ao JOE que também está descrente sobre o lançamento e afirmou que Snyder não havia concluído as filmagens da adaptação.

“Ele não foi demitido, sabe? Ele deixou a produção no meio do caminho. Então não acredito que há uma versão do diretor, no caso de Snyder, já que Joss [Whedon] veio e completou o que faltava.”

Elfman continuou:

“O problema é que ele não conseguiu finalizar o filme. Então, eu não tenho ideia de como eles fariam esse lançamento. Uma tragédia familiar o forçou a se afastar da produção… Desde então, tudo se tornou uma grande confusão. Tem tanta gente querendo ver o que Snyder pretendia contar, e isso está fugindo de controle.”

De qualquer forma, parece que tanto os fãs quanto o diretor não vão desistir de ver a versão original do longa.

Vale lembrar que os membros do grupo #ReleaseTheSnyderCut continuam com sua campanha pedindo o lançamento da versão idealizada por Snyder.

E aí, será que o movimento ganha força para pressionar o estúdio?


Comentários