Teens

Aberto em 2016 na Justiça · 09/10/2019 - 18h17

Larissa Manoela perde processo por dano moral contra Fabíola Reipert

A família da atriz estava pedindo R$ 200 mil pelo dano causado. 


Compartilhar Tweet 1



O Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu, em 2ª instância, que Fabíola Reipert, 46, não era culpada na ação movida pela família de Larissa Manoela, 18, por dano moral. 

O processo foi aberto em 2016 por conta da veiculação de uma notícia assinada por Reipert de que a atriz e cantora estaria grávida. O texto, de 2015, foi retirado do ar. 

Na primeira instância, a decisão foi favorável à Larissa Manoela. Entretanto, a defesa da colunista entrou com recurso e acabou vencendo em 2ª instância. A família da atriz estava pedindo R$ 200 mil pelo dano causado. 

Procurado, o advogado da colunista disse que não pode se pronunciar sobre o caso sem autorização da TV Record. A emissora não se pronunciou sobre o caso até o fechamento dessa matéria.

Já a defesa de Larissa Manoela contou a reportagem que existe recurso contestando a decisão em 2ª instância e que está sujeito à análise pelo tribunal.

Por Larissa ser menor de idade na época de abertura do processo, a ação segue em segredo de justiça. Procurada, a família da atriz também não se pronunciou até o fechamento da matéria. 

    Reprodução

SAÍDA DE "AS AVENTURAS DE POLIANA"
Larissa Manoela, que tem aparecido em diferentes projetos fora do SBT, afirmou que não estará mais no elenco da novela "As Aventuras de Poliana" (SBT). Conforme já tinha estabelecido com a emissora, a atriz grava as suas cenas como Mirela até o fim de dezembro.

A trama de Íris Abravanel foi estendida para mais um ano de duração -deve acabar apenas em 2021, mas a artista já tinha firmado contratos para um filme de produção original Netflix e outro longa, que deve chegar aos cinemas no ano que vem. Ela grava "Poliana" até 31 de dezembro.

"Essa notícia de que a novela vai se entender surpreendeu a todos. A gente estava já na 'vibe' do fim das gravações e pegou bastante o pessoal de surpresa", afirma.


Comentários