Teens

Presidente da Marvel Studios · 24/02/2020 - 13h09

Kevin Feige revela que quase saiu da Marvel por falta de diversidade

Mark Ruffalo relembra quando o chefão do MCU por pouco não deixou o estúdio durante o primeiro Vingadores


Compartilhar Tweet 1



Kevin Feige, presidente da Marvel Studios, quase deixou o Universo Cinematográfico da Marvel enquanto trabalhava em Vingadores (2012). O motivo foi a falta de diversidade e representatividade na franquia de super-heróis, revelou o ator Mark Ruffalo. As informações são de IGNBrasil.

Em entrevista ao The Independent, Ruffalo, que interpreta Bruce Banner/Hulk desde 2012 nos filmes da Marvel, relembrou uma conversa com Feige em que o chefão do MCU admitiu que ele "poderia não estar" envolvido por muito mais tempo, já que ele planejava conversar com a Disney sobre o motivo de não ter filmes estrelados por super-heroínas.

"Quando fizemos o primeiro Vingadores, Kevin Feige me disse: 'escuta, posso não estar aqui amanhã'", contou Ruffalo. "Ike Perlmutter [maior acionista da Disney na época] não acredita que alguém vá assistir a filmes estrelados por super-heroínas mulheres. Então, se eu ainda estiver aqui amanhã, você saberá que eu venci essa batalha."

Com a batalha claramente vencida por Feige, Ruffalo cita esse momento-chave como um "ponto de virada" para a Marvel, pois desencadeou o impulso no estúdio em direção a mais inclusão e representatividade mais ampla na telona, mudando para sempre o cenário do MCU.

"Kevin queria super-heróis negros, mulheres super-heroínas, super-heróis LGBT", complementou Ruffalo. "Ele mudou todo o universo da Marvel. Agora, temos um super-herói gay vindo pela frente, temos super-heróis negros, super-heroínas mulheres -- Scarlett Johansson tem seu próprio filme a caminho, temos a Capitã Marvel, a Mulher-Hulk está chegando."

Viúva Negra estreia nos cinemas brasileiros no dia 30 de abril. Capitã Marvel 2 está em produção e terá o mesmo roteirista de WandaVision -- a estreia deve acontecer em 2022.

 


Comentários