Jovem covarde · 17/06/2013 - 23h48

Não sabe perder! Jovem é espancada e desmaia após negar beijo

Não sabe perder! Jovem é espancada e desmaia após negar beijo


Compartilhar Tweet 1



Uma adolescente de 15 anos foi espancada por dois homens, na madrugada desta segunda-feira (17), durante a Festa do Peão de Americana (SP), a 133 km da capital paulista.

Os dois, que tinham idades de 23 e 28 anos, encontraram a menor na entrada e tentaram beijá-la, mas ela se recusou. Depois de outro encontro dentro da festa e nova negativa, a menor jogou cerveja no rosto dos dois rapazes que, na saída do evento, partiram para a agressão.

A menina recebeu chutes na cabeça e na barriga e chegou a desmaiar, mas foi levada por guardas municipais a um centro médico e acabou liberada. Os dois foram indiciados e vão responder pelo crime de lesão corporal.

Por volta das 22h de ontem, de acordo com a menor, Danilo Dias Jordão, 23, e Robson Pereira Galvão, 28, aproximaram-se dela e de uma amiga, dentro da festa, pedindo um beijo. Ela recusou-se a beijar os dois e saiu do local onde estava.

Por volta das 23h, ela voltou a encontrar os rapazes, que tentaram novamente beijá-la. Ela recusou, mas informou à polícia que um dos homens se aproximou dela e tentou tocá-la na cintura. Ela deu um tapa nas mãos de um dos rapazes, que segurava uma cerveja. A bebida caiu então sobre o rosto de ambos, molhando também as respectivas camisas.

"Tive medo de ser agarrada e acabei batendo na mão de um deles. Estava desesperada, achei que eles iriam fazer mal pra mim", disse a menor. Os dois reagiram agressivamente e houve tumulto. Com a confusão, a menor e a amiga, que tem 18 anos, saíram do local, sendo que os dois rapazes as perderam de vista.

Por volta da 0h40, no entanto, quando estavam no estacionamento da arena da festa e se preparavam para ir embora, os dois rapazes encontraram novamente a menor. Dessa vez, na versão da vítima, eles não conversaram e já chegaram dando socos na cabeça dela. Assustada, a amiga saiu correndo. "Tomei socos na cabeça e cai. Quando cai, eles começaram a chutar minha cabeça", disse ela no depoimento à polícia.

Alertados pela confusão, dois guardas municipais que estavam trabalhando no evento foram até o local no momento em que as agressões ocorriam.

O guarda Moacir Guilherme Filho, que atendeu a ocorrência, contou que, ao chegar ao local, viu Jordão dando chutes na cabeça da menor. Ao perceber a presença dos agentes, Galvão tentou fugir, mas foi detido. Ambos foram indiciados por lesão corporal.

"Ela estava desmaiada quando chegamos. Fizemos o atendimento e pedimos atendimento médico. A ambulância chegou, fez o atendimento e a levou ao hospital", contou. A jovem permaneceu em observação até a tarde de ontem. Ela foi liberada. Galvão e Jordão foram indiciados e responderão em liberdade. Se condenados, podem pegar até um ano de prisão.


Fonte: Com informações do Uol