Vídeo de sexo na internet -

Caso Julia:Polícia pedirá novo prazo para investigação, 1 mês após morte

Esta terça-feira (10/12) é de lembrança e de saudade para os amigos da jovem Julia Rebeca, que tirou a própria vida aos 17 anos, depois da divulgação de um vídeo íntimo contendo imagens de sexo entre ela, e outros dois jovens. Por se tratar de uma família evangélica, não haverá celebrações religiosas pela memória da jovem, mesmo assim, a estudante já recebe algumas homenagens pelas redes sociais.

Enquanto isso, a polícia continua trabalhando para descobrir quem fez a divulgação criminosa do vídeo com cenas de sexo, apontados como estopim da morte de Julia. "Nós já reunimos todos celulares de possíveis suspeitos, continuamos a colher depoimentos e estamos nesse trabalho junto com a delegacia especializada de repressão a crimes na internet. A perícia nestes celulares está sendo feita, e estamos agora dependendo de provas técnicas”, esclarece o delegado Rodrigo Moreira, que acompanha o caso em Parnaíba.

JULIA FOI A 1º A REPASSAR VÍDEO
E será justamente por conta destas provas técnicas de perícias em celulares, atrás de dados dos usuários junto a provedores de redes sociais como WhatsApp, que será feito o pedido de prorrogação do prazo para a conclusão do inquérito. “Neste momento temos suspeitos preliminares, mas precisamos do resultado destas provas técnicas. Já temos a certeza de que a própria Julia repassou essas imagens a alguns amigos, e basta saber quem, dentre eles, espalhou de forma errônea”, explicou ao 180graus.

OUTROS DOIS JOVENS SÃO VÍTIMAS
O delegado diz que até este momento no inquérito, os outros dois jovens das imagens aparecem apenas como vítimas, mas que a polícia ainda não descartou o possível envolvimento deles na propagação do vídeo. “Ainda não temos indícios sobre isso, os celulares deles foram apreendidos, e estão sendo periciados, mas não podemos ainda descartar que eles não seriam envolvidos”, disse.

SOBRE O CASO JULIA REBECA
A menina de 17 anos, fã da cantora Miley Cyrus, era conhecida pelos amigos como uma pessoa alegre, divertida, mas que dias antes de ser achada morta, vinha demonstrando traços de depressão, principalmente pelo isolamento. Na noite do dia 10 de novembro, Julia foi achada morta dentro do quarto, enrolada no fio da chapinha. Dias depois, descobriu-se que a adolescente deixou cartas endereçadas para o primo, com instruções sobre o que deveria ser feito com suas redes sociais, inclusive com senhas de acesso para todas elas.

CASO GANHA REPERCUSSÃO NACIONAL
A morte de Julia foi destaque não só em dezenas de sites nacionais e revistas de grande circulação pelo país, como também em programas de televisão, como o próprio Fantástico, da Rede Globo, que associou o caso a outros pelo Brasil, como o da jovem Fran, que teve um vídeo de sexo divulgado, supostamente pelo ex-namorado, e acabou virando ‘meme’ na internet. Humilhada, Fran teve de mudar a vida por completo, e chegou até mesmo a pintar os cabelos, na tentativa de escapar do assédio, que é na maioria das vezes, ofensivo.

MÃE DIZ QUE FILHA NÃO DEU PISTAS
Em entrevista por telefone à repórter Neyara Pinheiro, a professora Ivânia Saila dos Santos, pediu que a imagem da sua filha fosse preservada, e que as imagens de sexo da filha deixassem de ser exibidas em respeito a sua memória. Ela comentou ainda que a filha não deu pistas de que pudesse tirar a própria vida.

PISTAS ESTAVAM NAS REDES SOCIAIS
O 180graus analisou, sem caráter cientifico, as postagens feitas pela adolescente, de pelo menos 10 dias antes de sua morte. Julia era apaixonada pela cantora Miley Cyrus, e era sobre ela que Julia falava bastante. No meio disso, tuites que falavam sobre sexo e ainda sobre um “vídeo muito louco”, além de pedidos desesperados por atenção. "Cansei de fingir sorrisos, de fingir que tô feliz quando na verdade por dentro tô despedaçada. Tô arrependida de ter dito te amo pras pessoas. Tchau. Aii, não consigo dormir.. minha cabeça está cheia de abobrinhas. Tô com muita raiva mesmo! Porém ninguém liga. E eu não quero mais a ajuda de ninguém. Um abraço resolveria tdo agora! [sic]”, dizia em uma sequência de tuites.

Fonte: None

Comentários