Videoconferência acontece às 10h -

Sesapi e Sempi realizam webinário sobre enfrentamento à violência obstétrica

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) e a Secretaria de Estado das Mulheres (Sempi) realizam, nesta quinta-feira (16/05), um Webinário em alusão à Semana Estadual de Conscientização e Enfrentamento da Violência Obstétrica no Piauí.

A videoconferência acontece às 10h, com participação da médica obstétrica Maria das Dores. O link para participação é o http://conferenciaweb.rnp.br/sala/maria-a-de-moura-fe.

Para a coordenadora de Saúde da Mulher da Sesapi, Alzenir Moura Fé, é importante refletir e divulgar as informações sobre as boas práticas na assistência ao parto e nascimento.

“A melhor forma de combater a violência obstétrica é a prevenção e a informação. Por isso, em breve, a Sesapi e a Sempi vão lançar uma cartilha sobre violência obstétrica orientando sobre os direitos das mulheres no período de gestação, parto e pós-parto”, afirma.

O que é a violência obstétrica

A violência obstétrica se configura a partir de abusos sofridos por mulheres que buscam por serviços de saúde durante a gestação, na hora do parto, nascimento ou pós-parto. 

Os maus tratos incluem violência física ou psicológica, oriundos de procedimentos desnecessários ou não autorizados pela gestante como abuso físico, sexual ou verbal; discriminação por idade, raça, classe social ou condições médicas; más condições do sistema de saúde, como falta de recursos; recusa na oferta de tratamentos à gestante ou ao bebê e não informar a paciente sobre procedimentos ou desrespeitar a decisão da mesma.

Fonte: Governo do Piauí

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco