Rede estadual -

Sesapi capacita comitês de prevenção de mortalidade materna, infantil e fetal de hospitais

Dados preliminares do Comitê Estadual de Prevenção de Mortalidade Materno, Infantil e Fetal da Secretaria da Saúde (Sesapi) apontam que, em 2023, o Piauí alcançou uma redução de 39,3% na mortalidade materna em relação ao ano anterior. Para fortalecer ainda mais a assistência, a secretaria realizou, nesta quarta-feira (21/02), uma oficina, de forma virtual, para qualificação dos membros dos comitês de prevenção da mortalidade materna, infantil e fetal dos hospitais da rede estadual onde são realizados partos. 

A atividade foi coordenada pelo Comitê Estadual de Prevenção de Mortalidade Materna, Infantil e Fetal, instituído pela portaria nº 5855, de 20 de setembro de 2023. Foram abordados temas que dizem respeito ao aperfeiçoamento das ações do grupo.  

“Essas oficinas são importantes, porque acreditamos que, qualificando e fortalecendo os comitês regionais e hospitalares, será uma forma efetiva de combater os números de morte materna, infantil e fetal”, destacou Arimatéia Santos, presidente do comitê estadual. 

Foto: Governo do Piauí

A programação incluiu, entre outras coisas, a discussão das legislações, definições e atribuições do comitê, o fluxo de declaração de óbito e ficha de investigação hospitalar do óbito materno, infantil e fetal, bem como a abordagem do plano de ação do comitê hospital e sua importância.

“Quando fazemos nossas reuniões periódicas, nos deparamos e discutimos esses óbitos, percebemos a importância da assistência. Primeiro a ambulatorial, pré-natal, mas também a assistência hospitalar para reduzirmos esses números ainda mais”, pontuou o presidente. 

Os comitês hospitalares e macrorregionais atuam na identificação das possíveis causas dos óbitos maternos, infantis e fetais, ajuda na tomada de decisão e verificação dos pontos que precisam de melhorias dentro da rede.

Fonte: Governo do Estado do Piauí

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco