Regionais já se organizam · 02/09/2021 - 12h00

Piauí já prepara a campanha de raiva humana de 2021


Compartilhar Tweet 1



Mesmo não apresentando casos de raiva humana desde o ano de 2013, o estado do Piauí não deixa de fazer seu dever de casa e anualmente realiza a campanha de vacinação antirrábica com qualidade. Em 2021 a campanha já começa a ser trabalhada com os técnicos da coordenação de saúde ambiental da Secretaria de Estado da Saúde entrando em contato com todas as regionais de saúde e iniciado as conversas de organização.

Para este ano, está sendo trabalhada a possibilidade do dia D da campanha acontecer no dia 25 de Setembro. Anualmente o Piauí vem atingindo as metas da campanha de vacinação antirrábica do Ministério da Saúde, com pelo menos 80% da população de cães e gatos vacinados. Francisco de Assis, médico veterinário e técnico da coordenação de saúde ambiental da Sesapi, explica como os trabalhos de mobilização estão sendo feitos nesse momento.

“Estamos entrando em contato com as nossas regiões de saúde para que todos estejam aptos a mais uma vez realizar a campanha com qualidade em todo o nosso estado. Vamos encaminhar os imunizantes para os municípios para que em meados do dia 25 de setembro ou até o início de outubro as aplicações comecem a ser feitas, mantendo o Piauí em uma situação mais protegida contra a raiva e sem registros de casos da raiva humana”, disse o técnico.

Em todas as últimas campanhas antirrábicas realizadas nos últimos anos, o estado vem atingindo a meta de imunização dos animais domésticos.

A última vez que o estado registrou casos de raiva humana foi no ano de 2013 quando dois casos foram confirmados, um em Parnaíba e o outro no município de PIO IX, ambos sendo causados por contato de humanos com animais silvestres.

Francisco de Assis chama a atenção para que a população além de assegurar a vacinação de seus animais domésticos, também tenham cuidado ao entrar  em contato com animais silvestres.

“Os animais silvestres vem sendo os principais transmissores da doença para os humanos, por isso é essencial que as pessoas tenham cuidados e evitem o contato com eles. Caso aconteça algum ataque desses animais é essencial buscar o acompanhamento médico para ter as orientações corretas de como proceder. É preciso lembrar que a raiva humana é 100% letal caso seja negligenciada, por isso é importante buscar logo a assistência médica”, reforça o médico veterinário e técnico da Sesapi.

    Divulgação

 

Comentários