Referência na rede municipal · 15/07/2020 - 07h10

MPPI, CRM e Coren realizam inspeção na Maternidade do Hospital do Promorar


Compartilhar Tweet 1



O Ministério Público do Piauí, a pedido do Grupo Regional de Promotorias Integradas no Acompanhamento à Covid-19 – Eixo Saúde (SUS), realizou, nesta terça-feira, 14 de julho, uma inspeção no Hospital e Maternidade Dr. Olavo Mendes de Carvalho, que fica localizado no bairro Promorar, na zona Sul de Teresina.

O objetivo do trabalho realizado na manhã de hoje foi verificar a área da maternidade em sua estrutura física, as condições de funcionamento, o quadro de profissionais de saúde e os fluxos de atendimento das pacientes. A vistoria foi promovida em parceria com o Conselho Regional de Medicina (CRM-PI) e com o Conselho Regional de Enfermagem (Coren-PI).

    Fonte: MPPI

 

Os representantes do MPPI, do CRM-PI e do Coren foram recebidos pelo diretor-geral da maternidade, Danilo Soares, e pela diretora de enfermagem, Nayla Luane. Os dois gestores explicaram à equipe de fiscalização a forma como ocorre o atendimento das gestantes que chegam à unidade de saúde.

 

A maternidade, segundo os diretores, é referência na rede municipal de saúde para o atendimento de grávidas infectadas com o novo coronavírus. As pacientes são recebidas e testadas, caso seja possível tratá-las na própria unidade, elas ficam internadas. Porém, se o caso for mais complexo, as mulheres são encaminhadas à Maternidade Dona Evangelina Rosa. Atualmente, a maternidade do hospital do Promorar conta com 20 leitos para gestantes, uma sala de estabilização, que foi adaptada de um leito de pré-parto, e dois leitos de UCINCO (Unidade de Cuidados Intermediários Convencionais). O diretor-geral e a diretora de enfermagem afirmaram que não há falta de medicamentos, insumos e de pessoal, uma vez que as escalas estão completas. Eles explicaram ainda que desde março a maternidade tem feito um controle rigoroso das pacientes atendidas na unidade.

 

As informações coletadas na inspeção de hoje serão encaminhadas aos promotores de Justiça do Grupo Regional de Promotorias Integradas no Acompanhamento da Covid-19 - Eixo Saúde (SUS), que adotará medidas para que a FMS promova melhorias na maternidade, com base nos relatórios técnicos elaborados pela equipe de fiscais.


Fonte: MPPI

Comentários