Descobriu o sarcoma -

Jovem descobre câncer raro ao tentar tirar sinal do nariz

Em abril de 2023, Juliana Vilela, uma empresária de 29 anos de São Luís (MA), optou por passar por um pequeno procedimento de cauterização para remover um sinal que havia surgido no centro de seu nariz. Com informações do Metrópoles.

Foto: Reprodução/Metrópoles

No entanto, o processo de cicatrização não transcorreu como o esperado. Após vários exames inconclusivos e a perplexidade dos dermatologistas, seis meses depois, ainda com a ferida aberta, Juliana fez uma descoberta surpreendente e inesperada: estava enfrentando um câncer raro.

"Foi por acaso que uma mulher, passando por mim no mercado, me aconselhou a procurar um hospital especializado, já que ela mesma estava em tratamento para câncer de pele. Foi assim que decidi buscar especialistas em São Paulo", relata Juliana em uma entrevista ao Metrópoles.

Os médicos identificaram que a ferida, na verdade, era um sarcoma, uma forma de tumor sempre maligno e que representa cerca de 1% dos casos de câncer no Brasil, sendo ainda mais incomum o seu aparecimento no rosto.

Os sarcomas afetam as chamadas partes moles do corpo, como músculos, gordura, tendões e ligamentos, e existem mais de 50 tipos de tumores, variando de acordo com a região do corpo e o tipo de tecido afetado.

O câncer pode ou não ser doloroso e geralmente se manifesta por meio de caroços na pele. Em alguns casos, o sarcoma pode causar febre, perda de peso ou falta de apetite.

A batalha contra esse câncer raro começou para Juliana após a remoção do sinal. "Muitas pessoas negligenciam o cuidado com essas manchas e pintas. Eu mesma não teria dado tanta atenção se não fosse algo no meu nariz, bem no centro do rosto. Se não o tivesse removido, nunca teria descoberto o sarcoma", relembra ela.

Mesmo com o diagnóstico, Juliana enfrenta incertezas em relação ao futuro. "Até agora, sinto uma angústia por não saber exatamente como meu rosto ficará após o tratamento. Será necessário realizar cirurgias para reconstruir a cartilagem a partir das costelas. No entanto, tenho recebido muito apoio e amor, o que me dá confiança para seguir em frente", afirma.

Juliana passou por quatro cirurgias oncológicas para remover completamente o sarcoma do nariz e também realizou enxertos de pele da testa para reconstruir o órgão. Atualmente, ela ainda está em fase de recuperação dos procedimentos.

Durante o tratamento, Juliana, que estava noiva, decidiu se casar. "Eu estava me sentindo muito mal. Conhecemos histórias de mulheres que são abandonadas quando ficam doentes. No entanto, meu noivo disse: 'Se você quiser, podemos nos casar agora mesmo'. Em apenas uma semana, organizamos tudo e nos casamos. Tirar fotos, viver esse momento durante o tratamento, tudo isso foi importante para recuperar minha autoestima", conclui.

Fonte: Metrópoles

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco